sexta-feira, 5 de abril de 2013

A Fada Iris - Os olhos do Coração - Cláudia Sofia Vieira [Opinião]

Título: A Fada Iris - Os olhos do Coração
Autor: Cláudia Sofia Vieira
N.º de Páginas: 24
Editora: Papiro Editora

Iris é uma fada muito bondosa, mas também muito  vaidosa. Todos os dias perde muito tempo no espelho tentado escolher como quer ser fisicamente. Um dia encontra a menina Serena, uma criança  careca e, apesar de a fada prontamente a querer ajudar, a menina recusa a sua oferta. Serena adora não ter cabelo, algo que inicialmente a fada não consegue compreender até que a menina lhe mostra os olhos do coração. Neste conto, Iris aprende a aceitar a sua real forma física e a compreender que não interessa como somos exteriormente desde que a nossa beleza interior continue constante.

A minha opinião:
O que dizer deste livrinho que não seja fantástico? Desde as ilustrações à história ternurenta da Fada Íris, Cláudia Sofia Vieira está de parabéns.
A Fada Íris é uma persongem tão ternurenta que apetece levar para casa, para que ande sempre connosco.
Segundo conta no seu blogue (http://abatalha-cancrodamama.blogspot.pt/2012/12/um-livro-especial.html) este livro surgiu resultante de uma conversa com outras companheiras do grupo "gang da mama": o que mais custava às suas companheiras era ver o cabelo cair, resultado da quimioterapia.
Apesar de não estar muito de acordo com as companheiras, Cláudia decidiu escrever um livro que falasse sobre isso, mas também sobre muitas outras coisas, mais importantes que o facto de não ter cabelo. Foi assim que Íris conheceu a menina Serena, uma menina sem cabelo, mas que não se importava e que se achava na mesma linda. Inicialmente para a fada isso causou-lhe espécie porque valorizava demasiado o seu longo cabelo, mas Serena depressa lhe disse que o mais importante é as pessoas verem com o coração e não apenas o aspecto exterior.
A Fada Íris é sobretudo um hino ao amor, à entre-ajuda, à amizade, mas sobretudo, a gostar de nós tal qual somos.

Excerto:
"Não preciso de ser igual aos outros. Gosto de ser como sou."
"Os olhos do coração são aqueles que veem a verdadeira natureza do que somos. Nada mais importa."

Sem comentários: