sexta-feira, 12 de agosto de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novidade Bertrand: Eu e Tu

Título: Eu e Tu
Autor: Niccolò Ammaniti
Chancela: Bertrand Editora
Género: Ficção Contemporânea

Tradução: José J. C. Serra
Nº de páginas: 176
PVP: 13,90€

Nas livrarias a 12 de Agosto

É um dos mais aclamados e promissores nomes da literatura italiana. Depois do sucesso Como Deus Manda, Niccolò Ammaniti regressa com uma história onde reflecte o seu estilo de escrita directo e onde aborda a natureza, maioritariamente disfuncional, das relações familiares. Num romance intenso de formação e amizade.
Lorenzo é um miúdo tímido cuja mãe se preocupa por ser tão solitário. Para lhe agradar, diz que tem finalmente um programa com os colegas: uma semana na neve. A mãe fica tão feliz que ele não consegue dizer-lhe a verdade e parte para a semana dos seus sonhos: fecha-se na cave do prédio com os livros de BD, vídeos e Coca-Cola.
Até que aparece Olivia no seu búnquer: cheia de vida, obriga Lorenzo a atravessar a linha da sombra e a aceitar o jogo caótico da vida lá fora.
Vencedor do Strega e do Campiello, dois dos mais importantes prémios literários italianos, está publicado em mais de 44 países. Com presença no Top 10 italiano desde Outubro, Ammaniti está a trabalhar na adaptação desta história ao cinema juntamente com Bernardo Bertolucci, cineasta italiano, vencedor de 2 Óscares e conhecido por filmes como O Último Tango em Paris, O Último Imperador ou Beleza Roubada.

Sobre o autor:
Niccolò Ammaniti nasceu em Roma, cidade onde vive, e é um dos mais conceituados autores italianos da actualidade, tendo vencido os prestigiados prémios Strega e Campiello. A nível internacional, Ammaniti é um fenómeno literário, publicado em quarenta países. Na Holanda, onde Ammaniti passou de uma média de 2.000 para 200.000 exemplares vendidos, a Editora criou inclusive um site para o escritor: http://www.niccoloammaniti.nl
Site oficial do escritor: http://www.niccoloammaniti.it/index.php

Também de Niccolò Ammaniti:

«Niccoló Ammaniti escreve uma literatura tão realista, que com ela quase consegue devorar o mundo. Todo este apetite por sangue, suor, lágrimas, mas também por alguns sorrisos, transborda de “Como Deus Manda”.» Rui Lagartinho, Público
«Niccolò Ammaniti é uma das estrelas literárias mais brilhantes de Itália.» The Observer

quinta-feira, 11 de agosto de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Bertrand Editora disponibiliza novamente aos leitores portugueses a obra que consagrou Kurt Vonnegut, publicado pela primeira vez em 1969.

Título: Matadouro Cinco
Autor: Kurt Vonnegut
Chancela: Bertrand Editora
Género: Ficção
Tradução: Rosa Amorim

Nº de páginas: 200
PVP: 17,50€
Nas livrarias a 12 de Agosto


Um germano-americano de quarta geração que agora vive em situação folgada em Cape Cod [e a fumar de mais] e que, na qualidade de batedor da infantaria americana Hors de Combat, quando prisioneiro de guerra, testemunhou o bombardeamento de Dresden, na Alemanha, «A Florença do Elba», há muito tempo, e sobreviveu para contar a história. Este romance é contado um pouco à maneira esquizofrénica e telegráfica das histórias do planeta Tralfamadore, de onde vêm os discos voadores.
Paz.

«Escutem: Billy Pilgrim tornou-se volúvel no tempo.»
Assim começa uma mistura de criação com factos reais, onde a ficção contemporânea e a ficção científica se unem para dar origem a uma das obras literárias mais influentes do século XX. Deste livro fazem parte a experiência pessoal de Vonnegut na Segunda Guerra Mundial, mas também os habitantes de um planeta extraterrestre chamado Tralfamadore, que mostram ao personagem principal, Billy Pilgrim, o sentido da vida.
Billy Pilgrim (=peregrino) viaja no tempo e no espaço; detém-se em diversos momentos da sua vida, incluindo na sua demorada visita ao planeta Tralfamadore, onde é exibido, juntamente com uma estrela de filmes pornográficos, num jardim zoológico, e na sua experiência na Segunda Guerra Mundial, onde (à semelhança do próprio Vonnegut) é feito prisioneiro de guerra e assiste à destruição de Dresden.

Billy Pilgrim, personagem central desta história, foi inspirado no companheiro de armas de Vonnegut, Edward Crone R. Jr. e tem uma página própria na Wikipedia. A história foi adaptada ao grande ecrã em 1972.
http://en.wikipedia.org/wiki/Billy_Pilgrim

Sobre o autor:
Kurt Vonnegut nasceu em Indianapolis a 11 de Novembro de 1922 e morreu a 11 de Abril de 2007. Licenciou-se em Química e alistou-se no exército americano, com o qual combateu na Segunda Guerra Mundial. Foi feito prisioneiro e presenciou o bombardeamento de Dresden. Após a guerra, formou-se em Antropologia. É autor de vários romances, ensaios e peças de teatro, e é um dos autores mais influentes das letras contemporâneas.
http://www.vonnegut.com/

Eventos Bertrand - Sessão "Mentira Sagrada" no Forum Aveiro

Está a decorrer, até 15 de Agosto, na Praça da Estrela do centro comercial Forum Aveiro, a feira do livro, com diversas iniciativas, numa acção com a parceria da Bertrand Livreiros. Entre os eventos programados destacamos o seguinte promovido pela Bertrand:

A 13 de Agosto, a partir da
s 18:30h, Luís Miguel Rocha, autor de "A Mentira Sagrada" (Porto Editora, 2011), marcará presença na Feira para uma sessão de autógrafos. Será que Jesus foi mesmo crucificado? Terá tudo acontecido como a Bíblia descreve? Na noite da sua eleição para o Trono de São Pedro, o Papa Bento XVI, como todos os seus antecessores, tem de ler um documento antigo que esconde o segredo mais bem guardado da História - a Mentira Sagrada. Um sucesso de vendas em Portugal, “A Mentira Sagrada” lidera também as tabelas de vendas no Reino Unido, onde foi recentemente publicado com o título “The Papal Decree”.

Governo Sombra é o romance de estreia de Casimiro Teixeira

No dia 24 de Setembro, Casimiro Teixeira vai lançar o primeiro romance de ficção, intitulado: "Governo Sombra". O evento irá decorrer na sua terra natal, Vila do Conde, na Biblioteca Municipal José Régio, e está a ser organizado pela Chiado Editora.

Com formação académica e grande paixão pela área de letras, Casimiro Teixeira é também autor de um livro de poesia: “Poemas por tudo e por nada.” Corposeditora (2011).

Sinopse:


Um thriller de conspirações políticas que retrata as vidas paralelas de dois homens.
Um, desempregado, e com ambições de ser escritor, que desistiu da vida e da procura da felicidade, reencontrando-as ao receber uma estranha mensagem de uma amiga, que lhe encomenda a escrita de um livro sobre a sua vida, conduzindo-o numa viagem obsessiva por uma realidade ficcionada sobre um Portugal secreto e sinistro desconhecido por muitos.
O outro, um político empossado à força por um caciquismo familiar. Professor de história por paixão, torna-se secretário de estado por complacência dos interesses do falecido pai. Vão ambos embarcar numa odisseia mirabolante de enganos e descobertas, na busca da confirmação da existência de uma ordem secreta, Os Alquimistas, cujo plano efetivo para o nosso país, consiste no controlo absoluto do seu governo, e no domínio total da vontade dos seus cidadãos.
De Nova Iorque a Bruxelas, e por diferentes locais em Portugal, um atroz destino os espera, nesta história implacável, que mistura passado e presente, cheia de suspense e completamente imprevisível.
quarta-feira, 10 de agosto de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

Um ano à beira-mar - Joan Anderson [Opinião]


Título: Um ano à beira-mar
Autor: Joan Anderson
Tradução: Carla Morais Pires
PVP: 13,50 €
N.º de Páginas: 220

Este bestseller do New York Times tem inspirado milhares de pessoas em todo o mundo. Baseado nas experiências pessoais da autora, Um Ano à Beira-Mar é uma obra autobiográfica sobre o percurso de uma mulher até à auto-descoberta e auto-realização.

Quando o marido lhe comunicou que teria de mudar-se para outra cidade por razões profissionais, Joan Anderson soube instintivamente que não o acompanharia nessa mudança. O desgaste da relação e a saída de casa dos filhos de ambos apontavam-lhe outro caminho. Foi então que decidiu passar uma temporada numa casa da família, junto ao mar. Quem sabe se algum afastamento da vida quotidiana, até aí inteiramente dedicada ao marido, aos filhos e ao lar, não seria aquilo de que estava a precisar? Quem sabe se o ritmo das marés não seria o tónico necessário para uma transformação interior que lhe devolvesse a auto-estima e o prazer de viver?
Durante o ano seguinte, Joan desfrutou da solidão, viveu novas experiências e aprofundou a sua própria personalidade. Descobriu o seu lado mais íntimo e determinada a sair do marasmo em que se encontrava decidiu tomar as rédeas do seu futuro. O resultado? Um livro inspirador e cheio de reflexões no qual os sentimentos assumem um protagonismo especial.

A minha opinião:
Sem ser brilhante Um ano à beira-mar é um bom livro para ser em altura de férias.
Baseado na vida da própria escritora Joan Anderson Um ano à beira-mar é um livro que mostra as fragilidades de um casamento de muitos anos, no qual a autora se esqueceu de si própria vivendo única e exclusivamente para o marido e filhos.
Quando o marido decide aceitar o emprego a longos quilómetros de distância, Joan decide dizer basta a uma relação desgastada e pensar nela própria e parte em busca de si mesma para uma casa de praia.
Durante um ano, Joan vai enfrentar as vicissitudes de viver isolada da sua família e do que isso pode acarretar, trabalhar em coisas que nunca antes tinha feito, como vender peixe ou apanhar bivalves, e viver novas experiências que a vão enriquecer cada vez mais.
No fundo este é um livro de auto-ajuda para a autora, mas também para os leitores que estão a passar ou poderão passar por histórias semelhantes.
Além dos problemas com o casamento, são abordadas relações com os filhos e noras, realizações pessoais e profissionais, de amizade que, no fundo, dizem respeito a qualquer um de nós.
No entanto, por não ser propriamente fã de livros de auto-ajuda, esta não é, nem foi, das minhas leituras preferidas.
terça-feira, 9 de agosto de 2011 | By: Maria Manuel Magalhaes

O Executor - Lars Kepler [Opinião]


Título: O Executor
Autor: Lars Kepler
Tradutor: Ulla Baginha
Págs: 528
PVP: 17,50 €

Sinopse:
Uma mulher aparece misteriosamente morta numa embarcação de recreio ao largo do arquipélago de Estocolmo. O seu corpo está seco, mas a autópsia revela que os pulmões estão cheios de água. No dia seguinte, Carl Palmcrona, director-geral de Armamento e Infraestruturas de Defesa da Suécia, é encontrado enforcado em casa. O corpo parece flutuar ao som de uma enigmática música de violino que ecoa por todo o apartamento.
Chamado ao local, o comissário da polícia Joona Lina sabe que na sua profissão não se pode deixar enganar pelas aparências e que um presumível suicídio não é razão suficiente para fechar o caso. Haverá possibilidade de estes dois casos estarem relacionados? O que poderia unir duas pessoas que aparentemente não se conheciam?
Longe de imaginar o que está por detrás destas mortes, Joona Lina mergulhará numa investigação que o conduzirá, através de uma vertiginosa sucessão de acontecimentos, a uma descoberta diabólica. Existem pactos que nem mesmo a morte pode quebrar…

A minha opinião: Quando descobrem uma rapariga morta numa embarcação de recreio nunca iriam imaginar que tinha sido assassinada. Até que ao autopsiá-la descobrem que tem água nos pulmões, enquanto o seu corpo estava completamente seco.

Um dia depois, o director-geral de Armamento e Infraestruturas de Defesa da Suécia é encontrado morto em sua casa: enforcado. Estarão as duas mortes interligadas? Mas se estão o que as liga? Partindo para a investigação da morte de Viola Fernández, irmã da famosa política Penélope Fernández, o inspector Jonna Lina, já conhecido de alguns leitores pelo anterior livro da dupla Kepler, vai embrenhar-se numa história que envolve política sobre exportação ilegal de armas.


Um policial diferente dos que tenho lido ultimamente, com bastante ritmo, em que o leitor acompanha o executor e as vítimas Penélope e Bjorn Allmskog numa fuga alucinante numa ilha algures na Suécia.

De destacar os capítulos curtos, do enquadramento das diversas personagens, da história política quer do comércio do armamento entre a Suécia e os diversos países de África e a história polícia do Darfur. Mas também o envolvimento da música, Ravel e Paganini, os violinos Stradivarius envoltos no romance do casal Kepler.


Novidades Asa para Agosto

Título: Café negro
Autor: Agatha Christie (Adaptado Para Romance Por Charles Osborne) Editora: ASA
N.º Páginas: 176
Preço: 10.00€
ISBN: 978-989-23-1564-5
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: O inventor Sir Claud Amory fica desesperado quando a sua fórmula para um novo e poderoso explosivo é roubada. O autor do roubo só pode ser alguém que esteja em sua casa. Terá sido um familiar ou um “amigo”? Com medo da resposta, Sir Claud decide dar uma oportunidade ao infractor. As portas são trancadas e as luzes desligadas mas, em vez de devolver a fórmula, o ladrão acrescenta algo ao café do anfitrião… Poirot já não consegue impedir esta morte, mas pode ainda evitar uma catástrofe. Tem “apenas” de encontrar a fórmula e o assassino. E tudo isto sem se deixar envenenar…
Escrito originalmente por Agatha Christie em 1930 como uma peça de teatro, Café Negro (Black Coffee) foi adaptado para romance por Charles Osborne em 1997. Foi também transposto para o cinema em 1931 e 1932.

Sobre a autora:
Agatha Christie nasceu Agatha May Clarissa Miller, em Torquay, na Grã-Bretanha, em 1890. Em 2000, a 31st Bouchercon World Mystery Convention galardoou Agatha Christie com dois prémios: ela foi considerada a Melhor Escritora de Livros Policiais do século XX e os livros protagonizados por Hercule Poirot a Melhor Série Policial do mesmo século. Charles Osborne nasceu em Brisbane (Austrália) em 1927. É considerado uma sumidade mundial em ópera, tendo escrito também vários livros dedicados a temas literários e musicais.


Título: Em Carne Viva
Autor: Nadia Ghulam e Angès Rotger
Editora:
ASA
N.º Páginas: 256
Preço: 13.90€
ISBN: 978-989-23-1563-8
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: Nadia tinha apenas oito anos quando a sua infância terminou. Uma bomba destruiu-lhe a casa e o corpo. Passa longos meses em coma, a sua ténue vida alimentada apenas pela fé da sua mãe. Mas o milagre acontece. Ainda que desfigurada, sobrevive. Mas a sua família – feliz antes da guerra – está na miséria, e o seu adorado irmão, Zelmai, foi assassinado, deixando o pai à beira da loucura. Sozinha, a menina decide que tudo fará para salvar a família. Mas as mulheres afegãs não têm sequer o direito de trabalhar. Para evitar a fome, ela terá de renunciar à sua condição feminina. Adota a identidade do irmão e trabalha sem descanso. Aos olhos de todos, é um bom muçulmano. O que não ninguém sabe é que debaixo da sua roupa não se encontra um homem mas sim uma mulher que estremece de terror sempre que um talibã se aproxima. Mas nem isso a impedirá de, entre muitos outros empregos, cozinhar para eles. Ou apaixonar-se perdidamente… Um relato absolutamente inesquecível, vencedor do Prémio Prudenci Bertrana 2010.


Sobre a autora:
Agnès Rotger (Badalona, 1973) é jornalista de formação e colabora com diversos meios de comunicação, como as revistas Sàpiens e Descobrir Catalunya, e dirigiu as editoras Pòrtic e Mina. Escreveu três livros práticos para adultos e dois para crianças. Em Carne Viva é o seu primeiro projeto literário. Para mais informações sobre a obra consulte o blogue da Coleção Documentos asa-documentos.blogs.sapo.pt


Título: O Quarto Reich
Autor: Francesc Miralles
Editora: ASA
N.º Páginas: 288
Preço: 16.90€
ISBN: 978-989-23-0251-5
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: “Fecharam a tampa. Esta só poderia ser aberta com uma combinação de oito dígitos… O segredo de Montserrate estará a salvo… Um dia, a partir destas montanhas, será decidido o destino do mundo…” Setenta anos depois, o jornalista Leo Vidal terá de decifrar uma mensagem críptica. Em jogo está um dos grandes mistérios da História.
O QUE TÊM EM COMUM BARCELONA, A SUÍÇA, O JAPÃO E UMA ILHA DAS CARAÍBAS? APENAS EM O QUARTO REICH ENCONTRARÁ A RESPOSTA.

23 DE OUTUBRO DE 1940 Aquando da visita de Hitler a Hendaia, o chefe das SS, Heinrich Himmler, esconde nas montanhas de Montserrate uma caixa – o grande segredo do Führer – cujo conteúdo guarda um mistério.
ACTUALIDADE O jornalista Leo Vidal é encarregado de encontrar uma fotografia inédita que ilustra a expedição nazi a Montserrate. Mas este vai apenas ser o início de um jogo perigoso e obscuro que o levará a percorrer meio mundo para descobrir uma conspiração da qual ninguém se atreveu nunca a suspeitar.

Sobre o autor:
Francesc Miralles nasceu em Barcelona em 1968. É licenciado em Filologia Alemã e jornalista especializado em psicologia e espiritualidade. É autor de dois romances, traduzidos para várias línguas. O Quarto Reich é o seu primeiro thriller de inspiração histórica.

Título: Lições de Desejo
Autor: Madeline Hunter
Editora: ASA
N.º Páginas: 368
Preço: 15.90€
ISBN: 978-989-23-1562-1
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: Ela tem um sonho. Ele tem um objectivo. O que os une pode separá-los para sempre. Se Phaedra Blair não possuísse tanta beleza e estilo, a alta sociedade achá-la-ia apenas estranha. Mas como a Mãe Natureza a dotou de ambas as coisas, consideram-na interessante e excêntrica. Ela é uma mulher à frente do seu tempo. Deseja liberdade e persegue um sonho. Apaixonar-se não está nos seus planos imediatos. Aliás, o seu primeiro encontro com Lorde Elliot não é auspicioso. Injustamente presa, será graças ao poder e charme do jovem que consegue escapar. Mas Phaedra depressa descobre que o preço da sua “liberdade” é ficar virtualmente ligada ao seu “herói”. Pois Elliot Rothman não agiu apenas numa missão de boa vontade. O seu objectivo é garantir que Phaedra não publicará um manuscrito que ameaça destruir o bom nome da sua família, e para tal, ele está disposto a tudo. Não contava, porém, encontrar uma adversária à sua altura. Os dois jovens vão debater-se com as convenções de uma sociedade rígida e, acima de tudo, com sentimentos tão intensos quanto contraditórios.


Sobre a autora:
Madeline Hunter publicou o seu primeiro romance em 2000. Escreveu já vinte romances históricos e ganhou por duas vezes o prémio RITA, da Romance Writers of America, com Stealing Heaven, em 2003, e Lessons of Desire, em 2008. Quase todos os seus livros figuraram na lista dos mais vendidos do USA Today e é uma das autoras favoritas da publicação Romantic Times. As suas obras encontram-se traduzidas para doze línguas, tendo vendido seis milhões de exemplares. Para além de O Protector, no catálogo da ASA figuram já os seus romances As Regras da Sedução, Jogos de Sedução, Casamento de Conveniência, Os Pecados de Lord Easterbrook e O Protector. Doutorada em História de Arte, dá aulas numa universidade. Para mais informações sobre a autora pode consultar o site www.madelinehunter.com
Pode também visitar o blogue Chocolate para a Alma chocolateparaalma.blogs.sapo.pt


Novidades Livros d'Hoje para Agosto

Título: O mestre da vida
Autor: Augusto Cury
Editora: Livros d’Hoje
N.º Páginas: 196
Preço: 13,95 €
ISBN: 978-972-20-4773-9
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: Ao longo da história, muitas pessoas conseguiram com suas ideias mudar o curso da política, da filosofia, da ciência ou da religião. Houve um homem, no entanto, que foi capaz não só de abalar os alicerces do pensamento como de alterar para sempre a trajectória da humanidade. Esse homem foi Jesus Cristo e seus ensinamentos geram frutos há mais de dois mil anos. Suas incomparáveis inteligência e personalidade tornaram-no o perfeito ponto de partida para uma investigação sobre o funcionamento da mente e sua surpreendente capacidade de superação. Quando soube que seria preso, em vez de fugir, Jesus entregou-se ao destino e à morte. Ele viu de perto a fome, a miséria e a dor, mas manteve-se firme em seus propósitos. Tamanha era sua capacidade de gerir as emoções que, apesar das inúmeras provações por que passou, Jesus tornou-se o símbolo maior da esperança, do amor, da dignidade e da compaixão. Nestas páginas, você fará uma viagem pelos mistérios da mente do Mestre dos Mestres. Não importam quais sejam suas crenças, sua religião, posição social ou condição financeira, a mensagem de Cristo é universal e fala ao coração de todas as pessoas.


Sobre o autor:
Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta, investigador na área da psicologia e escritor. Os seus livros estão publicados em mais de 40 países e são best sellers em todo o mundo. Criou o projecto Escola de Inteligência, um projecto revolucionário para o desenvolvimento da inteligência, qualidade de vida e prevenção de transtornos psíquicos nos jovens.


Título: Uma história do Mundo depois do 11 de Setembro
Autor: Dominic Streatfeild
Editora: Livros d’Hoje
N.º Páginas: 428
Preço: 17,75 €
ISBN: 978-972-20-4713-5
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: Até agora, a guerra contra o terrorismo já consumiu dez anos, três biliões de dólares e aproximadamente um milhão de vidas. Não vencemos. Não estamos a vencer. Não venceremos. Para entender porquê, precisamos de saber como um comerciante de metais australiano – com a ajuda da CIA – provoca inadvertidamente a invasão do Iraque e como as tropas da coligação foram mortas por bombas feitas com explosivos que, segundo a Casa Branca, nunca existiram. Também é necessário compreender como é que a Força Aérea dos Estados Unidos bombardeia um casamento no Afeganistão por engano e perceber porque é que os EUA forneceram apoio financeiro ao Presidente do Uzbequistão, quando este queimava pessoas vivas. Estes não são danos meramente colaterais de uma guerra normal. Uma história do mundo desde o 11 de Setembro mostra-nos que não estamos mais próximos de sermos bem-sucedidos do que estávamos a 10 de setembro de 2001. Falhámos em acabar com o terrorismo. Provocámos guerras civis no Afeganistão e no Iraque. Em todo o mundo, prenderam-se, torturaram-se e assassinaram-se pessoas inocentes, tudo em nome da justiça.

Sobre o autor:
Dominic Streatfeild, aclamado autor e jornalista, viajou por todo o mundo durante anos em busca de respostas que indiquem onde é que errámos. Os resultados da sua pesquisa – oito histórias de carácter sério que misturam reportagem com um profundo drama humano – constituem um exame importante aos acontecimentos da última década e alertam-nos severamente para o futuro.

DOMINIC STREATFEILD é autor do livro Cocaine: An Unauthorized Biography e Brainwash: The Secret History of Mind Control, que foi nomeado para o Prémio Samuel Johnson. Vive no Reino Unido com a sua família.


Título: Dragões de Éter
Autor:
Raphael Draccon
Editora: Livros d’Hoje
N.º Páginas: 456
Preço: 16,00 €
ISBN: 978-972-20-4696-1
1ª Edição: Agosto de 2011
Sinopse: Pode dizer-se que, em Dragões de Éter – Caçadores de Bruxas, Raphael Dracon parte de uma simples questão para dar vida aos seus personagens: o que aconteceu depois? O que aconteceu ao Capuchinho Vermelho depois do caçador ter matado o lobo? E ao caçador? Teriam João e Maria realmente conseguido matar a bruxa? E qual foi a reação dos seus pais quando voltaram para casa? Teve a princesa realmente coragem de beijar o príncipe que se transformou num sapo? E o que fizeram os anões depois de a Branca de Neve ter encontrado o seu príncipe? Quem é que, depois de ler os sempre eternos contos de fadas, não se questionou a esse respeito? De uma maneira dinâmica, Dragões de Éter – Caçadores de Bruxas narra a história do que teria acontecido depois desses contos chegarem ao fim sem perder a perspetiva da eterna luta entre o bem e o mal. O autor reúne todos estes personagens (e muitos outros) no Reino de Arzallum, muitos deles vivem em Andreanne, a capital do Reino. Arzallum fica em Nova Ether, um mundo que fora assolado pela magia negra praticada por bruxas que se desviaram do caminho do bem.


Sobre o autor:
Raphael Draccon nasceu no Rio de Janeiro. Aos 18 anos assumiu-se como professor de um dojo de artes marciais. Aos 19 ingressou na faculdade de cinema, onde se dedicou à especialização da escrita cinematográfica. Aos 20 anos recebeu a Menção Honrosa da American Screenwriter Association (ASA), pelo seu primeiro roteiro de longa-metragem, escrito no primeiro período de faculdade, o drama sobrenatural “InYour Hands”. Aos 22,escreveu o primeiro romance da série literatura fantástica : “Dragões de Éter”. Actualmente trabalha com produtores, directores de cinema e editores literários nacionais e estrangeiros no desenvolvimento de roteiros audiovisuais e séries de literatura; e escreve a coluna “ Cavernas e Dragões” no “Sedentário e Hiperativo”, um dos blogs da cultura pop mais relevante do país.