sexta-feira, 27 de março de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Asa lança blogue dedicado à língua portuguesa

Português em Dia é um blogue inteiramente dedicado à língua portuguesa, onde o cibernauta poderá encontrar respostas para as suas dúvidas, estar convenientemente actualizado e usufruir de recursos importantes para as suas aulas.

Com diversas categorias como Actualidade, Agenda, Dúvidas de Português, Literatura Portuguesa e Novo Acordo Ortográfico.

Em Ensinar Português poderá sempre encontrar documentos que ajudarão a lidar com as dúvidas e mudanças que vão surgindo na Língua Portuguesa.

Em Dúvidas de Português pode descobrir a diferença entre “se não” e “senão”. Quando é que o “mos” leva hífen ou não.

Um blogue muito interessante que nos ajuda a conhecer mais e melhor a língua portuguesa. Pode vê-lo através do endereço: http://portuguesemdia.asa.pt/

Livros Colecção Sábado

A revista Sábado vai continuar com a colecção Biblioteca Sábado que edita, assim, grandes nomes da literatura mundial. Livros a 1€ que valem mesmo a pena. Aqui vai a lista e um pequeno resumo:

16 Abril - Plano Infinito, de Isabel Allende
O protagonista deste épico e intimista romance, Gergory Reeves, é um gringo que se fará a si próprio no mundo dos hispanos da Califórnia, e que encarna muitos dos defeitos e virtudes da nossa sociedade. Ao longo do livro, o leitor vai encontrar-se com os sentimentos de marginalização social e do racismo, com a paixão da actividade política, com os contrastes entre opulência e pobreza, com a patética realidade da guerra do Vietname, com a experiência da evolução do conceito de família, com a incessante busca e vivência do amor... que ao mesmo tempo leva Gergory Reeves ao seu pessoal Plano Infinito, intuído na sua infância quando o pai pregava.Mais uma grande criação literária de Isabel Allende que, a partir de um início brilhante, vai manter no leitor, um constante interesse, até um final tão revelador, quanto surpreendente.


23 Abril - As Noites das Mil e Uma Noites, de Naguib Mahfouz
Este romance começa precisamente onde acabam "As Mil e Uma Noites". O sultão, depois de ter ouvido, durante quase três anos, as histórias de Xerazade, decide casar-se com ela. Todos crêem que, graças à sua habilidade como contadora de histórias, Xerazade salvou a vida e semeou o amor e a piedade no coração do sultão, pelo que, daí por diante, a paz e a harmonia reinarão no país. Contudo, a mudança foi apenas superficial e o sultão, afinal, continuou a desconhecer a compaixão, o amor e a justiça, mantendo-se um homem poderoso, mas sem consciência. Como elevar a sua alma e ressuscitar-lhe a consciência? Só através de uma série de acontecimentos dilacerantes que lhe ensinarão o verdadeiro sentido do poder... Em As Noites das Mil e Uma Noites, toda a narração é uma alegoria rica de magia, de pormenores, do fantástico mundo árabe antigo e contemporâneo, com todos os seus conflitos políticos e religiosos. Nas próprias palavras do grande autor egípcio, As Noites das Mil e Uma Noites "é do mais importante que escrevi em toda a minha vida; nele se misturam a tradição com a modernidade, a realidade com a lenda".

30 Abril - Sem Sangue, de Alessandro Baricco
“Sem Sangue" é uma história vibrante e rica de sugestões que sonda a profundidade da alma humana. Os protagonistas são figuras perdidas no tempo e no espaço, carrascos e vítimas de uma guerra indefinida que, como todo o conflito da história da humanidade, desperta as paixões e os instintos mais recônditos.

7 Maio - Herzog, de Saul Bellow
Saul Bellow, Prémio Nobel da Literatura em 1976, nasceu no Canadá em 1915 e cresceu em Chicago. Frequentou as Universidades de Chicago, Northwestern e Wisconsin, e graduou-se em Antropologia. Foi professor nas Universidades de Princeton, Nova Iorque e Minnesota. É membro de várias Academias e recebeu muitos outros prémios e distinções. Em 1984, o presidente Mitterrand nomeou-o Comendador da Legião de Honra. Em 1990 foi agraciado com o National Book Foundation Medal, pela sua contribuição para as letras americanas.

14 Maio - Terra de Neve, de Yasunari Kawabata
Terra de Neve é a história de um amor de perdição passado no meio da edsolada beleza da costa oeste do Japão, uma das regiões mais nevosas do mundo. É aí, numas termas isoladas de montanha, que o sofisticado Shimamura conhece a geisha Komako, que se entrega a ele sem remorsos, sabendo de antemão que a sua paixão não pode perdurar.

21 Maio - O Talentoso Mr. Ripley, de Patricia Highsmith
Obra galardoada com o Prémio Edgar Allan Poe. Patricia Highsmith é a grande criadora do romance policial psicológico e Tom Ripley é o personagem de referência da sua obra, um dos mais "negros" do policial do pós-guerra, "um homem que não reconhece a culpa em qualquer circunstância", segundo as palavras da escritora. Por isso ela lhe dedicou toda uma série de livros, que começa justamente com "O Talentoso Mr. Ripley"...

28 Maio - A Luz, de Stephen King
Jack Torrence viu no Hotel Overlook uma oportunidade de vida. Wndy, sua mulher, uma tênue possiblidade de preservar a união familiar. E Danny?; Danny, que fora abençoado ou amaldiçoado com um extraordinário dom, teve visões horripilantes que transcendiam a compreensão do rapazinho que ele era. Presentiu o Mal oculto no interior dos cento e dez quartos vazios de Overlook. O Mal que só estava à espera deles.

Porto Editora lança blogue

Já está on-line o novíssimo blogue de Escrita Criativa da Porto Editora, dedicado à disciplina em questão e ao trabalho de Pedro Sena-Lino enquanto formador. Para além de uma área central, com actualizações regulares, o blogue conta ainda com informações sobre a matéria, o autor e respectivos livros e cursos (há uma área de “Agenda”).

O endereço é http://escritacriativa.portoeditora.pt.

Fundador da Companhia do Eu, escola de escrita criativa, mas também ensaísta, poeta e investigador, Pedro Sena-Lino publicará, nos próximos meses, o seu primeiro romance pela Porto Editora.

O objectivo da Porto Editora e do autor é o de criarem um repositório de informações ligada à escrita criativa acessível a todos na Internet, com base nos títulos recentemente publicados: Curso de Escrita Criativa I – Criative-se: usar em caso de escrita e Curso de Escrita Criativa II – Uma Costela de Quem?
Para além dos dois manuais de escrita criativa, Pedro Sena-Lino coordenou, para a Porto Editora, o volume “Contos Policiais”, que terá dois sucedâneos noutras áreas em breve, e prepara-se para publicar o seu primeiro romance no mês de Maio, também pela Porto Editora.
Interessante é, também, saber o que diz o autor da escrita criativa em Portugal:
"A escrita criativa em Portugal precisa ainda de passar a ser mais frequente e marcante na
vida cultural, ou seja, como laboratório de ideias e território privilegiado de comunicação com
a leitura e a criatividade. Creio que a escrita criativa pode mudar o conceito endeusado e
homiliático de escritor em Portugal, em que ninguém lê os colegas, ninguém os ouve,
ninguém se sente parte de um todo que é uma literatura a pensar e a criar um país. Os meus
alunos sentem que aprendem a escrever e a ouvir, a corrigir os outros e a melhorar com isso."

O blogue
Para além de uma área central, com actualizações regulares, o blogue conta ainda com informações sobre a disciplina, o autor e respectivos livros e cursos (há uma área de “Agenda”).
Este blogue quer ser uma mínima amostragem da grande comunicação que se instala nas aulas dos cursos de Escrita Criativa Porto Editora/Companhia do Eu.
Uma das partes inovadoras do blogue é um espaço para a publicação de textos de alunos dos cursos ministrados por Pedro Sena-Lino. Esses textos poderão ser exemplificativos do talento de cada um dos formandos, mas serão, sobretudo, aplicações das ferramentas que os livros e os cursos transmitem.

Curso de Escrita Criativa I e II
Os dois livros são complementares e as respectivas características antevêem-se, desde logo, pelos títulos: Curso de Escrita Criativa I – Criative-se: usar em caso de escrita e Curso de Escrita Criativa II
– Uma Costela de Quem?. O primeiro é um manual que pretende acabar com a “tortura” da página em branco e com o receio da falta de imaginação. Já o segundo constitui um guia para a construção de personagens, uma das categorias essenciais em qualquer narrativa.
Pedro Sena-Lino alicerça os dois livros em dez anos de experiência como formador na área, durante os quais orientou mais de 500 alunos.

O Autor

Pedro Sena-Lino nasceu em Lisboa, na Páscoa de 1977.
Licenciou-se em Estudos Portugueses na Universidade Nova de Lisboa, onde concluiu o Mestrado em Literaturas Românicas sobre José Régio.
É investigador do projecto "Portuguese Women Writers" (FCSH / UNL).
Desde 2000, é formador em Escrita Criativa, tendo sido já responsável por mais de cem actividades de formação.
Fundou a Companhia do Eu, escola de escrita criativa, de que é Director, em 2005, ministrando
vários cursos por si desenhados e orientados: escrita criativa, oficina de personagens, oficina de
ficção, oficina de conto, auto-biografia.
Ensaísta e poeta, publicará o seu primeiro romance pela Porto Editora, ainda em 2009.

Título: Curso de Escrita Criativa I Título: Curso de Escrita Criativa II
Autor: Pedro Sena-Lino Autor: Pedro Sena-Lino
N.º de Págs.: 128 N.º de Págs.: 112
PVP: 14,90 € PVP: 14,90 €
quinta-feira, 26 de março de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Porto Editora lança Uma Longa Viagem com José Saramago


Um retrato surpreendente, uma peça imprescindível para conhecer melhor a vida e a obra de um grande escritor português.

Uma Longa Viagem com José Saramago, de João Céu e Silva, chega às livrarias e promete surpreender os muitos milhares de leitores que o seguem.

José Saramago, na primeira pessoa do singular

João Céu e Silva apresenta um retrato surpreendente do escritor mais traduzido, e mais lido, no estrangeiro

Sem tabus. Sem reticências. Eis José Saramago, como nunca antes retratado.

Uma Longa Viagem com José Saramago, da autoria de João Céu e Silva, é o resultado de dezenas de horas de conversas, realizadas ao longo de dois anos, e tendo como cenários o Bairro do Arco do Cego, Azinhaga, Mafra e Lavre, sem esquecer Lanzarote. Um livro escrito ao ritmo de uma entrevista em discurso directo, como deve ser quando se procura desvendar o outro lado de um escritor lido por muitos milhares de leitores.

Nesta grande conversa, José Saramago liberta-se de todas as amarras e responde a todas as questões colocadas por João Céu e Silva, mesmo as que entram na esfera mais pessoal do escritor. O seu percurso literário, as suas opiniões sobre Portugal e o mundo, o seu relacionamento com Pilar Del Río, tudo foi falado, tudo está registado neste livro. Não menos interessante é o facto de todas essas respostas serem comentadas por 24 personalidades, todas elas com presença marcante na vida de José Saramago, como Zeferino Coelho, José Carlos Vasconcelos, José-Augusto França e a própria Pilar del Río.

Uma Longa Viagem com José Saramago estará nas livrarias nos próximos dias e será apresentado a 24 de Abril por Ricardo Araújo Pereira, num evento em que estará presente José Saramago. Mas certamente será, a partir de agora, uma peça imprescindível para conhecer melhor a vida e obra de um grande escritor português.


Sinopse

José Saramago, Prémio Nobel da Literatura em 1998, é certamente o escritor português mais traduzido, e mais lido, no estrangeiro. E, no entanto, talvez não seja tão profundamente conhecido no seu próprio país como seria de esperar. Portugal reconhece-o pelos livros que escreveu e que surpreenderam muitos milhares de leitores, mas desconhece-o porventura em muito da sua intimidade e até do seu pensamento. Durante as dezenas de horas de conversas sem tabus de que resultou Uma Longa Viagem com José Saramago, procurou-se ir além de algumas verdades feitas sobre o autor que reinterpreta o Evangelho, que optou pelo exílio ou que profetiza a inevitabilidade da União Ibérica.
As respostas de José Saramago foram analisadas por vinte e quatro outros entrevistados, que comentam as suas declarações e a sua prática da escrita, tudo isto num cenário de reportagem dos lugares por onde a sua vida passou e de investigação e análise da sua obra.
Há palavras nunca ditas e outras reditas sob o olhar da actualidade. Sem reticências, como compete a quem durante tão grande conversa começou e acabou um novo livro, e a meio achou que não teria mais vida para terminar o desafio de se revelar num diálogo pouco habitual por tão extenso.
Uma Longa Viagem com José Saramago será, a partir de agora, uma peça imprescindível para conhecer melhor a vida e a obra de um grande escritor português.


Sobre o autor: João Céu e Silva

João Céu e Silva nasceu em Alpiarça, em 1959, licenciou-se em História durante os anos em que viveu no Rio de Janeiro e é, desde 1989, jornalista do Diário de Notícias. Publicou um livro de viagens (Caravela Tropical) e um romance (28 Dias em Agosto). Uma Longa Viagem com José Saramago é o terceiro volume de uma série que pretende fazer o retrato biográfico de alguns portugueses ilustres, através de uma longa entrevista e dos testemunhos de quem os conheceu. Foram já publicados: Uma Longa Viagem com Álvaro Cunhal (Edições ASA, 2005) e Uma Longa Viagem com Miguel Torga (Edições ASA, 2007).

Título: Uma Longa Viagem com José Saramago | Autor: João Céu e Silva

N.º Págs.: 416 | PVP: 19 € Preço | WOOK.pt: 17,10 €


Pode ainda ver excerto do livro aqui

terça-feira, 24 de março de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Evocação - A Minha Vida com Che Guevara – Aleida March [Opinião]


Sinopse: Mais de quarenta anos após a morte de Che Guevara, a sua viúva Aleida March oferece-nos uma perspectiva única, plena de ternura, da vida ao lado de um dos maiores símbolos revolucionários do século XX, ao longo de batalhas, acções políticas, viagens clandestinas e episódios familiares. Das suas memórias, que agora se publicam, fazem parte documentos inéditos – fotografias, cartas, apontamentos, poemas – que nos revelam não só o seu mundo fascinante e perigoso, mas também o seu lado mais íntimo e desconhecido. Retrato apaixonado e esclarecedor, A Minha Vida com Che é ao mesmo tempo a história de um mito e de um amor absoluto.

Excertos
"Todo o povo estava pronto a acabar de vez com a ditadura, que se encarniçava dia a dia contra os melhores dos seus filhos, os jovens. As eleições mal-amanhadas, que tinham sido marcadas para 3 de Novembro, eram alvo de repúdio. A ofensiva revolucionária das montanhas, apoiada pelas forças das cidades, a planície, tornava imparável o avanço para a vitória."

"É justo afirmar que nesse tempo a maioria de nós carecia de correcta formação política e que os preconceitos contra o comunismo estavam presentes em quase todos, e é claro que eu não era excepção".

"Transformávamo-nos numa máquina pronta para o combate como único objectivo, com a vantagem de sermos conduzidos por um homem capaz de desfazer qualquer dúvida, com a sua segurança e o seu apoio inquebrantáveis. Assim crescia em mim uma admiração que, com o tempo, foi transcendendo as relações afectivas que, seguramente, começaram a despontar nessa época."

"Vi ascender aquele homem que tinha conhecido em circunstâncias diferentes e vi-o renovar-se de dia a dia com brio, injectados pelo espírito que só os que possuem o dom da entrega sem limites são capazes de manifestar. Creio, sinceramente, que o Che era um homem em permanente crescimento".

"O meu caminho está traçado, só a morte me fará parar.”

Este terceiro volume da colecção Marcas do Tempo é preenchido de relatos da vida de Che Guevara através da visão da sua segunda mulher Aleida March, que em 1958 o conheceu o num encontro na serra do Escambray. A coisa que mais impressionou Aleida quando viu pela primeira vez Che foi o seu olhar, mais propriamente o modo como olhava. Foi aí que começou a interessar-se cada vez mais pelo revolucionário até que passou a ser sua secretária pessoal. Mais tarde acabaria por se casar com ele.
A poesia representava para Che uma das mais belas formas de expressão.
O livro está repleto de relatos, enriquecidos com imensas fotografias de Aleida e Che, assim como dos seus amigos mais próximos e família mais chegada.
Além disso, a obra fica ainda mais interessante com as cartas que Che escrevia à mulher, cheias de romantismo, comprovando que aquele era um casal unido, e com o mesmo objectivo: criar direitos iguais para todos e procurar uma vida melhor para toda a gente.
Apesar desta temática não ser a que mais gosto (Che Guevara e Cuba nunca me fascinaram) acabei por me surpreender com a leitura deste livro. Apesar de relatar as principais lutas de Guevara e restante equipa, mostra um outro lado do combatente. Um lado que partilha com a sua companheira de luta, que mais tarde vem a ser sua mulher; e o lado de pai extremoso que, apesar de se transformar num pai um pouco ausente, nunca se esquece dos seus rebentos e dedica-lhes sempre um gesto de carinho nas cartas que escreve à sua mulher quando está longe. Um livro cheio de ternura, que mostra o amor entre dois seres que lutam com o mesmo fim. A não esquecer.
Sobre a autora
Aleida March nasceu em Cuba em 1937 e foi a segunda mulher de Che Guevara, com quem viveu oito anos e de quem teve quatro filhos. Licenciada em Pedagogia, Aleida sentiu desde cedo o apelo político, participando em várias acções armadas e terroristas para sabotar o governo cruel e déspota que governava Cuba.
segunda-feira, 23 de março de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidades Ministério dos Livros

A minha vida dava um livro

Género: Sem género

Pginas: 160

Preço: € 6,95

Você é o autor. Seja irreverente e compre um livro diferente! Este é o lema de um livro absolutamente em branco, onde cada um pode ser o autor da história, ou mesmo da do vizinho... Cada um pode usá-lo como bem entender, para fazer rascunhos, assentar ideias, escrever o seu primeiro romance ou ainda... simplesmente para oferecer a alguém pela simples piada de ser... em branco!

Os dias do Amor - Um poema para cada dia do ano – Inês Ramos

Género: Poesia

Páginas: 436

Preço: € 14,90

365 vozes que se erguem em 365 poemas de amor em todas as formas, em várias nacionalidades, um para cada dia do ano. Desde Shakespeare, Hölderlin, Edgar Allan Poe, entre outros, a poetas portugueses contemporâneos como Ramos Rosa, Vasco Graça-Moura, Sérgio Godinho, Alice Vieira, entre muitos outros, unidos para celebrar o Amor.

A Vida Dramática dos Reis de Portugal – José Brandão

Género: Ensaio histórico

Páginas: 304,

Preço: € 18,95

Esta é a História de Portugal contada de modo diferente. Diferente porque é uma selecção descomplexada de alguns dos piores factos que a História regista. Diferente porquanto ousa apresentar como abomináveis alguns dos maiores vultos que marcaram o tempo histórico de Portugal. Através dos trinta reis e das duas rainhas, que nasceram portugueses e estiveram à frente dos destinos de Portugal durante quase oito séculos, mostra-se o lado menos reluzente do trajecto histórico de uma velha Nação castigada por tragédias que teimam em perseguir o seu destino. É uma história que começa com um rei que luta contra a mãe numa batalha em S. Mamede e termina com outro rei que vê matarem-lhe o pai num atentado no Terreiro do Paço. A Vida Dramática dos Reis de Portugal põe a nu as grandes polémicas, intrigas, traições e crimes na vida dos reis e rainhas portugueses narradas com a frieza de toda a verdade exposta no desenrolar histórico.

Hitler - O Sonho do Fuhrer, O Pesadelo do Mundo - Giulio Ricchezza

Género: Biografia Histórica

Páginas: 464,

Preço: € 26,00

Este livro traça a vida do ditador nazi sem omitir um único pormenor do seu comportamento, a fim de "espremer" ao máximo o seu herói para extrair a maior parte possível de verdade histórica e humana. O leitor é arrastado num perpétuo vaivém entre os anos em que o Führer, no apogeu do poder, não tarda a encontrar-se à beira do abismo que ele próprio criou, e aqueles em que jovem, azedo, transformado em demagogo com com poder absoluto, fornece, pelos seus actos, palavras e escritos, algumas das chaves psicológicas que permitem compreender melhor as profundas motivações que animaram a sua tumultuosa existência. Estas pontes lançadas sobre os anos decorrentes entre a idade madura e a adolescência de Hitler, entre a época em que ele preside aos factos bárbaros de uma ditadura triunfante e aquela em que não passa de um obscuro agitador político, entre o desabamento apocalíptico do Terceiro Reich e a Lenta desintegração da República de Weimar, iluminam um período que, tanto para a Alemanha como para o resto do mundo, ficará para sempre como um dos mais funestos da história.

Na compra de 2 títulos à sua escolha, o Ministério dos Livros oferece-lhe a novidade “A minha vida dava um livro”


Livros gratuitos no novo site da Presença


A Editorial Presença renovou o seu site e através de uma iniciativa bastante apelativa está a oferecer uma oferta de 100% em conta-cliente. Logo, quanto mais compras o leitor fizer, será creditado na respectiva conta que poderá ser descontada a partir de 30 de Março.
domingo, 22 de março de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Avenida Paulista editado no Brasil

Na próxima semana, será lançada a edição brasileira do livro de crónicas Avenida Paulista, de João Pereira Coutinho, pela editora Record.

Com uma nova capa, esta edição proporciona aos leitores brasileiros uma compilação, seleccionada pelo autor, das suas crónicas mais controversas e ácidas, publicadas no jornal Folha de S.Paulo entre 2005 e 2008.