sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Apresentação do novo livro de Fátima Lopes : "Mães e Filhas com História" por Rita Ferro, dia 3 de Outbro, 19h, na Fnac do Colombo



Belle está de volta!

Depois de Sonhos Proibidos, a Asa finalmente publica a sequela: A Promessa. De novo vamos encontrar Belle, mas numa outra altura da sua vida ;)
O livro vai para as livrarias a 22 de Outubro
 
Título: A Promessa
Autor: Lesley Pearse
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 528
Editor: Edições Asa

Sinopse:
No início de julho de 1914, a Europa vive os seus últimos dias de inocência.

A jovem Belle realizou os seus sonhos. A uma infância pouco comum seguiram-se anos dramáticos, ao longo dos quais quase cedeu ao desespero. Mas a sua coragem e determinação prevaleceram. A sua vida é agora feliz. Está casada com Jimmy, o seu primeiro amor, e conseguiu abrir a elegante loja de chapéus que sempre desejou. Mas a História do mundo está prestes a mudar. A I Guerra Mundial vai arrastar consigo milhões de pessoas. Belle e Jimmy abdicam de tudo para defenderem o seu país. São ambos destacados para França, onde Jimmy vai arriscar a vida nas trincheiras e Belle conduz uma ambulância da Cruz Vermelha. É um tempo de devastação sem precedentes em que sobreviver a cada dia representa uma vitória. E é quando o passado menos ocupa os seus pensamentos que Belle será obrigada a confrontá-lo pela derradeira vez.

Bastará um momento. Um homem. Um olhar.
Entre a luta pela sobrevivência, uma paixão proibida e a lealdade devida a um grande amor, Belle está perante uma escolha impossível. Mas ao viver na pele um dos mais sangrentos conflitos da História, terá ela poder sobre o seu destino?

A Promessa é a continuação da história de Belle, a inspiradora heroína de Sonhos Proibidos.

 

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Albatroz: Espiritualidades - Dr. Eric Pearl em Portugal

Título: Palavras de Salomão
Autores:
Dr. Eric Pearl e Frederick Ponzlov
Págs.: 216
Capa: mole com badanas
PVP: 14,40 €

A 4 de outubro, a Albatroz publica Palavras de Salomão, o novo livro do Dr. Eric Pearl, autor de A Reconexão, e criador da forma de cura alternativa com o mesmo nome. Esta obra, escrita em coautoria com Frederick Ponzlov – ator, professor de teatro e argumentista de  sucesso – vai ser apresentada em Lisboa, pelo próprio Dr. Eric Pearl,  no dia 9 de outubro, no El Corte Inglés, às 18:30.

Sobre o livro: 
O que levou inúmeros médicos famosos, físicos quânticos e
investigadores, um pouco por todo o mundo, a interessarem-se pelas
sessões individuais do Dr. Eric Pearl com um certo paciente? Estamos
na presença de que fenómeno?
No seu bestseller internacional, A Reconexão, Cure os Outros, Cure-se a Si Próprio, o Dr. Pearl ajuda-nos a aceder e tirar proveito de um espetro alargado de energia, luz e informação, até então inacessível. Ao fazê-lo, permitiu-nos transcender completamente as complexas “técnicas” das curas energéticas, proporcionando autênticos milagres de cura e profundas transformações de vidas. Desde então, o mundo tem aguardado ansiosamente por um segundo livro do autor. O Dr. Pearl sempre disse que apenas o escreveria se tivesse algo mais a acrescentar. Atualmente, e em colaboração com Frederick Ponzlov, o Dr. Pearl tem realmente algo novo a dizer. Prepare-se porque poderá ter de reconsiderar tudo o que leu até hoje sobre a cura, a consciência e a nossa existência numa realidade a quatro dimensões, aqui na Terra. Guiado pelo espírito de Salomão, uma inteligência extradimensional que fala através de Frederick, aceda em primeira mão aos ensinamentos que revolucionaram o mundo. Pode agora conhecê-los e aplicá-los à sua vida, desfrutando do imenso poder que existe dentro de si! Palavra de Salomão.


DR. ERIC PEARL
Abdicou de uma das clínicas de quiropraxia de maior sucesso em Los Angeles quando começaram a ser testemunhadas curas milagrosas.
Hoje em dia é uma autoridade e um reconhecido visionário de um novo nível de cura e evolução no planeta, dedicando-se à missão de espalhar a luz e informação do processo de Cura Reconectiva, através das muitas palestras e seminários sobre A Reconexão. O Dr. Pearl tem participado em inúmeros programas de televisão nos Estados Unidos e em todo o mundo. Foi também convidado a apresentar o seu trabalho nas Nações Unidas e encheu a lotação de Madison Square Garden. Muitos artigos têm sido escritos sobre os seus seminários por vários órgãos da imprensa, tais como o New York Times.

FREDERICK PONZLOV
É um argumentista de sucesso, professor de teatro e ator premiado. Licenciado pela Universidade de Wisconsin-Milwaukee, estudou artes dramáticas na Neighbourhood Playhouse em Nova Iorque e desenvolveu a sua carreira em Los Angeles, onde escreveu guiões, como o vencedor de um BAFTA, A Morte Soube-nos Tão Bem, com Naomi Watts, Christopher Walken, Brenda Blethyn e Alfred Molina. Frederick é professor de teatro há trinta anos em Long Island Beach, na Califórnia, onde vive atualmente. A entidade Salomão tem-no acompanhado ao longo da maior parte da sua vida, e após muitos anos de silêncio, este livro marca a sua estreia ao público.



A 4 de outubro, duas obras de autores consagrados da literatura portuguesa serão publicadas pela Assírio & Alvim: Cortes, de Almeida Faria, e Numerosas Linhas – Livro de Horas III, de Maria Gabriela Llansol

Título: Numerosas Linhas — Livro de Horas III
Autor:
Maria Gabriela Llansol
Prefácio: João Barrento e Maria Etelvina Santos
N.º de Páginas: 336
Acabamento: brochado c/badanas
PVP: 17,70 €

Nas palavras de João Barrento, «Os Livros de Horas que continuamos a editar a partir dos cadernos manuscritos do espólio de Maria Gabriela Llansol, representam a concretização de um projeto que nasceu das nossas últimas conversas com a escritora, entre finais de 2007 e início de 2008. Foi nessa altura que Llansol nos deu a conhecer um primeiro núcleo de setenta cadernos de escrita (a que se acrescentariam mais seis, descobertos mais tarde), por ela própria numerados a partir de 1974, manifestando então o desejo de começar a transcrever deles, por ordem cronológica, os textos diarísticos que iriam integrar o livro que se seguiria a Os Cantores de Leitura (Assírio & Alvim, 2007), e a que daria o título genérico de Livro de Horas. Este título reflete, assim, uma das últimas vontades de Maria Gabriela Llansol.»
Sobre Maria Gabriela Llansol fala-nos ainda Eduardo Lourenço, dizendo que «Ela, efetivamente, fez do texto um objeto cénico da sua própria visão, da matéria, em última análise, do universo. […] É uma descrição do mundo extraordinariamente visceral, e ao mesmo tempo virtual e imaginária, como não há outra na literatura portuguesa.»
O lançamento deste livro será feito durante as Quintas Jornadas Llansolianas de Sintra, que decorrerão de 12 a 13 de outubro no Palácio Valenças, em Sintra.

Sobre a autora: 

Nasceu em Lisboa em 1931. É um dos nomes mais inovadores e importantes da ficção portuguesa contemporânea. Levando às últimas consequências a criação de um universo pessoal que desde os anos 60 não tem paralelo na literatura portuguesa, a obra de Maria Gabriela Llansol faz estilhaçar as fronteiras entre o que designamos por ficção, diário, poesia, ensaio e memórias. Faleceu em Sintra, a 3 de março de 2008.




Título: Cortes
Autor:
Almeida Faria
Prefácio: Manuel Gusmão
N.º de Páginas: 224
Acabamento: brochado c/badanas
PVP: 13,90 €

Sábado de aleluia, abril de mil novecentos e setenta e quatro, pouco antes do dia que mudará Portugal. Saído de casa em conflito com a ordem patriarcal, João Carlos, o protagonista, parte para Lisboa ao encontro da namorada. Arminda, a irmã, imagina amores subversivos. André, o irmão mais velho, agarra-se aos valores do passado. Os mais novos, Jó e Tiago, socorrem-se da fantasia para escaparem aos seus pesadelos, medos e pressentimentos. A mãe lamenta o crescente afastamento do marido e dos cinco filhos, a decadência da casa, a sua própria decadência física. Duas criadas e um velho servo submetem-se ou revoltam-se contra o meio semifeudal em que vivem. Ao longo das vinte e quatro horas deste segundo painel da chamada Tetralogia Lusitana, sonhos e premonições anunciam cortes profundos no mundo das suas personagens.
O lançamento deste livro decorrerá no dia 10 de outubro, quinta-feira, na Fnac Chiado, com apresentação a cargo de Pedro Mexia.

«Cortes é um romance esplendidamente ósseo, essencial, e por isso parece que incómodo para alguma gente.» Herberto Helder
«Em Cortes, as vozes de A Paixão fazem desdobrar a sua noturna substância, cintilam por momentos, depois calam-se. Polifonia? Antes música da mente. Poesia.» Luís Quintais

Sobre o autor:
Nasceu em 1943. Aos dezanove anos publicou o seu primeiro e premiado romance, Rumor Branco. Além de romancista, é autor de ensaios, contos, teatro. Mais recentemente publicou, a partir de um conto seu, o libreto para a cantata de Luís Tinoco Os Passeios do Sonhador Solitário; e O Murmúrio do Mundo, relato ensaístico de uma viagem à Índia.
Os seus romances receberam diversos prémios, estão traduzidos em muitas línguas, são estudados nos mais variados países e sobre eles há livros e teses universitárias. Fez numerosas conferências em universidades europeias, norte-americanas e brasileiras e tem artigos publicados em português, espanhol, francês, italiano, neerlandês, alemão, dinamarquês e sueco. Ao conjunto da sua obra foi atribuído o Prémio Vergílio Ferreira da Universidade de Évora, o Prémio Universidade de Coimbra e, agora, o Tributo de Consagração Fundação Inês de Castro 2012.



SPA e Guerra e Paz Editores inauguram "o fio da memória"

Título: Urbano Tavares Rodrigues: O Livro Aberto de uma Vida Ímpar
Diálogo: com José Jorge Letria
N.º de Páginas: 128 páginas
PVP: 13,99 €
Género: Não Ficção/Biografia
Nas livrarias a 26 de Setembro
Guerra e Paz | o fio da memória
Co-edição Sociedade Portuguesa de Autores

Sinopse:
Para inaugurar a colecção o fio da memória, a Sociedade Portuguesa de Autores e a Guerra e Paz Editores publicam um livro de homenagem a Urbano Tavares Rodrigues, romancista, poeta, dramaturgo e ensaísta. Urbano Tavares Rodrigues: O Livro Aberto de Uma Vida Ímpar é, pela voz do próprio Urbano, o retrato de uma vida e o retrato de uma obra. Da infância à idade adulta, da política à literatura, Urbano Tavares Rodrigues, numa longa e exaltante conversa com José Jorge Letria, não só se expõe sem medos ou reticências, como ilumina, pela evocação de episódios, figuras e factos, a nossa história dos últimos 50 anos. Um livro para conhecermos ainda melhor Urbano. Um livro, afinal, para nos conhecermos melhor a nós próprios.

Urbano Tavares Rodrigues
«Foi, tal como Aquilino Ribeiro, que muito admirava como escritor e cidadão, um incansável trabalhador da escrita, tendo escrito praticamente até à véspera do internamento hospitalar a que não sobreviveu. Com plena propriedade poderia Urbano ter dito como Aquilino: Mais não pude.» - José Jorge Letria

Da colecção
o fio da memória é uma nova colecção que visa preservar um património cultural precioso: a vida e obra de grandes personalidades das artes e da cultura em Portugal, relatadas de viva voz por elas próprias.
Em entrevistas conduzidas por José Jorge Letria, os mais prestigiados criadores falam de si, do seu tempo, deixando às novas gerações um tesouro com futuro: a memória de um tempo.

Próximas obras:
duardo Lourenço
Cruzeiro Seixas





Uma Vida ao Teu Lado - Nicholas Sparks [Opinião]

Título: Uma Vida ao Teu Lado
Autor: Nicholas Sparks
Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 448
Editor: Edições Asa
PVP: 17,50€

Sinopse:
Quando Sophia Danko conhece Luke, algo dentro dela muda para sempre. Luke é muito diferente dos homens ricos e privilegiados que a rodeiam. Através dele, Sophia conhece um mundo mais genuíno e puro do que o seu, mas também mais implacável. Ela tem uma vida protegida. Ele vive no limite. À medida que se descobrem e apaixonam, Sophia encara a possibilidade de um futuro diferente do que tinha imaginado. Um futuro que Luke tem o poder de reescrever... se o segredo que o atormenta não os destruir a ambos.
Não muito longe, algures numa estrada escura, um desconhecido está em apuros. Ira Levinson tem 90 anos e acabou de sofrer um acidente de carro. Ao tentar manter-se consciente, Ira sente a presença de Ruth, a sua mulher que morreu há 9 anos, materializar-se a seu lado. Ela encoraja-o a lutar pela vida, relembrando a história de amor que os uniu. Ira sabe que Ruth não pode estar no carro com ele mas agarra-se às suas delicadas memórias, revivendo as tristezas e alegrias que definiram a sua paixão.

Ira e Ruth. Sophia e Luke. Dois casais com pouco em comum, cujas vidas vão cruzar-se com uma intensidade inesperada nesta celebração do poder do amor e da memória.
Uma viagem extraordinária aos limites mais profundos do coração humano pela mão de Nicholas Sparks.

A minha opinião: 
Mais uma vez Nicholas Sparks pega na fórmula do trágico para atrair leitores. Se vai pegar neste livro pegue num pacote de lenços sobretudo no final.

Sou admiradora do autor desde o seu primeiro livro publicado em Portugal. E, apesar de haver uns livros melhores que outros, mesmo os maus nunca são tão maus assim. Este fica no intermédio em termos de preferência. Gostei do enredo, gostei das personagens, gostei dos locais... o único senão foi a extensão da narrativa, muito pormenorizada, que me levou a sentir entediada com algumas passagens.

Gostei, sobretudo, do casal de idosos, Ira e Ruth, que mostrou como pode ser o amor, com altos e baixos, mas sempre juntos, até à morte...

Depois tem também um casal jovem, Luke e Sophia, que dão os primeiro passos numa relação que também se quer eterna.

Ambos os casais têm muito em comum, apesar da disparidade de idade.

Ira é um homem com 92 anos, ainda apaixonado pela sua mulher já morta, Ruth, que foi o grande amor da sua vida. Decide partir em viagem para um local muito importante na relação com Ruth e pelo caminho tem um acidente. Pretexto para aparecer Ruth, vinda do além, que o ajuda a sobreviver a uma forte provação: em pleno inverno e demasiado ferido Ira espera por uma salvação, enquanto "morre" de frio e de sede.

Durante o tempo em que está preso, Ira recorda-se do seu passado, brindando os leitores com uma bonita história de amor. Ira recorda os tempos de guerra e quando foi combater, o tempo em que conheceu Ruth, a sua lua-de-mel, a paixão desta pela arte...

E é mesmo a arte que estabelece um ponto de ligação de Ira e Ruth com Sophia e Luke.

Apaixonada também por arte Sophia decide entrar na Universidade a fim de tirar um curso relacionado com o seu sonho. Pelo meio apaixona-se por um rapaz desprezível que só gosta de copos, jogo e raparigas. Mas numa noite conhece Luke, um rapaz completamente diferente dos que conheceu até então. E, por incrível que pareça, eles até que têm alguma coisa em comum: a família.

Apesar de trágico, adorei o final.

Em suma: um bom romance à maneira de Sparks. Recomendo aos fãs do género.
Excerto:
"... mais do que as obra de arte, amava o facto de tu estares disposto a passar tanto tempo a fazer aquilo de eu gostava."

 


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Revista Bang! já tem site

A Revista Bang! cresceu e tem, neste momento, um espaço virtual próprio.Em www.revistabang.com poderá fazer o download de todos os nºs da revista, e ficar a par do melhor que se tem feito no género da literatura fantástica em Portugal e no Brasil. A revista Bang! é uma publicação quadrimestral da editora Saída de Emergência dedicada ao género fantástico, no qual se incluem todas as suas manifestações – fantasia, ficção científica, horror, história alternativa, romance paranormal, entre outros. Com uma tiragem de 8.500 exemplares, a revista é distribuída gratuitamente, em exclusivo, nas lojas FNAC, em Portugal.
Em Setembro de 2013, a expansão da editora Saída de Emergência para o Brasil permitiu a criação da versão brasileira da revista, também com distribuição quadrimestral gratuita. Com uma tiragem de 7.000 exemplares, o número inaugural foi distribuído na Bienal do Livro do Rio de Janeiro e em breve estará  disponível em livrarias do Brasil.
Face ao reduzido número de revistas lançadas por ano, a editora inaugurou uma nova plataforma que desenvolve o trabalho da revista e irá oferecer atualizações diárias focadas no género da literatura fantástica e destacar o melhor que se tem feito em Portugal e no Brasil.


Primeiro romance histórico de Philippa Gregory na Porto Editora

Título: Um Comércio Respeitável
Autor:
Philippa Gregory
Tradução: Maria do Carmo Figueira
Págs.: 472
Capa: mole com badanas
PVP: 17,70 €

Philippa Gregory é uma autora de romance histórico respeitada internacionalmente. Com Um Comércio Respeitável, a publicar a 4 de outubro, e que, segundo o The Times, é «um livro fascinante», entra para o catálogo da Porto Editora uma autora de topo (Daily Mail) no que concerne a esse género.
Este romance, que inclusivamente já foi adaptado à televisão, não aborda o Período Tudor, como outras obras de Philippa Gregory, mas sim as consequências devastadoras do comércio de escravos em África, no século XVIII.

Sinopse:
1787. Bristol é uma cidade em franco crescimento, uma cidade onde o poder atrai os que estão dispostos a correr riscos. Josiah Cole, um homem de negócios que se dedica ao comércio de escravos, decide arriscar tudo para fazer parte da comunidade que detém o poder na cidade. No entanto, para isso, Cole vai precisar de capital e de uma esposa bem relacionada que lhe abra as portas necessárias.
Casar com Frances Scott é uma solução conveniente para ambas as partes. Ao trocar as suas relações sociais pela proteção de Cole, Frances descobre que a sua vida e riqueza dependem do comércio respeitável do açúcar, rum e escravos.
Entretanto, Mehuru, um conselheiro do rei de Ioruba, em África, é capturado, vendido e enviado para Bristol, onde será educado nos padrões ocidentais por Frances, por quem, inexoravelmente, se irá apaixonar.
Em Um Comércio Respeitável, Philippa Gregory oferece-nos um retrato vívido e impressionante de uma época complexa onde impera a ganância e a crueldade que devastaram todo um continente.

Sobre a autora:
Philippa Gregory já era uma escritora aclamada quando se interessou pelo Período Tudor. Este foi o passo que catapultou a sua carreira literária, sendo hoje uma das autoras de romance histórico mais lidas em todo o mundo.
Atualmente vive com a família numa quinta, no Yorkshire, e dedica-se, além da escrita, à investigação histórica. É fundadora da organização «Gardens for Gambia» responsável pela construção de cerca de 200 escolas primárias naquele país. Um dos projetos desta organização é a criação de hortas nas escolas a fim de providenciar a alimentação e desenvolvimento das comunidades.
Mais informações: www.philippagregory.com


Novo romance de Daniel Silva, o escritor nº 1 do New York Times, a 4 de outubro nas livrarias

Título: O Anjo Caído
Autor: Daniel Silva
Género: Romance
Tradutor:
Vasco Teles de Menezes
N.º de páginas:
400
Data de lançamento:
4 de outubro
PVP:
17,70 €

Depois de ter sobrevivido por um triz à sua mais recente missão, Gabriel Allon, o herói dos serviços secretos israelitas, refugiou-se por detrás dos muros do Vaticano, onde se encontra a restaurar uma das obras-primas de Caravaggio. Mas certa manhã, bem cedo, é chamado à Basílica de São Pedro por monsenhor Luigi Donati, o influente secretário privado de Sua Santidade o Papa Paulo VII. Foi encontrado o cadáver de uma bela mulher debaixo da magnífica abóbada de Miguel Ângelo. A polícia do Vaticano suspeita de suicídio, mas Gabriel não concorda. E, segundo parece, o mesmo se passa com Donati, que receia que uma investigação pública possa vir provocar no seio da Igreja e, por isso, chama Gabriel para que ele descubra discretamente a verdade. Com uma advertência: «Regra número um no Vaticano», diz Donati. «Não faça demasiadas perguntas.»
Gabriel descobre que a mulher morta desvendara um segredo perigoso, que ameaça uma organização criminosa que anda a pilhar tesouros da Antiguidade e a vendê-los a quem oferecer mais dinheiro. Mas não se trata apenas de ganância. Um agente misterioso planeia uma sabotagem que irá mergulhar o mundo num conflito de proporções apocalípticas…

Sobre o autor:
Daniel Silva foi jornalista e trabalhou para a UPI, primeiro em Washington e depois no Cairo, como correspondente para o Médio Oriente. Nesse período cobriu diversos conflitos políticos e a guerra Irão-Iraque. Conheceu a sua mulher, correspondente da NBC, e regressaram aos Estados Unidos, onde Daniel Silva foi produtor da CNN durante vários anos, tendo sido responsável por alguns programas muito populares, como Crossfire, The International Hour e The World Today, entre outros. Em 1997, logo após o êxito do seu primeiro livro, O espião Improvável, Daniel Silva resolveu dedicar-se por completo à escrita, tendo entretanto publicado diversos best-sellers mundiais.
O Washington Post coloca-o «entre os melhores jovens autores norte-americanos de literatura de espionagem» e é com frequência comparado a Graham Greene e a John e Carré. Vive em Washington D.C., com a mulher e os dois filhos.
Em 2009, Silva foi nomeado para o Conselho do Museu do Holocausto dos Estados Unidos.

NYPD Red - James Patterson [Opinião]

Título: NYPD Red
Autor: James Patterson
N.º de Páginas: 336
PVP: 18,79€

Sinopse:
A NYPD Red é uma unidade especial da polícia de Nova Iorque, encarregada de proteger os interesses dos cidadãos mais ricos e poderosos de Manhattan.
Quando um produtor de cinema mundialmente famoso é envenenado no primeiro dia de um festival de cinema de Nova Iorque, a unidade NYPD Red é a primeira a ser chamada. A este crime hão de seguir-se o assassínio de um ator no local de filmagens e a explosão de um cocktail molotov durante um dos eventos do festival. O detetive Zach Jordan e a sua nova parceira e ex-namorada, a detetive Kylie MacDonald, são destacados para o caso. O assassino planeou cada homicídio e cada fuga até ao último pormenor, como se do guião de um filme se tratasse. E concebeu um final explosivo que irá arrasar Nova Iorque e Hollywood. Mais um policial explosivo!

A minha opinião: 
A Topseller continua a apostar nos livros de James Patterson e, na minha opinião, bem. NYPD Red pertence a uma nova série, com o detective Zach Jordan e a sua ex-mulher Kylie MacDonald. Os dois vão fazer uma dupla de sucesso e o facto de terem sido casados não vai interferir nas investigações. Ambos pertencem a uma unidade especial da polícia de Nova Iorque que se dedica única e exclusivamente a vítimas de alto perfil, ou seja, pessoas da alta sociedade.

Após o seu parceiro ter rasgado um tendão, é nomeada uma nova parceira a Zach, mesmo que de forma temporária. É aqui que entra Kylie e, o que poderia parecer uma equipa de choque, transforma-se numa excelente equipa, de grande companheirismo e amizade.

Numa semana dedicada ao cinema, um produtor de Hollywood acaba morto num restaurante da moda, presumindo-se que tenha sido envenenado. Este vai ser o primeiro de uma série de assassinatos que terão como protagonista um homem completamente louco que se dá pelo nome de Camaleão.

Mais um livro de James Patterson, mais uma nova série, mais um sucesso.

A fórmula que Patterson imprime nos seus livros continua a resultar: capítulos curtos, história contada de uma forma leve, e com muita acção, têm arrebatado leitores em todo o mundo e percebe-se porquê.

NYPD Red é o primeiro livro de uma nova série e levanta muitas questões sobre o passado das personagens principais. Isso faz com o que o leitor se prenda ainda mais à nova série até porque deixou um romance no ar, que pretendo seguir.

BOOKSMILE: A importância de preservar memórias


Sou Menina: As Memórias dos Primeiros Três Anos e Sou Menino: As Memórias dosPrimeiros Três Anos (10,99€) são dois bonitos e completos álbuns, perfeitos para os pais poderem guardar as memórias mais valiosas dos seus pequenos tesouros: o nascimento, a escolha do nome, as primeiras fotografias, passos e sorrisos, o dia-a-dia com o bebé, as suas brincadeiras e as suas gracinhas.

Sem dúvida que os primeiros anos de vida do nosso bebé são muito especiais e, se os preservarmos, um dia mais tarde vamos ter o prazer de revivê-los com os nossos filhos, e essa será a melhor prenda que lhes poderemos dar.

Dois álbuns perfeitos para guardar as memórias dos seus filhos, e uma prenda ideal para oferecer aos amigos que vão viver esse momento tão especial que é o nascimento de um bebé.








terça-feira, 24 de setembro de 2013

A 4 de outubro, chega às livrarias finale, último livro de uma tetralogia dedicada a anjos caídos, da autoria de Becca Fitzpatrick

Título: Finale
Autor
: Becca Fitzpatrick
Tradução: Irene Ramalho
Págs.: 384
Capa: mole
PVP: 16,60 €




A 4 de outubro, chega às livrarias uma das obras cuja data de publicação mais pedidos de informação tem feito chegar à Porto Editora: finale, último livro de uma tetralogia dedicada a anjos caídos, da autoria de Becca Fitzpatrick.
Os milhares de fãs portugueses há muito aguardavam por esta notícia. Aliás, quando, em 2010, a comunicação social noticiou que, na ficção para jovens, os anjos iriam substituir os vampiros («Vampiros estão a dar lugar aos anjos», in Sábado), já hush, hush, o primeiro livro desta série, se estava a tornar num sucesso à escala mundial. E em Portugal teve também enorme êxito: no mês seguinte, a edição da Porto Editora conquistou os principais tops de vendas. A partir daí, a expectativa em torno dos volumes seguintes não parou de crescer. A Porto Editora recebeu centenas de e-mails em busca da data de publicação decrescendo, de silêncio e, mais recentemente, deste finale.

Sinopse:
O destino lança os dados neste capítulo final da saga hush, hush. Nora está absolutamente certa sobre o seu amor por Patch. Anjo caído ou não, Patch é o homem da sua vida. A herança e o destino que couberam a Nora ditam que terá de ser inimiga do seu amor, mas não há como lhe voltar as costas. Agora, Nora e Patch deverão unir forças para enfrentar o derradeiro desafio. Assistiremos ao regresso de velhos inimigos e ao nascimento de novos aliados. Um amigo será o protagonista de uma inesperada traição que ameaçará a paz com que Patch e Nora sonham tão desesperadamente. As linhas da batalha estão formadas… mas de que lado devem lutar? E, no final, será o amor capaz de conquistar todos os obstáculos?

Sobre a autora:
Becca Fitzpatrick (1981) é uma escritora norte-americana.
Depois de se ter licenciado em Saúde em 2001, exerceu a profissão de
professora numa escola secundária em Provo, Utah. A sua vida muda de
rumo em 2003, quando o marido lhe oferece a inscrição num curso de
escrita criativa por ocasião do seu vigésimo quarto aniversário. A partir
deste momento a fantasia e amor pelos contos tornar-se-á uma profissão
a tempo inteiro, juntamente com o papel de mãe.

Lançamento de «Acreditar, Rezar, Amar», de Maria Helena



José Rodrigues dos Santos no Top em França

O autor da Gradiva, José Rodrigues dos Santos, está pelo segundo ano consecutivo no top de vendas de França.

O Top L'Express, feito com base no levantamento dos 400 principais pontos de venda de França, coloca O Último Segredo em 8º lugar no total das vendas de Verão este ano no país.

Este romance, cujo tema é a verdadeira identidade de Jesus Cristo e já vendeu em Portugal 156 000 exemplares, foi colocado à venda em França na Primavera pela editora HC Editions com o título L'ultime secret du Christ. O seu sucesso segue no encalço do êxito de A Fórmula de Deus no mesmo país, onde chegou a n.º1 no ano passado. É a primeira vez que um escritor português entra no top de vendas em França em dois anos consecutivos. O mesmo romance chegou este ano a n.º2 nos tops de Itália e a n.º3 nos tops da Bulgária.

O anúncio em França de que o romance de José Rodrigues dos Santos está no Top 10 L'Express deste Verão surge numa altura em que o autor da Gradiva acaba de publicar O Homem de Constantinopla, que nos primeiros dias de venda em Portugal saltou imediatamente para o n.º1 dos principais tops de venda de Portugal.



VOGAIS: "Cancro: Conhecer, Confortar, Vencer" - Um livro rigoroso e sem preconceitos

Um livro de divulgação científica, rigoroso e sem preconceitos. Cancro: Conhecer, Confortar, Vencer de Salvador Macip, médico oncologista e um dos investigadores e divulgadores científicos espanhóis mais reconhecidos, responde e dezenas de questões e dúvidas sobre o cancro, explicando, de forma acessível e compreensível, todos os segredos desta doença.

Neste livro (14,99€), o leitor encontrará informação fundamental e útil, desde as origens do cancro até aos métodos de prevenção mais eficazes, passando pelos tratamentos de ponta e os desenvolvimentos científicos que resultarão brevemente em novas terapias, mais eficazes do que as atuais. Imprescindível para quem pretende compreender o cancro e conhecer os caminhos mais eficazes para a cura. Um livro que esclarece tudo sobre a doença tabu dos nossos dias.

«As tendências à desordem existem até na natureza. E manifestam-se constantemente no que chamamos cancro, que não é mais do que uma desordem caótica e desproporcionada das células. Por isso estão a tentar encontrar-se os meios para o curar. Mas este cancro, bem tratado e encontrando o seu segredo, pode fazer surgir uma vida nova. Pode até levar-nos à imortalidade. Sempre com a condição de permitir as tendências anárquicas; mas encerrando-as numa prisão ou controlando-as com a inteligência…»— Salvador Dalí, 17 de junho de 1972

Salvador Macip é catalão e doutorou-se em Genética Molecular, prosseguindo os seus trabalhos de investigação em Nova Iorque, no hospital Mount Sinai, no qual estudou as bases moleculares do cancro. Desde 2008 dirige o grupo de mecanismos de morte celular da Universidade de Leicester, no Reino Unido. O seu trabalho científico incide particularmente sobre o cancro e o envelhecimento celular.

Para além de Cancro: Conhecer, Confortar, Vencer, publicou outros dois livros de divulgação científica, Inmortales y Perfectos e Las Grandes Epidemias Modernas. É responsável pela secção de ciência do programa Via Lliure, da rádio catalã RAC1, escrevendo mensalmente sobre cancro e oncologia em jornais e revistas. Saiba mais sobre o autor em: www.macip.org.

«O cancro dá medo. Não é de estranhar: durante muito tempo foi uma doença invencível que acabava sempre com a morte de quem a sofria. Apesar dos avanços impressionantes dos últimos cinquenta anos, esta ideia de que o cancro é praticamente incurével ainda perdura em setores amplos da população.

Por isso utilizamos eufemismos para o nomear ou evitamos simplesmente falar sobre o assunto. Pelo contrário, a verdade é que entendemos cada vez melhor como e porque é que aparece e, mais importante, podemos atacá-lo eficazmente. O livro que tem nas mãos pretende mudar este ponto de vista «clássico», enraizado num conhecimento parcial da atualidade médica, e apresentar uma imagem realista do cancro no contexto do século XXI. E, sobretudo, fazê-lo da forma mais simples e compreensivel possível, porque é necessário que esta informação chegue a toda a gente.

Nao se trata, em absoluto, de perder o respeito pelo cancro. Continua a ser uma doenca grave que afeta um grande número de pessoas e leva milhares de vidas ano após ano. Não é de todo nossa intençãoo trivializar um tema tão sério. Mas hoje em dia ter cancro não equivale de forma alguma a uma sentença de morte, e isso deve ficar bem claro. O número de sobreviventes aumenta todos os dias e continuará a fazê-lo. Ainda não é uma guerra terminada, é verdade, mas também não se pode dizer que a estejamos a perder.» - Salvador Macip




segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Morreu o poeta António Ramos Rosa

O poeta e ensaista António Ramos Rosa, de 88 anos, morreu esta tarde, em Lisboa, vítima de uma pneumonia.

Vencedor do Prémio Pessoa em 1988, nasceu em Faro em 1924.







 

É por Ti que Vivo 
Amo o teu túmido candor de astro
a tua pura integridade delicada
a tua permanente adolescência de segredo
a tua fragilidade acesa sempre altiva

Por ti eu sou a leve segurança
de um peito que pulsa e canta a sua chama
que se levanta e inclina ao teu hálito de pássaro
ou à chuva das tuas pétalas de prata

Se guardo algum tesouro não o prendo
porque quero oferecer-te a paz de um sonho aberto
que dure e flua nas tuas veias lentas
e seja um perfume ou um beijo um suspiro solar

Ofereço-te esta frágil flor esta pedra de chuva
para que sintas a verde frescura
de um pomar de brancas cortesias
porque é por ti que vivo é por ti que nasço
porque amo o ouro vivo do teu rosto

António Ramos Rosa, in 'O Teu Rosto'

Eu, Sara, me confesso de Sara Norte (Livros d'Hoje)

Título: Eu, Sara, Me Confesso
Autor: Sara Norte
PVP: 14,40€
N.º de Páginas: 200

Sara Norte dá-nos a conhecer a sua vida, a permanência na prisão de Algeciras, a morte da Mãe e o regresso a Portugal.

Sobre o livro:

Filha de pais atores, Vítor Norte e Carla Lupi, Sara Norte cedo mostrou interesse pelo mundo artístico, quer através das suas brincadeiras de criança quer pela vontade de participar ativamente no meio e, com a sua simpatia e profissionalismo, acabou, também, cedo por encantar quem a viu em cena.

Aos quatro anos fez o primeiro anúncio televisivo. Posteriormente muitos outros. Entrou na Rua Sésamo, aos oito anos na ópera Falstaff, aos doze na famosa série televisiva Médico de Família e, anos depois, na telenovela Lusitana Paixão. As suas convicções eram fortes e o sonho era ir estudar Teatro para Londres, mas também fazer um curso superior que lhe permitisse ter segurança profissional e financeira. Tudo era disciplinado e fazia sentido, até um dia… o dia em que a sua estabilidade emocional e familiar abalou e o seu mundo desabou!

Sara passou por muitas fases más, negras até. Dos sofrimentos familiares ao mundo da droga, da cocaína, aos comprimidos de extasy, às consecutivas viagens a Marrocos para traficar haxixe que acabaram por culminar na sua detenção e prisão.

Agora, Sara Norte está decidida a lutar e a vencer. E espera, num futuro mais longínquo, construir a sua própria família, com a estabilidade que não teve e ser feliz a fazer aquilo que mais gosta: representar.

Sobre a autora:
Sara Norte nasceu em Lisboa, a 8 de abril de 1985. Aos quatro anos aparece pela primeira vez na televisão, num anúncio de detergente, e aos doze a sua participação na série Médico de Família torna-a famosa. O fim da adolescência é uma fase problemática da sua vida.

Torna-se viciada em cocaína e entra numa espiral de acontecimentos terríveis que só para quando é detida, em Espanha. Está presa e longe quando a mãe morre.Hoje, completamente livre de drogas, retomou a carreira de atriz e é uma mulher adulta e diferente. Mais madura e que sabe o que quer.

Os melhores ensaios de David Foster Wallace, nas livrarias a 11 de outubro

Título: Uma Coisa supostamente Divertida Que nunca mais Vou Fazer
Autor:
David Foster Wallace
Género: Ensaio
Tradução: Vasco Teles de Menezes
N.º de páginas: 456
Data de lançamento: 11 de outubro
PVP: 22,20 €

Celebrizado pela sua obra de ficção, David Foster Wallace foi também um excecional ensaísta e repórter. Alguns dos seus artigos mais conhecidos deram-lhe um reconhecimento transversal e captaram o interesse de muitos leitores para este escritor original que estava tão à vontade a falar da ficção pós-moderna norte-americana como a relatar a sua experiência num cruzeiro. Graças ao talento do seu autor, peças como a de Roger Federer, a do Festival da Lagosta do Maine ou a da indústria pornográfica norte-americana transcenderam os limites das publicações em que apareceram pela primeira vez e, atualmente, fazem parte dos textos canónicos sem os quais não se pode entender a dimensão do génio de Foster Wallace.

«O mais cerebral e prolífico dos jovens mestres.» Steve Almond, Los Angeles Times Book Review

Sobre o autor:
David Foster Wallace nasceu em 1962, Ithaca, Nova Iorque. Estudou Inglês e Filosofia, e, durante a adolescência, foi praticante federado de ténis, uma atividade que viria a ser essencial na sua obra de ficção e de não ficção. Publicou o primeiro romance, The Broom of The System, em 1987. O segundo romance só apareceu nove anos depois, na forma das mais de mil páginas da colossal, delirante e inovadora A Piada Infinita (Quetzal, 2012). No período entre a publicação dos dois romances, Wallace deu aulas de literatura no Emerson College, em Boston, escreveu contos e artigos para a imprensa. As coletâneas de ensaios e de artigos jornalísticos Uma Coisa supostamente Divertida Que nunca mais Vou Fazer (1997) e Pensem na Lagosta (2005) confirmaram Wallace como um dos escritores mais originais da sua geração, capaz de transformar um texto sobre o tenista Roger Federer numa obra de arte. O sucesso e o reconhecimento da crítica e do público não aliviaram, porém, os problemas de depressão que Wallace enfrentou ao longo de toda a vida. Em 2008, com apenas 46 anos, David Foster Wallace suicidou-se. Com base no trabalho que deixou incompleto, o seu editor norte-americano decidiu publicar, em 2011, o romance póstumo The Pale King, o testamento literário de um génio da literatura universal.




 

"Cartas da Nossa Paixão" - Um romance para quem acredita em segundas oportunidades


Dois Anos e Uma Eternidade, de Karen Kingsbury, foi a primeira aposta da Topseller na ficção romântica. Agora, chega às livrarias o segundo romance da autora, uma mais queridas nos EUA. Bestseller do New York Times, Karen Kingsbury escreveu mais de 50 romances e já ultrapassou a marca de 20 milhões de exemplares vendidos em todo mundo.

A sua escrita, caracterizada como comovente e inspiradora, vale-lhe regularmente convites das grandes estações de televisão americanas, aparecendo em programas como o Today Show, Fox News, USA Today, entre tantos outros (www.karenkingsbury.com).

Cartas da Nossa paixão (17,99€) vai criar, acreditamos, tanta empatia com as leitoras portuguesas como Dois Anos e Uma Eternidade.

«Ellie Tucker e Nolan Cook são mais do que amigos. Apesar de terem apenas quinze anos, ele repete-lhe constantemente que ela nunca irá encontrar alguém que a ame tanto. Mas uma tragédia familiar obriga Ellie partir subitamente. Na véspera desse dia triste, ela e Nolan sentam-se sob o velho carvalho do parque onde partilharam tantos momentos felizes e escrevem uma carta um ao outro, que enterram numa caixa de metal enferrujado. Combinam regressar exatamente onze anos depois, e lerem em conjunto as duas cartas.

Passaram os anos e os dois nunca mais se encontraram. Ellie tem hoje vinte e seis anos e é mãe solteira, lutando diariamente para sustentar a sua filha. Nolan conseguiu realizar o sonho de se tornar jogador de basquetebol e é uma famosa estrela da NBA. Mas desde o dia em que o pai sucumbiu a um ataque cardíaco, Nolan sofre com a solidão. Afogado num oceano de dor, pensa frequentemente em Ellie, a paixão da adolescência que nunca esqueceu, e na inocência da infância que partilharam.

À medida que se aproxima a data, Ellie e Nolan sonham com o reencontro sob o velho carvalho. Mas será que, onze anos depois, ainda há alguma hipótese de serem felizes?»

Críticas:
"Another weeper from Christian-fiction diva Kingsbury, this time featuring a prayerful NBA star and his long-lost first love." - Kirkus
"In The Chance, Kingsbury (The Bridge, 2012) delivers another excellent novel filled with heart, adventure, and second chances. . . . Kingsbury is one of the most dependable names in inspirational fiction, and The Chancemay be her best yet. She infuses such real emotion into her characters, readers will find themselves in tears multiple times throughout the novel. A beautiful balance of human fragility and the power of God’s grace makes this is a must-read." - Booklist




Amanhã, Paulo Futre e José Manuel Freitas apresentam " Jogada Ilegal" de Luís Aguilar


BOOKSMILE: Maravilhos Anjos Origami para decorar, oferecer, e espalhar boa energia

«Algumas pessoas acreditam que os anjos andam por aí desde o início dos tempos, participaram na Criação original e inspiram em nós o êxtase perante o esplendor do Divino. Fazem-no para que possamos aprender a cuidar de nós e do nosso planeta.
Agora, mais do que nunca, os anjos aparecem-nos, espantosamente, para captar a nossa imaginação e elevar o ânimo. Não precisamos de esforçar-nos muito para encontrar anjos nas artes clássica e moderna, nas letras das canções e dos hinos religiosos tradicionais, esculpidos em pedra, talhados em cristais maravilhosos e representados em filmes. Desde tempos imemoriais que a «musa angélica» encanta a Humanidade, do pintor rupestre primitivo aos grandes mestres das belas artes. 

Na nossa época somos inspirados por formas ainda mais criativas e inovadoras para recolher e produzir imagens de anjos. Anjos Origami é uma dessas formas de criar belos anjos, neste caso em papel e feitos com amor, para representarem a essência das mensagens angélicas de uma forma completamente diferente — e trazê-la para a sua secretária, o seu lar ou onde quer que o leitor deseje espalhar um pouco de energia angélica.»

Anjos Origami é o livro ideal para aprender a fazer bonitos Anjos de papel, perfeitos para decorar a casa ou para oferecer a quem mais gosta.

Trata-se de um guia prático onde o leitor encontrará instruções claras e simples para construir 15 belos anjos de papel. Crie presentes fascinantes e peças de decoração maravilhosas como um alegre Anjo da Amizade, ou um prático Anjo Marcador de Livro.

Este livro (96 pp I 13,29€) inclui uma breve introdução ao origami, um guia de técnicas de dobragem e descrição dos símbolos utilizados nos projetos, instruções ilustradas passo a passo para cada modelo, e 15 folhas de origami com cores elegantes e texturas agradáveis.

Excelente para principiantes, Anjos Origami é uma forma prática e fácil de aprender a dobrar papel e melhorar a sua técnica. Os anjos que construir serão presentes especiais — ou então iluminarão a sua casa!

O autor de Anjos Origami, Nick Robinson, é origamista profissional desde os anos 80. Autor de mais de 40 livros sobre dobragem de papel, já criou mais de 100 modelos originais de origami e participou em exposições internacionais de grande prestígio. É também responsável pela revista e pelo sítio da British Origami Society, à qual pertence há 30 anos.