quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Armazém e Outras Estórias - Patrícia Madeira [Opinião]

Sinopse:
Com temas muitos distintos, que vão do amor, à solidão, à velhice, ao sexo, à morte, à amizade, à unreality TV até ao fantástico, “O Armazém e Outras Estórias” revela-nos a ansiedade e a insegurança que temos connosco próprios, que jamais ousaremos contar a alguém, e a certeza que estamos sozinhos mesmo quando rodeados pelos nossos mais queridos.
Em “O Armazém e Outras Estórias” pratica-se um requintado exercício de voyeurismo dos costumes, num desfile de fantasias, anseios, equívocos, manias e pequenos milagres que povoam o quotidiano de personagens maioritariamente anónimas. Num estilo fotográfico e linguagem elegantemente despudorada (já revelados em 2001 Instantâneos de Sapo) dá-se corpo a um universo que pode ser tão hilariante e patético, ou terno e improvável, quanto a vida de cada um de nós. Entre alguns dos contos mais emblemáticos  destacam-se “A confidente” – o que poderá levar um indivíduo com fobia social que viaja numa carruagem do metro a sentir-se seguro para partilhar as suas angústias? –; “A porca”, em que um caso de amor alternativo tem um desfecho inesperado; e “Roy Blue está na cidade”, o qual revela o que mais se poderá ter, além de fama, para deixar a nossa marca no mundo.
São 18 estórias escritas numa perspectiva individual e intimista, ilustradas por João Raposo.

A minha opinião: 
O Armazém e outras Estórias foi uma agradável surpresa. Confesso que não sou amante de contos e se não me surgisse a oportunidade de ler este ebook de Patrícia Madeira talvez não o tivesse lido. Perdia uma excelente leitura!

Com temas bastante diversificados que vão desde o sexo, o amor, a amizade, a solidão... estes 18 contos relatam as angústias de personagens que se sentem sós, a monotonia em que se transforma o seu casamento, a solidão de quem é invisível para os outros, a indiferença, o dia a dia de uma vida cada vez mais egoísta, pessoas que poderão ser qualquer um de nós...

O Armazém é o conto que nos dá boas-vindas ao ebook, um conto estranho, que nos prepara para o que será todo o livro. Mas foi no conto A Confidente que fiquei rendida, de todos o melhor conto do livro, para mim.

Sem querer desvendar muito do que poderão encontrar no livro, destaque para A Luz e O dia em que fiz amizade com o meu pénis (dificuldade em lidar com o próprio corpo), Amo-vos muito (casamento rotineiro), Nada de Pessoal (um assaltante invulgar).

Patrícia Madeira brinda os leitores com histórias simples do quotidiano, ao mesmo tempo que dá a reflectir sobre a nossa própria experência de vida.

De realçar as excelentes ilustrações de João Raposo que dão mais realce aos contos, que podem ser vistas aqui 




Sem comentários: