sexta-feira, 13 de setembro de 2013 | By: Maria Manuel Magalhaes

Novo livro de José Rodrigues dos Santos, O Homem de Constantinopla, nas livrarias a 19 de Setembro

Título: O Homem de Constantinopla
Autor: José Rodrigues dos Santos
N.º de Páginas:  504
Editor: Gradiva Publicações
PVP: 22€

Sinopse:
O Império Otomano desmorona-se e a minoria arménia é perseguida. Apanhada na voragem dos acontecimentos, a família Sarkisian refugia-se em Constantinopla. Apesar da tragédia que o rodeia, o pequeno Kaloust deixa-se encantar pela grande capital imperial e é ao atravessar o Bósforo que pela primeira vez formula a pergunta que havia de o perseguir a vida inteira:
“O que é a beleza?”
Cruzou-se com a mesma interrogação no rosto níveo da tímida Nunuphar, nos traços coloridos e vigorosos das telas de Rembrandt e na arquitectura complexa do traiçoeiro mundo dos negócios, arrastando-o para uma busca que fez dele o maior coleccionador de arte do seu tempo.
Mas Kaloust foi mais longe do que isso.

Tornou-se o homem mais rico do planeta.

Inspirado em factos reais, O Homem de Constantinopla reproduz a extraordinária vida do misterioso arménio que mudou o mundo – e consagra definitivamente José Rodrigues dos Santos como autor maior das letras portuguesas e um dos grandes escritores contemporâneos.

Bertrand: Afinal, quem comeu a classe média?

Título:  Euro Pesadelo – Quem Comeu a Classe Média?
Autor: Aleix Saló
Género: Economia
Tradutor: J. Pereira
N.º de páginas: 192
Data de lançamento: 20 de setembro
PVP: 14,40 €

A origem da crise europeia num livro ilustrado que explica com simplicidade como é que esta crise está a mudar a vida dos europeus.
Quando a classe média protagoniza um filme de terror, a Europa treme.
Quando a Europa realiza um filme de terror, a classe média treme.
Conseguiremos identificar os nossos medos mais ancestrais?
Onde estão os monstros que nos querem sugar o sangue?
E o pior de tudo… que diabo significa ser europeu?
Aleix Saló acompanha-nos num safari pela União Europeia, um território selvagem e descontrolado onde nem Deus sabe para onde os tiros se dirigem.



Sobre o autor:
Aleix Saló nasceu em 1983 em Barcelona. Com 17 anos, começou a publicar os seus desenhos em diversos meios de comunicação, abandonando os estudos de arquitetura para se dedicar exclusivamente à sua paixão pela ilustração onde tem vindo a obter um reconhecimento nacional e internacional cada vez mais alargado.

Opera Omnia: Lançamento: "Viajar com Aquilino Ribeiro - 14 de Setembro, 21h, Fundação Aquilino Ribeiro - Soutosa



quinta-feira, 12 de setembro de 2013 | By: Maria Manuel Magalhaes

Porto Editora publica novo livro de autor de A Cabana que vendeu mais de 18 milhões de exemplares: A Travessia

Título: A Travessia
Autor:
Wm. Paul Young
Tradução: Luís Miguel Coutinho
Págs.: 304
Capa: mole com badanas
PVP: 15,50 €

O romance A Cabana, de Wm. Paul Young, publicado pela Porto Editora em 2009, foi um caso de sucesso impressionante: vendeu, no mundo inteiro, mais de 18 milhões de exemplares. Em Portugal, teve, até ao momento, doze edições e vendeu perto de 80 mil exemplares. Agora, a 20 de setembro, chega finalmente a Portugal o novo romance do autor, intitulado A Travessia.
Este novo romance de Wm. Paul Young conta a história da transformação de um homem, Anthony Spencer, numa viagem entre o céu e a terra – uma jornada de redenção em busca de uma segunda oportunidade qu enão vai deixar ninguém indiferente.
Relembre-se que, em A Cabana, segundo o próprio autor, «a questão central é a da bondade de Deus». O livro foi escrito em 2005, para explicar aos seis filhos de que forma lidou com as tragédias da sua própria vida. Começou por ser uma modesta edição de autor para familiares e amigos e tornou-se num êxito avassalador, discutido em todo o mundo.

Sinopse:
Anthony Spencer é um empresário de sucesso, um homem orgulhoso e egocêntrico que não olha a meios para conseguir os seus objetivos. Um dia, o destino prega-lhe uma partida: um AVC deixa-o nos cuidados intensivos, em estado de coma. Entre a vida e a morte, Anthony vê-se num mundo que espelha a dor e a tristeza que tem dentro de si. Confuso, sem compreender exatamente onde está e como foi ali parar, viaja pela sua consciência para compreender quem realmente é e descobrir tudo o que tem perdido ao longo da vida: a esperança, a amizade genuína e o amor verdadeiro, sentimentos que há muito o seu coração deixara de sentir. Em busca de uma segunda oportunidade, Anthony fará uma jornada de redenção e encontro com o seu verdadeiro ser.

Sobre o autor:
Wm. Paul Young é o autor do romance A Cabana, obra recordista de vendas do The New York Times. Filho de missionários, nasceu no Canadá e foi criado pelos pais no seio de uma tribo indígena da antiga colónia holandesa da Nova Guiné Ocidental. Sofreu grandes perdas durante a infância e o início da idade adulta. Atualmente, vive em “estado de graça” com a família, no Noroeste dos EUA.



Opiniões sobre A Cabana: 
O livro é espetacular, completamente diferente de tudo o que tenho lido. De tal maneira fiquei colado àquelas páginas, que vou lê-lo outra vez. Acho que a partir de agora vou viver a vida de outra maneira. João Chaves, Oceano Pacífico, RFM

Bati mesmo o meu recorde de ler um livro: 4 dias! Acho que está ali espelhado o que muitos de nós gostávamos que acontecesse e, mais que isso, está ali tudo aquilo que nos diz o Antigo Testamento, mas que  nós, ainda mais nos dias que correm, nos esquecemos amiúde. Fez-me acreditar este livro. Fez-me rir e  chorar, coisa rara num livro. Paulo Fragoso, RFM

Tema muito bem desenvolvido e de profunda interioridade. A Cabana é também uma obra com o sopro da inspiração e por isso mesmo tem a centelha do seu talento criador. É mais uma boa forma de Ele nos falar e de nós leitores podermos ler… Nele, através da obra inspirada de um escritor. António Sala, locutor de rádio


«Acreditar, Rezar, Amar», de Maria Helena é novo livro do Clube do Livro Sic/Guerra & Paz

Título: Acreditar, Rezar, Amar
Autor: Maria Helena
N.º de Páginas: 272
PVP: 14,99 €
Nas livrarias a 19 de Setembro
Guerra e Paz|Clube do Livro SIC

Sinopse:
Acreditar, Rezar, Amar reúne, pela primeira vez, as orações que me têm acompanhado e me têm ajudado a vencer os obstáculos em todos os momentos. Porque ajudar os que me rodeiam me fortalece, aqui descobrirá as orações que me inspiraram ao longo da minha vida mas também as que criei especialmente para este livro, para si. Seleccionei-as para lhe trazerem esperança, fé e coragem quando mais precisar delas.
Mais do que um livro de orações, este é um guia para ter consigo todos os dias, onde ensino a vencer desafios e ser bem-sucedido no amor, na saúde e no dinheiro, entre outras áreas tão importantes do nosso dia-a-dia.
Acredite no poder da oração e deixe que o amor ilumine a sua vida!

Pela minha formação e percurso de vida, que me traz uma experiência humana muito rica e permanente, porque considero que estamos sempre a aprender e porque sou uma eterna curiosa interessada pela vida, pelo Universo que me rodeia, e pelas pessoas, quis partilhar consigo aquilo que sei, porque estou certa de que posso ajudá-lo a ser uma pessoa mais forte, mais confiante e muito mais feliz. Sabe porquê? Porque você merece!

Maria Helena

Sobre a autora:
É socióloga, mas sempre se interessou pelo esoterismo, fundando em 2004 o Centro Maria Helena. É a taróloga portuguesa mais conhecida internacionalmente. Autora de vários livros, com uma forte presença na imprensa, apresenta diariamente, na SIC, o programa A Vida nas Cartas – o Dilema.


Apresentação do livro Guerreiros Medievais Portugueses de Miguel Gomes Martins



O Olhar do Amor: Os Sullivan - Bella Andre [Opinião]

 Título: O Olhar do Amor: Os Sullivan
Autor: Bella Andre
N.º de Páginas: 192
PVP: 14,95 €

Sinopse:
Chloe Peterson está a ter uma noite péssima. Uma discussão terrível, uma contusão na cara e, para culminar, um acidente de carro deixam-na convencida de que nada mais lhe poderá acontecer. Sente-se desesperada e sozinha, mas de repente ergue os olhos e vê um homem lindíssimo. Chase Sullivan, fotógrafo de êxito, regressa a casa, mas sente-se apreensivo, pois sabe que um dos sete irmãos irá tentar arranjar-lhe uma namorada. Enquanto pensa como dissuadi-los, depara-se com o carro de Chloe atolado numa valeta, na estrada. O fotógrafo fica fascinado com a beleza da jovem, mas depressa se apercebe que ela tem mais problemas além do acidente e sente que a quer proteger a todo o custo.
Chloe jurou nunca mais confiar em homem algum, só que a cada olhar de Chase e a cada carícia trocada à medida que a atracção entre ambos é cada vez mais forte, pergunta-se se não terá conhecido o único em quem poderá confiar.
Apesar de se aperceber que a sua vida poderá mudar para sempre, Chase está determinado a lutar pelo coração de Chloe.

A minha opinião: 
Não tenho grandes palavras para descrever este livro. Pegando na história da família Sullivan, Bella Andre decidiu fazer uma saga em que cada livre corresponderá aos oito membros da família.

O primeiro livro da saga é leve, sem grande história e que me fez lembrar os livros das edições Harlequin, daqueles primeiros romances de Nora Roberts.

Pejado de cenas de sexo, nada mais restou da sua leitura, tornando-se desinteressante e maçador.

A autora pouco explorou as personagens, deixando para o fim apenas o desvendar daquela mulher misteriosa, Chloe, que aparece assim na vida de Chase, com uma nódoa negra no olho, já se adivinhando que tinha sido vítima de violência doméstica.

Chase também é pouco explorado. Fotógrafo, aproveita que está numa casa maravilhosa, a sua casa de família, para fazer sessões fotográficas com as diversas modelos contratadas e Chloe será uma ajuda preciosa.

O estranho é que duas pessoas completamente desconhecidas transformem num grande amor o relacionamento fugaz entre ambos. Na primeira noite Chloe, enquanto toma banho, masturba-se e, por coincidência, é surpreendida por Chase quando atinge o orgasmo e sussurra o seu nome ao mesmo tempo. Depois disso vivem noites de amor intensa e mostram uma cumplicidade como se já conhecem há muito.

Além disso, Chloe integra-se de tal forma na família que aceita como se de um membro se tratasse, embora não conheça nada acerca dela.

Tudo isto torna a história deste livro um tanto ou quanto irreal.


Resultado do passatempo O Barão

Obrigada a todos que participaram no passatempo "O Barão" realizado pelo Marcador de Livros e Porto Editora.

A feliz contemplada com um exemplar do livro é:
104 - Ana Damião (Terrugem)


Além de o seu nome figurar no blogue, o contemplado foi ainda avisado através de email.


quarta-feira, 11 de setembro de 2013 | By: Maria Manuel Magalhaes

Clube do Autor recomenda 7 livros para esta sexta-feira 13

 A próxima sexta-feira é dia 13, e isso é motivo de fobia para os mais supersticiosos. Imortalizado em séries e filmes de terror, o dia tornou-se ícone de má sorte um pouco por todo o mundo e mesmo desconhecendo a verdadeira origem do mito à volta do número,  muitas pessoas continuam a temer a data. Outras, porém, acreditam que as sextas-feiras 13 podem ser símbolo de boa sorte.

Eis não 13 mas sim 7 dicas de livros de suspense:

1 – A Biblioteca Perdida do Alquimista
É o segundo livro da trilogia medieval protagonizada pelo mercador Ignazio de Toledo, o mercador de livros malditos que os portugueses bem conhecem.  Primavera de 1227.  A rainha de Castela desaparece de forma misteriosa. Estranhos boatos correm pelo reino e alguns sugerem até uma intervenção do maligno. Ignazio de Toledo é convocado por Fernando III, o Santo, à sua corte e incumbe o mercador de relíquias de procurar a rainha, presumivelmente sequestrada pelo conde de Nigredo, um alquimista. Em Córdova, para onde foi convocado, Ignazio encontra um velho magister que lhe fala de um livro que todos procuram e que poderá fornecer-lhe indícios sobre o sucedido. Mas no dia seguinte o velho magister é encontrado morto, envenenado…

2- A Conspiração do Silêncio
100 milhões de exemplares vendidos, traduzido para 45 línguas e publicado em 90 países: os números falam por si. David Baldacci é um dos grandes nomes do thriller contemporâneo. Fascinado pelos temas da política internacional, da espionagem, do terrorismo e da natureza humana, David Baldacci apresenta no livro A Conspiração do Silêncio uma intriga apaixonante e verosímil a confirmar, uma vez mais, o seu enorme talento para a escrita.

3 – O Livro do Anjo
1313. A cidade de Veneza fervilha com os preparativos para a festa da Ascensão até que a maré alta traz à porta da Basílica de São Marcos os cadáveres de três crianças cristãs que haviam sido crucificadas. Um crime tão hediondo tem de ser expiado sem demoras. Eleazar de Worms, judeu, é acusado do homicídio e acaba por morrer na prisão. Na cela onde foi encarcerado, Eleazar deixa escrita uma misteriosa frase em latim. Porque a terá escrito com o seu próprio sangue? Qual o seu significado?

4 – O Livreiro
O Livreiro é sobre um livro raro, e também sobre um sobrevivente do Holocausto. E é uma história perfeita, da autoria de Mark Pryor, para todos os que gostam de livros. Sobre ele escreveu o Library Journal que se trata de «Uma estreia forte e auspiciosa.»

5 – Os Inocentes
Depois de uma missão que o leva da Europa à América, Will Robie, o protagonista deste bestseller internacional, regressa ao palco maior da política internacional com o objetivo de eliminar os inimigos suspeitos da paz mundial. Denise Tamaron, funcionária pública e mãe de dois filhos, é o próximo alvo a abater. Mas Robie não é capaz de puxar o gatilho. Denise parece-lhe uma vítima improvável, e por que razão representa ela uma ameaça?

6 – O Jogo da Verdade
Nicolas Creel é um homem com uma missão. A sua empresa de armamento enfrenta uma crise e ele arrisca tudo para assegurar o negócio por muitos e muitos anos. Creel põe em marcha um ambicioso jogo, criando e manipulando eventos e conflitos, contando com a ajuda do experiente Dick Pender, «gestor da perceção».  Os dois lançam na Internet o vídeo de um homem a ser torturado, que desencadeia uma série de eventos à escala internacional. De repente, não se fala de outra coisa e o mundo é confrontado com uma nova ameaça, relegando o terrorismo islâmico e outros conflitos para o esquecimento.

7 – O Mercador de Livros Malditos
Vencedor do Prémio Bancarella 2012, e de outros prestigiados prémios das letras italianas, O Mercador de Livros Malditos foi lançado em Portugal em Setembro do ano passado e depressa conquistou os leitores nacionais, que o colocaram no top dos livros mais vendidos em apenas duas semanas.

A 20 de setembro, a Ideias de Ler publica De Corpo e Alma, o livro da supermulher, da autoria de Alexandra Macedo

Títulos De Corpo e Alma, o livro da supermulher
Autora:
Alexandra Macedo
Págs.: 224
Capa: mole com badanas
PVP: 14,40 €

A 20 de setembro, a Ideias de Ler publica De Corpo e Alma, o livro da supermulher, da autoria de Alexandra Macedo, diretora da agência Best Models. Esta é uma obra para mulheres que querem ser felizes e bonitas em todos os sentidos.
Para Marisa Cruz, que prefacia a obra, «este é um livro que podemos considerar como um guia feito por uma amiga para milhares de outras amigas». E acrescenta que «do bem-estar pessoal aos cuidados de beleza, passando por diversas temáticas como postura e diversas dicas de etiqueta, este é um trabalho transversal a todas as mulheres do mundo moderno».
Extremamente claro e intuitivo, contendo várias fotografias e ilustrações, este livro está dividido em duas partes: a primeira é mais prática e aborda temas como a imagem pessoal, a alimentação, os cuidados diários ou a etiqueta; a segunda, de teor mais espiritual, foca-se na valorização e aceitação pessoal e inclui, por exemplo, noções sobre ioga e meditação.

Sinopse:
Hoje em dia, as mulheres são protagonistas de autênticos milagres para conseguirem resolver todas as solicitações de que são alvo: a vida familiar, a vida profissional, a vida social e a vida pessoal. E é o conjunto de todas estas vivências que faz de nós autênticas supermulheres. Este é um livro para «todas as mulheres que, para além de vestir bem, saber estar, saber receber, reconhecem a necessidade de descobrir algo mais sobre si e sobre sentirem-se bem consigo próprias».
Em De Corpo e Alma, o livro da supermulher, Alexandra Macedo alia os temas mais práticos – como planear o guarda-roupa da próxima estação, conselhos de maquilhagem ou segredos para ter uma pele bonita e ficar em forma – a outros mais específicos, mais profundos, mas, como vai perceber, igualmente indispensáveis para que se sinta uma mulher feliz e bonita em todos os sentidos!


Sobre a autora:
Alexandra Macedo nasceu no Porto, a 9 de abril de 1969.
Frequentou o 3.º ano do curso de Direito, na Universidade Católica Portuguesa (Porto).
Trabalhou na empresa Eusébio & Rodrigues, entre 1988 e 1999, no departamento de moda – concretamente, na produção e organização de desfiles – e na organização e administração geral da empresa. Responsável, até final de 2005, pela direção de manequins em desfiles de moda como Mocap, Portugal Fashion Infantil, Portugal Fashion
Calçado, Lanidor, Porto de Moda, Modacalzado, Modtissimo, Modalfa,
Expocouro, Porto Joia, Porto Fashion Awards, entre outros.
Assume o cargo de diretora da agência Best Models, Porto e Lisboa,
desde a sua abertura, em novembro de 1998, onde continua ainda hoje.
Vive no Porto com o marido e os seus dois filhos, mas encontra refúgio
na Régua, para onde vai sempre que tem tempo livre.




Porto Editora publica novo livro de Luis Sepúlveda: Palavras em tempos de crise

Título: Palavras em tempos de crise
Autor:
Luis Sepúlveda
Tradutor: Henrique Tavares e Castro
Págs.: 184
PVP: 13,30 €

A voz de Luis Sepúlveda nunca se silenciou perante as injustiças, e ainda hoje as denuncia regularmente em jornais como o Le Monde Diplomatique. Também pela escrita ficamos a conhecer os incontáveis episódios marcantes da sua vida, que acabaram por influenciar a sua obra literária, assim como as suas deslumbrantes viagens. É de tudo isto que trata Palavras em tempos de crise, o mais recente livro de Luis Sepúlveda, que a Porto Editora publica a 13 de setembro. Aqui, o escritor narra histórias marcantes da sua vida, acompanhado por amigos como José Saramago, Pablo Neruda e Salvador Allende. Um livro íntimo, mas que não deixa de revelar o olhar atento de Sepúlveda face ao mundo que o rodeia e pelo qual continua a lutar.

Sinopse:
A escrita, o compromisso político, as amizades, o exílio e as viagens são elementos indissociáveis numa vida fascinante como a de Luis Sepúlveda.
Nestas páginas, entrelaçam-se histórias pessoais, histórias dos trabalhadores e suas lutas, gritos de dor perante a exploração criminosa do meio ambiente, reflexões pungentes sobre a crise económica que atingiu a Europa e encenações de momentos partilhados com amigos, entre eles Pablo Neruda, José Saramago e Tonino Guerra. E emerge, acima de tudo, o Luis Sepúlveda homem: as lembranças do difícil passado no Chile, o destino dos seus companheiros dispersos no exílio e o seu reencontro numa pequena baía do Pacífico, uma viagem pelo deserto de Atacama, mas também alguns vislumbres da vida pessoal, as memórias de um fiel amigo de quatro patas, a alegria de se sentar a uma mesa de refeições com a família alargada e receber o epíteto de «velho». E, acima de tudo, a certeza de ter vivido «uma vida de formidáveis paixões».

Sobre o autor:
Luis Sepúlveda nasceu em Ovalle, no Chile, em 1949. Da sua vasta obra (toda ela traduzida em Portugal), destacam-se os romances O Velho que Lia Romances de Amor e História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar. Mas Mundo do Fim do Mundo, Patagónia Express, Encontro de Amor num País em Guerra, Diário de um Killer Sentimental ou A Sombra do que Fomos (Prémio Primavera de Romance em 2009), por exemplo, conquistaram também, em todo o mundo, a admiração de milhões de leitores.
Do autor, a Porto Editora publicou recentemente História de um gato e de um rato que se tornaram amigos.


A Rapariga de Papel - Guillaume Musso [Opinião]

Título: A Rapariga de Papel
Autor: Guillaume Musso
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 356
Editor: Bertrand Editora
PVP: 16.60€

Sinopse:
Há apenas alguns meses, Tom Boyd era um escritor famoso em Los Angeles, apaixonado por uma célebre pianista. Mas na sequência de uma separação demasiado pública, fechou-se em casa, sofrendo de bloqueio artístico e tendo como única companhia o álcool e as drogas. Certa noite, uma desconhecida aparece em sua casa, uma mulher linda e completamente nua. Diz ser Billie, uma personagem dos romances dele, que veio parar ao mundo real devido a um erro de impressão do seu livro mais recente.
A história é uma loucura, mas Tom acaba por acreditar que aquela deve ser de facto a verdadeira Billie. E ela quer fazer um acordo com ele: se ele escrever o seu próximo romance, ela poderá regressar ao mundo da ficção. Em troca, ele ajuda-a a reconquistar a sua amada Aurore. O que tem ele a perder?

A minha opinião:
Guillaume Musso é famoso por criar ambientes singulares nos seus livros. Muito ligado ao surrealismo, Musso leva-nos desta vez ao mundo da criação dos livros.

Tom é um escrito de sucesso que por causa de uma desilusão amorosa acaba por ter uma bloqueio artístico que o impede de terminar o terceiro livro de uma trilogia que estava a escrever.

A pianista Aurore, uma mulher bastante importante na sua vida, abandona-o, deixando Tom completamente de rastos. Tom passa, assim de uma grande criador de livros a um homem completamente só, abandonando-se às drogas e álcool que o afundam cada vez mais.

Para piorar as coisas o seu grande amigo a agente Milo comunica-lhe que perderam tudo na bolsa e que estão na iminência de ficar sem teto, sem nada. Mas nem esse grande motivo para Tom escrever faz com que siga com a continuação da história.

É num desses maus dias que Tom conhece Billie, uma mulher lindissima que lhe aparece em casa, completamente nua, insistindo, também ela, para que ele termine a trilogia. Disso vai depender a sua própria vida.

Apesar de crédulo, Tom acaba por acreditar na história que Billie lhe conta. Dizendo-se uma das personagens do seu livro, a jovem faz-lhe a promessa de o ajudar a reconquistar Aurore, caso este termine a sua história e a faça regressar para onde realmente pertence, as páginas do seu livro.

A Rapariga de Papel remete-nos ao imaginário dos livros, ao facto das personagens tomarem vida quando nos embrenhamos demasiado na sua leitura, mas também à depressão originária de uma relação amorosa falhada, ao uso de drogas, ao bloqueio criativo, ao arriscar-se e poder perder-se tudo o que se conquistou até ao momento.

Devo confessar que toda esta fórmula deveria resultar em pleno caso o livro não se tornasse, por vezes, bastante chato, com descrições superficiais, muitas vezes completamente irreais, que mais parecia daqueles filmes onde tudo acontece, mas onde há explicação para tudo (mesmo que sem qualquer lógica).

O fim surpreende porque é nas últimas 70 páginas que se começa a revelar tudo. Penso que resultaria melhor se este desenvolvimento tivesse sido mais cedo, criando mais acção para o meio do livro.

Quero ainda dar um pequeno apontamento para a capa que está lindíssima, mostrando um pouco daquilo que o livro é.

Excerto:
"Decididamente, ignoramos com frequência os sofrimentos de que padecem as pessoas que mais amamos."




Novidades Saída de Emergência e Chá das Cinco para Setembro

Novidades Saída de Emergência:

Título: Divina por Engano
Autor:
P.C. Cast

Shannon Parker é uma professora de Inglês a aproveitar umas muito merecidas férias de verão. Ao fazer compras, encontra um antigo vaso com a figura de uma deusa celta muito parecida consigo. Shannon compra o vaso, mas nem sonha na aventura em que se irá meter.
Sem saber como, vê-se, de súbito, transportada para Partholon, onde assume o papel de Rhiannon, a Sumo-Sacerdotisa de Eponina. E apesar de todas as regalias e do tratamento de luxo – qual a mulher que não gosta de receber uns mimos? – ser deusa envolve um casamento ritual com um centauro e lutar contra os fomorianos, criaturas maléficas que tudo farão para travar o regresso da verdadeira deusa.
Conseguirá Shannon livrar-se deste sarilho e arranjar alguma forma de regressar a casa sem acabar morta, casada com um cavalo ou enlouquecida? É que ser divina, afinal, não é um mar de rosas!


Título: O Mago-A Serva do Império
Autor: Raymond E. Feist

A Saga do Império é uma das obras mais famosas de Raymond E. Feist. O mundo exótico de Kelewan é um marco histórico na Fantasia épica. De Kelewan, saíram algumas das ideias e personagens mais emblemáticas da fantasia. De uma parceria com Janny Wurts, provavelmente uma das mais bem-sucedidas da literatura fantástica, nasce uma obra apaixonante. Um mundo de personagens reais, intriga política e ação.

INTRIGADO? SAIBA OS SEGREDOS DO EXÓTICO MUNDO DE KELEWAN.
Ninguém conhece os meandros do Jogo do Conselho melhor do que Mara dos Acoma. Através de sangrentas manobras políticas, ela tornou-se uma poderosa força no Império; porém, rodeada de mortíferos rivais, se Mara quiser sobreviver, tem de ser a melhor.
Como se isso não bastasse, Mara tem de combater batalhas em duas frentes: no viveiro de intriga e traição que é a corte dos Tsurani, e no seu coração, onde a paixão por um escravo bárbaro do mundo inimigo de Midkemia a leva a questionar os princípios que regem a sua vida. A Serva do Império é o segundo volume da magnífica saga épica de Feist e Wurts – uma das colaborações mais bem-sucedidas de todos os tempos no estilo fantástico.
Título: Presa e Predador
Autor: Gordon Reece

Shelley e a sua mãe já sofreram a sua dose de ameaças e violência. Quase morta por um trio de agressores na escola, e ainda fragilizada pelo humilhante divórcio dos pais, a jovem encontrou refúgio com a mãe num retiro sossegado no campo.
Os problemas parecem ter terminado e nada lhes dá mais prazer do que saborear uma vida segura em torno de livros, jardinagem, chocolate quente e música à lareira. Mas na véspera do seu aniversário, um visitante perturba a paz da mãe e filha e algo em Shelley rebenta. O que era um idílio transforma-se numa história de medo, lealdade familiar e luta pela segurança, mesmo que implique quebrar todas asconvenções morais. O que está certo ou errado quando a sobrevivência está em jogo? Quando é que a presa se transforma em predador?

A Chá das Cinco apresenta para setembro

Título: Submissa
Autor: Shayla Black

Nem nos seus sonhos mais ousados, ela esperava sentimentos tão fortes...
Kimber Edgington é uma virgem de vinte e três anos que está apaixonada, desde a adolescência, pela estrela de rock Jesse Mcall. Kimber sabe que estão destinados um para o outro e sonha com um casamento, mas a fama e viagens de Jesse tornaram-no uma celebridade conhecida por todo o tipo de aventuras sexuais.
Determinada a provar que é uma mulher à altura para Jesse, Kimber recorre à ajuda do guarda-costas Deke Thornton, um amigo de longa data, e implora-lhe que a inicie no mundo do prazer. Embora Deke a avise de que está a brincar com o fogo, aceita, não querendo que a beleza inocente da jovem seja manchada por outros. É então que Deke e o seu amigo Luc dão a conhecer a Kimber as delícias do êxtase. O que Kimber ainda não sabe é que talvez não seja Jesse o homem certo para realizar osseus sonhos, afinal, é Deke quem invade as suas fantasias…




terça-feira, 10 de setembro de 2013 | By: Maria Manuel Magalhaes

Livrarias Bertrand | LER no Chiado regressa com malditos



Obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen: Novas edições chegam às livrarias a 13 de setembro


 A propósito de Poesia diz-nos Pedro Eiras, no prefácio da presente edição, que «Assim surgia uma língua, nova e límpida. Era o ano de 1944, Sophia publicava o primeiro livro, com o mais justo dos títulos: Poesia. Todos os outros livros, mais tarde, poderiam receber o mesmo batismo, o mesmo nome preciso […]». O início da publicação da obra poética de Sophia de Mello Breyner Andresen na Assírio & Alvim é marcado pela publicação deste emblemático primeiro livro, mas também pela publicação de Coral, No Tempo Dividido e Mar Novo com prefácios, respetivamente, de Pedro Eiras, Manuel Gusmão, Federico Bertolazzi e Fernando J.B. Martinho. A Assírio & Alvim pretende não só devolver às livrarias e aos leitores de Sophia toda a sua obra poética, em edições cuidadas e rigorosas, mas também abrir um espaço de estudo, análise e debate sobre esta obra tão singular e preciosa. Os primeiros quatro livros chegam às livrarias na próxima sexta-feira, dia 13 de setembro.
A organização da obra de Sophia de Mello Breyner Andresen na Assírio & Alvim está a cargo de Carlos Mendes de Sousa. É mantida a antiga grafia.

Sobre a autora:
Sophia de Mello Breyner Andresen nasce a 6 de novembro de 1919 no Porto, onde passa a infância. Entre 1936 e 1939 estuda Filologia Clássica na Universidade de Lisboa. Publica os primeiros versos em 1940, nos Cadernos de Poesia. Casada com Francisco Sousa Tavares, passa a viver em Lisboa. Tem cinco filhos. Participa ativamente na oposição ao Estado Novo e é eleita, depois do 25 de abril, deputada à Assembleia Constituinte.
Autora de catorze livros de poesia, publicados entre 1944 e 1997, escreve também contos, histórias para crianças, artigos, ensaios e teatro. Recebeu entre outros, o Prémio Camões 1999, o Prémio Poesia Max Jacob 2001 e o Prémio Rainha Sofia de Poesia Ibero-Americana. A sua obra está traduzida em várias línguas. Faleceu a 2 de julho de 2004, em Lisboa.  




segunda-feira, 9 de setembro de 2013 | By: Maria Manuel Magalhaes

Apresentação de " O gato Comeu-te a língua? de Joana Rombert



Misery, de Stephen King, na coleção da chancela 11x17

Título: Misery
Autor: Stephen King
Género: Romance
Tradutor: Magda Viana
N.º de Páginas: 480
Data de Lançamento: 13 de Setembro
PVP: 9€

Paul Sheldon, um escritor famoso de romances cor-de-rosa, tornado célebre pela personagem principal das suas obras, Misery Chastain. Porém, Sheldon entendeu que estava na hora de virar a página e decidiu "matar" Misery. É então que sofre um terrível acidente de viação e é socorrido por Annie Wilkes, uma ex-enfermeira que o leva para sua casa para o tratar. O que Paul n ão sabe é que Annie, a sua salvadora, é também a sua maior fã, a mais fanática e obcecada de todas  -  e está furiosa com a morte de Misery.
Ferido e incapaz de andar, totalmente à mercê  de Annie, Paul é obrigado a escrever um novo livro para "ressuscitar" Misery, como uma Xerazade dos tempos modernos nas mãos de uma psicopata tresloucada que há muito deixou de distinguir realidade de ficção .

Repleto de complexos jogos psicológicos entre refém e captor, Misery é uma obra de suspense e terror no seu estado mais puro.

Sobre o autor:
Stephen King, apelidado por muitos de «mestre do terror», escreveu mais de quarenta livros, incluindo Carrie, A história de Lisey e Cell, Chamada para a Morte. Vencedor do prestigioso National Book Award e nomeado Grande Mestre nos prémios Edgar Allan Poe de 2007, conta hoje com mais de trezentos milhões de exemplares vendidos em cerca de trinta e cinco países. Números e um currículo impressionantes a fazerem jus ao seu estatuto de escritor mais bem pago do mundo.


Porto Editora: Ficção Portuguesa - A Islândia de Valter Hugo Mãe

Título: A Desumanização
Autor:
Valter Hugo Mãe
Págs.: 252
Capa: mole com badanas
PVP: 16,60 €

«Uma declaração esquisita», mas, também, «a mais sincera declaração de amor aos fiordes do oeste islandês» – assim define Valter Hugo Mãe o seu novo e muito aguardado romance, A Desumanização. Com chancela da Porto Editora, a obra chega às livrarias a 20 de setembro e constitui uma abordagem muito plástica e poética da espiritualidade de um lugar onde o sonho e o pesadelo se confundem. Durante três anos, o autor viajou para a Islândia (e partilhou vários desses momentos com os leitores, através do Facebook), para criar aquele que é o seu texto mais visível – um livro de ver. Uma feliz fusão entre a palavra e a capacidade de fazer ver e sentir.
Distinguido com o Prémio José Saramago, o Grande Prémio Portugal Telecom para melhor livro do ano e o Prémio Portugal Telecom para melhor romance.
Valter Hugo Mãe apresentará A Desumanização em três eventos principais: no Teatro Maria Matos, em Lisboa, a 6 de outubro; na Casa da Música, no Porto, a 10 desse mês; e no Teatro Municipal de Vila do Conde, a 11. Depois disso, iniciará uma digressão nacional. Sobre estas sessões, a Porto Editora divulgará mais informações em breve.

Sinopse:
«Mais tarde, também eu arrancarei o coração do peito para o secar como um trapo e usar limpando apenas as coisas mais estúpidas.»
Passado nos recônditos fiordes islandeses, este romance é a voz de uma menina diferente que nos conta o que sobra depois de perder a irmã gémea. Um livro de profunda delicadeza em que a disciplina da tristeza não impede uma certa redenção e o permanente assombro da beleza. O livro mais plástico de Valter Hugo Mãe. Um livro de ver. Uma utopia de purificar a experiência difícil e maravilhosa de se estar vivo.

Sobre o autor:
Valter Hugo Mãe nasceu em Saurimo, Angola, no ano de 1971.
Licenciou-se em Direito e é pós-graduado em Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea. Publicou os romances: o nosso reino; o remorso de baltazar serapião, Prémio José Saramago em 2007; o apocalipse dos trabalhadores; a máquina de fazer espanhóis, Grande Prémio Portugal Telecom,  categoria melhor livro do ano, e Prémio Portugal Telecom, categoria melhor romance do ano, em 2012, e O Filho de Mil Homens.
A sua poesia encontra-se reunida no volume contabilidade.
Escreveu diversos livros ilustrados para os mais novos, entre os quais: Quatro Tesouros; O Rosto e As mais belas coisas do mundo.
Valter Hugo Mãe é vocalista do grupo musical Governo (www.myspace.com/ogoverno), projeto que editou o EP Propaganda Sentimental, com cinco canções, através do selo Optimus Discos. Escreve as crónicas Autobiografia imaginária, no Jornal de Letras, e Casa de papel, na revista de domingo do jornal Público. Outras informações sobre o autor podem ser encontradas no Facebook (Valter Hugo Mãe – Pag. Oficial) ou em: www.valterhugomae.com

20I20 Editora: Rentrée com livros para todos os gostos e um importante anúncio do banana mais famoso do mundo!

Nas próximas semanas serão muitos os livros novos que vão encher as prateleiras das livrarias nacionais, obras dos mais variados géneros e para diferentes públicos (infantojuvenil, jovem adulto e adulto)..

A rentrée da 20I20 Editora arrancou já no final de agosto, com o lançamento de novas obras, nomeadamente com a publicação de Morte na Arena, o novo thriller de Pedro Garcia Rosado – 2.ª volume da série As Investigações de Gabriel Ponte..

Setembro é então o mês em que as editoras anunciam as novidades que, esperam, façam crescer “água na boca” aos leitores, e a 20I20 Editora não é exceção...

Sob a chancela da Topseller, no dia 12 de setembro chega às lojas o primeiro volume de uma nova série do autor mais bem-sucedido em todo o mundo, James Patterson: NYPD Red. Trata-se de mais um policial vibrante e explosivo do autor que detém o recorde de maior número de bestsellers (77), segundo o Guinness Book of Records.

A Topseller apresenta uma nova autora que vai seduzir os leitores amantes de romances intensos.Sarah Pekkanen, autora norte-americana, já conquistou milhões de leitores nos quatro cantos do mundo, e chega agora à livrarias portuguesas com Dias de Paixão 

Durante o mês de setembro, outubro e novembro serão muitas as novidades e autores a divulgar..
Entre outras, a realçar novas obras de ficção policial de autores como James Patterson, Janet Evanovich e Karin Slaughter, um novo romance de Karen Kingsbury, romances históricos de Maria João Fialho Gouveia e C.W. Gortner, um romance erótico de J. Kenner e, na ficção fantástica, chega às livrarias o 3.º volume de Maximum Ride...

Já a Booksmile, uma das chancelas que mais brilha no segmento infantojuvenil, tem várias novidades de peso e um anúncio que vai fazer furor!. Greg, o banana mais famoso do mundo, tem o prazer de anunciar que O Diário de um Banana 8 vai ser lançado, pela primeira vez, em simultâneo com a edição americana..

É no dia 16 de novembro que vai chegar às livrarias portuguesas o livro infantojuvenil mais esperado e desejado pelos jovens leitores. A capa americana já foi divulgada, mas o título em português continua no segredo dos editores da Booksmile.. 
Entretanto, os fãs do Greg vão poder divertir-se a preencher o Calendário 2014 que chega às livrarias no dia 12 de setembro..

Em setembro chega, ainda, mais uma forte aposta da Booksmile no segmento infantojuvenil.. Trata-se de Timmy Fiasco, uma nova coleção para jovens leitores (8+), da autoria de Stephan Pastis, um dos mais conhecidos cartoonistas dos EUA, autor da aclamada BD Pearls Before Swine, publicada em mais de 600 jornais, entre os quais o New York Times. 

Em setembro, outubro e novembro, as prateleiras vão encher-se de muitos e bons livros a pensar nos mais novos, entre outros: novos livros das coleções de sucesso Escola e Tom Gates, um novo livro da série bestseller Princesa Poppy, e novas coleções inspiradas em séries de televisão de sucesso como Os Mundos de Mia, Ever After High e Winx Club. 
 
Na Vogais serão publicados livros de divulgação científica como Cancro, Conhecer, Confortar, Vencer do reconhecido médico catalão Salvador Macip, biografias, nomeadamente a história de Chris Kyle, o snipper americano mais eficaz da história militar americana, entre outras obras de História e Temas Atuais..

Já a Nascente, que em setembro lança Mente Aberta, Coração Crente da autoria do Papa Francisco (Jorge Bergoglio), continuará ao longo deste último trimestre a lançar interessantes títulos de Autoajuda, Desenvolvimento Pessoal e Espiritual, com nomes reconhecidos mundialmente como: Zibia Gasparetto, Diana Cooper, Doreen Virtue ou Denise Linn..



A Ilha dos Porcos - Mo Hayder [Opinião]

Título: A Ilha dos Porcos
Autor: Mo Hayder
N.º de Páginas: 312

O jornalista Joe Oakes ganha a vida a desmascarar fraudes sobrenaturais. Como céptico que é, acredita que tudo tem uma explicação racional. Porém, quando visita uma reservada comunidade religiosa numa remota ilha escocesa, tudo o que tem como certo é posto em causa.
As questões acumulam-se: porque foi a comunidade acusada de satanismo? O que aconteceu ao seu guia espiritual, o Pastor Malachi Dave? E, mais importante ainda, por que motivo ninguém fala da estranha aparição vista a vaguear nas praias da Ilha dos Porcos?
O confronto, e as consequências sangrentas, é tão catastrófico que obriga Oakes a questionar a natureza do mal, e se pode ou não ser responsável pelo terrível crime prestes a acontecer.
Neste assombroso novo livro, Mo Hayder desafia os leitores a enfrentar os seus medos mais íntimos e a olharem para lá da banalidade que jaz subjacente à normalidade do dia-a-dia.
A Ilha dos Porcos aborda as coisas inomináveis que as pessoas são capazes de fazer umas às outras. Prepare-se para uma leitura aterrorizadora.


A minha opinião: 


A Ilha dos Porcos é uma ilha remota ao largo da costa ocidental das Escócia e sempre foi envolta em mistério. A administrar o local é um grupo religioso secreto denominado Ministros do Tratamento Psicogénico. Já por si, este nome, pouco revela, embora crie bastantes dúvidas sobre a actividade a que se presta.

E o porquê de Ilha dos Porcos? E como é que esse grupo foi lá parar? Isso é simples e explicado no início do livro, desmistificando um pouco do que por lá se passa. O dono da ilha teria sido um suinicultor que, depois de falido, terá deixado outros agricultores depositarem desperdícios químicos, e até carcaças de porcos, na ilha.

Mas tudo ganha outra vida quando há dois anos é revelado um vídeo estranho onde uma criatura meio humano meio animal leva a que o desmistificador de coisas estranhas, o jornalista Joe Oakes, decida visitar a ilha.

Com autorização prévia dos seus habitantes Oakes parte para a Escócia com a sua mulher, para tentar desvendar o mistério.
No entanto, o que mais intriga Oakes não é apenas o vídeo, mas também um habitante que Oakes conhece muito bem: o pastor Malachi Dove. No passado estes dois personagens já se haviam encontrado e Oakes desejava desmascarar Dove mais uma vez. No entanto, nem tudo corre como o planeado...

A Ilha dos Porcos é um relato dos dois elementos do casal e revela uma perspectiva da ilha e dos acontecimentos posteriores de duas formas completamente diferentes.

Aconselho o leitor a partir para a leitura deste livro com vontade de desvendar a história e não avaliar a obra apenas pelo seu início. Confesso que achei o início do livro, e até mais de meio, uma história bastante chata e sem nada que me ligasse a ela. Os personagens não tinham nada que me prendesse e a história em si também não, mas para o fim as coisas começaram a revelar-se com lógica e tudo se tornou diferente, tornando este livro, para quem em fã de livros de mistério e sobretudo fãs de Mo Hayder, uma leitura obrigatória.

Sasha Grey, uma das mais célebres estrelas da indústria pornográfica de Hollywood, vem a Lisboa apresentar o seu primeiro livro, Juliette Society

Sasha Grey, uma das mais célebres estrelas da indústria pornográfica de Hollywood, vem a Lisboa apresentar o seu primeiro livro, Juliette Society, nos dias 26, 27 e 28 de Setembro.

Sasha Grey é actriz, modelo e música. Aos vinte e um anos, abandonou o mundo do cinema para adultos e, desde então, foi protagonista da série Entourage e dos filmes Confissões de Uma Namorada de Serviço, realizado por Steven Soderbergh, e Open Windows, de Nacho Vigalondo. Publicado em mais de vinte países, Juliette Society é o seu primeiro romance.