segunda-feira, 4 de junho de 2012

Destino: Frankfurt - Agatha Christie [Opinião]


Título: Destino: Frankfurt  
Autor: Agatha Christie
PVP: 10,50 €
N.º de Páginas: 272

Um dos raros thrillers de intriga internacional escritos pela rainha do crime, destino: frankfurt, foi publicado no ano em que a autora completou oitenta anos.

Sobre o Livro:
Durante uma escala no aeroporto de Frankfurt, o diplomata Sir Stafford Nye conhece uma misteriosa mulher que lhe confessa correr perigo de vida.
Todavia, este não será o único encontro entre ambos. Já em Londres, os seus caminhos parecem cruzar-se constantemente e, de todas as vezes, a mulher tem uma identidade diferente. Sir Nye percebe então que se envolveu involuntariamente numa rede de espionagem internacional.

Num mundo onde ninguém confia em ninguém e nada é o que parece, Sir Nye tem pela frente um inimigo poderoso… e invisível!

Destino: Frankfurt (Passanger to Frankfurt) foi originalmente publicado em 1970 na Grã-Bretanha, tendo sido editado no mesmo ano nos Estados Unidos. 

A minha opinião:
Em plena Guerra Fria, Agatha Christie não podia deixar de escrever um romance policial relativamente à temática. O livro começa logo num ambiente de mistério. No aeroporto de Frankfurt, enquanto Sir Stafford Nye espera pela chamada do voo que o levará de regresso a Londres é abordado por uma estranha, mas com uma figura bastante parecida consigo, aborda-o com o intuito de que este a ajude. Mas o que esta jovem pede é um pouco surreal e Stafford Nye fica relutante em auxiliá-la. No entanto, as fortes parecenças com a sua irmã já falecida, e a curiosidade por tão misteriosa figura levam-no a aceitar o desafio. O que não imagina é que se vai enredar numa história que será bastante importante para o futuro da humanidade. 
Apesar de gostar da temática e ainda mais da autora de quem sou verdadeiramente fã, não me consegui envolver demasiado na história. O facto de ter muitas personagens poderá ser razão para que me perdesse algures, aliado ao facto de lá para o meio o livro se ter tornado um pouco maçador. O interesse surgiu apenas a poucas páginas do fim, tendo sido uma desilusão constatar que quando se começava a tornar interessante, ter terminado. A teoria de conspiração criada por Christie até que tinha tudo para dar certo, mas a teia que a envolveu nem por isso.

Sem comentários: