sábado, 17 de novembro de 2012

Saiba qual é o verdadeiro estado da Nação

Título: As Contas Politicamente Incorrectas da Economia Portuguesa
Autor: Ricardo Arroja
Editora: Guerra e Paz
Género: Não Ficção/Economia
N.º de Páginas: 200 pág.
PVP: € 14,99
Colecção Politicamente Incorrecto


Agora sim, alguém fez as contas. Portugal está hoje na posse do estrangeiro. 

A quase bancarrota do país é a terceira em menos de 40 anos de democracia parlamentar. Numa linguagem simples e directa, Ricardo Arroja escreveu um livro que fala claro e diz a verdade. Mas Ricardo Arroja também diz que, se formos rigorosos, se nos responsabilizarmos por acertar as constas, Portugal tem futuro. Portugal tem um imenso mar, Portugal tem engenho para a indústria, tem gentes, tem clima, tem tradição. 

Saiba qual é o verdadeiro estado da Nação

A investigação, os números, a visão de Ricardo Arroja rasgam o espartilho das explicações oficiais e apontam os verdadeiros desafios do presente.  

É altura de esquecermos as teorias da conspiração e fazermos um exame crítico 

Precisa de ler este livro:

• Quem quer saber que erros colossais se cometeram nos últimos 20 anos
• Quem quer saber como o Marquês de Pombal e Salazar enfrentaram crises semelhantes
• Quem quer saber a situação das empresas portuguesas
• Quem quer saber o que custa a educação
• Quem se inquieta com o futuro da saúde e da segurança social
O lançamento está agendado para dia 24, pelas 18h30, na Fnac de Santa Catarina, no Porto. Com apresentação de Luciano Amaral e a presença de Vitor Bento, autor do prefácio.

As Contas Politicamente Incorrectas da Economia Portuguesa é o primeiro livro que a Guerra e Paz Editores publica da nova colecção Politicamente Incorrecto, já com dois títulos para 2013.

Janeiro - História Politicamente Incorrecta do Portugal Contemporâneo – de Salazar a Soares, de Henrique Raposo  
Fevereiro - Uma Visita Politicamente Incorrecta Ao Cérebro Humano, de Alexandre Castro Caldas

Ricardo Arroja, autor de As Contas Politicamente Incorrectas da Economia Portuguesa está disponível para entrevistas. Agradeço confirmação para o lançamento do livro.





sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Book Gift, dá vontade de ler


 No próximo dia 19 de novembro, as melhores livrarias e lojas aderentes em todo o país vão ter nos escaparates a nova aposta do Grupo Porto Editora: o Book Gift®. Trata-se de um conceito inovador de prenda que tem o livro como elemento central e que, por isso, se distingue tanto pelo conteúdo como pelo formato. Pretende-se que seja encarada como a opção ideal para quem procura oferecer com emoção e sentimento, garantindo-se, ao mesmo tempo, a liberdade de escolha a quem a recebe. O Book Gift® apresenta-se bastante abrangente, refletindo o catálogo de todas as chancelas do Grupo Porto Editora, incluindo as do universo Bertrand e Círculo de Leitores. 
Foi com base nesse catálogo, após uma seleção criteriosa por parte dos respetivos editores, que se definiram quatro versões de Book Gift®: Corações Livres, Mentes Curiosas, Segredos da Alma e Seleção Autores. A cada uma destas opções de Book Gift® corresponde um universo cultural, um imaginário que se reflete nas escolhas de centenas de livros que estão incluídos em cada uma das versões do Book Gift® – 200 títulos em Corações Livres, Mentes Curiosas e Segredos da Alma, sendo que a Seleção Autores inclui mais de 400 obras (e um bloco de notas).
Dá vontade de ler… e de oferecer O Book Gift® destina-se a todos os que privilegiam a oferta de prendas com valor emocional, que procuram oferecer algo que sabem ter um significado especial. A segmentação deste produto cultural em quatro versões procurou responder às diferentes preferências de leitura, desde a ficção mais literária até à não-ficção.


 Book Gift® Corações Livres é para todos aqueles que acreditam em histórias com final feliz. Romances históricos, ligeiros, com humor e muito mais, estão reunidos para os apaixonados por livros. Repletos de histórias verdadeiras ou imaginadas, amores de uma vida ou de um sonho.
Contém mais de 200 obras apaixonantes, incluindo as últimas novidades.
Alguns autores em destaque: Danielle Steel, Dorothy Koomson, José Luís Peixoto, Paulo Coelho, Sveva Casati Modignani
PVP: € 17,50

 
 

 


 
Book Gift® Seleção Autores conta com grandes obras de grandes autores.
Do romance à ficção, passando pela autoajuda e pela economia. Para encontrar o mais desejado dos livros, seja qual for o tema preferido.
Seleção de mais de 400 grandes obras de grandes nomes da literatura.
Alguns autores em destaque: Dan Brown, Don Delillo, José Luís Peixoto, Ken Follett, Paulo Coelho
PVP: € 19,50


 
 


Book Gift® Mentes Curiosas desafia quem quer saber sempre mais. De olhos bem abertos, procuraram-se e reuniram-se grandes temas. Para que não se perca nada do que acontece e se cria pelo mundo. Para que todos os dias se o conhecimento e o espírito de permanente descoberta.
Mais de 200 obras fascinantes, incluindo as últimas novidades.
Alguns autores em destaque: Dan Brown, Francisco José Viegas, José Mattoso, Luís Miguel Rocha, Rubem Fonseca
PVP: € 17,50







Book Gift® Segredos da Alma é um presente dedicado ao bem-estar. Hoje, quando tudo parece acontecer depressa de mais para encontrar um equilíbrio, a harmonia que cada um procura é um tema cada vez mais urgente. Por isso, reuniram-se várias obras, do esoterismo à autoajuda, num só presente. Para que quem recebe encontre inspiração para descobrir um novo sentido para a vida ou apenas um momento de tranquilidade.
Cerca de 200 obras inspiradoras, incluindo as últimas novidades.
Alguns autores em destaque: Dalai Lama, Deepak Chopra, Fernando Pessoa, Luís Sepúlveda, Teolinda Gersão
PVP: € 17,50

Novidades Assírio & Alvim: Homenagem a Manuel António Pina e lançamento das edições mais recentes da Assírio & Alvim no dia do seu aniversário

Decorrerá no próximo domingo, dia 18 de novembro, um ciclo de homenagem a Manuel António Pina no Museu Nacional da Imprensa, com o título A Luz das Palavras. Para além da inauguração de uma exposição com o mesmo título, onde serão contempladas as facetas de  jornalista, escritor e poeta de Manuel António Pina, serão também lançados nessa ocasião o inédito Aniki-Bóbó, um ensaio sobre o filme homónimo de Manoel de Oliveira, a reedição de O Pássaro da Cabeça e o livro de Ana Folhadela, A Princesa e a Loba, entre outras atividades. A partir das 16:00. Pode consultar mais informação aqui


Título: Aniki-Bóbó
Autor: Manuel António Pina
N.º de Páginas:
96
PVP:
10,00 €
Género:
Ensaio 


Primeira longa-metragem e primeiro filme de ficção de Manoel de Oliveira, é hoje, apesar de incompreendido à época da estreia em 1942, um clássico absoluto do cinema português e uma obra ímpar na cinematografia mundial. Interpretado por crianças, história de adultos transposta para o universo da infância, este filme profundamente poético, cuja singularidade se sobrepõe sem contestação às afinidades estéticas que a crítica por vezes lhe atribuiu (por exemplo com o neorrealismo italiano que todavia lhe é posterior), encontra em Manuel António Pina, poeta e autor de literatura infantil, o seu mais sensível olhar.
Manuel António Pina, um dos nomes maiores das letras portuguesas contemporâneas, Prémio Camões 2011, escreveu este livro até agora inédito por encomenda do British Film Institute para uma coleção sobre os melhores filmes de sempre comemorativa do centenário do cinema.



Título: O Pássaro da Cabeça
Autor:
Manuel António Pina
Imagens:
Ilda David’
N.º de Páginas:
60
PVP:
13,00 €
Género:
Infanto-Juvenil

O Pássaro da Cabeça foi publicado em 1.ª edição em 1983 (A Regra do Jogo, Lisboa), e nele se reúnem diversos poemas infantis do autor, incluindo alguns publicados em outros livros seus, como Gigões & Anantes e O Têpluquê e Outras Histórias. A presente edição é enriquecida com imagens da pintora Ilda David’. Este livro integra as Metas Curriculares de Português para o Ensino Básico, 1.º, 2.º e 3.º Ciclos — Lista de obras e textos para leitura orientada, 5.º Ano.


Título: A Princesa e a Loba
Autor:
Ana Folhadela
Desenhos:
Luiz Darocha
N.º de Páginas:
48
PVP:
8,00 €
Género:
Infanto-Juvenil


Uma das propostas das VII Olímpiadas da Leitura, A Princesa e a Loba reúne, para além do conto infantil que lhe dá o nome, dois outros — Despertar e Viagem ao Arquivo Morto, ilustrados pelo artista plástico Luiz Darocha.
Como diz Álvaro Magalhães, embora este livro nos surja «com as roupagens de um livro para os mais novos, pertence a essa estirpe de textos que são para todas as idades, já que, por um lado, satisfaz a necessidade de prazer dos leitores mais jovens, e, por outro, também permite que os adultos aí encontrem razões para o seu prazer.»


Sobre a autora:
Ana Folhadela nasceu em 1974. Licenciada em Direito, foi magistrada e trabalha, atualmente na Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, em Vila Nova de Gaia. Para além deste livro publicou alguns contos no semanário Expresso.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Lançamento do novo livro infantil "A Fábrica do Tempo"


TOPSELLER: "Perseguição Escaldante" - Um policial único da autora mais bem sucedida atualmente

«As personagens de Janet Evanovich são obras de arte divertidas e modernas… As intrigas complexas e cómicas das suas personagens são alimentadas por reviravoltas absolutamente inventivas e inovadoras.» The New York Times
«Recheados de audácia, humor e pura criatividade, os livros de Janet Evanovich, em particular a série Stephanie Plum, são realmente divertidos!» The Washington Post

75 MILHÕES DE LIVROS VENDIDOS

É a escritora mais bem sucedida atualmente (fonte: Forbes), com 75 milhões de livros vendidos.
É simultaneamente a autora de policiais mais vendida em todo o mundo.
Estamos perante um novo estilo de policial, repleto de personagens únicas e inesquecíveis, que em muitos países já criou uma legião de fãs eternamente ansiosos pelo lançamento do próximo êxito da autora.
As intrigas complexas e cómicas das suas personagens são alimentadas por reviravoltas absolutamente inventivas e inovadoras.
A série de livros protagonizada por Stephanie Plum é a mais admirada pelos fãs da autora, contando até ao momento com 19 volumes.
Perseguição Escaldante (título original: Smokin’ Seventeen), com Stephanie Plum, entrou diretamente para o #1 do New York Times.
Um policial divertido e autêntico, que vai arrancar muitas e muitas gargalhadas. 

«Os romances de Janet Evanovich encontram-se entre os grandes prazeres e alegrias da ficção policial contemporânea.» GQ

Sinopse:
Em New Jersey, os cadáveres surgem em catadupa. Ninguém sabe quem é o assassino em série nem o motivo por que anda a matar, mas o nome e Stephanie Plum, a caçadora de recompensas, está na lista do homicida. Stephanie corre contra o tempo para descobrir o que se passa, mas ainda tem de enfrentar outras complicações na sua vida. A sua família e amigos insistem que chegou o momento de escolher entre o seu eterno namorado, o detetive Joe Morelli, e o rebelde mas sedutor Ranger, dono de uma empresa de segurança. E a sua mãe está apostada em juntá-la com Dave, uma ex-estrela do futebol americano, antigo colega do secundário, entretanto regressado à cidade.
Com um assassino implacável no seu encalço, um punhado de homens sedutores e fogosos atrás de si, e assombrada por uma lista de faltosos a tribunal que incluem um urso bailarino e um vampiro de idade já avançada, a vida de Stephanie parece prestes a entrar em brasa.
Perseguição Escaldante é um policial divertido e autêntico, que vai arrancar muitas e muitas gargalhadas. É um novo estilo de policial, repleto de personagens únicas e inesquecíveis, que em muitos países já criou uma legião de fãs eternamente ansiosos pelo lançamento do próximo êxito da autora.


Sobre a autora:
É a autora de policiais mais vendida em todo o mundo e a escritora mais bem-sucedida atualmente (fonte:Forbes), com 75 milhões de livros vendidos. 

Os policiais da série Stephanie Plum são bestsellers consecutivos do New York Times. Em 2013, a Topseller iniciará a publicação de duas outras séries da autora: Lizzy & Diesel, cujos livros se tornaram também bestsellers do New York Times, e uma nova coleção desenvolvida em co-autoria com o escritor Lee Goldberg.

Os primeiros e-books da Esfera dos Livros já estão na Amazon.com

Os primeiros e-books da Esfera dos Livros já estão disponíveis na Amazon.com

Já pode descarregar para o seu Kindle as suas obras preferidas da Esfera dos Livros. Estão disponíveis 23 títulos de várias coleções. Livros como D. Maria II, de Isabel Stilwell, Infantas de Portugal, Rainhas em Espanha, de Marsilio Cassotti, Histórias Rocambolescas da História de Portugal, de João Ferreira, e Isabel I de Inglaterra e o seu médico português, de Isabel Machado, são apenas algumas das obras já disponíveis em Amazon. com

Durante o próximo ano A Esfera dos Livros pretende disponibilizar em formato eletrónico mais de 60% do seu catálogo. Esta aposta no mercado do livro eletrónico representa a vontade da Esfera dos Livros enveredar pelas novas plataformas de leitura e de comunicação, chegando a leitores nos quatro cantos do Mundo.

Porto de Encontro: Amanhã, o aniversário. No dia 24, a homenagem.

Pilar del Río, Álvaro Siza Vieira, Mário Cláudio, Pedro Abrunhosa e Valter Hugo Mãe presentes no “Porto de Encontro” dedicado ao Prémio Nobel da Literatura
Integrada nas comemorações dos 90 anos sobre o nascimento do escritor, a 12.ª edição do “Porto de Encontro” constituirá uma homenagem a um dos nomes maiores da literatura portuguesa: José Saramago.
Esta edição especial do “Porto de Encontro” realiza-se na Casa da Música (Sala Suggia) no próximo dia 24 de novembro, às 21:30. A conversa, moderada pelo jornalista Sérgio Almeida, contará como as participações de Pilar del Río, Álvaro Siza Vieira, Mário Cláudio, Pedro Abrunhosa e Valter Hugo Mãe.
Confirmadas estão as presenças de convidados especiais que proporcionarão momentos únicos. Haverá leituras por Manuela Azevedo, Emília Silvestre, Filipa Leal, Ana Celeste Ferreira e José Carlos Tinoco, bem como performances de Pedro Abrunhosa, do Coral de Letras da Universidade do Porto e de O Andaime.
Os bilhetes de acesso ao “Porto de Encontro” são gratuitos e estarão disponíveis para levantamento na Casa da Música a partir de dia 22 (máximo: 10 por pessoa).
“Porto de Encontro” é uma iniciativa do jornalista Sérgio Almeida promovida pela Porto Editora com o apoio do “Jornal de Notícias”, Câmara Municipal do Porto, Rádio Nova, “Ler +, Ler Melhor” (RTP-Informação), Porto Canal, Plano Nacional de Leitura e Porto Calém e Bombonaria Bonitos (Foco-Porto).
Nas edições anteriores do ciclo literário estiveram em evidência as obras de autores como Gonçalo M. Tavares, J. Rentes de Carvalho, Germano Silva, Luis Sepúlveda, Manuel António Pina, António Mega Ferreira, Francisco José Viegas, Mário Cláudio, Mário de Carvalho e Eugénio de Andrade.

Convite: O amor é outra coisa


Bookoffice desassossega leitores com Saramago

Amanhã, 16 de novembro, o sítio Bookoffice, da Booktailors, junta-se às comemorações dos 90 anos do nascimento de José Saramago e publica um conjunto de conteúdos dedicados exclusivamente a homenagear o legado do único autor português galardoado com o prémio Nobel de Literatura.

Ao longo do dia, irá publicar perfis de alguns dos funcionários da Fundação José Saramago, que trabalham diariamente para a preservação e divulgação da obra do autor. Registará testemunhos de leitores da obra de Saramago e visitantes da Casa dos Bicos e ainda fará uma retrospetiva das reações à notícia da atribuição do prémio Nobel de Literatura a Saramago no dia 8 de outubro de 1998.


Assinalará também o Dia do Desassossego, instituído pela Fundação Saramago, com a publicação de um conjunto de pequenos vídeos que percorrem alguns dos locais de O Ano da Morte de Ricardo Reis, acompanhados por breves excertos do texto.

Sextante Editora - Ficção - O mais fervoroso ativista russo da atualidade

Título: Limonov
Autor:
Emmanuel Carrère
Tradutor: Manuela Torres
Págs.: 384
PVP: € 17,70


Para uns, Limonov é um herói, outros consideram-no um perigoso bandido, mas é certamente um dos mais importantes ativistas russos da atualidade. Emmanuel Carrère, fascinado pela vida deste escritor marginal nascido em 1943, é o autor do romance biográfico Limonov, vencedor do Prémio Renaudot 2011, que a Sextante Editora publica a 22 de novembro.
Eduard Limonov é o porta-voz do nacionalismo mais radical da Rússia e opositor de Vladimir Putin, viveu exilado nos EUA e em França até à queda do muro de Berlim, altura em que a sua carreira e ideologia políticas começam a ganhar destaque. Mais do que relatar e refletir sobre as aventuras de Limonov, o cineasta e escritor Emmanuèl Carrère faz ainda um retrato do que foram os últimos 50 anos da Rússia e da Europa.


Sobre o livro:
«Limonov não é uma personagem de ficção. Ele existe. Eu conheço-o. Foi um marginal na Ucrânia; ídolo do underground soviético na era Brejnev; sem-abrigo e depois criado de quarto de um milionário em Manhattan; escritor de vanguarda em Paris; soldado perdido na guerra dos Balcãs; e hoje, no imenso bordel do pós-comunismo na Rússia, velho chefe carismático de um partido de jovens em fúria. Vê-se a si próprio como um herói, mas podemos considerá-lo um estafermo: por mim, deixo o julgamento em suspenso. É uma vida perigosa, ambígua: um verdadeiro romance de aventuras. É também, creio, uma vida que conta qualquer coisa.
Não apenas sobre ele, Limonov, não apenas sobre a Rússia, mas sobre a história de todos nós depois do fim da Segunda Guerra Mundial.»
Emmanuel Carrère.


Sobre o autor:
Nascido em Paris em 1957, Emmanuel Carrère é um prestigiado escritor, guionista e realizador de cinema. Autor de vários romances, entre eles o elogiado e galardoado D’autres vies que la mienne (2009), Prémio dos leitores de L’Express, Prémio Crésus e Prémio Marie Claire. Limonov (2011) foi finalista do Prémio Goncourt e ganhou o Prémio Renaudot.

Imprensa:
Limonov é bem mais que um retrato de um homem inimaginável: é uma história da Rússia dos últimos cinquenta anos. Páginas de antologia sobre o underground intelectual dos anos Brejnev, sobre a vida dos exilados russos em Nova Iorque, sobre o misto de anarquia predadora, de autoritarismo cínico e de resignação que reinam em Moscovo desde há muito.
Bernard Pivot, Le Journal du Dimanche
Limonov é um livro inclassificável, que nos deixa perplexos. E é perturbador. Como devemos considerá-lo? Como um relato? Como um retrato? «Limonov não é uma personagem de ficção», previne Emmanuel Carrère, «ele existe, eu conheço-o.» Entre as mil e uma maneiras de existir, há uma que consiste em escrever histórias. E uma outra, não menos duradoura, que consiste em ser o herói de uma delas.
Yasmina Reza, Le Monde des livres
Há em Limonov uma procura constante de intensidade que habita ao mesmo tempo a personagem e quem escreve. Apesar da riqueza do seu tema, o que faz com que não consigamos abandonar este livro, uma vez começado, é a sua escrita, sem floreados, poderosa, firme, clara e bela.
Éléonore Sulser, Le Temps
Para destino excecional, livro excecional. Quebrando, com uma paciência psicopática, os clichés mediáticos que Limonov e o seu país suscitam em França, Carrère encanta-nos, diverte-nos, convence-nos, perturba-nos e conta-nos, como se nada fosse, os quarenta últimos anos do mundo. O de Eduard, o Terrível. Mas também o seu. E o nosso.
J.-C. Buisson, Le Figaro Magazine

Novidade Bertrand: As Sete Maravilhas do Mundo

Título: As Sete Maravilhas do Mundo
Autor: Steven Saylor

Género: Romance Histórico
N.º de páginas: 360
Data de publicação: 16 de novembro
PVP: 16,60 €


Ao misturar mistério, magia e trabalho detetivesco com um empolgante vislumbre do mundo antigo, das suas maravilhas e intrigas, Steven Saylor revela, por fim, a história de Gordiano e de como este se tornou o homem que viria a ser conhecido como o Descobridor.
Nesta cativante prequela à série Roma Sub Rosa, Steven Saylor leva-nos de volta aos dias de juventude de Gordiano.
Corre o ano de 92 a.C. e Gordiano acabou de fazer 18 anos e está prestes a embarcar na aventura de uma vida: uma longa viagem para visitar as Sete Maravilhas do Mundo. Gordiano ainda não recebeu o nome de o Descobridor – mas, em cada uma das Sete Maravilhas, o jovem romano de olhos grandes encontra um mistério que desafia os seus poderes de dedução.
A acompanhar Gordiano nas suas viagens está o seu tutor, Antípatro de Sídon, o poeta mais celebrado do mundo. Contudo, o velho poeta, ao que tudo indica inofensivo, é mais do que parece à primeira vista. Antes de partirem, Antípatro finge a própria morte e viaja sob uma identidade falsa. Em segundo plano, surgem os primeiros indícios de uma sublevação política que agitará todo o mundo romano.
Professor e pupilo viajam pelas lendárias cidades da Grécia e da Ásia Menor, seguindo, depois, para a Babilónia e o Egito. Assistem aos Jogos Olímpicos, participam em festivais exóticos e maravilham-se com as mais espetaculares construções alguma vez concebidas pela humanidade. No caminho, deparam-se com assassínios, magia e assombramentos fantasmagóricos.


Sobre o autor:
Steven Saylor é autor da aclamada série Roma Sub-Rosa, que tem merecido os mais rasgados elogios da crítica. Os seus romances estão traduzidos em mais de dezoito línguas e o autor tem figurado, na sua qualidade de especialista na política e vida romana em geral, em documentários no Canal História. Saylor divide o seu tempo entre Berkeley, na Califórnia, e Austin, no Texas.



Imprensa:
«O conhecimento enciclopédico de Saylor e o seu cuidado com o pormenor estão em exposição ampla, assim como a sua impressionante capacidade de tecer séculos de história numa narrativa de entretenimento. Saylor consegue a proeza magnífica de contar histórias.» Historical Fiction Review
«Saylor é um excelente guia através deste submundo fascinante. Uma ficção histórica soberba.» Booklist
«Saylor descreve vividamente o modo como a família sobrevive à destruição de Pompeia, ao incêndio de Roma e à perseguição de judeus e cristãos. O final pode ser sinal para outro volume desta série grandiosa.» Publishers Weekly

Aonde o Vento Me Levar, de Manuel Jorge Marmelo, amanhã nas livrarias

Título: Aonde o Vento Me Levar
Autor: Manuel Jorge Marmelo

Género: Romance
N.º de páginas: 232
Data de lançamento: 16 de novembro
PVP: 14,40 €


«É um livro, sim, sobre a perdição. Perdição entre outros livros, entre caminhos, colocando romances de outros autores em diálogo. Estão à espera de quê? Leiam.» Francisco José Viegas
«A realidade e a ficção constituem a matéria da Literatura e o autor explora aqui a ideia dessa grande viagem que a leitura – e a escrita – nos proporcionam.» Helena Vasconcelos
Este livro é uma travessia: entre o autor e as suas personagens, entre a realidade e a ficção e entre os mundos conhecidos e aqueles que se inventam e vivem apenas nos livros. Uma ponte entre todos os romances do mundo e a impossibilidade de escrever um romance. Uma viagem por África sem chegar a sair do sítio – sem lá ter ido ou atravessado as suas fronteiras. Uma homenagem à literatura, portanto, mas também uma reflexão sobre o mundo e as suas contradições.


Sobre o autor:
Manuel Jorge Marmelo nasceu em 1971, no Porto. É jornalista desde 1989 e estreou-se na literatura em 1996 com o livro O Homem Que Julgou Morrer de Amor. Os mais de vinte títulos que tem publicados incluem romances, crónicas, livros infantis e contos. Conquistou, em 2005, o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco com o livro O Silêncio de um Homem Só. É o autor de, entre outros, As Mulheres Deviam Vir com Livro de Instruções, em breve disponível na Quetzal, que já publicou As Sereias do Mindelo, Uma Mentira Mil Vezes Repetida, O Amor É para os Parvos, Somos Todos um Bocado Ciganos e agora Aonde o Vento Me Levar.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Quem é o autor n.º1 do Mundo?


Novidade Europa-América: Não Deixes Que Me Levem de Catherine Ryan Hyde

Título: Não Deixes Que Me Levem
Autora:
Catherine Ryan Hyde
Colecção: Contemporânea
Preço: 22.26€
Pp.: 312

E se abandonar a sua mãe… for a única forma de a salvar?


«Lembras-te de me dizer que conseguirias sempre encontrar-me? Bem, nunca te esqueças disso. Por favor.»


GRACE

Grace é uma menina de dez anos que sabe que é amada pela mãe. Mas a mãe também ama as drogas. Grace não conseguirá evitar por muito mais tempo as ameaças da «senhora dos Serviços Sociais», que a quer colocar numa instituição. A sua única esperança é…

BILLY

Billy Shine é um adulto que não sai do seu apartamento há anos. Tem muito medo das pessoas. E assim, dia após dia, leva uma vida perfeitamente planificada e silenciosa dentro de sua casa. Até agora…

O PLANO

Grace invade a vida de Billy com uma voz bem alta e um plano para libertar a mãe daquele martírio. Mas não será fácil, pois para salvar a mãe terão de arrancar-lhe a única coisa de que ela realmente precisa: Grace.



Sobre a autora:
Catherine Ryan Hyde é autora de vários best-sellers, entre os quais se destaca Favores em Cadeia, livro que contou com uma adaptação cinematográfica, protagonizada por Kevin Spacey e Helen Hunt. Depois de mais um sucesso com Coração em Segunda Mão, a autora deslumbra-nos agora com uma visão terna do amor e da humanidade que nos une, neste livro comovente.

Saiba quem são "Os Nove Magníficos" de Helena Sacadura Cabral



Todos eles foram reis de Portugal. E irradiaram, no seu tempo, uma luz que, definitivamente, os distinguiu dos simples mortais. Corajoso e ambicioso, D. Afonso Henriques deixou-nos como herança as raízes de um dos mais antigos reinos da Europa depois de 57 anos no poder. Já D. Dinis criou e desenvolveu o país em termos culturais, económicos e administrativos. Mais do que um guerreiro, o sexto rei de Portugal, foi um administrador. Muitas vezes somos levados na vida pela força das circunstâncias e do contexto que nos envolve. Disso são bons exemplos D. João I, que certamente não imaginaria o protagonismo que a História o obrigou a ter, e outro D. João, que nasceu duque e morreria, depois de pôr fim ao domínio filipino, como D. João IV. Sagaz, astuto, cruel, dotado de uma enorme força de vontade, D. João II foi um homem à frente do seu tempo. Tinha um plano para Portugal, que o levaria além-mar e cumpriu-o, à risca. O senhor que se lhe seguiu, D. Manuel foi um continuador dos planos gizados, mas também um soberano extraordinário que nos conduziu à Índia e nos tornou numa monarquia a ter em conta no xadrez político europeu. Já D. José I, cognominado o Reformador, viu o seu reinado marcado por dois acontecimentos que permanecem na memória coletiva de todos nós: O terramoto de 1755 e o processo dos Távora. Na sua sombra ou à sua frente estava o poderoso Marquês de Pombal. Já D. João VI irá protagonizar um dos episódios caricatos da nossa História, com a fuga da corte para o Brasil. Finalmente, D. Carlos herda um reino em tensão e, não conseguindo apaziguar os ânimos do povo, é assassinado e com ele morrerá o regime monárquico em Portugal. Helena Sacadura Cabral traz-nos o retrato de nove reis de Portugal, com o objetivo de descobrir quem foram as pessoas que se esconderam por detrás das personagens que a vida encarregou de colocar, ao longo dos séculos, como governantes da nossa gente. Nem todos terão correspondido ao que hoje consideramos ser o conceito de magnificência.

Sobre a autora:


Helena Sacadura Cabral O que é que define uma vida profissional? No caso de Helena Sacadura Cabral, é difícil dizê-lo. Economista de formação, ensinou na universidade o que, enquanto tal, aprendeu. Mas temperou esse ofício com aquilo que a vida lhe ensinou. Por gosto, é também, cronista na imprensa e na rádio. E ainda escreve livros. Até à data, nove já publicados. Sobre aspetos variados da sociedade que nos rodeia que vão da economia à política, da sociologia à gastronomia, enfim, do refletir ao sentir.

Qual é, então, a profissão que lhe deve ser atribuída? A esta pergunta, Helena responde que a sua carreira se define numa palavra: «existir»!
 

Os Monstros também Amam - Clara Sánchez [Opinião]

Título: Os Monstros também Amam
Autor:
Clara Sánchez
Género: Romance
N.º de páginas: 368
PVP: € 16,80

Sandra tem 30 anos, está grávida de um homem que não ama e decide ir viver para uma pequena aldeia costa leste espanhola. Num dos seus passeios pela praia conhece os Christensen, um casal de octogenários noruegueses e estabelece com eles uma relação de proximidade.
Nada faria supor que estas três vidas, unidas por acaso, pudessem ser a razão de viver de Julián, um homem recém-chegado da Argentina que segue, passo a passo, os noruegueses.
Um dia Julián aborda Sandra e revela-lhe detalhes do seu passado e do dos seus novos amigos. E conta-lhe que os Christensen não são quem aparentam ser.
Repleto de suspense e emoção, Os Monstros Também Amam é, acima de tudo, um romance sobre as ambiguidades do ser humano, entre a maldade e o amor, e sobre a forma como as aparências escondem o lado mais negro de cada um de nós.

A minha opinião:


Quando há cinco anos Clara Sánchez viu num jornal uma fotografia de um casal norueguês, ex-nazi, a viver no sul de Espanha, achou que tinha ali matéria para um bom romance. E, de facto, apesar de ficcional, esse “casal” ou qualquer um semelhantes, saltou para as páginas deste excelente livro “Os Monstros também Amam”, que viria a ganhar um importante prémio. «Eram dois velhinhos com as mãos cheias de sangue. Dois monstros», disse em entrevista ao Sol.

De facto, assim é. E esta história leva-nos a pensar seriamente que podemos viver rodeados de nazis, que cometeram atrocidades e que não foram punidos por tal.

Contado a duas vozes este livro retrata dois relatos díspares. Por um lado temos o velho Julián um espanhol sobrevivente do campo de concentração de Mauthausen e Sandra uma rapariga de 30 anos que encontra por acaso o casal norueguês que acolhe como se fosse uma filha. E é Julián que revela o passado macabro do casal Christensen (Karin e Fredrik) a Sandra encontrando nela uma aliada para os desmascarar.

Durante o seu relato o autor vai percebendo que Julián dedicou toda a sua vida, juntamente com o seu amigo, recentemente falecido, Salva, a perseguir nazis e a fazê-los pagar por todas as atrocidades que fizeram durante o regime de Hitler. Numa obsessão permanente Julián procura-os seja em que local for para aí se “vingar” do que passou enquanto prisioneiro, não desejando que tenham uma morte pacífica.

Já Sandra é uma jovem rapariga que se encontra grávida e longe de uma família ausente, que vê na ajuda dos Christensen um apoio e atenção que nunca teve. Depressa acaba a viver com eles sem imaginar que está constantemente a ser controlada e cujo único objectivo é colocá-la na Irmandade, dando, por isso, continuidade ao seus ideais nazis. Sim, porque os Christensen assim como outros velhos que fazem parte do seu círculo de amigos, não se arrependeram do seu passado, muito pelo contrário.

Um livro fantástico!

Resultado do passatempo "A Última Duquesa"

Obrigada a todos que participaram no passatempo "A Última Duquesa" realizado entre o Marcador de Livros e a Esfera dos Livros.
 
A feliz contemplada com um exemplar do livro é:
Juliana Marques Melo (Canedo)

Além de o seu nome figurar no blogue, o contemplado foi ainda avisado através de email.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Albatroz - Espiritualidades - Dr. Eric Pearl em Portugal

Vai estar em Portugal, esta semana, o Dr. Eric Pearl, autor do livro A Reconexão e criador da forma de cura alternativa com o mesmo nome. Esta personalidade incontornável da área das espiritualidades, elogiada por referências como Deepak Chopra e Wayne Dyer, vai apresentar o livro – publicado pela Albatroz em 2010 – em Lisboa, e orientar um seminário.
A apresentação acontece esta quinta-feira, 15 de novembro, às 18:30, no Centro Comercial Colombo, em Lisboa (espaço central da Praça da Alimentação) e contará, claro, com a presença do autor.
De 16 a 18 de novembro, no Centro de Congressos de Lisboa, decorre um seminário consagrado à Cura Reconectiva (níveis I e II).Em Portugal, a Reconexão tem uma equipa composta por vários profissionais acreditados.


Sobre o livro:
Esta obra reúne as ideias do autor sobre uma nova forma de cura, que pode ser desenvolvida por qualquer pessoa, e explica por que razão o Dr. Eric Pearl Pearl chamou a atenção dos médicos e investigadores mais conceituados de todo o mundo.
Um dos aspetos que mais inquietava os cientistas – atualmente muito menos céticos –, e que ainda deixará na dúvida os mais incrédulos, era o facto de estes não encontrarem explicação para as inúmeras experiências de cura de cancro, sida ou paralisia cerebral, por exemplo, relatadas pelos pacientes do Dr. Eric Pearl. Aliás, a generalidade das pessoas que interagem com o Dr. Pearl manifestam subitamente capacidades de cura. Portanto, que fenómeno é este?
Ao ler A Reconexão deve estar-se preparado para colocar em causa tudo o que se leu sobre medicina convencional. As novas frequências de cura descritas pelo autor transcendem qualquer “técnica” e elevam-nos a níveis muito além dos acessíveis por todos.
Este livro conta a viagem do Dr. Pearl, desde a descoberta dos poderes extraordinários de cura à merecida reputação que adquiriu por ser o precursor deste processo. E o mais importante de tudo: A Reconexão revela as técnicas, para que o leitor também as possa dominar.

Novidade Quetzal: Uma Obra Enternecedora de Assombroso Génio

Título: Assombroso Génio
Autor:
Dave Eggers

Género: Romance
Tradutor: Jorge Pereirinha Pires
N.º de páginas: 448
Data de lançamento: 16 de novembro
PVP: 19,90 €


«Uma peça de escrita virtuosa.» The New York Times
Livro-sensação e livro-revelação do enorme talento de Dave eggers, Uma Obra Enternecedora de Asssombroso Génio redefine a família e a narrativa para o século vinte e um: as memórias de uma família normal, que, num ápice, com a morte violenta dos pais no espaço de um mês, se desfaz (ou, pelo menos, se torna tudo menos normal); e as de um jovem em idade universitária que tem de criar um irmão de oito anos.
Uma história verdadeira contada como uma ficção ou uma ficção que pretende o estatuto de verdade, a estreia literária de Eggers consegue ser como a vida: pungente, triste, truculenta, hilariante, dramática, selvagem e extraordinariamente inventiva.

Depois de O Sítio das Coisas Selvagens, Zeitoun, Conhecereis a Nossa Velocidade! e Como Estamos Famintos, Uma Obra Enternecedora de Assombroso Génio é o quinto livro de Dave Eggers a ser publicado pela Quetzal.




Sobre o autor:
Dave Eggers nasceu em Boston, em 1970, numa família com quatro irmãos. Depois da morte dos seus pais, em 1991, mudou-se com o irmão mais novo, de quem ficou tutor legal, para a Califórnia, onde frequentou a Universidade de Berkeley.
Escritor galardoado, Eggers recebeu também várias distinções pela sua atuação junto das comunidades, nomeadamente, pelo trabalho que desenvolve em 826 Valencia - um projeto educativo sem fins lucrativos que promove as competências linguísticas e literárias de jovens dos seis aos dezoito anos – e, mais recentemente, pela denúncia do fracasso da administração americana no rescaldo do Katrina, através do seu envolvimento no caso Zeitoun e subsequente relato em livro (Quetzal, 2010). Dave Eggers é fundador da editora independente McSweeney’s e da revista homónima.

O Segredo da Bastarda, de Cristina Norton (7ª Edição do livro e a primeira vez publicado na Oficina do Livro)

Título: O Segredo da Bastarda
Autor:
Cristina Norton
PVP: 15,90€
N.º de Páginas: 368

Uma história de amor, traição e intriga que a corte portuguesa escondeu.

Sobre o livro:

Baseando-se em factos reais, graças a cartas e documentos cedidos por várias famílias, Cristina Norton conta-nos neste romance comovente uma história abafada por ordem régia durante mais de duzentos anos.

Eugénia de Meneses, neta do marquês de Marialva e nascida em Guimarães, foi, segundo uma crónica da época, uma mulher de tão triste destino.

Depois de passar os anos mais felizes da sua infância no Brasil, volta a Portugal e, já adulta, é escolhida para dama da corte, onde conhece um amor impossível que a leva a optar pelo celibato. Bela, inteligente, culta, alegre e independente, Eugénia vê a sua vida tornar-se um pesadelo quando a impiedosa princesa Carlota Joaquina a acusa de um crime que não cometeu e D. João VI, «o rei clemente», não fez jus ao seu cognome perante a única mulher que amou.

7ª Edição do livro e a primeira vez publicado na Oficina do Livro

Sobre a autora:

Cristina Kas Norton nasceu em 28 de Fevereiro de 1948, em Buenos Aires, Argentina, e reside em Portugal há mais de 30 anos.

Estudou História da Civilização Francesa na Sorbonne, Belas-Artes na ESBAL e História de Arte na ESARES, cursos que deixou incompletos. Desde os 17 anos que colabora em revistas e jornais literários de diversos países. A sua obra está publicada em Portugal, no Brasil, no Chile e em Espanha, e engloba a poesia, o romance e o conto. Dos vários títulos que publicou, para além de O Segredo da Bastarda, destacam-se O Afinador de Pianos, O Lázaro do Porto, O Barco de Chocolate (contos infantis, Prémio Adolfo Simões Müller, 2002), A Casa do Sal e O Guardião de Livros.

Ricardo Sáinz de Medrano, coautor do livro "Felipe & Letízia, el compromisso real" vem a lisboa promover o livro "D. Manuel II. O Último Rei de Portugal. A Vida No Exílio"

A vida de D. Manuel II, o último rei de Portugal, suscita um enorme interesse É a vida de um rei cuja figura ficou marcada por um rasto de saudade, quase um mito para monárquicos e nostálgicos, e por um profundo desconhecimento, especialmente dos anos do seu prolongado e frustrante exílio em Inglaterra.

Um homem que morreu cedo de mais, em 1932, de forma inesperada, e sem deixar filhos como garante essencial da continuidade dinástica da histórica Casa de Bragança.

Ricardo Mateos Saínz de Medrano conhecido historiador espanhol e coautor do livro Felipe & Letízia, el compromisso real, e autor de outras obras dedicadas a família real espanhola como: La família de la reina Sofia, La reina Maria Cristina e Los desconocidos infantes de Espana, dedicou 30 anos da sua vida ao estudo da história e da genealogia das famílias reais da europa.

Nesta obra apresenta a parte menos conhecida da vida do rei, o seu exilio e particularmente a sua personalidade, as suas ocupações quotidianas. É sem dúvida um livro que mostra a parte menos investigada da vida deste rei.

Nos dias 29 e 30 e Novembro o autor vai estar em Lisboa para falar sobre este rei. Contar episódios desconhecidos e mostrar a dimensão mais íntima e humana de D. Manuel II.

Com este livro viajamos no tempo desde a triste queda da monarquia portuguesa nos últimos anos da dourada Belle Époque até à crise económica e política que levou à Segunda Guerra Mundial. Descobrimos o vínculo forte que o unia à sua mãe, a rainha D. Amélia, a sua relação com a pátria que o acolheu, Inglaterra, e o seu amor profundo por Portugal, um país, um trono a que tentou regressar, mas a que nunca retornaria.


Conhecemos grandes personagens como o rei Jorge V, seu primo e apoio fundamental, Alfonso XIII de Espanha, outro primo que lhe desperta os receios frente às ambições expansionistas, Guillermo II da Alemanha, a sua amada atriz Gaby Deslys, os amigos de diversão na noite londrina, e outras distintas princesas que poderiam ter-se tornado rainhas de Portugal. A sorte coube à princesa Augusta Vitória de Hohenzollern, leal companheira, ela própria uma figura desconhecida e contestada numa Inglaterra em guerra com a Alemanha.


Sobre o autor:


Ricardo Mateos Sáinz de Medrano é licenciado em Geografia e História, em Tradução e Interpretação, tendo um diploma em Naturopatia. Estuda Psicologia em Barcelona, onde reside desde 1977. Estuda a história e a genealogia das famílias reias da Europa. Colaborou em vários trabalhos publicados em França, Alemanha, Reino Unido e Espanha, e em prestigiosas obras sobre história e genealogias reais. Conheceu e entrevistou príncipes da maioria das Casas Reais. Em 1997 acompanhou na Rússia, os príncipes da família Romanoff, e em maio de 1998, seguiu a visita oficial dos reis de Espanha à Grécia. Autor de vários livros, todos com enorme êxito pela Esfera dos Livros em Espanha. Colabora em várias publicações periódicas e articulista de revistas estrangeiras como Royalty Digest, Majesty e The European Royalty History Journal. Comentador de temas reais na rádio e televisão. Cavaleiro da Orden Constantiniana de San Jorge.

Sobre o livro: 

A vida de D. Manuel II, o último rei de Portugal, suscita um enorme interesse É a vida de um rei cuja figura ficou marcada por um rasto de saudade, quase um mito para monárquicos e nostálgicos, e por um profundo desconhecimento, especialmente dos anos do seu prolongado e frustrante exílio em Inglaterra. Um homem que morreu cedo de mais, em 1932, de forma inesperada, e sem deixar filhos como garante essencial da continuidade dinástica da histórica Casa de Bragança. Chorado por muitos, esquecido e até desprezado por outros, poucos dos seus biógrafos, que em geral se detêm na sua intensa atividade política dentro e fora de Portugal, olharam com detalhe a sua vida no exílio Viajamos no tempo desde a triste queda da monarquia portuguesa nos últimos anos da dourada Belle Époque até à crise económica e política que levou à Segunda Guerra Mundial. Descobrimos o vínculo forte que o unia à sua mãe, a rainha D. Amélia, a sua relação com a pátria que o acolheu, Inglaterra, e o seu amor profundo por Portugal, um país, um trono a que tentou regressar, mas a que nunca retornaria. Conhecemos grandes personagens como o rei Jorge V, seu primo e apoio fundamental, Alfonso XIII de Espanha, outro primo que lhe desperta os receios frente às ambições expansionistas, Guillermo II da Alemanha, a sua amada atriz Gaby Deslys, os amigos de diversão na noite londrina, e outras distintas princesas que poderiam ter-se tornado rainhas de Portugal. A sorte coube à princesa Augusta Vitória de Hohenzollern, leal companheira, ela própria uma figura desconhecida e contestada numa Inglaterra em guerra com a Alemanha. Infértil, talvez devido a uma doença venérea do seu marido, depois da morte deste refaz a sua vida como condessa do desaparecido império alemão.

Lançamento a 16 de novembro: "Goa - o preço da identidade", de Valentino Viegas