quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

Planeta: "Encontre Deus na Cabana", do teólogo Randal Rauser, chega às livrarias a 25 de Fevereiro

Os mistérios de Deus e do romance de William Young, revelados num livro surpreendente pelo teólogo Randal Rauser.

O livro A Cabana, de William P. Young, tornou-se um best-seller mundial e, embora a sua leitura tenha afectado muitas vidas, ainda existem muitos leitores que têm dúvidas sobre a sua verdadeira mensagem. No livro, é narrada a tragédia do assassinato da filha mais nova de Mack Allen Phillips, numa cabana abandonada. O brutal crime deixa o pai da menina devastado e envolto na mais profunda angústia e tristeza. Quatro anos passados, Mack recebe um convite de Deus para passar um fim-de-semana na mesma cabana onde ocorreu o assassínio. Este convite mudará para sempre a vida deste pai angustiado.

Randal Rauser, escritor e teólogo, revela neste livro todas as mensagens divinas de amor, paz e perdão contidas n’ A Cabana e explica porque Deus se manifesta de diferentes formas e porque devemos aceitar o seu convite para começarmos a mudar a nossa vida encontrando a verdadeira paz de espírito.

Randal Rauser é professor associado de História da Teologia do Taylor Seminary, Edmonton no Canadá, e foi agraciado com o prémio anual dos professores pelo seu empenhamento com os alunos. Randal é casado e tem uma filha.

Sextante lança Cinco de Outubro a 22 deste mês

Título: Cinco de Outubro
Autor: Lourenço Pereira Coutinho
N.º Págs.: 280
P.V.P.: 16,50€

Romance de Lourenço Pereira Coutinho recorre aos protagonistas da época para retratar os últimos momentos da monarquia em Portugal.

No ano em que se comemora o centenário da implementação da República, a Sextante Editora publica, a 22 de Fevereiro, Cinco de Outubro, de Lourenço Pereira Coutinho, uma história romanceada dos últimos meses da monarquia e da revolução republicana. O livro será apresentado no dia 24 de Fevereiro (22:00), no festival literário Correntes d’ Escritas, na Póvoa de Varzim, e, no início de Março, em Lisboa.

Junho de 1910: D. Manuel II enfrentava nova crise governamental, após queda do ministério Veiga Beirão. Entretanto, revolucionários e carbonários organizavam reuniões desencontradas para o derrube da monarquia. Cinco de Outubro acompanha os percursos dos principais protagonistas da época – D. Manuel II, Teixeira de Sousa, Paiva Couceiro, Afonso Costa, Machado Santos –, que se cruzam com personagens ficcionados, numa narrativa de intensidade crescente que culmina nos dias da revolução republicana: 3, 4 e 5 de Outubro.

Sobre o autor
Lourenço Pereira Coutinho nasceu em Lisboa em 1973 e é licenciado em História. Trabalhou no Protocolo da Expo’98, foi técnico superior da Direcção de Comunicação do ICEP e assessor da ministra da Educação do XVI Governo Constitucional. Actualmente, e para além da escrita, dirige e participa em projectos editoriais e de comunicação. É autor do ensaio Do Ultimato à República (2003) e dos romances Na Sombra de João XXI (2006), Fim d’ Época (2007) e Baile de Máscaras (2008).
quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Pousada no fim do rio - Nora Roberts [Opinião]

-->
Título: A Pousada no Fim do Rio
Autor: Nora Roberts
Género: Literatura Romântica
Palavras-chave: Hollywood, paixão, segredos
Tradutor: Isabel Penteado
Páginas: 384
Tiragem: 15000
PVP: 18,85€


Sinopse:
Olivia MacBride e os seus pais eram a típica família de sonho de Hollywood, não lhes faltando fama, fortuna e amor. Até à noite em que Olivia, de quatro anos, acorda e encontra a mãe brutalmente assassinada aos pés do pai. Nesse momento, a vida de Olivia mudará para sempre.
Acolhida pelos avós num recanto resguardado pela Natureza, Olivia aprende a enterrar bem fundo o passado. Determinada a proteger-se de memórias dolorosas, cresce limitando a sua vida às florestas verdejantes e à Pousada do Fim do Rio. Mas quando aparece Noah Brady,
a jovem terá de se esforçar muito para resistir à atracção que sente por ele.
Infelizmente, o futuro é caprichoso e Noah trai a confiança de Olivia.
Apesar de ele nunca desistir de a ajudar a lidar com os traumas do passado, poderá a jovem voltar a confiar em Noah? Mais: o pai de Olivia é liberto da prisão e parece que há segredos terríveis a descobrir sobre aquela fatídica noite.

A minha opinião
O que à partida parece mais um caso de violência doméstica que resulta na morte de um dos cônjuges, neste caso a mulher, poderá não ser assim tão óbvio. Olivia, 4 anos, presencia um crime: o pai com uma tesoura em punho e a mãe estatelada no chão, sem vida, e à sua volta um rasto de vidro partido e sangue, muito sangue.
Relata mais tarde à polícia o que viu e Sam, o seu pai, é condenado a 20 anos de prisão.
Sem mãe e com o pai preso, os avós reclamam para si a guarda da neta, apesar de deixarem tristíssima a sua outra filha, gémea de Julie, que também desejaria ficar com ela. Mas Jamie sabe que não será bom para Olívia continuar a viver na mesma cidade onde vivia a sua mãe, já que, devido a ser bastante conhecida pelos media (Julie era actriz de cinema e muito querida pelo público), Olivia acaba por ser alvo constante dos jornalistas. Assim, parte para Washington, onde é demasiadamente protegida pela sua avó, que não a deixar fazer praticamente nada, pelo menos sem a sua supervisão.
Até que conhece Noah, o filho do polícia que a tirou do armário onde estava escondida do “monstro” que assassinou a sua mãe, e apaixona-se. Mas este amor não lhe vai trazer nada de bom, pelo menos no seu início. Noah, jornalista e escritor, recebe uma carta de Sam, propondo-lhe escrever sobre o sucedido há 20 anos atrás e, contra a vontade de Olivia decide aceitar a proposta.
E assim será desvendado todo o crime e o final é surpreendente.
Mais um livro que me surpreendeu pela positiva. Tirando a parte de paixão entre os protagonistas, que é demasiadamente discritiva e aumenta muito as páginas do livro, já de si bastante extenso, a história é bastante interessante e intrigante. Gostei.

"Um Arco-Iris na Noite", de Dominique Lapierre, recorda o percurso de Nelson Mandela

Assinala-se amanhã, dia 11 de Fevereiro, vinte anos sobre a libertação de Nelson Mandela, o homem que lutou pela igualdade de direitos no país do apartheid e a quem se deve a construção de "uma nação arco-íris".
Dominique Lapierre narra, neste livro, a história de Mandela e de muitos outros anónimos que fizeram a História da África do Sul, nos últimos 3 séculos.

Domingo, 11 de Fevereiro de 1990. São quatro horas da manhã. Um límpido dia de Verão desponta sobre as colinas do Cabo. Ao fim de dez mil dias e dez mil noites de privação de liberdade, o mais antigo preso político do planeta vai dentro de poucas horas quebrar as cadeias que o deviam prender até ao derradeiro suspeito.

Albatroz lança guia prático para afastar o medo

Título: As Regras Essenciais para Viver Sem Medo
Autor: Guy Finley
N.º Págs.: 174
P.V.P.: 15,50€

Guy Finley apresenta em sete capítulos As Regras Essenciais para
Viver Sem Medo.
A Albatroz lança no próximo dia 18 de Fevereiro As Regras Essenciais para Viver Sem Medo, o mais recente livro de auto-ajuda do norte-americano Guy Finley, fundador da Life Of Learning Foundation, uma organização que ajuda as pessoas a perceber e atingir todo o seu potencial.
As Regras Essenciais para Viver sem Medo oferece-lhe soluções reais para problemas reais.
Relacionamentos, sucesso, vícios, stress, paz, felicidade, liberdade – ao longo de sete capítulos, Guy Finley dá-lhe as ferramentas necessárias para se libertar do fantasma do medo e ser bemsucedido em tudo o que se proponha. Através de modernas parábolas, representações contemporâneas de verdades universais e antigas, e uma série de princípios para pôr em prática no seu dia-a-dia, o autor revela-lhe os segredos do universo, guia-o numa viagem de autoreflexão e ajuda-o a descobrir todo o seu potencial.
Mais do que um simples livro de auto-ajuda, As Regras Essenciais para Viver sem Medo é um
guia prático que pode manter consigo e ao qual recorrer sempre que sentir o controlo da sua
vida a escapar-se-lhe por entre os dedos.
Quantas vezes se sentiu paralisado pela ameaça do fracasso?
Quantas vezes foi dominado pelo medo, incapaz de abraçar uma relação, de exprimir os
seus sentimentos e opiniões, de mudar de vida?
É hora de dizer basta e de tomar as rédeas da sua vida de uma vez por todas.

Sobre o autor:
Guy Finley é um autor consagrado na área da auto-ajuda e da sua vasta obra constam mais de
35 livros, traduzidos para 18 idiomas. Conferencista famoso, é também responsável por um
programa de rádio, Guy Finley Live, e foi o fundador e director da Life of Learning Foundation −
uma instituição sem fins lucrativos, onde também dá aulas.

Porto Editora lança, a 18 de Fevereiro, O Braço Esquerdo de Deus de Paul Hoffman

Título: O Braço Esquerdo de Deus
Autor: Paul Hoffman
N.º Págs.: 400
P.V.P.: 17,50€

A sua chegada foi profetizada

O Braço Esquerdo de Deus marca o início da aposta da Porto Editora no género Fantástico. Livro de Paul Hoffman é a grande aposta da editora Penguin para 2010 e terá lançamento simultâneo em cerca de 20 países.


Estará disponível a partir do próximo dia 18 de Fevereiro um dos mais aguardados livros dos últimos tempos. O Braço Esquerdo de Deus, de Paul Hoffman, é o primeiro volume de uma trilogia de Fantasia que a Porto Editora apresentará aos seus leitores e a maior aposta dos últimos dez anos da britânica Penguin.

“Escutem. O Santuário dos Redentores, em Shotover Scarp, é uma mentira infame, pois lá ninguém encontra santuário e muito menos redenção.”
O Braço Esquerdo de Deus tem como cenário o Santuário dos Redentores, um lugar vasto e isolado – um lugar sem alegria e esperança. A maior parte dos seus ocupantes foi levada para lá ainda em criança e submetida durante anos ao brutal regime dos Redentores, cuja crueldade e violência têm apenas um objectivo – servir a Única e Verdadeira Fé. Num dos lúgubres e labirínticos corredores do Santuário, um jovem acólito ousa violar as regras e espreitar por uma janela. Terá talvez uns catorze ou quinze anos, não sabe ao certo, ninguém sabe, e há muito que esqueceu o seu nome verdadeiro − agora chamam-lhe Cale. É um rapaz estranho e reservado, engenhoso e fascinante. Está tão habituado à crueldade que parece imune a ela, até ao dia em que abre a porta errada na altura errada e testemunha um acto tão terrível que a única solução possível é a fuga.
Mas os Redentores querem Cale a qualquer preço. Não por causa do segredo que ele sabe mas por outro de que ele nem sequer desconfia.
Com O Braço Esquerdo de Deus, primeiro volume de uma trilogia, Paul Hoffman confirma-se como uma das novas grandes vozes da literatura de Fantasia.

Sobre o autor
Escritor e argumentista britânico, Paul Hoffman colaborou durante algum tempo com o organismo responsável pela classificação dos filmes no Reino Unido. Escreveu o argumento de três filmes, em co-autoria, e trabalhou com, entre outros, Francis Ford Coppola. O seu primeiro romance, The Wisdom of Crocodiles, deu origem a um filme protagonizado por Jude Law e Timothy Spall. Seguiu-se The Golden Age of Censorship, uma comédia negra publicada em 2007.

Editora Chá das Cinco: lançamento de O Abraço da Noite e O Nó do Amor adiados

Por motivos alheios à Editora Chá das Cinco o novo livro de Sherrilyn Kenyon, O Abraço da Noite e de Elizabeth Chadwick, O Nó do Amor programados para 12 de Fevereiro irão mesmo ser adiados.
Segundo a editora, O Abraço da Noite vai ser lançado a 5 de Março e o Nó do Amor ainda não tem data agendada.

Livros sobre Representação Política em Portugal são as novidades da Sextante

Inquéritos a deputados e a cidadãos resultam em estudo sobre a representação política em Portugal agora publicado, em dois volumes, pela Sextante Editora. Livros serão apresentados na Assembleia da República.

Chegam às livrarias a 22 de Fevereiro os livros Representação Política – O Caso Português em Perspectiva Comparada, de André Freire e José Manuel Viegas, e Representação Política em Portugal – Inquéritos e Bases de Dados, dos mesmos autores e a quem se junta Filipa Seiceira. Os artigos reunidos no primeiro são uma versão revista de outros que foram inicialmente apresentados na conferência internacional realizada na Assembleia da República, em 2009, subordinada ao tema «Representação Parlamentar: o caso português em perspectiva comparada».
O segundo livro contém um CD-R com os inquéritos e bases de dados sobre a representação política em Portugal. Ambos serão apresentados na Assembleia da República no próximo dia 24 de Fevereiro.

Título: Representação Política – O Caso Português em Perspectiva Comparada
Organizadores: André Freire e José Manuel Leite Viegas
N.º Págs.: 460
P.V.P.: 16,00€

Representação Política – O Caso Português em Perspectiva Comparada estuda, de uma forma pioneira em Portugal, a representação política entendida como o acordo entre as preferências políticas (sobre políticas públicas, ideologia, reforma institucional, integração europeia, deliberação democrática, etc.) dos eleitores e dos deputados. Para tanto, recorre-se sobretudo a dois inquéritos realizados em 2008: um aos deputados, outro aos cidadãos.


Título: Representação Política em Portugal – Inquéritos e Bases de Dados
Organizadores: André Freire, José Manuel Leite Viegas e Filipa Seiceira
N.º Págs.: 232
P.V.P.: 11,00€

Representação Política em Portugal – Inquéritos e Bases de Dados torna acessível à sociedade portuguesa a matéria-prima (inquéritos e bases de dados) de um significativo manancial de estudos sobre a representação política em Portugal, que assim fica disponível para quem quiser desenvolver pesquisas ulteriores sobre este tema.





Os Organizadores
André Freire é professor auxiliar no ISCTE – IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e investigador sénior do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES – ISCTE). Tem vários livros, capítulos de livros e artigos publicados, sobre as temáticas dos sistemas eleitorais, comportamento eleitoral, atitudes políticas, sistemas de governo e elites políticas. Recentemente foi co-autor do livro Para Uma Melhoria da Representação Política: A Reforma do Sistema Eleitoral (Sextante, 2008).
José Manuel Leite Viegas é professor auxiliar (com agregação) no ISCTE – IUL, investigador sénior do CIES – ISCTE e, actualmente, presidente do Departamento de Sociologia. Tem-se dedicado à investigação sobre variados temas: cidadania e valores políticos, participação política, o processo de tomada de decisão em democracia e deliberação democrática, tolerância política e o fenómeno das associações voluntárias. É editor e/ou autor de vários livros e assinou diversos artigos sobre atitudes políticas, abstenção eleitoral e associativismo voluntário.
Filipa Seiceira é licenciada em Sociologia pelo ISCTE – IUL e encontra-se a frequentar o mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação na mesma instituição. É assistente de investigação no projecto «Os deputados Portugueses em Perspectiva Comparada: Eleições, Liderança e Representação Política» do CIES – ISCTE. Tem como áreas privilegiadas de interesse a participação política, a comunicação política e as novas tecnologias de informação e os seus efeitos na política e na cidadania.
segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010 | By: Maria Manuel Magalhaes

Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar, A Luz Fraterna e vencem prémios da SPA

António Lobo Antunes com Que Cavalos são Aqueles Que Fazem Sombra no Mar; António Osório com A Luz Fraterna; e David Machado com O Tubarão na Banheira venceram os prémios de Melhor Livro de Ficção Narrativa, Melhor Livro de Poesia e Melhor Livro de Literatura Infanto-Juvenil respecivamente promovidos pela Sociedade Portuguesa de Autores que atribuiu prémios com o intuito de distinguir autores de obras em diferentes áreas artísticas durante o ano de 2009.
No espectáculo, que teve lugar este noite no Centro Cultural de Belém, foram entregues 20 prémios enquadrados em oito áreas: cinema, rádio, dança, música, literatura, teatro, televisão e artes visuais.

Na categoria de literatura os nomeados foram:
Melhor Livro de Ficção Narrativa
Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar – António Lobo Antunes
Deixem Passar o Homem Invisível – Rui Cardoso Martins
A Ministra – Miguel Real

Melhor Livro de Poesia
A Luz Fraterna – António Osório
Ofício Cantante (Poesia Completa) – Herberto Helder
Últimos Poemas – Nuno Rocha Morais (título póstumo)

Melhor Livro de Literatura Infanto-Juvenil
O Tubarão na Banheira – David Machado
Azul Blue Bleu – Eugénio Roda
O Gato de Uppsala – Cristina Carvalho

Novidades para 2010 de Orfeu Negro

Título: O Estranho Mundo de Jack
Autor: Tim Burton

Título original: The Nightmare Before Christmas
Tradução: Margarida Vale de Gato
Colecção: Orfeu Mini
Ano de edição: 2010
N.º pp.: 42
Preço: 13 euros
Nas livrarias a partir de 12 de Março

Sinopse:
O Estranho Mundo de Jack, escrito e ilustrado por Tim Burton na sequência do filme com o mesmo nome, é já um clássico infantil e conta-nos a história de Jack Esquelético numa assustadora véspera de Natal. Uma noite, enquanto passeia entediado na floresta de Halloween, Jack encontra algo que nunca vira antes: uma porta esculpida numa árvore. Ao abri-la, Jack entra no mundo alegre e cintilante da Cidade do Natal! Maravilhado com tanta luz e
animação, Jack decide raptar o Pai Natal e levá-lo para Halloween, planeando as mais medonhas traquinices para a véspera de Natal.
Um mundo fantástico e irreverente que promete tantas gargalhadas como sustos! Burton é também autor de A Morte Melancólica do Rapaz Ostra & Outras Estórias, publicado pela Antígona.


Título: O Coração e a Garrafa
Autor: Oliver Jeffers
Título original: The Heart and the Bottle
Tradução: Rui Lopes
Colecção: Orfeu Mini
Ano de edição: 2010
N.º pp.: 32
Preço: 13,50 euros
Nas livrarias a partir de 1 de Março

Sinopse:
O Coração e a Garrafa fala-nos de uma menina fascinada com o mundo à sua volta. Até que um dia algo aconteceu que a fez pegar no seu coração e guardá-lo num sítio seguro. Pelo menos durante algum tempo… Só que, a partir daí, nada parecia fazer sentido. Saberia ela quando e como recuperar o seu coração?
Com esta história comovente, Oliver Jeffers explora os temas difíceis do amor e da perda, devolvendo-nos, de maneira notável, um sopro de alento e de vida.
Do autor de O Incrível Rapaz Que Comia Livros, já publicado na colecção Orfeu Mini.

Título: O Modular/Modulor 2
Autor: Le Corbusier
Título original: Le Modulor / Modulor 2
Tradução, prefácio e notas: Marta Sequeira
Ano de edição: 2010
N.º pp.: 300/396
Preço: 42 euros
Nas livrarias a partir de 12 de Março

Sinopse:
O Modulor (1.º vol.), originalmente publicado em 1950, incide na explicação do sistema de medidas concebido por Le Corbusier entre 1943 e 1950 designado Modulor. Baseado nas dimensões do corpo humano e da matemática, trata-se de uma fórmula de coerência a partir da qual é possível gerar duas séries de medidas em harmonia com o corpo humano e entre si, estabelecendo uma ponte entre dois sistemas métricos: o sistema anglo-saxónico e o métrico decimal.

Modulor 2 (1955) analisa o impacto e as diferentes reacções provocados nos leitores pelo volume anterior. Obra de uma universalidade e intemporalidade ímpares, tornou-se constante objecto de estudo em todo o mundo.

Título: MIGRANDO
Autor: Mariana Chiesa Mateos
Título original: Migrando
Colecção: Orfeu Mini
Ano de edição: 2010
N.º pp.: 68
Preço: 14,60 euros
Nas livrarias a partir de 29 de Março

Sinopse:
Migrando é uma história sem palavras sobre mudança e aventura.
Dedicado aos que deixaram a sua terra para re-existirem noutro lugar, este livro de imagens poéticas mostra como a palavra migrante pode ser sinónimo de sofrimento e fragilidade, mas também de coragem e futuro.
Um livro habitado pelo oceano, que separa e une terras e destinos. Um livro de desenhos, no qual cada leitor re-inventa a própria história.

Planeta edita dois livros dedicados à língua portuguesa. Nas livrarias a partir de 25 de Fevereiro

Título: Assim é que é falar!
Coordenado por: Maria Regina de Matos Rocha

Este livro reúne em 201 perguntas as dúvidas mais frequentes de qualquer falante de língua portuguesa. Como se pronunciam certas palavras, qual a adaptação correcta dos estrangeirismos, como se formam femininos e plurais, conjugações verbais irregulares, construções sintácticas e pontuação.
Para cada pergunta, há uma resposta, elaborada por especialistas, exposta de forma clara, simples e inesquecível, acompanhada da regra e de exemplos.
Um livro para falar melhor e transformar cada um de nós num defensor deste património de valor inestimável que é a língua portuguesa!

Sobre as autoras:
Maria Regina de Matos Rocha é licenciada em Filologia Românica, com o mestrado em Ciências da Educação pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. É professora de Português do Ensino Secundário, com experiência de docência do Ensino Politécnico na área da Língua Portuguesa. Desempenha desde 1993 funções de formadora em centros de formação de professores. Autora de manuais escolares e de diversas comunicações e publicações, com colunas regulares na imprensa e participação no programa Páginas de Português, da RDP, Antena 2, é consultora do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa e responsável pelos conteúdos linguísticos do porgrama Cuidado com a Língua, transmitido pela RTP.

Maria João Casanova de Matos é licenciada em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.Foi professora de Português e de Francês do Ensino Secundário entre 1985 e 2009. É consultora do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa desde 2003.

Sandra Duarte Tavares é licenciada e mestre em Linguística Portuguesa pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Lecciona várias disciplinas na área da Língua Portuguesa no Instituto Superior de Educação e Ciências. É consultora do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa e colaboradora do programa diário Jogo da Língua, transmitido pela RDP, Antena 1.


Título: Nas bocas do mundo
Autor: Sérgio Luís de Carvalho

Sabia que os termos assassino e haxixe estão historicamente relacionados? E que a expressão queimar as pestanas envolve estudantes de outros tempos? e que verdade de La Palice provém de um erro de tradução? E que a frase estar nas suas sete quintas estará associada ao Seixal? e sabia que o doutor da Mula Ruça existiu mesmo e exerceu em Évora no século XVI?
Neste livro analisa-se a história de centenas de expressões populares que há muito se enraizaram na língua portuguesa. Quando surgiram estas frases? Como nos chegaram? Que histórias estão por trás da sua origem? Uma recolha baseada nos mais prestigiados estudiosos que desvenda aspectos curiosos e bizarros do nosso idioma. Uma viagem,afinal, pelo nosso património nacional. Porque a verdade é que - como dizia Fernando Pessoa - a nossa pátria é a língua portuguesa.

Sobre o autor:
Sérgio Luís de Carvalho nasceu em Lisboa de 1959. Em 1990 publicou o seu primeiro livro - Anno Domini 1348 -, a que se seguiram os romances As Horas de Monsaraz (1997), El-Rei Pastor (2000), Os Rios da Babilónia (2003), Retrato de S. Jerónimo no Seu Estúdio (2006), Os Peregrinos sem Fé (2007), O Retábulo de Genebra (2008) e O Destino do Capitão Blanc (2009).
Em 1989 recebeu o Prémio Literário Ferreira de Castro (Portugal); em 2004 foi finalista do Prémio Jean Monnet de Literatura Europeia (França) e em 2005 foi finalista do Prémio Amphi de Literatura Europeia (França).
Tem várias obras publicadas nos domínios da História e da literatura infanto-juvenil. Com Nas Bocas do Mundo retoma o domínio da pesquisa histórica , explicitando de um modo coloquial a origem de inúmeras expressões que fazem o nosso quotidiano.

O Amor está no Ar - Dorothy Koomson [Opinião]

-->
Título: O Amor está no Ar
Autora: Dorothy Koomson
N.º de Págs.: 336
Capa: mole
PVP: 16,50 €

Sinopse
Depois de sair de Londres para seguir o seu desejo de mudar de vida, Ceri D'Altroy jura abandonar definitivamente as suas manias de casamenteira. Isto porque parece que a sua simples presença acaba por incentivar as pessoas que encontra pelo caminho a mudar de vida.
No seu novo emprego, conhece Ed que decidiu declarar o seu amor por uma mulher que o enlouquece; Mel e Claudine, dois amigos de longa data que resolvem iniciar um romance ilícito; e Gwen, a chefe de departamento que é uma fumadora compulsiva e esconde um segredo profundo e sombrio que só quer partilhar com a sua nova funcionária.
Quem entra em contacto com Ceri, nunca mais volta a ser o mesmo. Será ela o Cupido dos tempos modernos?

A minha opinião:
Sem que se aperceba Ceri faz mudar tudo à sua volta. Quando decide mudar de frenética Londres para a pacata Leeds nem imagina que vai transformar tudo à sua volta, ou melhor, as pessoas que com ela convivem. As pessoas começam a descobrir e a compreender o amor, a gostar mais delas próprias ou a abarcar novos projectos de vida. Tudo isto com a ajuda da jovem professora da psicologia Ceri. Após o fim do seu casamento Mel descobre uma forma de diálogo com a sua ex-mulher. Claudine, que teve uma noite de amor com Mel, decide continuar com o seu companheiro Kevin, Ed encontra o amor ao lado de uma mulher que pensa inalcançável e muda completamente a sua vida. Mas será que ela própria vai descobrir o amor? Será que o seu coração vai ter uma oportunidade de saber o que é amar? Dorothy Koomson aborda uma temática diferente do que o que li num seu livro anterior, A filha da minha melhor amiga, e das sinopses que li dos restantes livros da autora, que é a temática do amor entre dois adultos. Um livro diferente mas que vai agradar, como me agradou a mim, os seguidores da autora inglesa, que começou precisamente na escrita com este O Amor está no Ar, em 2001.

Excertos:
“Não tinha, de modo nenhum, começado de novo. Tinha-me envolvido tanto na vida dos outros que nem me lembrava de que tinha vida própria. Aliás, será que tinha? … Tinha-me perdido na vida dos outros.”

“Dá-me a ideia de que vides a vida dos outros com o volume no máximo, mas a tua própria vida é bastante estéril.”