quinta-feira, 14 de março de 2013

A Filha do Papa - Luís Miguel Rocha [Opinião]

Título: A Filha do Papa
Autor:
Luís Miguel RochaPágs.: 432
Capa: mole com badanasPVP: 17,70 €
Será o antissemitismo a verdadeira razão para o Papa Pio XII não ter sido beatificado?

Quando Niklas, um jovem padre, é raptado, ninguém imagina que esse acontecimento é apenas o início de uma grande conspiração que tem como objetivo acabar com um dos segredos mais bem guardados do Vaticano a filha do Papa Pio XII.

Rafael, um agente da Santa Sé fiel à sua Igreja e à sua fé, tem como missão descobrir quem se esconde por detrás de todos os crimes que se sucedem e evitar a todo o custo que algo aconteça à filha do Papa.

Conseguirá Rafael ser uma vez mais bem-sucedido? Ou desta vez a Igreja Católica não será poupada?

A minha opinião: 
Luís Miguel Rocha regressa com mais um excelente livro numa altura em que a eleição do novo Papa está na ordem do dia. 
Não podia ser mais pertinente avançar para a leitura de A Filha do Papa, e aprender um pouco mais da vida do Papa Pio XII que, muito provavelmente, foi bastante injustiçado, erroneamente apelidado de anti-semitismo. Ao longo do livro, e também no final, o autor esclarece, com uma breve nota sobre o Papa que este não foi amigo de Hitler, tendo inclusive como melhor amigo de infância um judeu. Refere ainda que Pio XII mandou falsificar certidões de batismo para salvar milhões de judeus, qual Aristides de Sousa Mendes, e enviou 55 protestos formais ao Governo de Hitler. 
Poderão ser estes boatos suficientes para a não canonização de Pio XII ou um outro segredo religiosamente escondido terá mais força para a não canonização?

Com mestria Luís Miguel Rocha além de um thriller, escreveu um romance de amor entre Pio XII e Pasqualina, uma madre que detinha imenso poder sobre o Vaticano, tendo sido a única mulher, em dois mil anos, a ter presenciado um conclave. Uma relação de mais de quarenta anos e da qual resultou uma filha.

Sarah, a jornalista britânica e o Padre Rafael estão novamente presentes nesta aventura dentro do Vaticano, assim como do enigmático JC. O misterioso Rafael oculta ainda um segredo que vai ser surpreendente e muito semelhante ao do Papa... 


Quem gosta de histórias sobre Papas e o Vaticano não pode deixar de ler os livros de Luís Miguel Rocha. Desde os mistérios por detrás da crucificação de Jesus Cristo em A Mentira Sagrada, até à estranha morte do Papa João Paulo I n' O Último Papa, passando pela tentativa de assassinato de João Paulo II na praça do Vaticano em 1981 com o livro Bala Santa, terminando com A Virgem, um livro que o autor escreveu quando tinha 16 anos, este é dos livros que mais gostei do autor.E de certeza que será um sucesso tal a curiosidade dos portugueses por esta história misteriosa. Enquanto o estive a ler foram muitos os clientes que me questioram sobre o livro.
Luís Miguel Rocha é dos meus autores de eleição. 

Excertos:
"Quando os homens já não crêem em Deus, isso não se deve ao facto de já não acreditarem em mais nada, mas sim ao facto de acreditarem em tudo."

"Não faças planos para a vida para não estragares os planos que a vida fez para ti." 

Se ficou curioso pode ler mais aqui:








 

2 comentários:

Miguel Pestana disse...

Tenciono ler este livro. Vamos lá ver.

Boas leituras Maria M

Maria Manuel Magalhaes disse...

E penso que não te irás arrepender :D