quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Desaparecida - Lisa Gardner [Opinião]

Título: Desaparecida
Autor:
Lisa Gardner
N.º de Páginas: 288
PVP: 17,49€

Sinopse:
Um carro abandonado numa noite de tempestade na zona rural de Oregon. No interior é encontrada apenas a carteira, mas não há vestígios da condutora. O que pode parecer um banal acidente acaba por revelar um mistério de intrincados contornos. Pierce Quincy, profiler do FBI, é chamado para investigar. Aquele é o carro da sua mulher, uma alcoólica que sofreu uma recaída e que tinha todas as razões do mundo para querer desaparecer. Apesar de separados, eles investigavam um duplo homicídio, e o abandono do carro em plena estrada, sem mensagens nem pistas, pode ter sido engendrado como uma terrível vingança. Um intenso thriller psicológico assinado por Lisa Gardner.

A minha opinião:

Para quem gosta tanto de Lisa Gardner como eu, este Desaparecida foi uma desilusão. A autora pega no rapto da companheira de Quincy, profiler do FBI já conhecido dos leitores de Gardner, e pensei que ia ser um livro emocionante. Pelo contrário, a sua leitura foi extremamente chata, com períodos que não desenvolviam a trama, e nada a acrescentar para o desenrolar da acção.

Tudo começa quando o carro de Rainie é encontrado. Ainda se encontra com as luzes ligadas e o motor em funcionamento. Mas de Rainie nem sinal. Ao investigar a cena onde se encontra o carro, os detectives não conseguem chegar a uma conclusão: será suicídio, acidente, ou Rainei foi sequestrada? Quincy é o principal suspeito já que o casamento não andava nos melhores dias e Rainie tinha uma dependência pelo álcool. Mas com o desenrolar dos acontecimentos, e com a chegada de uma nota de resgate, as dúvidas dissiparam-se e tudo se juntou para encontrar a melhor de Quincy. E quando desaparece um jovem rapazinho, conhecido de Rainie, as coisas parece que vão complicar ainda mais.

Penso que este livro tinha tudo para dar certo, uma boa história, o envolvimento de uma parente próxima de Quincy, mas Gardner não soube dar ritmo à narrativa, infelizmente...

2 comentários:

Raquel Carvalho disse...

Olá Maria! Como fã irremediável que sou de Lisa Gardner, lamento ter de concordar consigo em parte. Não acho que o livro tenha sido uma desilusão completa, mas não me deixou boquiaberta.
O que continua a surpreender-me é a falta de cuidado relativamente aos erros ortográficos por parte do tradutor / editora. É o princípio básico para uma leitura fluente e agradável, não?
De qualquer modo, anseio pelo próximo.
Ah! E peço desculpa pela invasão :)

Maria Manuel Magalhaes disse...

Olá Raquel, concordo inteiramente consigo. A revisão do texto devia ser mais cuidada. Mas é raro pegar num livro e não encontrar uma ou outra falha. Deviam sim ter mais cuidado, porque ao ler um livro estamos sempre a aprender. Também é para isso que se lê, não?
Invada quando quiser :)