sexta-feira, 20 de novembro de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Quidnovi apresenta a novidade mais gulosa deste Natal

Doce Lisboa é um convite para uma viagem de doces dentadinhas!

Um álbum de pequeno formato, em capa mole, que recolhe as receitas mais famosas da nossa pastelaria (o pastel de nata, a bola de Berlim, o bom bocado, o palmier, etc.), «roubando-as» às melhores pastelarias da capital, permitindo a todos fazerem agora em suas casas, se assim o entenderem, os seus bolos favoritos
Uma espécie de Top 20 das pastelarias e confeitarias, mas claro que outras também teriam aqui o seu lugar. Algumas destas casas são já um cartão de visita de Lisboa, como a Antiga Confeitaria de Belém, a Confeitaria Nacional, a Versailles, a Mexicana ou a Suíça, ponto de paragem obrigatório para turistas e para portugueses. Outras, menos conhecidas, são famosas nos seus bairros, chegando a ter adeptos fervorosos. É um roteiro com muito açúcar, manteiga, farinha, ovos e canela, os ingredientes base essenciais para confeccionar bolos, bolinhos e doces sem fim.

Sobre os autores
Clara Azevedo: Tem os cursos do IADE e do AR.CO. Foi fotógrafa do semanário Expresso durante oito anos e exerceu as funções de editora fotográfica de uma revista de viagens durante dois anos.
Luís Chimeno Garrido: Tem o curso de Design do IADE. Trabalhou no atelier gráfico da FIL e em grafismo editorial nas revistas Elle e Marie Claire.

Prefácio de Anabela Mota Ribeiro

quinta-feira, 19 de novembro de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

A pensar no Natal...

A pensar na época que se avizinha, a Editorial Presença sugere vário slivros para as pessoas mais importantes da nossa vida.

Planeta edita "O Crepúsculo de Avalon", de Anna Elliott

Título: O Crepúsculo de Avalon
Autor: Anna Eliot
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 440
Editor: Planeta


Sinopse:
Ela é uma sacerdotisa, uma contadora de histórias, uma guerreira e uma rainha sem trono. Nas sombras da Bretanha do rei Artur, uma mulher conhece a verdade que poderia salvar um reino das mãos de um tirano…


Ressentimentos antigos, velhas feridas e a busca pelo poder imperam na corte da rainha recém-viúva Isolda. Mas passou uma geração após a queda de Camelot e Isolda chora o seu marido morto, o rei Constantino, um homem que ela sabe em segredo ter sido assassinado pelo perverso lorde Marche - o homem que acabou por assumir o título de Rei Supremo. Embora as suas aptidões enquanto curandeira sejam reconhecidas por todo o reino, no seguimento da morte de Constantino surgem acusações de feitiçaria e bruxaria.
Um dos poucos aliados de Isolda é Tristão, um prisioneiro com um passado solitário e conturbado. Nem saxão, nem bretão, Tristão não é atingido pelos esquemas políticos, rumores e acusações que rodeiam a bela rainha. Juntos escapam e enquanto o seu companheirismo muda de amizade ara amor, têm de encontrar uma maneira de provar o que sabem ser a verdade - que as manobras de Marche ameaçam não só as suas vidas mas a soberania do reino britânico.

Fúria Divina - José Rodrigues dos Santos [Opinião]

Título: Fúria Divina
Autor:
José Rodrigues dos Santos
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 608
Editor: Gradiva Publicações


Sinopse

Uma mensagem secreta da Al-Qaeda faz soar as campainhas de alarme em Washington. Seduzido por uma bela operacional da CIA, o historiador e criptanalista português Tomás Noronha é confrontado em Veneza com uma estranha cifra: 6AYHAS1HA8RU.
Ahmed é um menino egípcio a quem o mullah Saad ensina na mesquita o carácter pacífico e indulgente do islão. Mas nas aulas da madrassa aparece um novo professor com um islão diferente, agressivo e intolerante. O mullah e o novo professor digladiam-se por Ahmed e o menino irá fazer uma escolha que nos transporta ao maior pesadelo do nosso tempo. Baseando-se em informações verídicas, José Rodrigues dos Santos confirma-se nesta obra surpreendente como o mestre dos grandes temas contemporâneos. Mais do que um empolgante romance, Fúria Divina é um impressionante guia que nos orienta pelo labirinto do mundo e nos revela os tempos em que vivemos. Este romance foi revisto por um dos primeiros operacionais da Al-Qaeda.

A minha opinião

-->
“O valor de um livro está no gosto que nós temos de o ler”, disse José Rodrigues dos Santos numa entrevista recentemente.
E foi com muito gosto que li o seu novo romance, desta vez centrado na Al-Qaeda.
Desta vez Tomás de Noronha, que o autor confessou ter a cara de Paulo Pires, terá de desvendar um estranho código que apareceu num email enviado por fundamentalistas islâmicos, interceptado em Lisboa.
Ao contrário de outros romances, neste não é a CIA que o procura, mas o NEST (Nuclear Emergency Search Team), unidade de resposta rápida, criada pelos EUA em meados da década de 1970 para lidar com contingências especiais.
O que o NEST teme é que surja um outro tipo de terrorismo: o terrorismo nuclear.

Ao mesmo tempo, é-nos dada a conhecer a história de Ahmed, natural do Egipto, que desde os 7 anos começa a aprender aprofundadamente o Alcorão, o que vai fazer dele um fundamentalista, trazendo-o para o nosso país, para tirar o curso de engenharia. Sem que saiba, o destino de Tomás vai cruzar-se com Ahmed na Universidade Nova de Lisboa, a quem dá aulas de Línguas Antigas. No entanto, e como bom crente que é, Ahmed cedo é destacado para o Afeganistão onde conhece Bin Laden, aos 32 anos, e depois do ataque às Torres Gémeas, a 11 de Setembro de 2001. É nessa altura que Bin Laden lhe faz um estranho pedido…

Este romance explica de forma bastante explícita o que são as leis do Alcorão, e que o projecto principal do Islão é conquistar o Planeta. José Rodrigues dos Santos relata ainda como é a comunidade islâmica em Portugal, a maioria vinda das antigas colónias portuguesas, e que vive de forma pacífica no nosso país.
Mais um bom livro a destacar aos que li este ano.

Excertos:
“Todos os estudos mostram que os terroristas em geram são pessoas com uma educação acima da média, a maior parte das vezes de nível universitário. O perfil do terrorista islâmico não é excepção. É verdade que alguns são pobres e incultos, mas a maioria frequentou ou tirou cursos superiores e há até vários casos de pessoas ricas. Bin Laden, por exemplo, é milionário!”

“Os muçulmanos ocuparam grande parte da Península Ibérica entre 711 e 1492. Quando eu estava na Universidade de Al-Azhar, no Cairo, ouvi alguns fundamentalistas falarem nostalgicamente no Al-Andalus e na necessidade de o Islão recuperar a Península Ibérica.”

“A Al-Qaeda acredita que toda a terra que foi muçulmana tem de voltar a ser muçulmana.”

Sobre a comunidade islâmica em Portugal - “A maior parte veio de Moçambique, é gente que ocupa lugares de relevo na sociedade portuguesa e, quando falamos entre nós, a questão da religião nem sequer se põe.”

“No Ocidente é apenas apresentada uma versão cristianizada do Islão, havendo sempre o cuidado de eliminar todos estes pormenores que nos poderão chocar e alienar. Está a ver Jesus mandar cortar as cabeças de pessoas e a dizer a condenados que quem vai tratar dos seus filhos será o Inferno e a vangloriar-se perante a cabeça decepada de um inimigo? Isto é chocante para nós e é por isso que estes pormenores não nos são revelados!”
quarta-feira, 18 de novembro de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Resultados do Passatempo "A Prenda"


Obrigada a todos que participaram no passatempo "A Prenda" realizado entre o Marcador de Livros e a Editoral Presença, num total de 299 participações.

Os vencedores do passatempo que vão receber em casa um livro, um saco promocional e um postal foram:
1 - Paula Ferreira - Porto
139 - Fátima Melo - Almada
21 - Ângela Machado - Queluz


Além de o seu nome figurar no blogue, os contemplados foram ainda avisados através de email.

Planeta edita "O Mapa do Tempo", de Félix J. Palma, vencedor do prémio Ateneo de Sevilla 2008

Título: O Mapa do Tempo
Autor: Félix J. Palma
Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 552
Editor: Planeta


Sinopse
Londres, 1896. Inúmeros inventos convencem o homem de que a ciência é capaz de conseguir o impossível, como o demonstra o aparecimento da empresa Viagens Temporais Murray, que abre as suas portas disposta a tornar realidade o sonho mais cobiçado da humanidade: viajar no tempo, um anseio que o escritor H. G. Wells tinha despertado um anos antes com o seu romance A Máquina do Tempo. De repente, o homem do século XIX tem a possibilidade de viajar até ao ano 2000, e é o que faz Claire Haggerty, que vive uma história de amor através do tempo com um homem do futuro. Mas nem todos querem ver o amanhã. Andrew Harrington pretende viajar até ao passado, a 1888, para salvar a sua amada das garras de Jack, o estripador. E o próprio H. G. Wells enfrentará os riscos das viagens temporais quando um misterioso viajante chegar à sua época com a intenção de assassiná-lo e roubar-lha a autoria de um romance, obrigando-o a empreender uma desesperada fuga através dos séculos. Mas que acontece se alterarmos o passado? É possível reescrever a história?
terça-feira, 17 de novembro de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Lançamento de volume de contos infantis da Porto Editora

A aposta da Porto Editora nos livros de contos, através do desafio a alguns dos mais reconhecidos escritores portugueses contemporâneos, inclui uma colectânea de histórias para crianças. Princesas, Príncipes, Fadas e Piratas com Problemas é apresentado no próximo sábado, 21 de Novembro, na FNAC Colombo, em Lisboa, num evento para crianças e adultos, das 11horas às 13 horas.





Tal como em Contos Policiais (2008) e em Contos de Vampiros (2009), a organização é
de Pedro Sena-Lino. Escreveram as histórias Ana Cristina Leonardo, Ana Luísa Amaral, Gonçalo M. Tavares, João Pedro Mésseder, Rita Saldanha e Rui Zink. As ilustrações são de Danuta Wojciechowska, Estela Baptista Costa e Rachel Caiano. Com prefácio de Manuel António Pina. Estrutura do Evento - A partir das 11 horas, as crianças vão poder pintar com as ilustradoras e receber uma pintura facial com o seu herói preferido. - Às 12 horas, começa a sessão de lançamento do livro com a presença dos autores e moderação do coordenador. - Às 12:30, inicia-se a dramatização dos contos.

"Não digas a ninguém" é o novo romance de Luísa Castel-Branco

Depois do livro de estreia “Alma” (já comentado neste blogue), Luísa Castel-Branco acaba de lançar o seu novo romance intitulado “Não digas a ninguém”.

Título: Não digas a ninguém
Autor: Luísa Castel-Branco
Editora: Oficina do Livro
P.V.P.: € 17

Sinopse
Beatriz, Rita e Samuel são amigos desde a infância, tendo as suas vidas seguido rumos diferentes: a primeira é casada, mãe de três filhos e um casamento (aparentemente) feliz; a segunda, separada, com um namorado ausente e uma filha problemática; Samuel, casado e com dois filhos adolescentes, vive a imagem da família tradicional. Quando os três amigos decidem passar uns dias juntos, não imaginam até que ponto as suas vidas podem mudar.
O aparecimento de uma mulher misteriosa, Benedita, vai transformar o que deveria ser um fim-de-semana tranquilo numa descida ao inferno, onde cada uma das personagens é confrontada com os seus medos e desejos proibidos.

Luísa Castel-Branco regressa ao romance e surpreende os leitores com esta fábula moderna em tom de crítica social, que é também uma história sobre os afectos, o valor da amizade e o poder do amor e do perdão. Podem ainda visitar o blogue da autora aqui

Novidades Editorial Presença para a 2.ª quinzena de Novembro

Título: Amar Dormir Comer Beber Sonhar - 24 horas na vida do nosso corpo
Autor: Jennifer Ackerman
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 312
Colecção: Destaques
N.º na Colecção: 57
P.V.P.:
€ 18,50

Sinopse
Jennifer Ackerman leva-nos numa digressão pelo corpo humano num dia típico, desde que acordamos até nos voltarmos a deitar, e surpreende-nos com as mais recentes descobertas susceptíveis de mudar a percepção do nosso bem-estar. Conheça a importância do ritmo metabólico na realização de diversas actividades, ou ainda como o riso, a música ou o toque influenciam a sua saúde. Poderá assim tirar maior partido do seu quotidiano e aliviar até os sintomas de algumas doenças. Um livro actual e esclarecedor, que não deixará de querer ter na sua estante.

Título: Perseguida
Autor: Brian Freeman
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 400
Colecção: O Fio da Navalha
N.º na Colecção: 105
P.V.P.: € 18,90

Sinopse
Quando, numa noite gélida e tempestuosa, Jonathan Strider, o carismático detective criado por Brian Freeman, recebe um telefonema de Maggie Bei a comunicar-lhe que o marido acabou de ser brutalmente assassinado, compreende que a sua anterior parceira de investigações está metida em grandes sarilhos. Entretanto, uma jovem está desaparecida e deixou atrás de si um rasto de fantasias obscuras e uma mensagem críptica - «Eu sei quem é». Seguindo um trilho tortuoso, Stride e a detective Serena Dial vão descobrindo uma teia de violência e voyeurismo que alguém tenta manter oculta a qualquer custo. Intenso, assombroso e absolutamente imperdível.

Título: A Prenda
Autor: Cecelia Ahern
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 268
Colecção: Champanhe e Morangos
N.º na Colecção: 40
P.V.P.: € 15,90

Sinopse
Todos os dias Lou Suffern, um arquitecto bem-sucedido de Dublin, travava uma batalha inglória com o relógio, na tentativa vã de responder às múltiplas solicitações profissionais, familiares e sociais. Vivia a um ritmo vertiginoso. O seu desejo de sucesso afastou-o do que era realmente importante na sua vida. E assim foram correndo os dias até àquela gelada manhã de terça-feira em que resolveu oferecer um café a Gabe, o sem-abrigo que costumava sentar-se perto da entrada do seu escritório. À medida que o Natal se aproxima e que Lou vai privando mais de perto com Gabe, a sua perspectiva do tempo vai-se alterando... Emocionante e divertida, esta narrativa onde está sempre presente o espírito de Natal, faz-nos reflectir sobre a importância do tempo e rever as prioridades na nossa própria vida.

Título: Olivier 10 Anos
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 160
Colecção: Diversos
N.º na Colecção: 45
P.V.P.: € 30,00

Sinopse
Olivier criou um conceito global e inovador no mundo da restauração de elevado nível, que se internacionalizou e evoca sabores requintados, exotismo e iguarias degustadas em ambientes sofisticados. Ao fim de uma década de carreira, este livro vem fixar por escrito as melhores receitas de um elenco de pratos que são a imagem de marca do seu criador. Reunindo-se aqui um leque variado de entradas, sopas, massas e saladas, pratos de carne e de peixe e irresistíveis sobremesas, os gourmets podem aventurar-se a confeccionar estas receitas de preparação fácil e de resultados surpreendentes.

Título: As Obras-Primas de T. S. Spivet
Autor: Reif Larsen
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 396
Colecção: Diversos
N.º na Colecção: 46
P.V.P.: € 24,90

Sinopse
Este romance de estreia, de características invulgares, apresenta-nos Tecumseh Sparrow Spivet, um rapazinho de 12 anos que tenta submeter os enigmas da vida, às configurações de mapas variados, que vai organizando por temas nas paredes do seu quarto. Este cartógrafo genial consegue mesmo colaborar em publicações científicas, sem revelar a sua idade. Um dia é surpreendido por um telefonema anunciando-lhe a atribuição de um importante prémio. Spivet terá de partir sem que ninguém saiba, numa longa e solitária travessia da América. O livro reproduz os fascinantes desenhos, nota e mapas, do jovem cientista.

Título: Junia ou a Justiça de Trajano
Autor: Theresa Schedel
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 200
Colecção: Grandes Narrativas
N.º na Colecção: 451
P.V.P.: € 14,90

Sinopse
Em Portugal, por volta de 1480, trava-se uma guerra implacável entre o poder real e os privilégios da nobreza. A 31 de Maio de 1483, o duque de Bragança, D. Fernando, senhor do maior domínio territorial, é feito prisioneiro em Évora. Theresa Schedel cria um enredo ficcional a partir deste facto histórico recriando a complexa intriga palaciana, a cultura, os modos de viver, as mentalidades e os ambientes da época, através de uma multiplicidade de perspectivas, em páginas onde o ritmo da acção é intenso e prende o leitor até ao culminar do trágico julgamento do duque de Bragança.

Título: iSteve - Na Mente de Steve Jobs
Autor: Leander Kahney
Data 1.ª Edição: 17/11/2009
N.º de Edição: 1.ª
N.º de Páginas: 236
Colecção: Novo Milénio
N.º na Colecção: 17
P.V.P.: € 16,80


Sinopse
Simultaneamente uma biografia e um guia sobre liderança e inovação, este livro vem traçar o perfil de Steve Jobs e dos resultados que alcançou. Nele poderá encontrar segredos e episódios relacionados com a origem dos produtos mais emblemáticos - como o iPod, o iTunes ou o iMac - e conhecer toda a história por detrás do fenómeno que aliou alta tecnologia, design e visão comercial e estratégica para alcançar o topo.
segunda-feira, 16 de novembro de 2009 | By: Maria Manuel Magalhaes

Quidnovi lança: "Unidos no amor contra a indiferença" - uma história de amor, um grito de dignidade

Título: Unidos no amor contra a indiferença
Autores: Isabel Barata e Manuel Matos
Tema: Testemunhos
Páginas: 176
Acabamento: Capa mole com badanas
PVP: 14,95 Euros

Sinopse:
Um testemunho de dois cidadãos portugueses — um professor do ensino secundário e uma economista cuja actividade se tem desenvolvido sobretudo em IPSS — a quem têm sido negados ou
sonegados esses direitos básicos em virtude de pertencerem a um grupo de pessoas que são normalmente invisíveis aos olhos da nossa sociedade – o dos cidadãos chamados deficientes.
Uma história de amor poderosa e comovente e um testemunho que mudará necessariamente para sempre em quem o ler o olhar em relação a estes nossos concidadãos.

Isabel Rute Barata nasceu em Luanda em 1967, mas veio para Lisboa antes dos dois anos de idade. Licenciada em Economia em 1993, exerceu a profissão, na área Administrativa e Financeira, durante cinco anos, até problemas ósseos a terem obrigado a reformar-se por invalidez.
Começou, desde 1992, a trabalhar na área do voluntariado e a dedicar-se ao desenvolvimento
pessoal, o que faz até ao presente, consciente da sua missão e do seu papel na criação de bemestar social.

Manuel António Matos nasceu em Julho de 1955. Em virtude de uma doença degenerativa
e progressiva ao nível muscular, nunca chegou a caminhar. Licenciou-se em Germânicas
em 1977 e foi professor do Ensino Secundário durante 28 anos, até a atrofia espinal progressiva
o ter impedido de continuar. Tradutor de inglês e alemão, foi ainda co-fundador da APN –
Assoc. Portuguesa de Doentes Neuromusculares e director da revista da APN. “Hoje, vivo para
ser feliz e para dizer que a felicidade é sempre possível e que desistir de lutar por ela é um erro
sem sentido.”

Um testemunho poderoso de dois seres humanos que não se rendem ao imobilismo próprio, e sobretudo ao alheio, e que não desistem de “querer a Lua”.

Manuel Matos fez coisas, lutou por coisas, conseguiu coisas, teve uma vida profissional activa e de sucesso, viajou, teve uma juventude, teve amigos, teve discípulos. Recusou-se a aceitar que não tinha direito a uma vida afectiva, a uma vida amorosa, a viver a sua sexualidade como qualquer ser humano. Apaixonou-se, encontrou finalmente a sua “alma gémea”, lutou por esse encontro, por essa vida, por esse amor. Isabel Barata teve uma infância e uma juventude activa e normal, à excepção das cirurgias correctivas a que teve de se submeter desde criança. Após uma queda acidental viu a sua condição física agravar-se até ao ponto de ir perdendo a sua preciosa autonomia. Apaixonou-se, encontrou finalmente a sua “alma gémea”, lutou por esse encontro, por essa vida, por esse amor – em seu nome reivindicou uma parte da autonomia perdida e viajou sozinha, todos os meses, de Lisboa ao Porto e volta, para estar com o Manuel. Um grito de dignidade: Unidos no Amor Contra a Indiferença é um grito de dignidade: uma obra subversiva na nossa sociedade acomodada e formatada, onde a diferença é tolerada desde que se comporte dentro de certos padrões e não pretenda, com é apontado constantemente a um dos autores do livro “agarrar a Lua”. É uma história de dois concidadãos nossos – um professor e uma economista — que se recusaram a ser emocionalmente “deficientes” e a aceitar a recusa que lhes foi imposta de construírem um futuro a dois.
O futuro comum já não existe – uma vez que o Manuel Matos faleceu durante o processo de produção do livro – mas o seu último projecto em conjunto, aquele em que trabalharam e que acarinharam como veículo para fazer chegar ao mundo a mensagem da sua luta por direitos fundamentais e da sua luta pela visibilidade enquanto elementos válidos, produtivos e necessários à saúde e ao funcionamento da sociedade como um todo aqui está, prestes a tornar-se realidade com os lançamentos já programados para o Porto e para Lisboa e com a saída para as livrarias.

Porto Editora -lança "Sabores de África"

Título: Sabores de África
Autor: Conceição Santos
N.º de Págs.: 128
Capa: mole
PVP: 8,90 €


Acaba de chegar ao mercado mais uma aposta da Porto Editora na área da culinária. Sabores de África é uma obra com receitas que misturam as culturas africanas e a portuguesa. É um livro de sabores lusófonos, com assinatura de Conceição Santos.
A apresentação tem lugar em Lisboa, no El Corte Inglés, a 2 de Dezembro, às 19horas.
Em 128 páginas coloridas, as receitas dividem-se por cinco países: Cabo Verde, Guiné-Bissau, S. Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique. Em relação a cada um deles são apresentados os principais pratos, agrupados em: Entradas, sopas e acompanhamentos, Peixes e mariscos, Carnes e, por fim, Doces. São dezenas de receitas altamente convidativas: do Arroz pintado ao Inhame frito, passando pela Moqueca de galinha e pela Cachupa de peixe, e terminando no Diongo de banana.
Por ter vivido em África, a autora ficou a amar «os cheiros, as cores, as gentes» – aspectos culturais, que, ao contrário dos paladares, não são fáceis de transmitir. «Essa é a razão da existência deste livro», assinala Conceição Santos.
Sabores de África apresenta-se como uma obra apetitosa e irresistível, na qual, de país para país, os ingredientes e a forma de confecção variam, ainda que sempre sem perder o inconfundível toque africano.

A Porto Editora tem uma larga tradição na publicação de livros de culinária. O Tesouro das Cozinheiras, segundo o semanário Expresso «uma das obras portuguesas de referência da arte culinária», é um exemplo “clássico” e incontornável desde há cinquenta anos. Mas há mais: livros de cozinha moderna, como Receitas do Mar; alimentação saudável para crianças, como Dieta sem Castigo; receitas práticas, com a colecção Cozinha para Todos; e até obras para profissionais, de que são exemplos Manual de Cozinha 1 e 2.


Sobre a autora
Conceição Santos nasceu em 1953, em Cristelo Covo, Valença, mas cresceu em Lisboa. Quando casou mudou-se para Angola, onde trabalhou como professora primária numa pequena vila chamada Matala. Mais tarde regressou a Portugal e encontra-se radicada no Alentejo.


Primeiras páginas aqui

Exemplo de receita

Editorial Presença publica romance de estreia original "As Obras-Primas de T. S. Spivet", de Reif Larsen

Título: As Obras-Primas de T. S. Spivet
Autor:
Reif Larsen

Título Original: The Selected Words of T. S. Spivet
Tradução:
Alice Rocha

Páginas: 396
Colecção: Diversos Literatura N.º 46
Preço: 24,90€
Data de Publicação: 17 de Novembro 2009

Um dos grandes acontecimentos literários deste Natal

«Os bons romances distraem; os grandes são como que um presente para os leitores que têm a sorte de os encontrar. Este livro é um tesouro».
Stephen King

Considerado um dos «Hotest Books for Summer 2009» pelo Times Online
Comparado a O Estranho Caso Do Cão Morto e a Edgar Sawtele.
A música The Last of Me/Gracie’s Song foi escrita e produzida para este livro.
O livro reproduz anotações, desenhos e mapas.
Ilustrações de Reif Larsen, Ben Gibson e Martin Holner.
Traduzido em 24 países.
http://www.tsspivet.com


Sinopse:
Este romance de estreia, de características invulgares, apresenta-nos Tecumseh Sparrow Spivet, um rapazinho de 12 anos que tenta submeter os enigmas da vida, às configurações de mapas variados, que vai organizando por temas nas paredes do seu quarto. Este cartógrafo genial consegue mesmo colaborar em publicações científicas, sem revelar a sua idade. Um dia é surpreendido por um telefonema anunciando‑lhe a atribuição de um importante prémio. Spivet terá de partir sem que ninguém saiba, numa longa e solitária travessia da América. O livro reproduz os fascinantes desenhos, nota e mapas, do jovem cientista.

Reif Larsen tem presentemente 29 anos, estudou na Brown University e é professor na Columbia University, onde concluiu o seu mestrado em ficção.