sábado, 9 de junho de 2012

O Tribunal das Almas - Donato Carrisi [Opinião]


Título: O Tribunal das Almas
Autor: Donato Carrisi
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 424
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04394-8
Idioma: Português
PVP: 16,60€

Sinopse:

Estava à tua procura. Encontrei-te.
És a pessoa certa...
Agora, mata!

Marcus é um homem sem passado. A sua especialidade: analisar as cenas de crime para reconhecer o Mal nos pequenos detalhes e solucionar homicídios aparentemente perfeitos. Há um ano, foi gravemente ferido e perdeu a memória. Hoje, é o único que poderá salvar uma jovem desaparecida.
Este peculiar investigador enfrenta, porém, um desafio ainda maior: alguém está a usar o arquivo criminal da Igreja para revelar a verdade sobre crimes nunca oficialmente resolvidos. Assassinos são colocados perante os familiares das vítimas. Será, passado tanto tempo, saciado o desejo de vingança? Passarão os inocentes a culpados? Ou será, finalmente, feita justiça? 

A minha opinião: 

Apesar das excelentes críticas de O Sopro do Mal, editado pela Porto Editora, e não ter feito parte, ainda, das minhas leituras, não consegui resistir ao seu segundo livro O Tribunal das Almas. A sinopse e a capa magnifica cativaram-me num ápice.

O autor começa logo por nos colocar numa situação difícil ao “obrigar-nos” a reflectir sobre o que será o Bem ou o Mal e até que ponto seremos capaz de acabar com uma vida que nos fez tanto mal no passado. O livro começa com uma chamada de emergência que faz com que Mónica, uma jovem médica se depare com um homem em aparente paragem cardíaca. No peito tem escrito a palavra “mata-me” e no ambiente em que decorre a operação de salvamento encontra-se um patim. Depressa Mónica descobre que esse é o patim que faltava aquando da descoberta do corpo da sua irmã gémea há uns anos atrás.

Mas este é só início de uma intrincada teia de acontecimentos brutais. Se por um lado Carrisi nos coloca no papel da jovem médica, por outro apresenta-nos um estranho homem com uma cicatriz na têmpora que mais parece um vingador ao estilo de “Dexter”. Hábil na leitura de cenas de crimes Marcus é um homem misterioso a quem uma amnésia lhe tirou quaisquer lembranças do passado. E é em casa da desaparecida Lara que o vamos encontrar.

Por outro lado temos Sandra, fotógrafa das cenas dos crimes a trabalhar para o Departamento de Científica da Polícia, cujo marido morreu recentemente, mas que procura uma justificação para a sua morte em Roma.

Pelo meio vamos ainda descobrindo a força de uma ordem secreta pertencente ao Vaticano, os Penitenciários, e uma misteriosa doença criada em laboratório.

Constituído por variados espaços temporais como “Cinco dias antes”, “Um ano antes” e em várias localidades diferentes, O Tribunal das Almas transforma-se a cada página num thriller ainda mais especial e envolvente.

Excerto:
“Acabei com vidas, exatamente como tu. Mas isso é suficiente para fazer de nós assassinos? Por vezes, mata-se porque é necessário fazê-lo, para se proteger alguém, ou por medo.”




3 comentários:

Strip disse...

Por favor, lê o Sopro do Mal.... É absolutamente fantástico. ;)

Strip disse...

Por favor, lê o Sopro do Mal.... É absolutamente fantástico. ;)

Maria Manuel disse...

Vou ler sim :)