sábado, 2 de julho de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Babel para Julho

sexta-feira, 1 de julho de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Por Ti, Resistirei - Júlio Magalhães [Opinião]


Título: Por Ti, ResistireiAutor: Júlio Magalhães
Edição/reimpressão: 2011
N.º de Páginas: 250
Editor: A Esfera dos Livros
PVP: 18€

Sinopse:Carlos e Nicole conheceram-se nas ruas de Paris. As tropas alemãs avançavam em passo forte e determinado, mas todos acreditavam que a capital francesa estava a salvo da loucura de Adolf Hitler. Enganavam-se. Em poucas semanas, as tropas nazis estavam às portas de Paris e milhares de refugiados procuravam salvação. Nicole encontrou-a em Bordéus pelas mãos do embaixador Aristides de Sousa Mendes que lhe entregou um visto para chegar até Portugal, onde finalmente cairia nos braços do seu amado. Longe da guerra, longe do perigo, longe do estigma de ser judia, seria finalmente feliz. Mas há preconceitos que são difíceis de quebrar e mais uma vez os dois amantes são obrigados a seguir caminhos diferentes. Carlos fica em Lisboa, entre os negócios do pai, um homem influente na sociedade salazarista e a doença da mãe. Nicole parte para Londres, uma cidade que vive dias dramáticos sob a ameaça de ser bombardeada pela aviação alemã. Participa no esforço de guerra da melhor forma que sabe, vestindo a farda de enfermeira, pondo em risco a sua vida para ajudar os outros. Na esperança de conseguir esquecer Carlos. Contudo no meio dos escombros da Segunda Guerra Mundial há um amor capaz de resistir a tudo.
A minha opinião:
Segundo o autor, Por ti, Resistirei, é um romance baseado em factos verídicos e que ao fazer a pesquisa para o seu novo livro descobriu que havia muitos portugueses a apoiar a Alemanha na Segunda Guerra Mundial. Inclusive, houve muitos a irem trabalhar para a Alemanha e a assinarem revistas alemãs e mesmo pró-nazis, embora desconhecessem muitas das atrocidades nazis.
Júlio Magalhães coloca mesmo uma das personagens, um médico, tio da personagem principal, a voluntariar-se num hospital alemão, sendo o próprio pai, Alfredo Magalhães, um apoiante nazi, embora mais pelo interesse económico que daí poderia advir para a sua empresa do que propriamente pela ideologia de Hitler.
Há claramente neste livro um conflito de gerações, conflito de ideias, antes de haver propriamente, racismo por parte da família de Carlos. Em suma, Carlos tem um pai que não o compreende. Um pai autoritário, cujo diálogo é escasso. Alfredo Magalhães sonha casar o filho com a filha de um banqueiro com quem tem boas relações e não vê com bons olhos a relação do filho com uma judia que o filho conheceu em França aquando dos seus estudo em belas-artes na cidade-luz. Por isso mesmo, usa todos os meios ao seu alcance, e de todas as influências que havia na altura, para afastá-los.
Nicole, assim se chama a jovem judia acaba por ter de sair de Lisboa (havia conseguido partir de França com a ajuda do Cônsul em Bordéus Aristides de Sousa Mendes) e parte para Inglaterra, mas Carlos está sempre com ela no coração e nem a doença da sua mãe, Alzheimer, ainda pouco falada em Portugal e diagnosticada por um médico a confirmada pelo Nobel Egas Moniz, faz com que este ceda ao desejo do casal de influentes empresários em casar com Maria Eugénia.
Um romance bastante leve sobre a Segunda Guerra Mundial que não aprofunda em nada o tema, mas que é perfeitamente aceitável para uma leitura de Verão.

Convite para o lançamento do livro «A Vidente de Sevenwaters», de Juliet Marillier

Gonçalo Cadilhe lança novo livro: Encontros Marcados

Título: Encontros Marcados
Autor: Gonçalo Cadilhe
PVP: 13,95 €
N.º de Páginas: 156 + 16 páginas de extratextos


Por que razão a canção “Song for Sharon”, de Joni Mitchell, é tão especial para Gonçalo Cadilhe?
Qual o significado do livro As Cidades Invisíveis no percurso do escritor-viajante?
Que importância tiveram os escuteiros na sua vida?

GONÇALO CADILHE: UM NOVO LIVRO, MUITAS VIAGENS

As respostas a estas e a tantas outras perguntas estão no novo livro do escritor, Encontros Marcados. Neste seu regresso às livrarias nacionais, Gonçalo Cadilhe revela as circunstâncias que o tornaram o maior viajante português da actualidade e desvenda alguns dos momentos marcantes que lhe incutiram e continuam a incutir o gosto pela aventura e pelo desconhecido.

Da primeira viagem sem os pais, numa saída dos escuteiros, à tomada de decisão quanto ao rumo a seguir terminado o curso de Gestão, Gonçalo Cadilhe recupera neste livro memórias antigas, conversas que o transformaram enquanto ser humano, episódios nunca narrados, objectos que fazem parte do seu passado enquanto escritor e enquanto viajante.

Pelo meio, mais de duas dezenas de fotografias ilustram os momentos relatados. Malaca, Xi’an, Huahine, Banguecoque são aqui revisitadas assim como o são a Figueira da Foz, Coimbra e Cantanhede. Encontros Marcados não é, porém, apenas mais um livro de viagens, é o desvendar da força do destino por detrás da longa jornada que é a vida.

«O livro que segue tem implícito um dos maiores mistérios da Humanidade: o da nossa própria vida se tivéssemos sido outra pessoa. Ao olharmos para o que somos, não podemos acreditar que esta era a única possibilidade que tínhamos. Desde os traumas da primeira infância, que nem recordamos, mas que nos fazem ter claustrofobia, agorafobia, pavor dos ratos ou, no meu caso, nojo da cebola crua; às desilusões de amor ou às vitórias desportivas da escola primária; passando pela letra de uma canção; as sugestões de um livro; ou uma máxima que recebemos de um professor universitário; entre tantos, tantos outros exemplos, tudo terá deixado a sua impressão sentimental no conjunto homeopático que nos constitui.» Gonçalo Cadilhe, in Nota Introdutória

Sobre o autor:
Tudo sobre o autor e as suas obras em http://www.goncalocadilhe.com/.

Novidade Esfera dos Livros: Os Homens Precisam de Mimo, de João Miguel Tavares

Os Homens Precisam de Mimo, de João Miguel Tavares é um livro divertido e inteligente que nos relata com muito sentido de humor, episódios caricatos do dia-a-dia de um jovem pai de família numerosa. O autor tem três filhos, com idades compreendidas entre os 3 e os 7 anos, e brinda-nos neste livro, com várias crónicas bem humoradas sobre a paternidade e a forma como ela transforma os homens.

Sinopse:
«Durante séculos e séculos, o papel do homem e da mulher esteve bem definido. O homem estava aqui, a mulher ficava ali, trocava-se o menor número de palavras e levava-se a vida para diante. Mas a partir do momento em que a mulher ficou mais parecida com o homem – trabalhadora, independente, assertiva – e o homem mais parecido com a mulher – dedicado aos filhos, disponível para outras actividades caseiras que não a mudança da bilha do gás –, começaram a pisar espaços comuns e a partilhar tarefas. Tudo isto é apresentado como uma coisa bonita (e é) e uma coisa justa (e é), só que o homem não está historicamente preparado para habitar esse novo mundo e fica preso nas redes da selecção natural. As mulheres fazem isso há 130 mil anos. Nós começámos há 40. Por isso, somos uma espécie de dodós domésticos: anafados, mal providos e absurdamente incompetentes. Eu, em minha casa, só recebo ordens. Tenho de fazer isto, e aquilo, e aqueloutro, e mais não sei o quê, tudo ao mesmo tempo e a grande velocidade. É de dar em doido. Os meus antepassados masculinos, ao menos, só tinham de ir lá fora caçar um mamute.»
Este livro nasce de um grito de revolta: porque é que as mulheres hão-de ter o exclusivo das queixinhas sobre a vida doméstica? O que não falta por aí é literatura sobre a sacrificada mulher moderna e a forma heróica como ela conjuga o trabalho e a família. Nada contra. É tudo verdade. Mas e os homens? Alguém acha que o mundo está fácil para nós? Hoje em dia, qualquer homem digno desse nome tem de ganhar a vida, amar a esposa, tratar dos filhos, cuidar da casa, fazer o jantar, baixar a tampa da sanita, e, já agora, telefonar à sogra no seu dia de anos, com voz fofinha. E no entanto, quem fala de nós? Quem derrama uma única lágrima pelo nosso esforço? O sofrimento masculino anda há décadas a ser silenciado. Mas isso acabou. Não mais. Sou um jornalista de 37 anos com três filhos e uma certeza: o homem moderno precisa de mimo, como nunca precisou desde que o primeiro australopiteco pisou o planeta. Precisa de ajuda, de atenção, de carinho. E por isso precisa de um livro como este: orgulhosamente queixinhas, que ninguém é de ferro.

Sobre o autor:
João Miguel Tavares nasceu em Portalegre em 1973. Passou pela Engenharia Química, licenciou-se em Ciências da Comunicação. Foi jornalista no Diário de Notícias e é colunista do Correio da Manhã, director adjunto da revista Time Out e integra a equipa ministerial do programa da TSF Governo Sombra.

A Princesa de Gelo - Camilla Läckberg [Opinião]


Título: A Princesa de Gelo
Autor: Camilla Läckberg
Edição/reimpressão: 2010
N.º de Páginas: 400
Editor: Dom Quixote
Colecção: Ficção Universal
Sinopse:

De regresso à cidadezinha onde nasceu depois da morte dos pais, a escritora Erica Falk encontra uma comunidade à beira da tragédia. A morte da sua amiga de infância, Alex, é só o princípio do que está para vir. Com os pulsos cortados e o corpo mergulhado na água congelada da banheira, tudo leva a crer que Alex se suicidou.
Quando começa a escrever uma evocação da carismática Alex, Erica, que não a via desde a infância, vê-se de repente no centro dos acontecimentos. Ao mesmo tempo, Patrik Hedström, que investiga o caso, começa a perceber que as coisas nem sempre são o que parecem. Mas só quando ambos começam a trabalhar juntos é que vem ao de cima a verdade sobre aquela cidadezinha com um passado profundamente perturbador…
A minha opinião:
Apresentada como a nova Agatha Christie, Camilla Läckberg, a meu ver, fica muito atrás da escritora britânica que, para mim, continua a ser a mestre da escrita de policiais. Foi com Christie que começou a paixão pelos policiais e, quase diria, o bichinho pela leitura, e ainda não encontrei, à parte de algumas escritoras como Lisa Gardner ou Tess Geritsen, que me levassem a ler compulsivamente os seus livros.
No entanto, A Princesa de Gelo, não ficou áquem das minhas expectativas. A autora centra o romance policial em personagens bastante atractivas, deixando o leitor preso a algumas delas, levando a que queira comprar próximas sequelas para ver como estas evoluem; caso de Eric, Patrick, Anna e Lucas.
A morte de uma pessoa muito querida numa localidade pequena vai desenterrar segredos do passado e mexer com algumas famílias, que já têm raízes naquela terra. E quando se descobre que Alex estava grávida e que esse filho não é do marido, mais grave se torna.
É aqui que entram Erica uma conhecida escritora que tem a particularidade de ter sido amiga de infância de Alex e Patrik, polícia local que vai levar a cabo as investigações. Junto a isso, o envolvimento dos dois, para apimentar o livro, a violência doméstica sofrida por parte da irmã de Erica, as aparências, e as relações humanas das diversas personagens são retratadas, e muito bem, pela autora.
Já é de todos conhecido o meu gosto por policiais, e tendo eu já adquirido os dois livros de Camilla Läckberg, Teia de Cinzas e Gritos do Passado, é fácil de ver que fiquei rendida à escrita do género nórdico, que muitos fãs tem arrebatado depois do sucesso da Trilogia Millennium de Stieg Larsson que, confesso, ainda não tive oportunidade de ler, apesar de ter em casa o primeiro volume Os Homens Que Odeiam as Mulheres.

Os Lars Kepler vão estar em Lisboa nos dias 11 e 12 de julho

Chega no dia 5 de julho às livrarias O Executor, o novo livro da dupla sueca Lars Kepler, reconhecida sucessora de Stieg Larsson.
quinta-feira, 30 de junho de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidades Civilização para Julho

FICÇÃO/ NÃO FICÇÃO

Título: Uma Questão de Atração
Autor:
David Nicholls [AUTOR DO BESTSELLER UM DIA]

N.º de Páginas:
400

Tradução:
Ana Baer

Capa
Mole

PVP:
17,90 €

Sinopse: Brian Jackson, estudante universitário, chegou à faculdade com um desejo mais forte do que o da aquisição de conhecimentos: ser uma estrela do concurso mais famoso da TV. Mas o seu avanço no Desafio Universitário é de certo modo travado pela sua atração crescente pela sedutora Alice Harbinson, que luta para deixar a sua marca como atriz. E, à medida que os obstáculos impedem a sua relação, Brian fica cada vez mais convencido de que só um sucesso esmagador no concurso o fará conquistá-la.

Título: A Ponte Invisível
Autor:
Julie Orringer [NOMEADA PARA O ORANGE BOOKER PRIZE 2011]

N.º de Páginas:
800

Tradução:
Maria Beatriz Sequeira

Capa
Mole

PVP:
24,90 €

Sinopse:
Paris, 1937. Andras Lévi, estudante de arquitetura, chega de Budapeste com uma bolsa de estudo, uma única mala e uma carta misteriosa que prometeu entregar a Claire Morgenstern, uma jovem viúva que vive na cidade. Quando Andras conhece Claire, fica preso na sua vida secreta e extraordinária. Ao mesmo tempo, a tragédia começa a assolar a Europa, colocando-os num estado de terrível incerteza. De uma remota aldeia húngara às óperas grandiosas de Budapeste e Paris, do desespero do inverno nos Cárpatos a uma vida inimaginável em campos de trabalhos forçados, A Ponte Invisível narra a história de um casamento que sobrevive ao desastre e de uma família ameaçada de aniquilação e unida pelo amor e pela história.

Título: Madame Hemingway
Autor:
Paula McLain

N.º de Páginas:
384

Tradução:
Maria João de Andrade

Capa
Mole

PVP:
17,90 €

Sinopse:
Uma história de ambição e traição profundamente evocativa, Madame Hemingway retrata uma época notável e a relação amorosa entre duas pessoas inesquecíveis: Ernest Hemingway e a sua mulher Hadley. Chicago, 1920: Hadley Richardson é uma jovem discreta de vinte e oito anos que quase perdeu a esperança de encontrar o amor e a felicidade. Até que conhece Ernest Hemingway. Depois de um namoro breve e de um casamento repentino, o casal parte para Paris, onde se junta a um grupo de enérgicos e voláteis expatriados, que inclui F. Scott Fitzgerald e a sua esposa, Zelda e, Ezra Pound. Ernest e Hadley são lançados numa vida de ambição artística, bebida e viagens intempestivas a Pamplona, à Riviera e aos Alpes Suíços. Mas a Paris da era do jazz não combina com vida familiar e fidelidade. […]

FICÇÃO JUVENIL

Título: O Rei dos Arrepios (Will Moogley – Agência de Fantasmas n.º 6)
Autor: Pierdomenico Baccalario
N.º de Páginas: 144
Tradução: Francesco Mai
Capa
Mole

PVP: 9,20 €
Sinopse:
Em casa dos Moogley é tempo de vacas magras: os negócios estão fracos e parece que já ninguém precisa de fantasmas… De quem é a culpa? Simples! Da Monstros, Monstrengos & C.a, a nova e aguerrida agência que acaba de entrar no mercado do medo. A empresa, de facto, oferece aos seus clientes diferentes tipos de monstros, roubando assim trabalho aos fantasmas habituais. No entanto, Will e o seu fiel assistente Tupper não tencionam render-se!

Título: O Mundo dos Pesadelos (Astrossauros N.º 15)
Autor:
Steve Cole

N.º de Pág
inas: 136
Tradução: Claudete Soares
Capa
Mole

PVP:
6,70 €

Sinopse:
O Teggs e o seu grupo encontram-se aprisionados num mundo de sonhos mortíferos! Aqui são obrigados a enfrentar os raptors nojentos, os demónios de bosta perigosos e as assustadoras bananas dente-de-sabre dos seus pesadelos. Conseguirão eles fugir para a realidade, ou irão os sonhos pavorosos mantê-los prisioneiros para sempre…?

Título: Os Ladrões de Robots (Astrossauros N.º 16)
Autor:
Steve Cole

N.º de Páginas:
144

Tradução:
Claudete Soares

Capa Mole
PVP:
6,70 €

Sinopse:
Os astrossauros são chamados a Mekta, uma super-cidade em construção para dinossauros ricos, pois os robots-criados que lá trabalham estão a desaparecer de forma misteriosa. Conseguirá o Teggs e o seu grupo desmascarar a tempo os criminosos loucos por computadores?


LIVRO ILUSTRADO – CIVILIZAÇÃO JUVENIL

Título: Concurso de Talentos
Autor:
Jo Hodgkinson (Autora e Ilustradora)

N.º de Páginas:
24

Capa dura
PVP:
11,50 €

Sinopse:
Quatro amigos decidem entrar num concurso de talentos. Quando um passarinho lhes pede que o deixem participar, eles riem-se. Mas depois um grande e misterioso personagem chega à audição para cantores, e acaba por ser uma grande surpresa…

Título: Juro Que Vi Um Dinossauro!
Autor:
Jeanne Willis

Ilustrador:
Adrian Reynolds
N.º de Páginas:
32

Capa dura
PVP:
11,50 €

Sinopse:
“Numa manhã de nevoeiro, Junto ao mar agitado… Vi um dinossauro em carne e osso! Fiquei todo arrepiado.” Esta história esconde alguma coisa. Será que há mesmo um dinossauro? Parece que alguém está a tramar alguma…

Título: Horas (Coleção Riscos e Rabiscos) [NOVA COLEÇÃO]
N.º de Páginas: 64
Capa mole
PVP:
5,50 €

Sinopse:
Este livro incentiva as crianças a aprenderem as horas unindo pontos para formar os ponteiros dos relógios e completando desenhos divertidos relacionados com os momentos do dia. O tempo voa quando te divertes a aprender!


Título: Formas (Coleção Riscos e Rabiscos) [NOVA COLEÇÃO]
N.º de Páginas: 64
Capa mole
PVP:
5,50 €

Sinopse:
Este livro incentiva as crianças a unir pontos para criar formas e a completar desenhos para consolidar a aprendizagem. Aprender as formas nunca foi tão divertido!



Título: Livro das Férias (Coleção Riscos e Rabiscos) [NOVA COLEÇÃO]
N.º de Páginas: 64
Capa mole
PVP:
5,50 €

Sinopse:
Desenhos para fazer e completar. Coisas para escrever e recordar. Muitas atividades divertidas para todos os dias das férias. Com este livro, não terás um único dia aborrecido. Não saias de casa sem ele! Neste livro vais desenhar e pintar imensas coisas como, por exemplo, o número de castelos de areia que fizeste na praia, o que puseste na mala, os gelados que comeste e o quadro que viste e mais gostaste!

Título: Quinta (Coleção Riscos e Rabiscos) [NOVA COLEÇÃO]
N.º de Páginas: 64
Capa mole
PVP:
5,50 €

Sinopse:
O que vais fazer na Quinta dos Sarrabiscos? Vais aprender factos fascinantes sobre a vida no campo. Não é preciso seres um artista, basta deixares a tua imaginação voar!



Título: Super rabiscos (Coleção Riscos e Rabiscos) [NOVA COLEÇÃO]
N.º de Páginas: 32
Capa mole
PVP:
4,40 €

Sinopse:
Imagens para criar e completar com belos sarrabiscos. Toda a gente sabe desenhar e rabiscar, por isso não tens que ter qualquer tipo de jeito especial para fazeres de cada página deste livro uma verdadeira obra-prima.


Título: Vou de férias (Coleção Riscos e Rabiscos) [NOVA COLEÇÃO]
N.º de Páginas: 32
Capa mole
PVP:
4,40 €

Sinopse:
Um álbum de recortes super-giro para as tuas férias. Aqui podes rabiscar, colar fotografias, escrever notas e fazer colagens para te lembrares de cada momento fantástico das tuas férias. Começa a desenhar e a colar e transforma este livro no teu diário!

Porto Editora publica, no dia 7 de julho, Os Aromas do Verão, um romance de Joyce Maynard

Título: Os Aromas do Verão
Autor: Joyce Maynard
Tradutor: Vasco Gato
Págs: 224
PVP: 15,90 €

Os Aromas de Verão é um emocionante livro sobre a infância e a descoberta, a inocência e o amor, a traição e as suas consequências, «uma história por vezes dolorosa, mas cativante e surpreendentemente comovedora» (Publishers Weekly). Passado durante um longo fim de semana de verão, esta é a história de Adele, de seu filho Henry e de um desconhecido que este convida para passar uns dias em sua casa.

Sinopse:

Esta é a história de Henry, Adele e Frank, e de um longo fim-de-semana que mudou as suas vidas. Henry é um rapaz de 13 anos, solitário, sem amigos, que passa a maior parte do tempo a ver televisão, a ler e a lidar com o despertar da sua sexualidade. As suas únicas companhias são a mãe, há muito divorciada, e Joe, um hamster; as suas únicas saídas são com o pai distante e a nova família deste, aos sábados à noite, para ir jantar. Apesar dos seus esforços, Henry sabe que não consegue fazer feliz a mãe, Adele, uma mulher emocionalmente frágil. Adele tem um segredo que a leva a refugiar-se em casa e que parece ter destruído a sua vida.
Mas toda esta situação muda quando entra nas suas vidas Frank, um homem misterioso que se encontra ferido e pede ajuda a Henry. No longo fim-de-semana que passam juntos, Henry vai aprender algumas das lições mais valiosas da vida: a dor intensa do ciúme, o poder da traição e a importância de colocar os outros, principalmente os que amamos, acima de nós próprios. Vai aprender sobretudo que vale a pena esperar pelo verdadeiro amor.
Joyce Maynard, através de uma escrita poderosa, fala-nos do amor, da paixão, da vivência dolorosa da adolescência e da traição, através dos olhos de um rapaz de 13 anos – e do homem em que ele depois se tornou.

Sobre a autora:
Joyce Maynard cresceu em Durham, no New Hampshire, e começou a sua carreira literária em 1973, quando, ainda caloira em Yale, escreveu um artigo para a New York Times Magazine que lhe valeu a capa da prestigiada revista. Desde então, tem-se dedicado à escrita colaborando como colunista em alguns dos principais jornais e revistas americanos, tais como a Newsweek, The Oprah Magazine, Forbes e USA Weekly, entre muitos outros.
É autora de uma vasta obra, de onde se destacam o romance To Die For (adaptado ao cinema por Gus van Sant e protagonizado por Nicole Kidman) e o livro autobiográfico At Home in the World.
Atualmente, divide o seu tempo entre o Norte da Califórnia e o Lago Atilan, na Guatemala, e dirige workshops de escrita criativa.
Página pessoal: www.joycemaynard.com

Imprensa:
Os Aromas do Verão é sobretudo uma história sobre a natureza complicada do amor: o ciúme, a traição e os riscos que estamos dispostos a correr. New York Post
Joyce Maynard reencontrou o tempo perdido, aqueles instantes que parecem desaparecer para sempre, aquelas sensações que são demasiado complicadas para descrever. Le Figaro
Joyce Maynard é uma daquelas escritoras abençoadas, capazes de reunir numa obra uma vida inteira de ideias e emoções. Dallas Morning News
Apaixonante e divertido, Os Aromas do Verão é o livro que pode catapultar Joyce Maynard para a primeira fila dos melhores romancistas americanos. Winnipeg Free Press
Maynard atrai habilmente o leitor para dentro das vidas frágeis dos personagens. Um livro envolvente, que o leitor lamentará ver terminado. Bookpage

Lançamento de Ourique a Aljubarrota, de Miguel Gomes Martins

Lançamento de Ourique URIQUE A ALJUBARROTA, de Miguel Gomes Martins

quarta-feira, 29 de junho de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Loja dos Suicídios inspira peça de teatro

A sua vida foi um fracasso? Connosco, a sua morte será um sucesso!

Baseada no romance de Jean Teulé, A Loja dos Suicídios, a peça de teatro com o mesmo nome estreia, hoje, às 21h30, no Teatro Tivoli. Produzida pela Be On Stage, com encenação de José Lobato, a peça está em cena até 6 de Julho.

Saiba mais sobre a peça aqui .

Casimiro Teixeira, um autor em ascensão

Vilacondense de gema, e amante profundo das suas raízes, sobretudo da cidade que o viu nascer, Vila do Conde, Casimiro Teixeira, desde cedo demonstrou inclinações para as letras, publicando alguns textos numa revista editada pelo departamento de Filosofia do seu liceu, e criando assim um espaço interior inteiramente dedicado à escrita que foi sempre para si, um ombro amigo onde podia chorar as suas mágoas, ou divertir-se extravasando a sua felicidade. Foi na escrita que se moldou como homem, e nunca a abandonou apesar de não ter, até à data, exposto nenhum dos seus trabalhos ao público, deixando que estes se fossem acumulando em resmas de papéis guardados em gavetas. Editou finalmente em 2011 pela Corpos Editora, o livro de Poesia: "Poemas por Tudo e por Nada" e prepara já o lançamento de um Romance de Ficção a ser lançado em Julho pela Chiado Editora, intitulado "Governo Sombra". Tem também, disponível no sítio da Bubok, um conto intitulado; "Há Procura de uma Vida."


Mais almas que Uma.
Quando te vi nessa noite, eras só pele e calor,
quis sentir-te mais de perto, mas queimavas,
a vontade de te tocar,
com o mesmo fogo que te guardava.
Estendias-te ao alto, indolente, num esboço de pintor,
e nem eras carne, incendiavas apenas, tu queimavas,
teu reflexo, meu espírito, o próprio ar,
que respirava.
Que suplício de fogueira é este que me queima desta maneira,
me prende à cama na visão tua que se esfuma?
Os meus olhos enganam-me, e não te vejo,
e perdi a função viva de te sentir,
sei-te aí, nua em frente à lareira,
mas sei também que tenho mais almas que uma,
e perdi-te a figura, no calor do desejo,
adormeci pensando no que está por vir.

Casimiro Teixeira 2005

Podem saber mais do autor no seu blogue pessoal http://neomiro.blogspot.com/
Ou adquirir o seu livro aqui

Gato na Lua - Nova editora de livros infantis

A Gato na Lua é uma nova editora vocacionada para a literatura infantil, cujo projecto assume uma orientação editorial será assente na publicação de álbuns ilustrados de grande qualidade dirigidos a crianças entre os 3 e os 10 anos.
Assim, o processo de edição de Gato na Lua vai caracterizar-se por uma elevada exigência, a todos os níveis. "Os nossos autores e ilustradores falam lín
guas diferentes entre si, possuem referências e imaginários distintos, e partilhamos com as crianças essa cultura de diversidade, através dos seus textos e imagens. Desta forma, os nossos leitores adquirem uma maior consciência, não só da linguagem e da arte, mas também de valores essenciais e do próprio mundo".
Para mais informações podem aceder ao site da editora www.gatonalua.pt onde estão disponibilizadas mais informações sobre a mesma assim como os livros publicados.



Título: O meu Balão Vermelho
Autor e Ilustrador:
Kazuaki Yamada

Tradução:
Teresa Saraiva

Formato:
293 x 220 mm

N.º de páginas:
56

PVP:
14,90 €

Idade:
a partir dos 3 anos

Data de publicação:
Junho 2011

Ilustrações seleccionadas para a
Exposição da Feira do Livro de Bolonha 2011.

Sobre o autor:

Nasceu em 1961, em Kyoto, no Japão. Actualmente vive em Yokohama.
Depois de ter finalizado o curso de Arquitectura, começou a ilustrar, actividade que ele adora desde criança. Joga ténis no seu tempo livre e aprecia a vida na companhia da sua mulher e dos seus dois filhos. O meu balão vermelho é o seu primeiro livro.

Novidades Planeta para Julho

Título: Só Amor não Basta?
Autor: Paulo Sargento
PVP: 15,50€
N.º de Páginas: 216

Do conceituado psicólogo Paulo Sargento, que se notabilizou em casos mediáticos que envolveram crianças.
A mãe tem de ser sempre boa? Haverá mimo a mais?
Primeiro a mãe e depois o pai? Os avós podem «estragar» os netos? As crianças podem dormir com os pais? Os pais são sempre os melhores amigos dos filhos? Muitos afirmam que para educar uma criança só amor não basta. Este livro pretende demonstrar que, sem o amor, tudo o resto não serve para nada.
O autor, Paulo Sargento, mostra como se constroem as competências parentais e comoestas se repercutem no processo educativo da criança, até ao início da sua escolarização.
Não se tratando de uma «receita» geral sobre a educação, Só Amor não basta? lança pistas simples para aconselhar todos aqueles que, em diversas circunstâncias, já precisaram de ajuda para realizar a mais importante das tarefas humanas: educar uma criança!

Sobre o autor:

Nasceu no Montijo, em 1966, e acredita que só a educação e o amor podem criar um mundo melhor. É psicólogo clínico, com especializações e treino específico em Psicologia Forense, em Psicologia do Desenvolvimento e em Neuropsicologia Clínica.
Há duas décadas, iniciou a sua carreira na Universidade Lusófona, onde actualmente é docente, investigador e assessor pedagógico, leccionando também, como professor convidado, em outras universidades e instituições de ensino superior do país.
É director clínico da Clínica de Psicologia Paulo Sargento, onde exerce prática clínica e forense. Faz avaliações neuropsicológicas e desenvolve programas de Aconselhamento Parental a que chama «Escola para Pais».
Em parceria com autarquias e instituições de solidariedade social, desenvolve programas de redução da violência escolar e de reabilitação psicossocial de jovens carenciados e referenciados à justiça. Colabora regularmente com os meios de comunicação social, em especial com a televisão e imprensa escrita, tendo-se notabilizado em alguns dos casos mais mediáticos que envolveram crimes sobre crianças.

Título: A Fome
Autor: Michael Grant
N.º de Páginas: 484
PVP: 19,95 €

Tradução: Victor Antunes

Já passaram três meses desde que todos os que tinham menos de quinze anos ficaram encurralados na ZRJ (abrev. de Zona Reactiva Juvenil).

Três meses desde que todos os adultos desapareceram

Mais um romance inquietante da série Desaparecidos, sobre um mundo em que não há adultos e onde agora todos têm fome.
São mais de 400 páginas de pura emoção que se lêem de um só fôlego, e que nos perturbam até ao final.
«… Emocionante, uma história de alta tensão contada com uma narrativa torrencial que nunca cessa. Esta é a grande ficção. Eu amo este livro.» - Stephen King

Mas a história não acaba aqui, Michael Grant vai voltar a deixar-nos em suspense no próximo livro desta trilogia, cujos direitos de adaptação para o cinema já foram comprados pela Warner.
E o que pode acontecer a um grupo de jovens encurralados na ZRJ quando a comida se esgotou há várias semanas?
Todos têm fome, mas ninguém se dispõe a encontrar uma solução. E a cada dia que passa são mais os garotos que sofrem mutações e adquirem capacidades sobrenaturais que os distinguem dos que não têm esse género de poderes.
A tensão cresce e o caos reina na cidade. São os «normais» contra os mutantes. Cada um luta por si, e até os melhores são capazes de matar.
Mas avista-se um problema ainda maior. A Sombra, uma criatura sinistra que vive soterrada no coração das montanhas, começa a chamar alguns dos adolescentes da ZRJ. A chamá-los, a guiá-los, a manipulá-los.
A Sombra despertou. E tem fome.

«O mundo de Michael Grant é duro mas instigante, um romance de Stephen King para jovens…» The Daily Telegrah, Abril 2010
«Se Stephen King tivesse escrito o Deus das Moscas, teria sido mais ou menos assim.» VOYA
«Uma criação brilhante que deixará os leitores aturdidos, inquietos, e sem fôlego.» ALA Booklist

Sobre o autor:
Uma grande parte da vida de Michael Grant foi passada a saltar de um lugar para outro. Nascido no seio de uma família de militares, frequentou dez escolas em cinco estados diferentes, e mais três em França.
Mesmo em adulto manteve uma existência errante, e um dos motivos que o levaram a tornar-se escritor foi precisamente por ser uma actividade que não o obrigava a fixar-se num único local. A sua maior ambição é passar um ano a dar a volta ao mundo, a visitar todos os continentes. Sim, todos, incluindo a Antárctida. Actualmente vive em Chapel Hill, Carolina do Norte, na companhia da mulher, Katherine Applegate, dos dois filhos e de numerosos animais de estimação.

Título: Ferney
Autor: James Long
N.º de Páginas: 456
PVP: 19,95€
Tradução: Carlos Pereira

Como pode uma jovem sentir-se atraída por um idoso?
Mike e Gally Martin deviam encontrar-se idilicamente felizes quando se mudaram para um chalé novo em Somerset. Mas depois de Gally conhecer Ferney, um camponês idoso que parece saber tudo acerca da casa e do seu passado, é dominada por uma estranha fixação.
O que atrai Gally e Ferney como ímanes?
Porque se sente que há um misterioso elo entre eles? Ferney sabe que o tempo escasseia e que tem de a fazer compreender qual a ligação entre ambos: um laço que resistiu ao teste do tempo, que é mais profundo do que a vida ou a morte.
Publicado pela primeira vez há 10 anos, este romance de James Long, um autor que ninguém conhecia, foi um tão grande sucesso mundial de passa-palavra, que Ferney chegou a ser vendido na Amazon por 85 libras.

«Mágico… Um romance tão belo, que se aloja nos nossos pensamentos mais profundos, e que sentimos que tinha de ser escrito por alguém, em algum momento, e agradecer-lhe por o ter feito tão bem.» The Times
Uma história de amor e da descoberta de nós próprios com ressonância através das eras. Nicholas Evans
Um romance ambicioso e cativante. Mail on Sunday

Sobre o autor
:
James Long é autor de ficção histórica e de thrillers. Antigo correspondente da BBC, vive em Devon com a mulher e três filhos.


Título: A Vidente de Sevenwaters
Autor: Juliet Marillier
N.º de Páginas:416
PVP: 20,95 €

Tradução: Catarina F. Almeida

O regresso triunfal de Juliet Marillier, a autora best-seller do romance fantástico.
A autora vai estar em Lisboa nos dias 5 e 6 de Julho, para apresentar este novo livro.

A Vidente de Sevenwaters é o quinto volume da saga Sevenwaters, e volta a reunir personagens e ambientes do mundo da mitologia celta e dos contos de fada. Uma viagem mágica pelo reino dos seres encantados que nos enfeitiça até à última página. Sibeal sempre soube que estava destinada a uma vida espiritual e entregou-se de corpo e alma à sua vocação.
Antes de cumprir os últimos votos para se tornar uma druidesa, Ciarán, seu mestre, envia-a numa viagem de recreio à ilha de Inis Eala, para passar o Verão com as irmãs, Muirrin e Clodagh.
Sibeal ainda mal chegou a Inis Eala quando uma insólita tempestade rebenta no mar, afundando um barco nórdico mesmo diante dos seus olhos.
Apesar dos esforços, apenas dois sobreviventes são recolhidos da água. O dom da Visão conduz Sibeal ao terceiro náufrago, um homem a quem ela dá o nome de Ardal e cuja vida se sustém por um fio.
Enquanto Ardal trava a sua dura batalha com a morte, um laço capaz de desafiar todas as convenções forma-se entre Sibeal e o jovem desconhecido.
A comunidade da ilha suspeita que algo de errado se passa com os três náufragos. A bela Svala é muda e perturbada.
O vigoroso guerreiro Knut parece ter vergonha da sua enlutada mulher. E Ardal tem um segredo de que não consegue lembrar-se – ou prefere não contar. Quando a incrível verdade vem à superfície, Sibeal vê-se envolvida numa perigosa demanda.
O desafio será uma viagem às profundezas do saber druídico, mas também aos abismos insondáveis do crescimento e da paixão.
No fim, Sibeal terá de escolher – e essa escolha mudará a sua vida para sempre.

Sobre a autora:
Juliet Marillier nasceu na Nova Zelândia, em Dunedin, uma cidade com fortes raízes na tradição escocesa.
Licenciou-se com distinção em Linguística e Música, na Universidade de Otago, e tem tido uma carreira variada que inclui o ensino, a interpretação musical e o trabalho em agências governamentais.
Actualmente, Juliet vive numa casa de campo centenária, perto do rio, em Perth, na Austrália, onde escreve a tempo inteiro.
É membro da ordem druídica OBOD. Partilha a sua casa com dois cães e um gato. Juliet Marillier é uma autora internacionalmente reconhecida e os seus romances já conquistaram vários prémios.
Visite o sítio da autora em: www.julietmarillier.com

Título: Empenhai-vos!
Autor: Stéphane Hessel
PVP: 10 €
N.º de Páginas: 104
Tradução: Nuno Daun e Lorena e Irene Daun e Lorena

Indignarmo-nos já não basta. É preciso mais: empenharmo-nos colectivamente.

«O novo livro de Stéphane Hessel é muito interessante e claríssimo, como de costume. E contém ensinamentos preciosos. Não basta que os cidadãos conscientes se indignem. É preciso mais: que se empenhem colectivamente, para terem a força suficiente e imporem as rupturas e as reformas, que os tempos reclamam e os partidos tenham coragem de promover. Sem violência e civicamente.» Mário Soares, Diário de Notícias

Empenhai-vos! é um diálogo de gerações entre Stéphane Hessel, de 93 anos, nomeado para o prémio Nobel da Paz, e Gilles Vanderpooten, de 25 anos.
Hessel intensifica as suas exigência morais, porque, diz ele, não basta indignarmo-nos. Cada um de nós deve empenhar-se em todas as frentes de combate da nossa época: os direitos do homem, a luta contra as desigualdades, a defesa dos sem-abrigo e ilegais, a ecologia…
O livro inclui a Declaração Universal dos Direitos do Homem, de 1948, e o Programa do Conselho Nacional da Resistência, de 1944. Estas são duas referências frequentes do autor.
«O que nos propúnhamos fazer, durante a Resistência, não se pode aplicar hoje. Mas os valores são os mesmos. Os valores da República e da Democracia. Penso que hoje se podem julgar os sucessivos governos, que temos conhecido, à luz desses valores.»
Stéphane Hessel

Eterno optimista, Hessel acredita que a Natureza é rica em ardis e convida as gerações jovens a indignar-se e a resistir às coisas escandalosas que as rodeiam.

Sobre o autor:
Nasceu no início da revolução russa, mas em vez da rebelião preferiu a via da diplomacia e das organizações internacionais. A experiência da Segunda Guerra Mundial – durante a qual escapou duas vezes aos campos de concentração – faz dele um mundialista e um europeísta decidido. Contribuiu para a redacção da Declaração Universal dos Direitos do Homem, em 1948. Pioneiro da ONU, embaixador de França, ligado aos Negócios Estrangeiros e depois ao programa das Nações Unidas para o desenvolvimento, Hessel encarna uma espécie de civismo mundial que o leva a empenhar-se alternadamente em prol dos direitos do homem, dos ilegais e dos sem-abrigo, da luta contra as desigualdades e até do conflito israelo-palestiniano.
Hessel apela a uma organização mundial para o desenvolvimento e intima as novas gerações a que resistam aos escândalos que as rodeiam e os combatam com toda a energia.

Título: A Beleza está nos Olhos de Quem Vê
Autor: Camila Cury
N.º de Páginas: 144
PVP: 13,30€

Quem nunca se olhou no espelho e desejou ardentemente ver outra imagem?
Não há homens perfeitos nem mulheres completas
A ditadura do corpo perfeito tem roubado o mais vibrante dos
romances, o romance pela vida. E quem não tiver um caso de amor consigo próprio nunca viverá uma grande paixão.
Este livro vai ajudar-nos a sentir orgulho de ser quem somos.
Tem barriga a mais, peso a mais, peito a menos, pernas grossas, um queixo que…
Enfim há sempre qualquer coisa que não a deixa sentir bonita, não é?
O cruel e falso padrão de beleza imposto pela sociedade em que vivemos tem-nos envenenado a alma, tornando-nos demasiadamente críticas em relação à nossa aparência.
A psicóloga Camila Cury vai ensinar-nos a redefinir a imagem que temos de nós próprias e a reconquistar a auto-estima.
A análise de trajectórias de celebridades, como Michael Jackson, Susan Boyle e Yoko Ono, e os relatos de pessoas anónimas que conseguiram superar traumas e dificuldades, que a autora inclui neste livro, servem de inspiração para aprendermos a ser felizes com os nossos defeitos.

«Este é um tema que todos precisamos de discutir sem medo e sem
preconceitos. A beleza, da estética ao conteúdo, está nos olhos de quem interpreta, sente, vive.» Augusto Cury, Prefácio

Sobre a autora:
Camila Cury é psicóloga e cursa a pós-graduação em Análise do Comportamento. Já morou no Canadá, nos Estados Unidos e em Itália, e actualmente vive com a família nointerior do estado de São Paulo.
É filha do psiquiatra, escritor e pesquisador de psicologia Augusto Cury, autor da Teoria da Inteligência Multifocal. Camila dirige o projecto Escola de Inteligência, cujo objectivo é formar jovens pensantes e emocionalmente saudáveis.

Book Trailer novo romance de Júlio Magalhães

Já conhecem o novo romance de Júlio Magalhães Por Ti, Resistirei?

Cliquem em baixo e assistam ao Book Trailer.

terça-feira, 28 de junho de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Bertrand: O Apóstolo, de Brad Thor

Título: O Apóstolo
Autor: Brad Thor
Chancela: Bertrand Editora
Género: Grandes Romances

Tradução: Marta Teixeira Pinto
Nº de páginas: 384
PVP: 17,95€

Nas livrarias a 1 de Julho

O autor de O Último Patriota traz-nos um thriller empolgante passado numa das regiões mais conflituosas do mundo.
Scot Harvath é um homem com uma missão: resgatar a filha de uma assessora do presidente dos Estados Unidos. Com relutância, viaja para um Afeganistão dilacerado pela guerra na tentativa de conseguir recuperar a refém.
Brad Thor, ex-membro do Departamento de Segurança Interna, transporta-nos com a mestria da sua escrita numa viagem intensa e envolvente onde se revela o quotidiano dos talibãs e as suas tradições em confronto com o mundo ocidental, também ele marcado por contradições e particularidades.
“Da guerra que a nação americana trava contra o terrorismo emergiu uma nova casta de agentes. Completamente dedicados à sua arte, ignoram os suplícios e as dificuldades da sua profissão e trabalham incansavelmente com apoios limitados e burocracias exacerbadas para atingirem um só objectivo – o êxito das suas missões.
Anteriormente chamados «crentes fervorosos», este termo já não se lhes aplica. Estes guerreiros transformaram-se em apóstolos.”

Sobre o autor:
Brad Thor estudou Escrita Criativa na Universidade da Califórnia do Sul e trabalhou no Programa Analítico Célula Vermelha, do Departamento de Segurança Interna. É o fundador da Thor Entertainment, uma empresa premiada e que exporta conteúdos para todo o mundo. Todos os seus livros são best-sellers do New York Times.

Convite - "De Ourique a Aljubarrota - A Guerra na Idade Média" de Miguel Gomes Martins

2 de Julho: Lançamento do livro Peso Pesado - 12 Semanas de Exercício e Dieta

Passatempo Civilização/Marcador de Livros

A Civilização, neste Verão, irá procurar oferecer aos leitores algo diferenciador, destacando-se das normais promoções “leve 2 pague 1”, “oferta do segundo livro”, ou a simples “redução de preço”. A oferta de Verão da Civilização em 2011, procura valorizar o produto (cultural) livro, protegendo-o do ambiente (de praia) do Verão, de uma forma divertida!
Sendo assim, a Civilização propõe, que na compra de um livro da Civilização em campanha (ficção de Adulto e Infanto-juvenil), o leitor receba uma divertida capa protectora de livro.


Tendo em consideração esta oferta, e como as férias de Verão estão aí, a Civilização e o Marcador de Livros vão oferecer uma capa protectora de cor verde (diferente das cores a trabalhar no retalho: Rosa, Azul e Amarelo).
Para tal só têm de nos contar o que vão fazer este Verão até ao dia 4 de Julho! Usem as palavras “protecção de livro” + “Verão” + “Civilização



segunda-feira, 27 de junho de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidades Editora Educação Nacional para Julho


Bia é descendente de uma antiga família nobre, mas é o retrato oposto de uma princesa. Adora subir às
árvores, tem um cabelo indomável e a única joia que possui é um colar de massas colorido oferecido pelas suas irmãs. Decidida a fazer da sobrinha uma Princesa Perfeita, a tia Henriqueta matriculou-a na Academia de Princesas. Felizmente, Bia terá a seu lado três amigas fabulosas! A autora, Prunella bat vive em Cottingley, uma pequena vila inglesa. É jornalista e escreve livros de viagem, culinária e jardinagem. Dedica-se também, com grande sucesso, à literatura para jovens.
CADA: 144 pág.
14x18,5cm
capa mole c/ badanas
PVP: 8,90€



Livro de Jogos e Actividades
Livro de Autocolantes“Beyblades Metal Fusion – Jogos e Actividades” apresenta uma série de propostas que valorizam o entretenimento, mas também o raciocínio lógico, a criatividade e a capacidade de concentração dos mais novos.“Beyblades Metal Fusion – Autocolantes”apresenta uma série de propostas lúdicas que valorizam o entretenimento e a criatividade dos mais novos.


Colecção Beyblade Metalfusion
Autoria:
Takafumi Adachi

O Pégaso Aterrou
O Rugido do Leão

A Ambição do Lobo

O Poder do Touro

CADA: 32 pág. + autocolantes
22,5x22,5cm
capa dura
PVP: 5,55€

A série de desenhos animados Beyblade
Metal Fusion surge agora em livro por acção da Editora Educação Nacional. Emitida em Portugal pelo canal Panda Bigs, a série relata as aventuras dos Bladers Gingka, Kyoya, Benkei, Kenta, Madoka, Doji e Ryuga, entre outros, que dão vida à eterna luta entre o bem e o mal. Nestas histórias, os Beyblades, piões munidos de poderosas capacidades de ataque, defesa, resistência e equilíbrio, são as “armas” que estão no centro de combates plenos de determinação, energia e muita, muita acção.

Título: o maior, o mais perigoso e outros animais fabulosos
Autoria: Jozua douglas
loes riphagen

Um novo livro da colecção “Quero Saber”
Sou criança e estou a crescer, tantas coisas... quero saber! Esta colecção responde às mais pertinentes questões colocadas pelas crianças. O prazer da descoberta, quando acompanhado por informações corretas e enquadradas, promove uma aprendizagem eficaz. Com textos apelativos e ilustrações dinâmicas, vai ao encontro das expectativas das crianças e dos educadores.
CADA: 36 pág.
25,5x27cm
capa dura
PVP: 10,90€