segunda-feira, 12 de maio de 2014

TOPSELLER: "Morte nas Trevas" - O regresso do mestre do thriller português

Depois de Morte com Vista para o Mar e Morte na Arena, os dois primeiros títulos de uma coleção que recebeu, da crítica, excelentes elogios, Pedro Garcia Rosado regressa com Morte nas Trevas (Topseller I 352 pp I 17,69€), um thriller contemporâneo e urbano.

A escrita de Pedro Garcia Rosado prova de que não só dos ventos nórdicos sopram bons policiais. Em Portugal existem excelentes autores neste género literário que tem vindo a conquistar cada vez mais leitores. E, a Topseller tem todo o prazer em continuar a promover autores como Pedro Garcia Rosado.

Sinopse:
Gabriel Ponte está finalmente decidido a dedicar-se à investigação privada, pondo fim à inatividade a que uma reforma antecipada da Polícia Judiciária o condenou.
O seu primeiro trabalho como detetive particular consiste em encontrar duas mulheres desaparecidas em Portugal, a pedido de um homem e de uma mulher de origem romena, antigos agentes da Securitate, a polícia política do ditador Ceausescu.
A sua investigação vai conduzi-lo a um confronto com um industrial romeno que cria porcos numa zona rural do concelho de Caldas da Rainha, e que esconde, afinal, segredos hediondos.
​À medida que avança neste caso, que vai pôr em risco a vida da sua própria família, Gabriel Ponte recebe a ajuda inesperada de um ex-oficial do KGB e das forças especiais russas, ao mesmo tempo que se torna o alvo da atenção de um inspetor da PJ, obcecado pela justiça.




Sobre o autor:
Pedro Garcia Rosado nasceu em Lisboa, em 1955. É escritor e tradutor profissional. Foi jornalista e crítico de cinema. Morte nas Trevas surge depois de Morte com Vista para o Mar e Morte na Arena, os dois prime​​iros títulos ​da ​série As Investigações de Gabriel Ponte.​
Desde 2004, Pedro Garcia Rosado publicou também Crimes Solitários, Ulianov e o Diabo, A Guerra de Gil (ed. Temas e Debates), O Clube de Macau (ed. Bertrand), A Cidade do Medo, Vermelho da Cor do Sangue e Triângulo (ed. Asa).




Sem comentários: