sexta-feira, 27 de julho de 2012 | By: Maria Manuel Magalhaes

Promete-me - Harlan Coben [Opinião]


Título: Promete-me  
Autor: Harlan Coben
Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 344
Editor: Editorial Presença
Coleção: Minutos Contados

Sinopse:

Depois de diversos livros publicados em Portugal, Harlan Coben regressa com um novo e imperdível thriller. Myron Bolitar é um agente desportivo que nos últimos seis anos se tenta manter longe de apuros. Mas a filha de um casal amigo desaparece e Myron foi a última pessoa com quem a jovem foi vista. Disposto a cumprir a promessa feita à jovem, Myron não descansará enquanto não descobrir a verdade e não provar a sua inocência. Um thriller imperdível e emocionante, que envolverá os leitores desde a primeira página.

A minha opinião:

Quando encontra Aimee a falar com a sua melhor amiga sobre saídas à noite, Myron Bolitar obriga-as a prometer ligar-lhe quando elas ou os seus amigos não estiverem em condições de conduzir. Protector relativamente às jovens Myron não imagina que uma simples chamada vai causar-lhe tantos problemas e à família de Aimee.

Depois de levá-la ao sítio pretendido, e apesar de lhe ter perguntado se estava bem e ela não ter respondido, Myron descobre que Aimee está desaparecida e que foi a última pessoa a estar com ela.

Com 18 anos feitos há pouco tempo, a polícia não pode dar Aimee como desaparecida sem pensar que esta pode ter saído de casa livremente. No entanto, o seu desaparecimento é em tudo semelhante ao de outra rapariga, Katie Rochester.

Este é um thriller que se lê de uma assentada de tão emocionante que é. Fiquei fã de Myron Bolitar, um homem com uma personalidade forte, e fantástico no que toca a ajudar os outros. Este é o oitavo livro da série de Myron Bolitar, e primeiro que li dele, mas já estou rendida.

Recomendo a sua leitura para um livro com um final surpreendente.

Novidades Esfera dos Livros

Título: Por que Choramos quando Cortamos uma Cebola? 
Autor: Teresa Firmino e Filomena Naves
Colecção: Fora de Coleção
P.V.P: 16 €
Páginas: 264

O mundo está cheio de mistérios que espicaçam a nossa curiosidade. Às vezes são pequenos enigmas do dia a dia, outros verdadeiros desafios ao conhecimento e à compreensão, a que procuramos responder recorrendo à ciência e às suas explicações quase sempre exatas. Visto que ela é a mais poderosa arma para conhecer o mundo.
Por que é que o céu à noite é negro? Afinal, os animais conseguem ou não pressentir os terramotos? Por que é branca a neve? Por que se ri a hiena? Por que devemos tomar o antibiótico até ao fim? Por que é que as árvores não crescem até ao céu? Por que é que as claras ficam em castelo? A laranja à noite mata?
As jornalistas Teresa Firmino e Filomena Naves, especialistas em temas de ciência, dão-nos respostas para estas e muitas outras perguntas, num livro original e divertido.

Sobre a autora:
Teresa Firmino nasceu em Sousel, no Alentejo, em 1969. Fez o ensino secundário em Estremoz e concluiu Comunicação Social na Universidade Nova de Lisboa em 1992. É jornalista no Público, onde sempre escreveu sobre temas científicos e é atualmente editora da secção de Ciências. Filomena Naves nasceu em Lisboa, em maio de 1958. Estudou psicologia no ISPA e dedicou-se ao jornalismo. É desde 1992, jornalista de ciência no Diário de Notícias, jornal para o qual fez reportagens nos Açores, na Ucrânia e nos Estados Unidos, entre outras.

Título: De Espanha nem bom vento nem bom casamento 
Autor: Virginia López
Colecção: História Divulgativa
P.V.P: 19 €
Páginas: 264

«Aquilo que Virginia López nos desvenda neste livro, com um humor tão fino e inteligente, é que Espanha e Portugal têm mais passado em comum do que aquele que alguns – ai esses alguns – querem aceitar. Porque, portugueses e espanhóis, somos todos filhos da mistura de culturas, sangues, projetos, sonhos, afinidades e deslealdades. E se a história pode ser contada de várias maneiras, do passado ninguém se livra. Nesse passado, no qual Virginia mergulha na qualidade de jornalista e ofício de escritora, existem figuras grotescas, malvadas, desgraçadas e extravagantes, um património que já era tempo de se unir num só livro que é, simultaneamente, catálogo de encontros e desentendimentos, ou seja, de vida vivida em comum e entre gente nascida na mesma terra embora falando de forma diferente (…)» Pilar del Río, in Prefácio
«Portugal só existe porque foi uma prenda de casamento para uma simples bastarda castelhana e isto numa altura em que ainda não tinham sido inventadas as listas de casamento do El Corte Inglés». É desta forma provocadora que Virginia López, correspondente do jornal El Mundo em Portugal há 5 anos, começa este livro de forma a apurar se a expressão que tanto ouvimos e em que tanto acreditamos «De Espanha nem bom vento nem bom casamento» tem alguma razão de ser.
Da bastarda D. Teresa, mãe do primeiro rei de Portugal, passando pela galega Inês de Castro, a castelhana Rainha Santa Isabel, a única que Portugal teve santa, à passagem pelos Filipes, à famosa Batalha de Aljubarrota tão falada por portugueses e tão desconhecida dos castelhanos, ou às relações de «amizade» entre Franco e Salazar, José Sócrates e Zapatero.

Sobre a autora:
Virginia López é correspondente do jornal El Mundo e da rádio espanhola Cadena SER. Colaborou com o jornal El Periódico de Catalunya e com a produtora de televisão Lua Multimedia, onde participou na elaboração do documentário Os Combatentes de Ultramar, para o Canal História. Licenciada em Jornalismo pela Universidad Complutense de Madrid, frequentou o programa Erasmus no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) em Lisboa.

Título: Atribulações de um Português a Fazer Negócios em Angola 
Autor: Nuno Gomes Ferreira e Paulo Ferreira
Colecção: Fora de Coleção
P.V.P: 17 €
Páginas: +/- 240

«Em Angola nunca se sabe…» Ulisses, um homem de negócios português, no avião para Angola, não percebeu o que queria dizer o seu companheiro de viagem, Nicolau. Mas a frase intrigou-o e, aproveitando as nove horas de viagem Lisboa-Luanda, inicia um interessante diálogo com aquele angolano que lhe vai explicando o que vai encontrar no país - considerado o Eldorado para muitos empresários nacionais - e como, por vezes, fazer negócios em Angola se pode tornar numa verdadeira aventura.
Do que preciso para viajar até Angola?; Do que preciso para abrir um negócio no país?, Com que impostos devo contar?; É seguro viver em Angola?; É difícil retirar capitais do país?
Ao longo desta conversa criada pelos economistas Nuno Gomes Ferreira e Paulo Ferreira, com experiência de formação em e sobre Angola, vamos descobrindo tudo o que precisamos de saber caso queiramos emigrar ou fazer negócios neste país africano. Das diferenças culturais fundamentais para o dia a dia, às grandes diferenças ao nível de legislação e procedimentos administrativos.

Sobre os autores:
Nuno Gomes Ferreira é doutorado em Gestão de Empresas, com especialização em Gestão Internacional de Negócios, mestre curricular e pós-graduado em Estudos Europeus e licenciado em Economia.Paulo Ferreira é licenciado e mestre em Economia pela Universidade de Évora. Exerce funções de docente e investigador no ensino superior em diversas áreas, para além de ser consultor e formador. Lecionou Econometria Financeira na Universidade Metodista de Angola, Luanda. É ainda autor de vários livros técnicos.



Título: Cozinhado por Miúdos 
Autor: Maria Barbosa e Cristina Bernardo Silva
Colecção: Guias
P.V.P: 16 €
Páginas: 264 + 8 Extratextos

Farto de comer pão com manteiga? Então experimenta umas deliciosas panquecas de banana. Gostavas de experimentar comida de outros países? Aventura-te numa salada grega ou numas quesadillas mexicanas. Queres fazer um piquenique diferente? Nestas páginas encontras ideias divertidas e sanduiches saborosas. Queres mostrar aos teus pais que és um verdadeiro chef, então prepara um esparguete à bolonhesa, com mousse de manga como surpresa final. O dia está chuvoso, mas em vez de ligar a televisão, que tal preparares umas deliciosas bolachas ou uns cupcakes divertidos para o lanche? Torces o nariz aos vegetais e fruta? É porque ainda não fizeste a apetitosa lasanha de vegetais e bebeste os batidos de fruta que este livro te ensina a fazer.
Cristina Bernardo Silva e Maria Barbosa, fundadoras da escola de cozinha LittleChef trazem-nos neste livro técnicas de cozinha, regras de segurança e higiene que pais e filhos precisam de saber antes de se aventurarem na cozinha. Com a ajuda da simpática Dr.ª Catarina Vitamina dão-nos dicas fundamentais de alimentação saudável, propostas de jogos e brincadeiras para fazer com as crianças e claro, mais de 100 receitas para todas as ocasiões.

Sobre as autoras:
Cristina Bernardo Silva, 40 anos, é licenciada em Relações Internacionais mas foi no jornalismo que fez todo o seu percurso profissional. Sempre gostou de experimentar novas receitas mas não imaginava que um dia iria fazer disso a sua atividade principal. Foi em 2010 que decidiu mudar de vida e criar a escola de culinária infantil LittleChef. 
Maria Barbosa, 34 anos, licenciou-se em Comunicação Social e foi jornalista durante 10 anos. Já fazia soufflé de esparguete com a avó materna antes de ir para a primária. mas estava longe de suspeitar que seria na escola de culinária LittleChef que iria encontrar a sua verdadeira vocação.


Título: Não nos Roubarão a Esperança 
Autor: Júlio Magalhães
Colecção: Romance
Páginas: 240

Há algo que nunca nos poderão roubar. Mesmo em tempo de guerra, quando a violência fala mais alto, o ódio atravessa corações e o cheiro a morte nos invade a alma. Não nos roubarão a esperança num mundo melhor, na força do amor… Depois dos anteriores bestsellers, o jornalista e escritor Júlio Magalhães leva-nos até ao cenário da Guerra Civil Espanhola para nos contar a história de dois portugueses, dois irmãos, sangue do mesmo sangue, separados por convicções diferentes. Duarte e Pedro, que partem para o país vizinho, para combater em diferentes lados da barricada. Um ao lado dos nacionalistas e o outro dos republicanos. Contudo, para além da violência e do drama do conflito, estes dois irmãos irão encontrar o amor.
Baseado numa rigorosa investigação histórica, este romance narra o nascimento de um grande amor que terá de provar ser mais forte do que o ódio.



Sobre o autor:
Júlio Magalhães é atualmente diretor-geral do Porto Canal. Jornalista, foi pivot e diretor de informação da TVI. É autor de Os Retornados – Um Amor Nunca se Esquece, Um Amor em Tempos de Guerra, Longe do Meu Coração, Por Ti, Resistirei, bestsellers com mais de 150 mil exemplares vendidos.
Nascido no Porto a 7 de fevereiro de 1963, foi para Angola com sete meses, tendo vivido um ano em Luanda e onze em Sá da Bandeira (Lubango). Em 1975 regressou para Portugal, mais precisamente, para a cidade do Porto.

Eventos para o fim de semana:

Sábado, 28 de julho, 11h30 – Sessões de autógrafos
Joana Roque autora de Feito em Casa e Cozinhar, Celebrar e Partilhar - Continente do Coimbrashopping - Coimbra
 
Andreia Vidal autora de 365 Atividades para fazer com os seus Filhos - Continente Oeirasparque – Oeiras

Maria Barbosa e Cristina Bernardo autoras de Cozinhado por Miúdos dão workshop no Continente do NorteShopping – Matosinhos

Sábado, 28 de julho, 15h00
Andreia Vidal autora de 365 Atividades para fazer com os seus Filhos dá Workshop na Fnac Colombo Lisboa


Esfera dos Livros publica no Brasil "D. Maria II" de Isabel Stilwell


A Esfera dos Livros publica o seu primeiro livro no Brasil.
D. Maria II. Tudo por um reino de Isabel Stilwell foi publicado no Brasil, na semana passada, com o titulo Maria da Glória. A princesa brasileira que se tornou Rainha de Portugal.
Esta viagem teve como objectivo dar a conhecer o quarto romance histórico de Isabel Stilwell, autora bestseller em Portugal de romances históricos, já com mais de 150 mil exemplares vendidos. Isabel Stilwell deu entrevistas para a rádio Bandeirantes, para o programa Conexão de Roberto d’Avila da TV Brasil, para a televisão e rádio Unesp, para a revista Isto É, entre outros meios de comunicação.
O livro está distribuído nas principais livrarias de São Paulo e Rio de Janeiro: Fnac, Travessa, Saraiva e Cultura. Esta iniciativa parte de uma parceria entre a Editora Octavo, sediada em São Paulo e a editora A Esfera dos Livros, de Portugal, com o objectivo de lançar novas edições de qualidade no mercado brasileiro.

quarta-feira, 25 de julho de 2012 | By: Maria Manuel Magalhaes

Verão Quente- Domingos Amaral [Opinião]


Título: Verão Quente  
Autor: Domingos Amaral
Editora: Casa das Letras
Data de Lançamento: Junho 2012
Nº Páginas: 320

Sinopse:

Em 1975, no auge do Verão Quente, com Portugal à beira de uma guerra civil, Julieta é encontrada inanimada e cega, depois de cair pela escada, na sua casa de família na Arrábida. E, num dos quartos do primeiro andar, são descobertos, já mortos, o seu marido, Miguel, e a sua irmã, Madalena. Seminus e ambos atingidos com duas balas junto ao coração, as suas mortes levam o tribunal a condenar Julieta pelo duplo homicídio. Vinte e oito anos depois, em 2003, a cegueira traumática de Julieta desaparece e ela volta a ver. Começa também a recordar-se de muitos pormenores daquela tarde trágica em que aconteceu o crime, e em conjunto com Redonda, a sua bonita filha, e o narrador da história, vão tentar reconstituir e desvendar o terrível segredo da Arrábida, que destrui aquela família para sempre. Quem matou Miguel e Madalena e porquê? Será que eles eram mesmo amantes, como a polícia suspeitou? Será que Julieta descobriu a traição infiel do marido e da irmã? Ou será Álvaro, ex-marido de Madalena e um dos «Capitães de abril», o mandante daquele crime?

A minha opinião:

Gosto da escrita de Domingos Amaral e das histórias retratadas nos seus livros, a sua mais recente obra, Verão Quente, não foi excepção.

Tendo como pano de fundo uma época importante da História de Portugal que a meu ver não é muito falada, designada precisamente de Verão Quente, o livro fascinou-me do princípio ao fim. Primeiro porque gosto da nossa História, depois porque Domingos Amaral foi inteligente ao colocar uma história, ainda que ficcional, de um assassinato neste período tão conturbado.

Com dois períodos da história diferentes: 1975 e 2003, o autor faz uma analogia entre estes dois anos, 1975 marcado pelo período revolucionário Verão Quente e o ano 2003 que teve um dos verões mais quentes que há memória.

De férias numas antigas termas transformadas em spa, o narrador conhece duas mulheres que o cativam logo à primeira vista: uma esbelta rapariga e uma mulher curvada e com uns grandes óculos escuros que depressa constata que é cega. Sentindo-se atraído pela rapariga, Redonda, o narrador aproxima-se das duas mulheres e enceta conversa. E é aí que descobre a história que a mais velha carrega consigo. Julieta carrega consigo a desconfiança de ter matado o marido e a irmã, na casa de família na Arrábida, a 3 de Agosto de 1975. É mesmo acusada e fica presa durante 16 anos, mas facto incrível é que Julieta não se lembra do que aconteceu naquele dia. Quando as autoridades chegam à casa encontram Julieta desmaiada ao fundo de uma enorme escadaria e num dos quartos o seu marido e a irmã baleados. Suspeita número 1, Julieta é detida, tendo-se constatado que ficou cega consequência da queda que deu nas escadas.

No entanto, 28 anos depois, durante a sua estadia no spa começa milagrosamente a ver, e a ter flashbacks daquele dia na Arrábida. Julieta tem a certeza que não foi ela a assassina, e com o decorrer do tempo o próprio narrador também tem. Daí até prometer investigar o caso é um passo.

Com Julieta e o marido tão próximos do Estado Novo, visto o pai dela estar directamente ligado a Salazar e apoiar Spínola, um Presidente que deixaria descontentes os Capitães de Abril, a polícia e a população queriam ver pelo menos uma fascista a pagar pelo que fez. É aqui que a história portuguesa se introduz de uma forma fantástica. A forma radical e anárquica com que os Capitães de Abril queriam colocar o sistema político português, mas também a forma como o Estado Novo colocou Portugal é muito bem explicada, se bem que de forma leve e simples.

Gostei.

Hoje: Apresentação do livro: Porque choramos quando cortamos uma cebola?



Hoje, dia 25 de Julho, os visitantes do Pavilhão poderão desfrutar de actividades inspiradas no livro Porque choramos quando cortamos uma cebola às 10h30 e às 17h30. A entrada é gratuita. Aproveite para levar os seus filhos à descoberta da ciência e do conhecimento.


No dia seguinte, 26 de Julho a Esfera dos Livros apresenta esta obra na Bertrand do Chiado

Apresentação do livro de Armando Frazão: Pagwagaya

Título: Pagwagaya 
Autor: Armando Frazão
Edição: Vírgula (Chancela Sítio do Livro)
Revisão, paginação e desenho de capa: Armando Frazão
1ª Edição
Lisboa, 2012
PVP: 17€

Sinopse:

Numa hipotética Madrid do futuro um grupo de pessoas embarca numa viagem para escapar à escassez crítica de recursos. A missão, com destino a Lisboa, força-os a sair da protecção dos escudos da cidade para o exterior, para o desconhecido mundo natural.

Mas a Natureza deixou de ser generosa e subserviente e, em circunstâncias onde há séculos atrás reinariam, agora sentem-se como presas impotentes.

É uma aventura repleta de acção e perigos, onde vão abrir os olhos para a Terra e para as suas criaturas. Vão sobretudo aprender que nem sempre se pode fugir.


No sábado 4 de Agosto, pelas 17 horas, vai haver uma apresentação e sessão de autógrafos do livro Pagwagaya em Bragança, na sede da Quercus dessa cidade.

Na sede da Quercus Bragança porque:
- Nas anteriores apresentações e conversas sobre o livro, invariavelmente o assunto ía cair na mensagem ambiental que se tenta transmitir neste livro.
- Está no mesmo local uma exposição de fotografia do autor e os contactos foram por isso facilitados.
terça-feira, 24 de julho de 2012 | By: Maria Manuel Magalhaes

Planeta - Novidades final de Julho

Título: Os Diários de Stefan – vol. 2 Sede de Sangue
Autor: L. J. Smith
PVP: 13,95 €
N.º de Páginas: 184 
Nas livrarias a partir de 26 de Julho
 
Chega agora o segundo volume de uma série empolgante, inspirada nos romances de L. J. Smith e na popular série televisiva da CW TV.

Os Diários de Stefan são a prequela das emblemáticas Crónicas Vampíricas e revelam como teve início o triângulo amoroso entre Stefan, Damon, e Katherine, que se estenderá para toda a eternidade.

Quando o primeiro amor de Stefan Salvatore o transformou em vampiro, o seu mundo e a sua alma foram destruídos. Agora, Stefan e o irmão, Damon, têm de fugir da cidade que os viu nascer, onde correm o risco de ser descobertos… e mortos.
Os irmãos dirigem-se para Nova Orleães, em busca de um porto seguro.
Mas a cidade é mais perigosa do que alguma vez imaginaram, cheia de outros vampiros, e de caçadores de vampiros.
Estará a vida eterna de Stefan para sempre amaldiçoada?
Depois do enorme êxito com a série Crónicas Vampíricas, uma referência na literatura juvenil de terror, esta nova trilogia, desta vez protagonizada por Stefan, tornou-se já num caso sério de sucesso e conta com uma legião de seguidores em todo o mundo.  

Sobre a autora: 
Lisa Jane Smith, cujas obras são uma combinação de género de terror, ficção científica, fantasia e romance, obteve o reconhecimento do público com a série Crónicas Vampíricas, cujo primeiro volume é Despertar. Publicado nos anos de 1990 e convertido numa referência da literatura juvenil de terror, retoma o clássico tema da luta entre Luz e Sombra, dos seus adorados C. S. Lewis e J. R. R. Tolkien.
Segundo palavras da autora, «Queria escrever livros onde o Bem enfrenta o Mal e vence. Queria ser Frodo, morto de medo em Mordor, consciente de que o Mal que enfrenta é muito maior e mais poderoso do que ele, e mesmo assim é capaz de reunir a coragem necessária para tentar e chegar a ser um herói. Queria transmitir aos jovens que não devem renunciar à esperança.»
L.J. Smith já escreveu mais de duas dezenas de livros para crianças e adultos.
Saiba mais sobre esta autora em www.ljanesmith.net.

Título: O Highlander Indomável
Autor: Monica McCarty
N.º de Páginas: 280 
PVP: 18,85 €
Disponível a 26 de Julho

Se não conseguiu parar de ler O Guerreiro Highlander, ficará irremediavelmente preso à leitura deste poderoso romance da autora best-seller do New York Times.

Um romance histórico, arrebatador e envolvente, que tem como cenário a Escócia medieval e as magníficas paisagens das Terras Altas. O Highlander Indomável revela um minucioso trabalho de pesquisa histórica pela Escócia, resultando num intenso e viciante romance.
Uma história de paixão, enganos, segredos e traição entre duas pessoas de clãs rivais, que Mónica McCarty, uma autora de culto que conta com milhares de fãs em todo o mundo, conseguiu combinar com ritmo e mestria, e que prende o leitor até à última página.
 
«Romântico, arrebatador, magnífico!» Teresa Medeiros, autora de A Conquistadora

Rory MacLeod, um poderoso chefe Highlander só tem um pensamento na vida, o seu clã, jura vingar-se dos MacDonald, apesar de o dever lhe impor o noivado com Isabel MacDonald, que tenciona repudiar.
Porém, o guerreiro não estava à espera de uma mulher atraente, uma mulher que lhe põe à prova a força de vontade férrea e lhe desperta uma paixão selvagem.
Abençoada com uma beleza incomparável, Isabel MacDonald tenciona, por todos os meios, incluindo a sedução, descobrir o segredo mais bem guardado do marido, ao mesmo tempo que Rory lhe desperta os  desejos mais profundos e as fantasias mais doces.
Isabel encontrou a felicidade com que sempre sonhou nos braços do homem que tem de trair e descobre que a paixão pode ser mais perigosa do que a vingança.

Sobre a autora:
Monica McCarty cresceu na Califórnia e sempre gostou de ler. Segundo a autora é completamente viciada em livros. Foi na Faculdade de Direito que, ao estudar as leis antigas, se começou a interessar pela Escócia.Hoje Monica McCarty é autora best-seller do New York Times.
Visite o sítio da autora em: www.monicamccarty.com

Título: Agatha Mistery: A Espada do Rei da Escócia & Roubo nas Cataratas do Niágara
Autor:
Sir Steve Stevenson

Depois de O Enigma do Faraó e A Pérola de Bengala, chegam agora o terceiro e quarto volumes de uma colecção de grande qualidade, repleta de humor e aventuras, protagonizada por uma miúda detective, que já se tornou na heroína dos pequenos leitores que gostam de resolver mistérios

Agatha Mistery é uma menina de doze anos com uma memória prodigiosa, que sonha ser uma escritora famosa de romances de mistério.
Com a ajuda do primo Larry, de Kent, o seu fiel mordomo, e do gato Watson, viaja por todo o mundo para resolver os mais intricados mistérios em lugares diferentes do planeta. A colecção Agatha Mistery pretende criar o gosto pela leitura, e ao mesmo tempo, aproximar os jovens a lugares reais emblemáticos e a outras culturas, o que é conseguido através da astúcia da pequena detective Agatha, que anota tudo o que vê num caderno.
As personagens e as paisagens exóticas onde se realizam as investigações e se vivem estranhas aventuras ganham vida, através das divertidas ilustrações de Stefano Turconi.

A Espada do Rei da Escócia- 3.º Volume
N.º de Páginas: 144
PVP:  9,90€
Disponível a 26 de Julho
O grupo de aspirantes a detectives vai até ao castelo de Dunnottar onde está guardada a espada de Robert Bruce, o lendário rei da Escócia. Esta preciosidade foi mostrada pela primeira vez ao público numa  exposição, mas no dia da inauguração um misterioso sono atacou todos os presentes, que, ao acordarem, verificaram que a espada havia desaparecido! No meio de lendas antigas e fantasmas, os primos Mistery estão decididos a resolver este caso…

Roubo nas Cataratas do Niágara- 4.º Volume
N.º de Páginas: 144
PVP:  9,90€
Disponível a 26 de Julho
Num hotel situado nas cataratas do Niágara, alguém cometeu um crime: Ratmusqué, o ladrão mais procurado do Canadá, esvaziou o cofre de uma famosa cantora de ópera, desaparecendo com um tesouro de valor incalculável em jóias. Só os primos Mistery, numa perseguição que os levará às densas florestas habitadas por alces e ursos-pardos, poderão batê-lo e superá-lo em astúcia!

Sobre o autor:
Sir Steve Stevenson, pseudónimo de Mario Pasqualotto, é um escritor italiano que durante de mais de dez anos tem escrito histórias sobre diversos jogos para revistas inglesas e italianas. Actualmente, dedica-se à escrita juvenil.


Títulos: Escola de Dança: A noite da Grande Gala & Passeio em Ritmo de Dança
Autora:
Aurora Marsotto
Escrita por uma antiga bailarina profissional, esta colecção conta a emocionante vida diária de Violeta e seus amigos – as paixões, as amizades, as conquistas e as aventuras –, vivida no ambiente da Escola de Dança.
Em cada livro são dados conselhos e informações técnicas sobre ballet: as posições, como fazer um coque, como atar as sapatilhas.
Nas últimas páginas de cada livro, encontra-se o Diário de Violeta, com ilustrações a cores, onde se destacam os conselhos da protagonista para os aspirantes a bailarinos e uma mão-cheia de dicas e informações sobre a história da dança e sobre bailarinas famosas.

Com mais de 160 mil exemplares vendidos em Itália, Escola de Dança é recomendada para jovens a partir dos 9 anos. 

A Noite da Grande Gala – vol. 3
N.º de Páginas: 144 + 8
PVP:  10,95€
Disponível a 12 de Julho
O Teatro está ao rubro com os preparativos para a Grande Gala, um fabuloso espectáculo em que participarão as maiores estrelas da dança, mas também todos os alunos da escola!
Para além dos ensaios, Violeta e os seus amigos têm muitas outras coisas em que pensar: porque quer Julio, depois de ter recebido uma carta da mãe, deixar de dançar? E como conseguir manter escondido o gatinho que Rebeca encontrou na rua? 

Passeio em Ritmo de Dança - vol. 4
N.º de Páginas: 144 + 8
PVP:  10,95€
Disponível a 26 de Julho
Vêm aí tempos difíceis para os alunos da Escola do Teatro: já falta pouco tempo para a avaliação do primeiro período e o volume de trabalho continua a aumentar. Mas a recompensa para tanto esforço será um passeio fantástico! Violeta e os seus amigos terão três dias de liberdade, longe da escola e do estudo, durante os quais se misturarão fugas nocturnas, novos amores e, naturalmente, muita dança!

Sobre a autora:
Aurora Marsotto é uma arquitecta e jornalista italiana, que já trabalhou em vários jornais italianos e mundiais, entre eles Radio 24, Corriere della Sera on line, Vogue, Class, Milleiedee, Bella, La Danse, Danza e Danza, entre outros. Também é crítica literária e de dança.


Título: Pocoyo Pinta
Autor: Zinkia
N.º de Páginas: 64 
PVP: 5,99€
Disponível a 26 de Julho 

A diversão vai ser total para os mais novos neste Verão!
Um livro para colorir com o herói favorito dos pequeninos, em muitas situações novas e divertidas.
Cada uma das mais de 50 ilustrações possui um modelo a cores para que as crianças se inspirem na ilustração que vão colorir.
Ao procurarem o modelo, exercitam não só a sua atenção, como ainda aprendem os números.
As divertidas cenas com Pocoyo e os seus amigos transformarão a aprendizagem num jogo e ajudarão as crianças a aumentarem a confiança em si mesmas e nas suas próprias capacidades.
A brincar, as crianças aumentam a confiança na sua aprendizagem e adquirem o primeiro contacto com as canetas, lápis e aguarelas.

O Pocoyo é um menino curioso, que vive num mundo maravilhoso onde pode perguntar tudo.
É uma personagem que os mais pequenos adoram, que lhes transmite confiança e que reconhecem da série televisiva na RTP. 

Sobre o autor:
Zinkia é a empresa que criou a personagem Pocoyo. Com o POCOYO a Zinkia, tem recebido inúmeros prémios:
• Best Episodie in a Serires (International Animation Festival Animacor 2005);
• Best Television Programme (festival International de Animation AniMadrid 2005);
• TV Series for Infants;
• Cartoons on the Bay Pulcinella Awards 2006 (Festival Internazionale dell’animazione Televisiva);
• Most Voted Cartoon. Cartoons on the Bay Rai Ragazzi 2006 (Festival Internazionale dell’animazione Televisiva);
• Best Character (Festival de Publicidad y Comunication Infantil, Valencia 2006);
• Best Television Programme (Festival International du film d’animation Annecy 2006).

Fetiche - Tara Moss [Opinião]


Título: Fetiche  
Autor: Tara Moss
Edição/reimpressão: 2012
Páginas: 320
Editor: Porto Editora
Coleção: ALTA TENSÃO
PVP: 16,60€

Sinopse:
Makedde Vanderwall é estudante de Psicologia Forense e, nas horas vagas, modelo internacional. Contactada pela agência para realizar alguns trabalhos de moda e relançar a sua carreira, viaja até Sydney, aproveitando a oportunidade para visitar a sua melhor amiga, Catherine Gerber. Mas as passarelas e as intrigas do mundo da moda depressa perdem importância quando Mak tropeça literalmente no corpo mutilado da amiga. Catherine é a mais recente vítima do «assassino dos stilettos», um homicida cruel que sequestra as suas presas e as tortura, para em seguida as matar. Incapaz de se afastar da investigação, Mak ver-se-á enredada num mortífero jogo do gato e do rato, longe de saber que ela própria se tornou na obsessão de um sádico psicopata...

A minha opinião:

Para leitura de férias, na praia, gosto quase sempre de escolher bons livros policiais. Parti, assim, para a descoberta desta Fetiche de Tara Moss e apesar de não ter ficado completamente desiludida, também não me encheu as medidas. Fetiche, a meu ver, tinha todo o dever de dar certo. Com um enredo e uma história engraçada, pecou apenas por não mostrar com mais pormenores a cena do crime, e, sobretudo, como o assassino manipulava e maltratava as vítimas. Deu mais ênfase à vida de uma super modelo, e dada a anterior profissão da autora até se compreende, mas quando um leitor pega num policial quer “ver” mais sangue.

Makedde Vanderwall é uma modelo originária que vê na viagem em trabalho até à Austrália uma forma de reencontro com a sua melhor amiga Catherine. Infelizmente Makedde apenas reencontra o seu corpo morto, abandonado numa praia onde esta se encontra a fazer uma sessão fotográfica.

Como estudante de psicologia forense, Makedde não resiste a “meter” o dedo na investigação e é fundamental para a resolução do crime. No entanto, também ela se vê envolvida demais no caso do serial killer que tem um fetiche por stilettos .

Assim, Fetiche é um livro muito levezinho tornando-se apenas mais empolgante quando estava para terminar, o que é pena.

Ainda assim gostaria de ler outros de Tara Moss.

Esfera dos Livros: Novo romance de Júlio Magalhães - "Não nos Roubarão a Esperança"

Não nos roubarão a esperança é o título do mais recente romance de Júlio Magalhães. Depois dos anteriores bestsellers, o jornalista e escritor Júlio Magalhães leva-nos até ao cenário da Guerra Civil Espanhola para nos contar a história de dois portugueses, dois irmãos, sangue do mesmo sangue, separados por convicções diferentes. Duarte e Pedro, que partem para o país vizinho, para combater em diferentes lados da barricada. Um ao lado dos nacionalistas e o outro dos republicanos. Contudo, para além da violência e do drama do conflito, estes dois irmãos irão encontrar o amor.

Baseado numa rigorosa investigação histórica, este romance narra o nascimento de um grande amor que terá de provar ser mais forte do que o ódio.

Sobre o autor:

Júlio Magalhães é atualmente diretor-geral do Porto Canal. Jornalista, foi pivot e diretor de informação da TVI. É autor de Os Retornados – Um Amor Nunca se Esquece, Um Amor em Tempos de Guerra, Longe do Meu Coração, Por Ti, Resistirei, bestsellers com mais de 150 mil exemplares vendidos.

Nascido no Porto a 7 de fevereiro de 1963, foi para Angola com sete meses, tendo vivido um ano em Luanda e onze em Sá da Bandeira (Lubango). Em 1975 regressou para Portugal, mais precisamente, para a cidade do Porto. 
segunda-feira, 23 de julho de 2012 | By: Maria Manuel Magalhaes

A Casa dos Dias Felizes é novidade de Noites Brancas

Título: A Casa dos Dias Felizes
Autor: Nancy Thayer
Tradução: de Eugénia Antunes
PVP: 16,90 € 
N.º de Páginas: 384

A Casa dos Dias Felizes é o novo livro de Nancy Thayer, a autora do romance do verão passado A Praia da Memória. Juntando três gerações de mulheres fortes, cada qual debatendo-se com decisões cruciais, o luminoso romance de Nancy Thayer prova ao leitor que, independentemente dos caminhos por onde a vida os conduz, o amor arranja sempre forma de os guiar até casa.

Sobre o livro:

«Este romance está recheado de um encanto realista e a sua escrita revela uma imensa ternura.» The New York Times

«Se quer um bom livro para ler na praia, agarre num exemplar de A Casa dos Dias Felizes.» l Armchair Interviews«Thayer tem a capacidade de criar personagens cativantes que se debatem com problemas com que muitos leitores se identificarão.» The Boston Globe

Resultado do passatempo "A Arca"

Obrigada a todos que participaram no passatempo "A Arca" realizado entre o Marcador de Livros e a Civilização Editora, num total de 199 participações.

O feliz contemplado com um exemplar do livro é:
109 - Carla Botelho (Vila Nova de Gaia)

Além de o seu nome figurar no blogue, o contemplado foi ainda avisado através de email.