quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Quem sofre são as crianças - Donna Leon [Opinião]

Título: Quem sofre são as crianças
Autor: Donna Leon
N.º de Páginas: 280
Editora: Planeta
PVP: 18,85€ 


A tranquilidade da noite veneziana é perturbada quando um bando de homens armados força a entrada no apartamento do Dottor Gustavo Pedrolli, fracturando-lhe o crânio e levando o bebé de dezoito meses.
Quando o Comissario Guido Brunetti, arrancado da cama pela notícia, chega ao hospital para investigar, ninguém sabe o porquê de tão violenta agressão ao eminente pediatra. Mas Brunetti em breve começa a descortinar uma história de infertilidade e desespero, e um submundo onde os bebés podem ser comprados com dinheiro, entre um esquema fraudulento com farmácias e médicos da cidade. O conhecimento pode ser tão destrutivo como a ganância, certas informações acerca de um vizinho podem levar a todos os tipos de corrupção e a diversas formas de dor.
Donna Leon funde habilmente o trabalho de detective do Comissário Guido Brunetti com a perspicaz consciência das questões sociais, expondo sem pudores as teias do tráfico de crianças. Veneza é uma das mais visitadas cidades do mundo, célebre pelos seus canais, monumentos e beleza secular.
Através das páginas de Donna Leon, é possível visitar uma Veneza que nem todos os turistas conhecem… 
Pela mão do Comissario Brunetti, descobre-se a cidade dos residentes, as pequenas ruas por trás das catedrais, o interior dos edifícios que falam de História, os lugares frequentados pelos venezianos, os encantos escondidos da autêntica cidade que não está nos guias turísticos. Nas páginas dos livros Donna Leon, a verdadeira Veneza também é personagem…

A minha opinião:

Estava à espera que este livro tivesse mais acção, “ajudada” por pelo menos uma morte, mas não. Foi um livro calminho de se ler, com uma investigação fraquita, a meu ver, encabeçada pelo já conhecido Comissario Guido Brunetti.

Pouco resta acrescentar à sinopse, que exemplifica muito bem o que se vai passar durante o decorrer da leitura. Guido Brunetti é deparado com um caso no mínimo invulgar quando é chamado para investigar o abuso excessivo da força policial sobre o médico pediatra na sua própria casa. No entanto, quando começa as suas investigações Guido depara-se com coisas bem mais importantes que a violência das forças da lei. Uma espécie de rede que “vende” bebés, filhos de imigrantes, a quem não os consegue ter.

Além disso, descobre ainda um negócio fraudulento que lesa o Estado em milhares de euros, relacionado com consultas fantasma.

Mais uma vez Donna Leon brinda-nos com um cenário lindo de Veneza, que me leva a, que sempre que leio uma obra sua, ter de a visitar urgentemente.


Sem comentários: