terça-feira, 3 de setembro de 2013

Hotelle - Quarto 1 - Emma Mars [Opinião]

Título: Hotelle - Quarto 1
Autor: Emma Mars
Editora: Suma de Letras
N.º de Páginas: 638
PVP: 16,65€

Sinopse:
“Se nos dermos ao trabalho de escutar o que um quarto de hotel tem para nos dizer, ouvimos mil histórias, mil confissões, mil suspiros aos quais ansiamos então por juntar os nossos…
…É o que me preparo para fazer em seguida, nua, com os pulsos amarrados à cabeceira da cama.»
Anabelle, uma jornalista recém-licenciada, trabalha esporadicamente como acompanhante de luxo, para ganhar algum dinheiro. O local escolhido para essas noites é o Hotel dos Encantos, onde cada quarto é dedicado a uma famosa cortesã. O cenário perfeito para a sedução. Numa dessas noites, conhece o atraente David Barlet, um magnata da comunicação. De imediato se apaixonam e casam, ao fim de um mês, no dia de aniversário de Elle. Mas quem será o enigmático homem que lhe envia mensagens eróticas, a atrai até ao hotel e a guia na descoberta da sua sexualidade através de mandamentos eróticos e sessões de exploração do corpo e dos sentidos? É possível que se tenha deixado seduzir pelo irmão do seu noivo e que esteja agora prisioneira de um arriscado jogo sexual? Acompanhe Elle na descoberta das suas fantasias pela mão de um homem misterioso e altamente sedutor. Brevemente, na Suma de Letras, deixe-se seduzir pela história dos próximos Quartos…

A minha opinião: 
"Nos últimos meses descobri que o que se recebe no hotel é mais do que aquilo que se traz cá para fora."

Anabelle Barlet tem 23 anos, é inexperiente a nível sexual e precisa urgentemente de dinheiro. Terminado o curso de jornalismo, vai incessantemente a castings, mas ainda não conseguiu arranjar trabalho na sua área. Então, por "recomendação" da sua melhor amiga, decide juntar-se a um grupo de acompanhantes de luxo que se encontra com os seus clientes no Hotel dos Encantos.

O que à primeira vista pode ser uma fórmula já um pouco gasta, com forte influência do bestseller, 50 sombras de Grey, este primeiro livro de Hotelle transformou-se, a partir das 200 páginas, em muito mais que isso. Tudo bem que Anabelle é jovem, inexperiente, (tal qual como Anastacia), mas apesar de tudo não se mostra tão submissa como esta, apesar de não conseguir resistir a uns estranhos bilhetes que lhe são deixados ao acaso (?) na casa que partilha com o seu namorado milionário (mais do mesmo, embora David não seja em nada parecido com Grey, sobretudo no que toca à experiência sexual).

O jogo de sedução está bem patente no livro e o que o torna ainda mais diferente dos outros que tenho lido (também não têm sido assim tantos) é que Anabelle inicialmente não conhece o misterioso mensageiro, apenas se unindo a ele no final do livro. Pelo meio terá diversas aventuras sexuais, todas elas sem entrar em contacto directo com ele.

No entanto, depressa o leitor percebe quem está por detrás da máscara e depressa também vemos todo o esquema que se estende por detrás de David. Nunca está em casa nos momentos mais oportunos. E quase que é uma personagem ausente. Penso que ninguém, ao ler este livro, sente afinidade com tal personagem.... pouco sabemos dele, mas o que não o torna mais interessante.

Com dose de mistério, os irmãos Barlet no seu todo é que tornam o livro engraçado, com todo o mistério que envolve o passado de ambos, que está em tudo interligado com o presente. 
 

Sem comentários: