domingo, 31 de março de 2013

Ritual - Mo Hayder [Opinião]


Título: Ritual
Autor:
Mo Hayder
Um caso para o Inspector Jack Caffery
Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 360
Editor: Europa-América
Coleção: Crime Perfeito
PVP: 23,12€
Sinopse:
Nas águas do porto de Bristol, um mergulhador encontra a mão de um cadáver. Mais perturbante do que a ausência de um corpo é a descoberta, alguns dias depois, de uma mão. E todas as provas apontam para que o corpo tenha sido decepado ainda com vida.
Transferido de Londres, o agente Jack Caffery pertence à unidade de investigação criminal de Bristol e as suas buscas levam-no aos meandros de um submundo sinistro: o lugar mais terrível que já conheceu. 


A minha opinião:
É certo que já li quase todos os livros de Mo Hayder publicados em Portugal, mas também é mais certo ainda que não os li na devida ordem, o que por vezes me causou um pouco de confusão em relação ao desenrolar de alguns acontecimentos no que diz respeito aos protagonistas, nomeadamente Jack Caffery e à mergulhadora Flea Marley. Mas tal facto não me deixou desistir da leitura de Ritual até porque Mo Hayder envolve tão bem o leitor nos seus livros que o que apetece é relê-los todos e desta vez pela ordem correcta. 
Tudo começa com a descoberta macabra de uma mão decepada no porto de Bristol. Mas de corpo nada, o que leva os detectives a pensar que esta mão pode ter sido retirada estando o seu "dono" ainda vivo. 
Depressa a autora nos vai dando a entender que pode tratar-se de uma espécie de ritual oriundo de tribos africanas, mas só mais para o final do livro é que vamos perceber o macabro destes rituais e quem os efectua. 
Mais uma vez somos catapultados para uma onda de crimes invulgares, mas também ficamos a conhecer melhor as personagens principais, de uma forma peculiar. Ambos, Jack e Flea, transportam os seus próprios fantasmas e também eles podem tornar-se uns marginais. Jack consumidor de álcool e frequentador de prostitutas e Flea consumidora de droga para expiar problemas do passado, e de um presente tumultuoso, com um irmão problemático. 
No entanto, de todos os livros que entra a personagem Jack, este foi o que menos gostei.

Sem comentários: