sábado, 22 de novembro de 2008 | By: Maria Manuel Magalhaes

Livro sobre pintora Maluda foi lançado nos dez anos da sua morte

"Maluda", assim se chama o livro sobre a pintora, dez anos após a sua morte, a 15 de Novembro. Esta monografia de 400 páginas, inclui 500 reproduções de trabalhos da artista, com paisagens, as habituais janelas, retratos, desenhos, cartazes e estudos.

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva escreveu a introdução do livro elogiando a obra da pintora conhecida sobretudo pelas suas janelas.
sexta-feira, 21 de novembro de 2008 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Mulher da minha Vida - António Garcia Barreto [Opinião]

Título: A Mulher da Minha Vida
Autor:
António Garcia Barreto
N.º de Páginas: 352
PVP: 4,90€

Sinopse:
Eneias Trindade, um inspector conceituado, é escolhido para acompanhar a investigação sobre o avião que se despenha nas Azenhas do Mar. Uma missão que irá mudar para sempre a sua vida. O que parecia ser um acidente acaba, após testemunhos sobre a existência de um cadáver e um artigo do Repórter X sobre o despenhamento, por se tornar um complicado caso de polícia. Decidido a descobrir a verdade, Eneias Trindade vê-se envolvido em perigosos jogos de poder e perseguições políticas, é afastado da chefia da polícia e decide mudar de vida tornando-se detective privado. Mas não se afasta do mistério que envolve a queda do avião e da esperança de tentar reencontrar o grande amor da sua vida. Um mistério que envolve um cidadão inglês de duvidosa reputação. Descrições de época, retrato de uma Lisboa ainda popular à beira de se tornar uma cidade onde o medo se vai impondo, num enredo cativante e uma história sobre a esperança de reencontrar um grande amor.

A minha opinião:
Um livro que retrata os anos 30 e o começo da ditadura e da entrada no poder de António Salazar como Ministro das Finanças.
Tudo tem início quando Eneias Trindade é solicitado para comandar a investigação de um aeroplano que caiu, envolto em misteriosas circunstâncias. No entanto, quando começa a descobrir o âmago do acidente e a história que está por trás, o seu superior manda suspender a investigação com a desculpa de que já está tudo investigado e não há nada mais a revelar.
Como Eneias é uma pessoa de convicções fixas, e o que está começado é para levar até ao fim, resolve investigar por sozinho o acidente. Começa a ser seguido pela secreta, polícia política, que o chega, inclusive, a agredir, ameaçando-o para que lhes devolva uma prova que eles tanto andam à procura.
De facto, o autor traça um retrato fidedigno do Portugal daquela época, em que só Lisboa é que interessava, o resto era paisagem, e que o Estado é que comandava. Quando olho para os dias de hoje, apesar de estarmos numa democracia, bem analisado há muita coisa que urge mudar.

Prémio Maria Rosa Colaço atribuído a Margarida Botelho e César Magarreiro

Os escritores Margarida Botelho e César Magarreiro foram os vencedores da 3.ª edição do prémio literário Maria Rosa Colaço 2008, através das obras "Cozinheiras de Livros" e "Ronda Filipina", respectivamente.

João Hoffman e Margarida Araújo vencem Prémio literário Matilde Rosa Araújo

Os autores de "A Ilha dos Guardadores de Aranhas", João Hoffman e Margarida Araújo venceram o prémio Matilde Rosa Araújo de Revelação na Literatura Infantil e Juvenil.

Este livro é o primeiro volume da série "A Lenda da Cidadela", tendo sido atribuído um prémio no valor de 2500 euros. Pela primeira vez distingue a obra de um autor nacional no campo da literatura infanto-juvenil.
quinta-feira, 20 de novembro de 2008 | By: Maria Manuel Magalhaes

National Book Award: já são conhecidos os vencedores

Um dos mais importantes galardões literários norte-americanos, o National Book Award já anunciou os vencedores da edição deste ano.

Os livros "Shadow Country", de Peter Matthiessen,e«The Hemingses of Monticello» de Annette Gordon-Reed, foram os livros escolhidos e retratam sobretudo a história de um assassino em série, e a história de uma família de escravos, respectivamente.

Relativamente à categoria de poesia o vencedor foi Mark Doty com «Fire to Fire» e Judy Blundell arrecadou o prémio na vertente literatura infanto-juvenil com «What I Saw and How I Lied.»

Após um ano, Byblos encerra

Temporariamente indisponível é que se pode ler no site da Byblos, que encerrou hoje as portas.

A maior livraria portuguesa abria há um ano atrás, com inovações tecnológicas, algumas únicas no mundo mas não conseguiu enfrentar a crise económica instalada um pouco por todo o mundo.
segunda-feira, 17 de novembro de 2008 | By: Maria Manuel Magalhaes

Inacreditável

Vi na revista Notícias Sábado do JN e DN que António Lobo Antunes se referiu ao mais recente livro de José Rodrigues dos Santos “A vida num sopro” como «uma grande m…” Em entrevista, e citado pela Lusa, Lobo Antunes referiu ainda ficar «assombrado com pessoas que escrevem livros em dois meses».

Que o escritor António Lobo Antunes, o qual admiro, fique assombrado pela rapidez com que se escrevem livros não discuto, mas estar a classificar livros de seus ‘colegas’ como bons ou maus, acho que não lhe fica tão bem. Aliás, se Lobo Antunes não gosta de ‘certos’ livros, simplesmente deixe na ‘beira do prato’. Mas com uma tão baixa percentagem de leitores que ainda existem no nosso país, penso que é melhor ler livros, mesmo que no entender do escritor sejam menores, do que simplesmente não os ler.

A Anatomia do Segredo – Leslie Silbert [Opinião]

Título: A Anatomia do Segredo
Autor:
Leslie Silbert
N.º de Páginas: 336
PVP: 18,92€

Sinopse:
Londres 1953: Dias antes do seu assassinato, o sedutor Christopher Marlowe goza um enorme sucesso como dramaturgo. Rival de Shakespeare, conhece o sub-mundo de Londres como a palma da mão. Nova Iorque, actualidade: Kate Morgan é uma jovem encantadora que trabalha numa agência com ligações à CIA. Contratada pelo milionário Medina para desvendar o mistério de um tomo escrito há mais de 400 anos, Kate envolve-se numa intriga que a leva dos Estados Unidos a Inglaterra, da Tunísia a Itália, na busca de uma perigosa verdade. As páginas amareladas do manuscrito começam a desvendar os seus segredos… e o que fará com que séculos mais tarde ainda leve alguém a matar?

A minha opinião:
Livro interessante que me levou a conhecer o dramaturgo Marlowe do qual nunca tinha ouvido falar. No entanto, o número excessivo de personagens que autora nos brinda faz com que, por vezes, me perdesse na sua leitura. Não deve ser por mero acaso que no início do livro esteja uma lista com as personagens do antigamente, e as do tempo actual.

Marlowe (sec. XVI) como Kate (sec. XXI), ambos espiões guardam um segredo que se prende com a traição à rainha Isabel, mas que são eles próprios atraiçoados pelas pessoas que lhe estão mais próximas. Ambos têm destinos completamente diferentes: na história Marlowe simula a sua morte enquanto que Kate prepara uma emboscada para o seu inimigo.

Segundo dados da wikipédia Christopher Marlowe (26 de Fevereiro de 1564 – morto em 30de Maio de 1593) foi dramaturgo, poeta e tradutor inglês, e viveu no Período Isabelino. É considerado o maior renovador da forma do teatro do período com a introdução dos versos brancos, estrutura que será empregue por Shakespeare).

Especula-se que Marlowe tenha agido como agente secreto para Francis Walsingham. Segundo o depoimento dos seus assassinos Christopher Marlowe foi morto ainda jovem numa discussão de taberna em Maio se bem que não se tenha a certeza do que aconteceu naquela tarde de 1593.

As peças de teatro que o autor escreveu foram das mais diversas como “Dido, Rainha de Cartago”; “Tamburlaine”; “Tamburlaine, Segunda Parte”; “O Judeu de Malta”; “O Massacre em Paris”; “Eduardo Segundo”; “Doutor Fausto”; “Hero e Leandro” (a peça inacabada) e na qual se centrou o livro “A Anatomia do segredo”