sábado, 7 de julho de 2012

Nunca Digas Adeus - Lesley Pearse [Opinião]


Título: Nunca Digas Adeus  
Autor: Lesley Pearse
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 432
Editor: Edições Asa

Sinopse:

Num chuvoso dia de outono, Susan Wright entrou numa clínica, matou duas pessoas a sangue-frio e aguardou que a polícia chegasse. Terá sido um ato de loucura? Uma vingança planeada? Susan não parece interessada em defender-se e recusa falar. O seu silêncio estende-se a Beth Powell, a advogada a quem é atribuído o caso. Beth é uma mulher de sucesso com uma carreira brilhante mas nada a preparara para o momento em que identifica a autora daquele crime tão bárbaro. Quando eram crianças, Beth e Susan juraram ser amigas para sempre. Vinte e nove anos depois, mal se reconhecem. Mas as memórias dos verões felizes das suas infâncias são suficientemente poderosas para as unir de novo. Enquanto as provas contra Susan se acumulam, elas partilham recordações e revelam os segredos que ditaram o rumo das suas vidas.
A amizade entre as duas mulheres torna-se cada vez mais forte mas sobre uma delas pende a implacável mão do destino…

A minha opinião:

Nunca Digas Adeus é o meu livro de estreia de Lesley Pearse. Adorei a forma como a autora descreve os acontecimentos e o modo como eles vão evoluindo. Ao contrário dos outros livros publicados em Portugal este novo romance é contemporâneo com a história a centrar-se no ano de 1995. Duas amigas, Beth e Susan encontram-se depois de tantos anos de ausência mas, infelizmente, as circunstâncias não são as melhores. Quando é chamada para defender uma mulher que havia matado duas pessoas, Beth nunca iria imaginar que teria de ser advogada da sua melhor amiga.

Este reencontro vai abrir velhas feridas, onde é desvendado o passado de cada uma destas raparigas que tiveram rumos completamente diferentes. Sem saberem uma da outra, cada uma amiga inveja a outra por pensar que está a ter uma vida de sonho, uma vida que a outra sonhava também para si.

Ao longo do livro, a autora vai-nos mostrando a importância da amizade, dos principios familiares, do sentido de justiça…

Embora um tanto previsível, gostei desta estreia. Vou pegar, certamente, nos livrinhos que tenho da autora.

Excerto:
“Olhando para trás, da perspectiva de um adulto estávamos ambas a esconder os nossos segredos de família”

4 comentários:

cris disse...

Nao é o melhor dela, na minha opinião ... Por isso vais gostar dos outros de certeza! Lê o Nunca te esqueças a seguir, M Manuel. Bjs

Maria Manuel disse...

Vou fazê-lo. Pelo que tenho lido realmente este não é o melhor dela, mas se gostei deste ainda vou gostar mais dos outros ;)

Ines Santos disse...

Esta escritora é qualquer coisa de extraordinário.. li o "Nunca me Esqueças" e fiquei apaixonada! Mas este livro parece-me não ficar nada atrás..

Beijinhos e Boas leituras

oprazerdaleitura94.blogspot.com

Maria Manuel disse...

Parece-me que este é um pouco diferentes dos anteriores da Pearse. Esse vai ser o próximo que vou ler, Inês.