sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O Estrangulador de Cater Street - Anne Perry [Opinião]

Título: O Estrangulador de Cater Street
Crime à Hora do Chá - Volume 2
Autor: Anne Perry
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 336
Editor: Edições Asa
PVP: 13.90€


Sinopse:
O primeiro mistério do casal de detectives Charlotte e Thomas Pitt.

Enquanto as irmãs Ellison - Charlotte, Sarah e Emily - visitam amigos e tomam chá nos melhores salões londrinos, uma das suas criadas é brutalmente assassinada. Para Thomas Pitt, o jovem e pacato inspetor destacado para o caso, ninguém está acima de suspeita.
A sua investigação na requintada casa da família Ellison vai provocar reações extremas: para uns, será de absoluto pânico; para outros, de deselegante curiosidade; para a jovem Charlotte será algo mais íntimo e empolgante. Algo capaz de levar Thomas a perder momentaneamente o seu instinto detetivesco e a andar com a cabeça nas nuvens. Mas sobre o casal pairam sombras impossíveis de ignorar: Charlotte é uma menina da sociedade e Thomas pertence à classe trabalhadora… e o assassino que atormenta as ruas da cidade continua à solta, implacável.

A minha opinião: 
Quando saiu este livro fiquei desde logo com grandes expectativas. Mas... saíram goradas. Este livro foi uma completa desilusão porque de policial teve muito pouco.

O Estrangulado de Carter Street é mais um romance de época com um toque de mistério. Numa pequena localidade têm surgido casos de raparigas novas que aparecem estranguladas, sempre sob o mesmo método e na mesma altura do dia: à noite. Juntam-se, claro, as intrigas e na casa do Ellison não é excepção. As três irmãs, Emily, Charlotte e Sarah especulam sobre quem será o assassino em série quando o azar lhe bate à porta. Lily, a empregada da família passa a ser uma das vítimas.

Na investigação está um jovem polícia, Pitt, que se mostra bastante persistente, causando grande impacto em Charlotte. Desculpando-se com a investigação, Pitt arranja todo os estratagemas para ficar a sós com a irmã mais rebelde da família, a fim de a interrogar sobre os hábitos de toda a gente, incluindo das pessoas que lhe são mais próximas.

De repente, tudo se questiona e até o pai e cunhado de Charlotte estão no rol de suspeitos...

Confesso que cedo cheguei ao estrangulador e pouco mistério se desenrolou à volta dele. Daí me ter decepcionado com a leitura deste livro por estar à espera de algo mais.

No entanto, e como gosto da parte histórica do livro, a meu ver bem retratada, o livro não foi uma completa desilusão. Remontando à última década do século XIX, Anne Perry retratou na perfeição os costumes da época, os diferentes extratos sociais, os casamentos arranjados, a diferença de tratamento entre o homem e a mulher, notando-se já uma clara reivindicação de algumas mulheres para a igualdade de direitos.  

Gostei muito mais do primeiro volume desta nova série da Asa, Crime à Hora do Chá, que podem ler aqui, e devo dar os parabéns à editora por apostar neste género literário brindando também os leitores com estas capas lindíssimas.

Sem comentários: