sexta-feira, 18 de maio de 2012

O Quarto do Rei - A Época dos Venenos II - Juliette Benzoni [Opinião]


Título: O Quarto do Rei - A Época dos Venenos IIAutor: Juliette Benzoni
N.º de Páginas: 288
PVP: 18,85 €
Tradução: Irene Daun e Lorena e Nuno Daun e Lorena


INTRIGA. MORTES SUSPEITAS. MISSAS NEGRAS.

Mais um romance inquietante e envolvente que tem como pano de fundo o célebre caso dos venenos que assombrou Paris e a corte de Luís XIV.
Uma história de intriga, suspense e incertezas, que Juliette Benzoni conseguiu misturar com a sua maestria habitual, e que prende o leitor até à última página.
Ao mesmo tempo que a rainha Maria Teresa morre, Charlotte de Fontenac desaparece. Vista pela última vez a entrar atrás do soberano no seu gabinete, a jovem parecia perturbada. Depois, ninguém sabe dela. Um desaparecimento sem importância no meio das cerimónias fúnebres. No entanto, algumas pessoas interrogam-se e, entre elas, madame de Montespan, cujo favor real vacila, mas que gosta muito de Charlotte.
A dama decide alertar o tenente-general da Polícia. O que acabam por descobrir é apavorante e, quando a jovem reaparece de súbito, todos constatam que já não é a mesma. Que se passou durante aqueles meses de ausência, que tanto afligiram os que lhe eram próximos, entre eles a sua prima Léonie e sobretudo Alban Delalande, o jovem que a ama com um amor sem esperança? 


A minha opinião:
Após a leitura do primeiro livro da série, Mataram a Rainha! parti para este com expectativas demasiado altas. E não me decepcionei. Juliette Benzoni continua a ser uma leitura tão boa que fico desolada quando vejo o livro a terminar. 
Após a morte de Maria Teresa, esposa de Luís XIV, a suspeita de que tinha sido envenenada era cada vez maior. Não vivesse ela na época dos venenos...
A partir daí, Charlotte deixa de ter protecção do reino e acaba por desaparecer sem deixar rasto. Mas o desaparecimento provoca suspeitas, sobretudo nos seus amigos mais chegados, que chegam a pensar que a bela jovem poderá estar morta ou então cativa de alguém. 
Mais tarde acaba por ser libertada, mas a experiência daqueles dias vai trazer muitos dissabores, tanto a ela como aos que lhe estão mais próximos.

Benzoni leva-nos a viver as aventuras da protagonista, mas também dá-nos a conhecer as tradições da época do rei sol. Desde intrigas palacianas, as preferidas do rei, ao seu irmão que partilha com ele o gosto pelas jóias, passando pelas execuções em praça pública... 
E tem um final feliz, mas surpreendente. 

Sem comentários: