segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Uma Promessa de Felicidade - Anita Shreve [Opinião]

Título: Uma Promessa de Felicidade
Autor:
Anita Shreve
Tradução: Isabel Alves
Págs: 272
Capa: mole com badanas
PVP: 16,60 €

Margaret e Patrick estão casados há apenas alguns meses quando decidem partir para o Quénia, convencidos de que irão viver uma grande aventura em África. No entanto, Margaret depressa se apercebe de que não conhece os costumes complexos do seu novo lar e tãopouco o homem que tem ao seu lado.
Quando, certo dia, um casal inglês os convida para escalar o monte Quénia, eles aceitam, entusiasmados, o desafio. Porém, durante a árdua subida, ocorre um terrível acidente e, no rescaldo da tragédia, Margaret ver-se-á enredada numa teia de dúvidas sobre o que se passou realmente na montanha. Estes acontecimentos, que a irão afetar profundamente, terão consequências indeléveis no seu casamento. 


A minha opinião: 
Anita Shreve espelha neste livro fantástico a fragilidade de uma relação quando é abalada  por uma tragédia.
Juntos há dois anos, mas casados há apenas cinco meses, Margaret e Philip decidem partir para África em busca da realização profissional de Philip. No entanto, Margaret não se adapta tão bem como gostaria ao Quénia, e passa os dias aborrecida em casa. 
Até que conhecem um casal que os convida para escalar o Monte Quénia. Esta expedição, que tem tudo para ser uma aventura inesquecível, vai tornar-se um pesadelo. uma tragédia vai ensombrar-lhes a vida para sempre e o casamento de Margaret e Philip é fortemente abalado. 
Enquanto os amigos de aventura partem para os seus países natais, o jovem casal permanece no Quénia, embora com um casamento cada vez mais tremido, e Margaret questionando-se sobre o seu lugar naquele país. Até que arranja um pequeno trabalho como fotógrafa num jornal da oposição e vivencia os problemas por que passa aquele povo. 
É sobretudo através dos olhos de Margaret e dos seus trabalhos fotográficos que Anita Shreve mostra ao leitor as lindas paisagens de África, os animais magníficos que chama muitos turistas, e o povo, pobre e multiracial e multicultural que torna aquele país muito rico e atractivo. 
Uma Promessa de Felicidade só veio consolidar o meu gosto pela escrita da autora, depois de ter lido Tudo o que ele sempre quis; Testemunho e A Ilha dos Desencontros. Recomendo. 


Sem comentários: