sexta-feira, 14 de agosto de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Uma Aventura na Amazónia - Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada [Opinião]

Título:Uma Aventura na Amazónia
Autor:
Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada
Editora: Editorial Caminho
P.V.P.: 5,49€

Sinopse:
Vai realizar-se em Manaus um congresso médico e a agência de viagens onde trabalha a mãe das gémeas é que está a organizar o evento. Por isso, a Teresa, a Luísa e o Pedro vão poder acompanhar as respectivas mães à Amazónia! Será que o Chico e o João desta vez ficam em casa? Ou vão poder desfrutar todos juntos do esplendor da maior (e mais fantástica!) floresta do mundo?
Uma aventura grandiosíssima no lugar mágico do encontro das águas, com botos, sucuris, pirarucús e uacaris à mistura!

A minha opinião
Num ataque saudosista decidi adquirir este último livro da colecção Uma Aventura e posso dizer que a escrita de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada me continua a surpreender. Não vou dizer que este é o melhor livro de Uma Aventura, mas gostei bastante das peripécias pelas quais passaram as gémeas, João, Pedro e Chico, desta vez sem os seus amados cães, por terras brasileiras. Escolhi esta aventura na Amazónia porque talvez seja dos locais que gostaria de visitar, apesar de ter um imenso pavor a répteis e insectos. Mas acho que a beleza da região, me iria fazer esquecer esta minha fobia. Do Brasil apenas conheço Porto de Galinhas, localidade pitoresca, com gente acolhedora e que me impressionou deveras. De tal forma que sinto o desejo dela voltar um dia.
Nesta aventura, os jovens portugueses vão defrontar-se com uma situação de tráfico de animais, infelizmente muito frequente na Amazónia, que na sua maioria são vendidos para jardins zoológicos asiáticos e europeus, ou então para pessoas com dinheiro que desejam ter esses animais em casa. O problema é que muitos desses animais estão em vias de extinção. Durante a sua estada vão conviver com uma tribo de índios e vivem aventuras emocionantes. Acho que vou continuar a comprar mais livros destes para terminar a colecção começada há muitos anos atrás e que poderá servir como base de leitura para o meu rebento que vem a caminho.
quinta-feira, 13 de agosto de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Passatempo A Sombra da Águia


O blogue Marcador de Livros, em conjunto com a Porto Editora, tem para oferecer 1 exemplar do livro de Arturo Pérez-Reverte, A Sombra da Águia (disponível a partir do dia 20 de Agosto). Para tal, basta responder correctamente às seguintes questões:

1 – Quando é que foi publicado A Sombra da Águia nas páginas do El País?
2 – Em que ano decorre a história, baseada num acontecimento real?
3 – Em quantos idiomas está traduzida a obra do escritor espanhol?
Regras do Passatempo:
- O passatempo decorre até às 23:59 do dia 20 de Agosto.
- Para participarem terão de enviar um email para marcadordelivros@gmail.com com as respostas, juntamente com os seus dados pessoais (nome e morada).
- Os premiados serão sorteados aleatoriamente e o nome dos vencedores será publicado neste blogue e os mesmos serão avisados por email.
- Só serão permitidas participações a residentes em Portugal e apenas uma por participante e residência.

Sinopse:
A Sombra da Águia, do espanhol Arturo Pérez-Reverte – um extraordinário relato da conquista napoleónica narrado por um soldado espanhol que, como todos os seus compatriotas, detesta o pequeno imperador gaulês.Publicado em 1993 nas páginas do El País sob a forma de folhetim, A Sombra da Águia, até hoje inédita em Portugal é, na sua aparente simplicidade, uma das obras que melhor espelha o virtuosismo literário do seu autor.A história é baseada num acontecimento real: em 1812, durante a Campanha da Rússia, num combate adverso para as tropas napoleónicas, um batalhão de antigos prisioneiros espanhóis, alistados à força no exército francês, tenta desertar, passando-se para os russos. Interpretando erroneamente o movimento, o Imperador encara-o como um acto de heroísmo e envia em seu auxílio uma carga de cavalaria que terá consequências imprevisíveis.Ao mesmo tempo divertido e trágico, A Sombra da Águia revela-nos uma visão mordaz e descarnada da guerra e da condição humana. Uma pequena pérola com a assinatura do mais importante escritor espanhol da actualidade.

Sobre o autor
Arturo Pérez-Reverte nasceu em Cartagena (Espanha) em 1951. Depois de ter feito carreira como jornalista, nomeadamente como repórter de guerra, durante 21 anos, dedicou-se à literatura e tornou-se no escritor espanhol mais lido no mundo, estando já traduzido em 34 idiomas. É autor de uma extensa obra, quase toda traduzida em Portugal, com frequência adaptada ao cinema. Desde 2003 é membro da Real Academia Espanhola.

A Pipoca mais Doce - Ana Garcia Martins [Opinião]

Título: A Pipoca Mais Doce
Autor: Ana Garcia Martins
Editora: Oficina do Livro
Edição: 1.ª
P.V.P.: € 12,50
N.º Páginas: 212

Sinopse:Pensamentos e segredos da rapariga mais invejada de Portugal. Se a vida é complicada para o mundo em geral, imagine-se para uma mulher que ainda não chegou aos trinta e já tem de lidar diariamente com problemas tão profundos como saber que sapatos calçar. Ou como aturar homens que começam a escrever o testamento mal atingem uns míseros 36,4º de febre, ou, ainda, como exterminar a celulite sem pôr os pés num ginásio. Mais? Sobreviver à pergunta «então e tu?» em todos os casamentos de familiares e amigos. Passar por cima de um desgosto amoroso, daqueles de caixa à cova, conseguir viver com um salário "mileurista" (quem não souber pode sempre ir ao Google e pesquisar), ser benfiquista e tentar não ter um ataque de nervos. "A Pipoca mais Doce" trata todos estes temas por tu, com relatos na primeira pessoa de uma mulher igual a tantas outras. O que nem sempre é fácil, Mas às vezes é muito divertido.

Sobre a autora:
Ana Garcia Martins nasceu em Lisboa num friorento dia de Janeiro, no início dos anos 80. Licenciou-se em Ciências da Comunicação, na Universidade Nova de Lisboa. Trabalhou no jornal A Capital, é actualmente jornalista da revista Time Out Lisboa e colabora em diversas publicações (jornal i, 24 Horas e Lux-Frágil).Há cinco anos lançou o blogue A Pipoca Mais Doce (apipocamaisdoce.blogspot.com), que se tornou um dos blogues mais visitados e que muito recentemente lhe deu o título de «Mulher mais invejada de Portugal». E sim, confessamos, porque o público pediu e a crítica elogiou, A Pipoca Mais Doce chega agora a livro.

A minha opinião:
Depois da sinopse não há muito mais para dizer deste livro. A Pipoca Mais Doce é um livro divertidíssimo, que partiu de um blogue (http://www.apipocamaisdoce.blogspot.com/) para as prateleiras de qualquer livraria e hipermercado.
Um livro que fala das mesmas irritações que qualquer jovem de vinte e muitos ou trinta e poucos anos tem no seu dia-a-dia. O facto de a maioria dos homens «não passar um bocadinho de papel higiénico pelo seu dito-cujo quando acabam de se aliviar»; o chico-espertismo dos homens a conduzir (confesso que nesta parte soltei imensas gargalhadas); a ida ao Mcdonald’s e pedirem sempre dois hambúrgueres, os homens claro; o facto de as ex-namoradas do nosso namorado serem sempre muito giras (com esta também me diverti imenso); entre muitas outras.
Um livro que jovens nas casas dos vintes e trintas (as dos trintas ainda são jovens, pelo menos eu sinto-me assim) vão querer comprar de certeza.
quarta-feira, 12 de agosto de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Gailivro lança “O Nome do Vento” em Setembro

“O Nome do Vento”, é romance de estreia de P. Rothfuss e primeiro livro da trilogia “A Crónica do Regicida”. P. Rothfuss é um autor de excepção e de uma fantasia épica que tem reunido os maiores elogios de críticos, livreiros e leitores. Best-seller do The New York Times, com direitos de tradução vendidos para 26 países, vencedor do Prémio Quill para o melhor livro de literatura fantástica, e considerado pela Amazon como uma das “dez jóias ocultas” de 2007, “O Nome do Vento” é a próxima grande aposta da Gailivro neste género.
Um trabalho ficcional, na linha de uma Ursula K. LeGuin, de um George R. R. Martin, ou mesmo de um Tolkien, como muitos já afirmaram.
Consagrando, desde já, Patrick Rothfuss como a nova estrela do Fantástico a nível internacional, é nossa convicção que “O Nome do Vento” vai conquistar também os leitores portugueses, que nos últimos anos têm aderido com renovadas expectativas às propostas da Gailivro nesta área.

Novidades Saída de Emergência para Agosto

Título: O Highlander Negro
Autor:
Karen Marie Moning
Lançamento dia 14 de Agosto
Chancela: Saida de Emergência / 2009

Formato: Capa mole
Dimensões: 16 x 23
Núm. páginas: 304
Géneros:Literatura Romântica
Preço: 18.85€
Sinopse: Dageus Mackeltar é um herói encantador assim como o seu pior inimigo. No final do anterior romance da autora, O Beijo do Highlander, Dageus usara os poderes dos druidas para viajar no passado e salvar o seu irmão gémeo, Drustan, que teria perecido num incêndio. Mas, ao fazê-lo, libertou os espíritos de treze maléficos druidas que agora vivem dentro dele. Durante a sua investigação de textos arcanos que podem conter a chave para aprisionar novamente os espíritos, Dageus conhece a muito curiosa Chloe Zanders, uma amante de antiguidades em Manhattan. Quando ela, acidentalmente, "tropeça" na sua colecção de documentos "emprestados", Dageus vê-se obrigado a mantê-la "sob a sua vigilância". A tensão e atracção atingem o ponto máximo quando os dois viajam até à Escócia para enfrentar os demónios de Dageus. A boa disposição de Chloe é a combinação perfeita para a sensualidade de Dageus. Esta história, selvagem e criativa, leva os leitores a uma viagem excitante através do tempo.


Título: O Autenticador [Ed. Especial]
Autor:
William M. Valtos
Chancela: Saida de Emergência / 2009

Formato: Capa mole
Dimensões: 16 x 23
Núm. páginas: 352
Géneros: Thriller
Preço: 17.96€
Sinopse: Um thriller muito bem concebido de um autor muito experiente Theo Nikonos é um homem estável e metódico. Talvez por isso o seu trabalho tenha tendência a tornar-se monótono. Ele recolhe testemunhos de experiências quase-morte e valida os depoimentos para identificar impostores. Theo não é um homem crente e não se envolve facilmente. Até ao dia em que uma denúncia anónima o leva ao encontro de uma bela mulher enclausurada numa clínica…

Ao vê-la assim, desprotegida, Nikonos não consegue resistir, e quando ela lhe implora que a leve dali, ele ingressa num jogo perigoso que lhe pode custar a vida. Mesmo mantida sob o efeito de drogas e num estado de semi-consciência, ela consegue relatar acontecimentos que podem revolucionar todo o conceito de Experiências Quase-Morte. Nikonos percebe que aquela mulher é diferente. E por mais que tente, não consegue ficar indiferente à sua beleza estonteante. À medida que tenta juntar peças de um complicado puzzle, Nikonos percebe que há respostas que estão para lá do mundo dos vivos.



Título: Caídos da mesma Árvore
Autor:
Carlos Porfírio
Lançamento a 14 de Agosto
Chancela: Saida de Emergência / 2009

Formato: Capa mole
Dimensões: 16 x 23
Núm. páginas: 224
Géneros: Literatura Contemporânea
Preço: 16.91€
Sinopse: Caídos da Mesma Árvore é um romance que gira à volta de um inconveniente encontro entre um grupo de sete amigos e um gangue acabado de fugir de um estabelecimento prisional. Tudo se passa numa quinta, algures no Alentejo, onde Mónica Francesco decide comemorar o seu aniversário. Ao mesmo tempo essa quinta foi eleita como lugar de refúgio para um grupo de prisioneiros procurados pela polícia. A casa é apenas um cenário, onde se assiste à valsa de acontecimentos e ao turbilhão de emoções que envolve dois grupos de pessoas resgatadas num espaço que se vai tornando pequeno demais à medida que as horas passam. As diferenças de cada um tendem a agravar-se nos momentos de perigo, e o medo vai realçar os traços pelos quais cada um pauta a sua conduta moral.

O que somos capazes de fazer quando a nossa vida corre perigo? Até onde estamos dispostos a ir para garantir a nossa liberdade? Mais do que uma história empolgante, Caídos da Mesma Árvore é uma reflexão sobre comportamentos, sobre o exíguo conhecimento que o ser humano tem sobre si mesmo, sobre o tecido social, sobre o bem e o mal.

Título: As Garras da Águia [bolso]
Autor:
Simon Scarrow
Lançamento dia 14 de Agosto
Chancela: Saida de Emergência / 2009

Formato: Livro de bolso
Dimensões: 11 x 17
Núm. páginas: 496
Preço: 10€
Sinopse: No terrível Inverno de 44 d.C., vinte mil legionários estacionados na Britânia aguardam impacientemente que a Primavera chegue para retomarem a conquista da ilha. A resistência bretã está cada vez mais aguerrida e os nativos não perdem uma oportunidade de minar os esforços da poderosa Roma. Quando os mais selvagens resistentes, os druidas da Lua Negra, capturam a mulher e os filhos do General Aulo Pláucio, é necessário recorrer a uma medida drástica: infiltrar dois voluntários da Segunda Legião em território inimigo numa tentativa desesperada de resgatarem os prisioneiros. Essa sorte cabe ao centurião Macro e ao jovem Cato. Na calada da noite, abandonam o acampamento com a missão de encontrarem a família do general antes que seja sacrificada aos deuses negros dos druidas. Os dois homens sabem que se encaminham para uma morte quase certa. E a sua única esperança é que, com coragem e engenho, possam ludribiar os inimigos mais selvagens e cruéis que alguma vez combateram.


Título: A Villa
Autor:
Nora Roberts
Lançamento a 14 de Agosto
Chancela: Chá das Cinco / 2009

Formato: Capa mole
Dimensões: 16 x 23
Núm. páginas: 416
Géneros: Literatura Romântica
Preço: 18.85€

Sinopse:
Sophia é a herdeira do negócio de vinhos da próspera família Giambelli. Sob ordens da sua avó, ela tem de aprender todas as etapas da produção de vinho. O seu tutor, Tyler MacMillan, é um jovem atraente com uma grande paixão pelas vinhas, mas apenas desprezo pelo mundo de negócios. À partida, esta promete ser uma parceria difícil, mas quando a reputação dos vinhos Giambelli começa a ser misteriosamente atacada, a difícil relação transforma-se num inesperado romance. Infelizmente alguém ambiciona destruir mais do que o negócio de vinhos. Mas só quando o pai de Sophia é morto e os membros da família se tornam suspeitos, é que a verdadeira dimensão da ameaça é revelada. Será que a própria família Giambelli está em risco? E o que pode um frágil amor perante tamanha teia de manipulação?

O talento de Nora Roberts melhora com a idade – tal como um bom vinho – e poderá ser devidamente apreciado nesta história de amor e intriga, sobre a luta de uma família para encontrar a paz.

Título: A Cor do Céu
Autor:
James Runcie
Lançamento dia 14 de Agosto
Chancela: Chá das Cinco / 2009

Formato: Capa mole
Dimensões: 16 x 23
Núm. páginas: 224
Géneros: Romance Histórico
Preço: 16.91€

Sinopse:
Veneza no ano de 1295. Aquando das festividades do dia da Ascensão, Teresa Fiolaro, uma mulher que há muito tentava em vão ter um filho, encontra um bebé abandonado num estreito canal. Chama-lhe Paolo. Apesar da resistência do seu marido, a jovem cria a criança em casa, no meio dos vidreiros de Murano. Quando Paolo cresce, os seus novos pais apercebem-se que ele vê mal ao longe, mas que ao perto tem uma estranha e apurada capacidade de distinguir cores e tons. Esse dom é reconhecido por Simone Martini, um pintor de Siena, que envia Paolo numa viagem para encontrar o perfeito azul ultramarino, a cor do céu. Essa viagem vai levá-lo para lá do mundo conhecido, através da Pérsia, Afeganistão e China, onde terá oportunidade para aprender mais sobre as cores, a beleza e o amor, mas também sobre a derradeira diferença entre ver e olhar.

Albatroz lança a 20 de Agosto: Poder , Liberdade e Graça de Deepak Chopra


Título: Poder, Liberdade e Graça
Autor: Deepak Chopra
Tradução: Alcinda Marinho
N.º de Págs.: 184
PVP: 14,90 €

A 20 de Agosto assinala-se a rentrée editorial da Albatroz, com a publicação de uma obra que resulta do trabalho de vinte anos de Deepak Chopra, a referência mundial da auto-ajuda. Poder, Liberdade e Graça, deste famoso médico indiano que já vendeu mais de 20 milhões de livros e está traduzido em 50 países, promete ser o livro incontornável na área das espiritualidades neste final de ano.

Atingir o estado de graça
Deepak Chopra, referência mundial da auto-ajuda, reúne num livro duas décadas de trabalho.
Chopra debruça-se sobre os temas "eternos" e que desde sempre acompanham o seu trabalho: o mistério da existência e respectivo significado na busca da felicidade.
"Alimente a sua vida na fonte da felicidade eterna" é o lema deste livro.
De acordo com o autor, o "Ser essencial" que habita cada um é a fonte de toda a vida – a "dimensão de consciência pura" que se manifesta como a totalidade do Universo. Esta consciência pura ilumina e dá alento ao corpo e à mente.
Assim que compreendamos que esta dimensão é a essência do Ser, teremos o poder para fazer os desejos acontecerem, libertar-nos-emos do medo e das limitações e viveremos em pleno estado de graça, em que a vida flui em harmonia e as aspirações se concretizam.
O médico indiano conclui que a chave para a felicidade é a identificação com a essência do "Eu interior" e aprender a viver na dimensão de consciência pura que está para além do mundo material.

O caminho a seguir pelo leitor
Segundo Deepak Chopra, para viver uma felicidade duradoura temos de ir para um lugar para lá do pensamento e fazer a experiência da "paz interior". Não se trata de manter uma atitude positiva. Não se trata de dizer adeus às mágoas e de encher a vida de boa disposição. É preciso ir além para entrar na dimensão da consciência pura e viver "bebendo da origem do ser".
A felicidade e a tristeza são diferentes faces desta consciência infinita. Ambas são transitórias e nós não somos nenhuma delas, porque uma pessoa não é um estado de consciência. É a própria consciência manifestando-se em todos estes estados. Porque haveríamos de querer identificar-nos com uma onda do oceano, ou uma simples gota de água, se somos o próprio oceano?

Primeiras Páginas
Disponíveis em: http://recursos.portoeditora.pt/recurso?&id=1180074
Sobre o autor:
Deepak Chopra nasceu em Nova Deli em 1946 e por influência do pai formou-se em Medicina na Universidade de Nova Deli. É mundialmente reconhecido como um dos gurus da saúde holística e das relações corpo-mente, e viaja pelo mundo promovendo a paz, a saúde e o bem-estar.
Publicou mais de 25 livros de auto-ajuda,

333 - Pedro Sena-Lino [Opinião]

-->
Título: 333
Autor: Pedro Sena-Lino
N.º de Págs.: 186
PVP: 15,9€

Sinopse:
Esta é a história de um livro e de todos os seus 333 exemplares impressos.
É a história secreta do impacto de um livro na vida de cada um dos seus leitores, e de como um rectângulo de papel pode transformar uma vida.

A minha opinião
“São os livros que te escolhem – não és tu que escolhes os livros. O livro é um mundo à procura do seu leitor.” Confesso que até à data ainda não tinha lido qualquer livro de Pedro Sena-Lino, autor que me surpreendeu pela sua escrita criativa. Baseado nas cartas de soror Mariana Alcoforado e nas suas Cartas Portuguesas, Pedro Sena-Lino conta-nos a história dos 333 exemplares de um livro de soror Flâmula da Encarnaçam que quase na sua totalidade trouxeram desgraça para quem os leu ou adquiriu. Contrariamente a Mariana Alcoforado, que não tinha qualquer vocação religiosa, Flâmula ingressou na vida religiosa por sua própria vontade, após ter sofrido um desgosto de amor. Por isso mesmo, em recolhimento, decide escrever um livro onde conta todos os seus anseios e desejos sobre o amor não vivenciou. O livro relata ainda a história de Frei Josué de Sarça Ardente, primeiro grande censor livresco português que, além de ter prendido muitos judeus que se recusaram a baptizar ou a praticar, em tudo o que fez, esteve sempre o livro de Flâmula, cujo desejo de destruição era urgente. Um livro que se lê de uma assentada. Recomendo.

Excertos
“Os livros cumprem o seu destino, e morrem dele”

“Quando um livro se abre, solicita-nos, pede-nos. Convoca-nos: não estamos apenas no voltar das páginas, ou ao segurá-lo. Abre-se porque precisa do que o leitor é e lhe dá. O livro é vivo pela vida do leitor. E, por isso, não se abre logo; revela-se, tanto quanto dois mundos se tocam ao final das suas geografias – e aí, apenas nesse lugar onde dois extremos se ligam, se cria o imaginário, a eternidade dos vivos”.

“Um livro não nos pertence: mas quem lhe deu vida une-se ao destino da história, as suas veias abrem-se para os mares da cabeça do leitor, e vive até o último leitor morrer”.




terça-feira, 11 de agosto de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Sombra da Águia - Arturo Pérez-Reverte [Opinião]

Título: A Sombra da Águia
Autor: Arturo Pérez-Reverte
N.º Págs: 120
PVP: 14 €

Sinopse:
A Sombra da Águia, do espanhol Arturo Pérez-Reverte – um extraordinário relato da conquista napoleónica narrado por um soldado espanhol que, como todos os seus compatriotas, detesta o pequeno imperador gaulês.
Publicado em 1993 nas páginas do El País sob a forma de folhetim, A Sombra da Águia, até hoje inédita em Portugal é, na sua aparente simplicidade, uma das obras que melhor espelha o virtuosismo literário do seu autor.
A história é baseada num acontecimento real: em 1812, durante a Campanha da Rússia, num combate adverso para as tropas napoleónicas, um batalhão de antigos prisioneiros espanhóis, alistados à força no exército francês, tenta desertar, passando-se para os russos. Interpretando erroneamente o movimento, o Imperador encara-o como um acto de heroísmo e envia em seu auxílio uma carga de cavalaria que terá consequências imprevisíveis.
Ao mesmo tempo divertido e trágico, A Sombra da Águia revela-nos uma visão mordaz e descarnada da guerra e da condição humana. Uma pequena pérola com a assinatura do mais importante escritor espanhol da actualidade.

A minha opinião
«A meio do desastre do flanco direito do exército napoleónico, atravessando os milheirais fustigados pela artilharia russa, em formação e em passo de ataque, os quatrocentos e cinquenta espanhóis do Segundo Batalhão do 326 de Infantaria de Linha, não efectuavam, em rigor, um acto de heroísmo».
Perante uma sinopse tão explícita pouco fica por dizer. Arturo Pérez-Reverte com uma escrita simples e irónica mostra o lado de uma guerra, vista pelos olhos dos espanhóis, povo que não se revia na Campanha da Rússia e que foram obrigados a combater uma guerra que não era deles. Ao longo do livro relata-nos a visão do batalhão 326 que pretendia render-se aos espanhóis, mas que foi interpretada por uma acto de heroísmo por parte dos franceses, que se juntaram a eles para combater o inimigo. A Campanha da Rússia, foi uma gigantesca operação militar de Franceses e aliados seus aliados, sob o comando de Napoleão (a quem os espanhóis apelidavam de Anão) em 1812 e marcou o início do declínio do Império de Bonaparte.

O livro A Sombra das Águias estará disponível nas livrarias a partir do dia 20 de Agosto, mas o blogue Marcador de Livros, em parceria com a Porto Editora vai realizar um passatempo, na próxima quinta-feira, que dará a possibilidade de ganharem um exemplar de Arturo Pérez-Reverte.

Passatempo Bis oferece cinco packs de nove livros

Para incentivar os portugueses ainda mais para a leitura neste Verão, o blogue da Bis está com um passatempo onde oferecem cinco packs de nove livros aos leitores. Os detalhes estão em http://bisleya.blogs.sapo.pt/46555.html.
segunda-feira, 10 de agosto de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Asa reedita com nova capa o livro que conta como Obélix caiu no caldeirão

Primeira iniciativa em torno dos 50 anos de Astérix, este ano assinalados.

O livro “Como Obélix Caiu no Caldeirão do Druida Quando Era Pequeno” foi reeditado pela ASA com uma nova capa criada por Uderzo, o histórico co-autor, com Gosciny, das aventuras de Astérix que este ano completam 50 anos.
A versão portuguesa da reedição com nova capa deste livro já pode ser encontrada nas livrarias portuguesas e será acompanhada de um marcador de oferta alusivo ao cinquentenário da série, efeméride que terá o seu ponto alto com a já anunciada publicação, pela ASA, de um álbum de 56 páginas contendo pranchas inéditas de Uderzo e textos inéditos de Gosciny.
A publicação deste muito esperado livro está agendada para 22 de Outubro e acontecerá em simultâneo em 18 países. Este será o primeiro álbum da série em 4 anos e terá uma tiragem estimada de 2 milhões de volumes em todo o mundo.