sábado, 29 de março de 2014

Imagem... mil palavras #2


Quer perguntar alguma coisa a Sebastian Cole? Ele vai estar disponível para responder a todas as peguntas. Saiba como aqui

Sebastian Cole, o autor do livro Uma História de Amor Eterno vai estar presente em www.facebook.com/presenca, para uma tertúlia com os fãs.

Como irá funcionar? Muito simples:
1 - Às 21horas do dia 1 de abril vamos colocar um post a anunciar que o evento começou;
2 - Todos os leitores poderão colocar, em comentário a esse post, a pergunta que querem fazer ao autor (em inglês);
3 - O autor responderá, diretamente, aos vossos comentários.

Não percam a oportunidade de falar com o simpático escritor! Dia 1 de abril, entre as 21h e as 22h.

O livro --> http://www.presenca.pt/livro/ficcao-e-literatura/romance-romantico/uma-historia-de-amor-eterno/

Mais informações aqui: https://www.facebook.com/events/281386828691477/

sexta-feira, 28 de março de 2014

Apresentação de Biografia Involuntária dos Amantes (Alfaguara), novo romance de João Tordo, 3 de Abril, 18h30, Fundação José Saramago



TOPSELLER: Janet Evanovich, autora Top 5 mundial, regressa com "Corrida Perversa"

Depois de Perseguição Escaldante e Sorte Explosiva (Série Stephanie Plum) e O Golpe (Série Kate O’Hare), já chegou às livrarias o segundo volume da Série Lizzie&Diesel Corrida Perversa (Topseller I 288 pp I 16,59€). Gula Perversa é o primeiro volume desta divertida e viciante série, bestseller do New York Times.

Sinopse:
« A vida pacata de Lizzy Tucker está prestes a ser virada do avesso, quando Diesel, o seu espetacular e maravilhoso parceiro nas investigações do sobrenatural, a desafia para salvar o mundo. Uma vez mais.Depois de terem encontrado a Pedra da Gula, a chef de pastelaria e o mais sexy caçador de recompensas do oculto de Boston continuam à procura das restantes seis pedras Saligia que, segundo as lendas, detêm o poder de cada um dos sete pecados mortais.

Quando Gilbert Reedy, professor da Universidade de Harvard, é misteriosamente assassinado e atirado da varanda do 4.º andar da sua casa, pistas ligam o homicídio a Wulf Grimoire, uma figura do lado negro com quem Lizzy e Diesel já se haviam cruzado. Wulf está determinado em reunir as sete pedras para, com o seu poder, dominar o mundo, e desconfia-se precisamente que Reedy foi morto às suas ordens por estar a investigar a Pedra da Luxúria.

Seguindo as pistas que constam de um críptico livro de sonetos do séc. XIX, Lizzy e Diesel partem à descoberta da Pedra, que se pensa estar investida do poder da luxúria, deixando atrás de si um rasto de sepulturas profanadas, distúrbios da ordem pública e o caos generalizado.»

Uma caça ao tesouro divertida, cheia de ação e de leitura imparável, ao estilo inconfundível e original de Janet Evanovich.


Janet Evanovich é a autora de policiais mais vendida em todo o mundo e a escritora mais bem-sucedida atualmente, segundo a revista Forbes (Top 5 mundial), com mais de 75 milhões de livros vendidos em todo o mundo. Os seus policiais, repletos de personagens caricatas e inesquecíveis, e recheados de intrigas complexas, já criaram uma verdadeira legião de fãs em todo o mundo.



Críticas a Corrida Perversa e à série Lizzie & Diesel
«Uma comédia rápida, divertida, exuberante. Tem um enredo hilariante que nos deixa sem fôlego.» - Publishers Weekly
«Uma história divertida que resulta em gargalhadas imparáveis.» - USA Today
«As personagens de Janet Evanovich são obras de arte divertidas e modernas… As duas intrigas complexas e cómicas são alimentadas por reviravoltas absolutamente inventivas e inovadoras.» - New York Times




VOGAIS: A dieta das estrelas de Hollywood, como Jennifer Lopez e Reese Witherspoon

A Dieta do Metabolismo Rápido - O livro de dieta mais vendido internacionalmente em 2013

Com o aproximar do Verão, os livros de dieta e nutrição são, sem dúvida, os que mais rapidamente desaparecem das prateleiras das livrarias. Cada um apresenta um método e ideia diferentes, para que os leitores possam experimentar até encontar a dieta que melhor se adapta ao seu estilo de vida.
Dos vários livros publicados, entre autores portugueses e estrangeiros, houve um que se destacou em 2013 em todo o mundo, e que chega agora a Portugal editado pela Vogais: A Dieta do Metabolismo Rápido, método N.º 1 das estrelas de Hollywood, incluindo Cher, Reese Witherspoon, Robert Downey Jr. e Jennifer Lopez.
«Coma mais e melhor, para emagrecer e permanecer saudável! Com A Dieta do Metabolismo Rápido, já à venda em todo o país (Vogais I 288 pp I 16,59€), poderá deliciar-se com os seus pratos preferidos e, ainda assim, perder peso. E não terá de contar uma única caloria ou estar obcecado com as percentagens de açúcares e gorduras.

Em vez disso, irá alternar aquilo que come durante cada semana, seguindo um plano simples e de resultados provados, cuidadosamente estudado para induzir mudanças fisiológicas que irão fortalecer e acelerar o seu metabolismo. Em vez de passar fome e de se tornar obcecado com as calorias que ingere, com este método poderá comer tudo aquilo de que mais gosta!
Este plano não é uma simples teoria, é o produto das técnicas desenvolvidas por Haylie Pomroy, com resultados comprovados por estrelas de Hollywood, atletas e pessoas com doenças crónicas, cuja perda de peso era uma exigência dos médicos. Siga esta dieta simples em três fases, com resultados visíveis em apenas 28 dias. Perca até 9 kg por mês, independentemente do seu sexo e idade. Quer precise de se desfazer de muito peso ou apenas de alguns quilinhos, com A Dieta do Metabolismo Rápido terá resultados espantosos.

Mais energia e uma forte sensação de bem-estar • Diminuição do mau colestrol •
Estabilização dos níveis de açúcar no sangue • Sono mais relaxante e estável • Redução evidente do stress
Prepare o seu organismo para as exigências do dia a dia, tornando-o mais saudável e forte.


Haylie Pomroy (www.fastmetabolismdiet.com) é a nutricionista mais conhecida de Hollywood, entre estrelas como Jennifer Lopez, Cher, Robert Downey Jr. ou Raquel Welch, e outras que preferem manter-se anónimas, mas precisam de emagrecer pelas mais variadas razões.
Com clínicas próprias nos EUA, Haylie Pomroy é altamente conceituada no seio da comunidade médica e considerada a maior especialista em metabolismo humano. O seu princípio de que os alimentos funcionam como medicamentos já ajudou centenas de milhares de pessoas a perderem até 9 kg por mês, com resultados saudáveis e duradouros.





Saiba como foi o cerco às Famílias Espírito Santo, Mello e Champalimaud em "O Ataque aos Milionários" de Pedro Jorge Castro

Neste livro Pedro Jorge Castro conta o relato inédito dos excessos e perseguições cometidas às famílias Espírito Santo, Mello e Champalimaud, por terem apoiado o Estado Novo e terem enriquecido com o regime, no livro ficamos a conhecer a descrição das suas detenções, as contas congeladas e as suas fugas para o exílio.

É uma viagem pelo interior da Revolução de 1974/1975, uma das páginas mais fascinantes da História contemporânea de Portugal, que permitiu pôr fim à ditadura, à censura e à repressão da PIDE.

Sinopse:
Os sindicalistas que assumiram o controlo do Banco Espírito Santo deixaram o momento registado no livro de honra da instituição com letras maiúsculas: «AQUI ACABOU O DOMÍNIO DOS CRIMINOSOS MONOPOLISTAS, INIMIGOS DO POVO E DA REVOLUÇÃO – 11/3/75 ÀS 14 HORAS».

Estava prestes a entrar em acção o tenente Rosário Dias, assessor económico do primeiro-ministro. «Tenho informações de que neste momento os administradores do Banco Espírito Santo estão reunidos e vou lá prendê-los», anunciou. Começou assim a vaga de prisões que atingiu as famílias Espírito Santo, Mello e Champalimaud, transformadas em alvos do poder revolucionário por terem apoiado o Estado Novo e por terem enriquecido com o regime. Foi criado no país um ambiente generalizado de ódio aos ricos. Álvaro Cunhal, líder do PCP, admitiu na altura: «Tem que se fazer contra alguém uma revolução (…) Se é para pôr outra vez os patrões à frente das empresas, nós dizemos não. Queremos que não haja uma recuperação pelos Champalimaud e pelos Mello». O objectivo foi atingido: as nacionalizações começaram a ser discretamente preparadas nos bastidores muito antes de terem sido oficialmente decretadas; e o gabinete de Vasco Gonçalves elaborou uma lista com 305 nomes de altos quadros dos bancos que não podiam sair do país e ficaram com as contas bancárias sob vigilância. A Revolução de 1974/1975 é uma das páginas mais fascinantes da História contemporânea de Portugal: permitiu pôr fim à ditadura, à repressão da polícia política e à censura. Mas teve um lado controverso de excessos e perseguições. Com base em três dezenas de entrevistas e em documentos, na maioria inéditos, conservados numa dezena de arquivos, o jornalista Pedro Jorge Castro reconstitui neste livro a forma como as famílias mais ricas viveram a Revolução que há 40 anos sacudiu Portugal

Sobre o autor:
Pedro Jorge Castro nasceu em Leiria quando Portugal entrava no Verão Quente de 1975.

É redactor-principal da revista SÁBADO desde Abril de 2007, onde publicou dezenas de artigos sobre temas de História. Foi enviado-especial ao Haiti, China, França, Espanha e Itália. Jornalista desde 1997, trabalhou nos jornais A Capital, Portugaldiário e 24horas. É mestre em História Moderna e Contemporânea pelo ISCTE e doutorando em História Contemporânea na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

É investigador integrado do Instituto de História Contemporânea. A Vingança contra os Milionários é o seu terceiro livro, depois de ter publicado Salazar e os Milionários (Quetzal, 2009) e O Inimigo nº 1 de Salazar (Esfera dos Livros, 2010).

Críticas, sugestões ou histórias adicionais relacionadas com este livro podem ser enviadas para pedrocastro.livro@gmail.com



Imagem... mil palavras #1


"LOST BOYS" de Lilian Carmine - com mais 33 milhões de downloads em 6 meses

Título: Lost Boys
Autor: Lilian Carmine
O destino juntou-os, mas será que também os separará?
Novidade para Abril

Fenómeno dos EUA – 33 milhões de downloads em 6 meses (originalmente publicado em e-book)

Acabada de mudar de cidade, Joey Gray sente-se um pouco perdida, até que conhece um misterioso e atraente rapaz perto da sua nova casa. Mas Tristan Halloway não é o que aparenta ser à primeira vista. E há uma razão muito especial para ele andar a vaguear por entre as sepulturas do cemitério da cidade… é uma história romântica e mágica entre uma garota e um fantasma"

Mais do que uma história sobrenatural, Lost Boys fala sobre o amor absoluto, a música e a amizade. Conhece Joey Gray e os seus rapazes enquanto embarcam na maior aventura das suas vidas!

Sobre o sucesso do livro:
Bruna Brito, verdadeiro nome de Lilian Carmine, escreveu primeiro o livro em inglês e publicou-o no Wattpad. A visualização foi tão grande que chamou a atenção da editora inglesa Gillian Green, que só ao entrar em contacto com a autora, descobriu que era brasileira.

Sobre a autora:
Lilian Carmine vive em São Paulo, é escritora e artista freelance. Actualmente trabalha em ilustração de livros infantis, animação, banda desenhada, design e criação de personagens, e pintura digital – além de estar a escrever o próximo livro da série Lost Boys.
 
 

Porto Editora publica o livro revelação sobre Edward Snowden

Título: Os Ficheiros Snowden
Autor:
Luke Harding
Tradução: Carlos Sousa de Almeida
Págs.: 280
PVP: 17,70 €

4 de abril é o dia em que chega a Portugal, numa edição da Porto Editora, Os Ficheiros Snowden, o livro de Luke Harding sobre o homem que despoletou a polémica e a suspeita global sobre a segurança e a privacidade de todos os cidadãos. Esta história, verídica e tão entusiasmante como um bom romance de espionagem, revela todo o percurso de Edward Snowden, desde que divulgou ao The Guardian as suas informações sobre a Agência de Segurança Nacional americana, em Hong Kong, até ao seu exílio na Rússia, onde está ainda hoje.
A perseguição de que Snowden foi vítima, o controlo americano sobre os cidadãos de todo o mundo e as escutas ilegais a altos representantes do Brasil, França, Alemanha e Indonésia são alguns dos assuntos tratados neste livro, onde também se faz referência a Portugal, aquando da passagem aérea de Snowden pelo país.

Sinopse:
Tudo começou com um e-mail: «Sou um alto funcionário dos serviços secretos…»
O que se seguiu transformou-se na mais impressionante fuga de informação alguma vez testemunhada pelo mundo moderno. As consequências abalaram líderes de inúmeras nações: de Obama a Cameron, aos presidentes do Brasil, França e Indonésia, passando pela chanceler alemã. Edward Snowden, um jovem génio informático a trabalhar para a Agência de Segurança Nacional americana (NSA), ousou tornar público o programa secreto de espionagem mundial. Levado a cabo com o beneplácito do governo dos Estados Unidos da América, esse plano é defendido como sendo essencial à vigilância de eventuais atos terroristas.

No entanto, para o cidadão comum trata-se de um feroz atentado à privacidade.
Desde logo, urgia pensar nas motivações de Snowden e nas consequências que a sua revelação teria a nível mundial. Este trabalho, apresentado pelo premiado jornalista do The Guardian Luke Harding, dá a conhecer todos os pormenores do caso Snowden: o dia em que este abandona a namorada no Havai e parte para Hong Kong com quatro computadores carregados de informações secretas, as semanas posteriores à divulgação do programa da NSA e a procura incessante de asilo político. Agora, em Moscovo, Edward Snowden enfrenta as acusações de espionagem por parte dos Estados Unidos da América e um futuro incerto no exílio.

Sobre o autor:
Luke Harding é jornalista, escritor e correspondente premiado do jornal britânico The Guardian. Fez a cobertura das guerras no Afeganistão, Iraque, Líbia e Síria. De 2007 a 2011 foi diretor da delegação do The Guardian em Moscovo, tendo sido expulso do país num gesto sem precedentes desde a Guerra Fria.
Autor de outros três livros vive atualmente em Hertfordshire, no Reino Unido.

Imprensa:
As revelações de Snowden (…) ultrapassam em muito o relatório do Departamento de Estado inicialmente divulgado por Julian Assange. Os seus ficheiros não são apenas altamente confidenciais e sigilosos como revelam a arquitetura íntima e as ligações profundas da mais secreta instituição do pós-guerra. The Financial Times
A saga de Edward J. Snowden (…) lê-se como um romance de Le Carré com laivos kafkianos. The New York Times
Quem precisa de romances de espionagem quando a realidade é mais estranha do que a ficção? New York Daily News
Sem a coragem e a resolução de um homem, milhões de pessoas ficariam sem saber dos abusos secretos de poder por parte dos serviços secretos. Esta é a história da nossa era, brilhantemente contada. Vanity Fair


Margarida Rebelo Pinto oferece 20 bilhetes duplos para o filme 'Sei Lá'

A escritora Margarida Rebelo Pinto tem 20 bilhetes duplos para uma exibição especial do filme ‘Sei Lá’ na próxima segunda-feira, dia 31, às 10h30, no Centro Comercial Colombo. 
Os leitores que quiserem habilitar-se a ganhar um dos bilhetes devem enviar a sua definição de amizade (máximo de 750 carateres incluindo espaços) para o email info@clubedoautor.pt) até às 23h59 de hoje. Os vencedores serão anunciados amanhã.

Se estiverem curiosos podem ver aqui o trailer:


Vaticanista Elisabetta Piqué autora do livro "Francisco. Vida e Revolução" em Lisboa nos dias 21 e 22 de Abril

Para assinalar o primeiro ano do Papa Francisco a Esfera dos Livros publica em Abril o livro Francisco. Vida e Revolução da jornalista e vaticanista Elisabetta Piqué, que nos mostra neste livro o percurso de Jorge Bergoglio até chegar a líder máximo da Igreja Católica.

Muito próxima do Papa Francisco, que conhece há mais de uma década, a autora conta-nos pormenores inéditos sobre o conclave que o elegeu e descreve as novas e polémicas reformas que quer implementar.

Este livro é um retrato completo que abarca o presente, o passado e o futuro de alguém que em tempos se chamava Jorge Bergoglio e que escolheu o nome Francisco, que constitui um programa, procurando recuperar os valores essenciais do Evangelho: estar do lado dos mais pobres, combater com firmeza os males próprios e alheios, dialogar com todos, inclusive com as outras religiões e com os não-crentes.

A Esfera dos livros convidou esta vaticanista para vir a lisboa nos dias 21 e 22 de abril dar a conhecer e entender a revolução que Francisco pretende fazer Igreja que está para vir, adaptada às exigências do século XXI.

Sinopse:
O homem que chegou a Roma vindo do outro lado do Mundo para pôr em marcha uma mudança de alcance inimaginável.
A jornalista e correspondente no Vaticano, Elisabetta Piqué, descreve, ao longo destas páginas, o percurso de Jorge Bergoglio até chegar a líder máximo da Igreja Católica. Muito próxima do Papa Francisco, que conhece há mais de uma década, conta-nos pormenores inéditos sobre o conclave que o elegeu e descreve as novas e polémicas reformas que quer implementar. Com uma prosa ágil, testemunhos e documentação inédita e opiniões de representantes leigos e eclesiásticos, cria um retrato completo que abarca o presente, o passado e o futuro de alguém que em tempos se chamava Jorge Bergoglio. Um pastor que escolheu um nome, Francisco, que por si só constitui um programa, procurando recuperar os valores essenciais do Evangelho: estar do lado dos mais pobres, combater com firmeza os males próprios e alheios, dialogar com todos – inclusive com as outras religiões e com os não-crentes -, promover a paz e, em última análise, adaptar a Igreja às novas exigências do século XXI. Baseado numa rigorosa investigação, este livro permite retratar um homem de extraordinária humanidade, afável, embora firme nas suas convicções, que, ao contrário do que afirmam os seus adversários, arriscou a vida para ajudar vítimas da ditadura militar na Argentina, que tem um assombroso sentido de humor e que se sabe mover como poucos nos ambientes de poder. Uma obra imprescindível para entender a revolução que Francisco pretende e a Igreja que está para vir.

«Queridos irmãos e irmãs, sejamos luzes de esperança. Tenhamos uma visão positiva da realidade. Dêmos alento à generosidade que caracteriza os jovens, ajudemo-los a ser protagonistas da construção de um mundo melhor: eles são um motor poderoso para a Igreja e para a sociedade. Não precisam apenas de coisas; precisam, sobretudo, que se lhes proponham aqueles valores imateriais que constituem o coração espiritual de um povo. Quase os podemos ler neste santuário, que faz parte da memória do Brasil: espiritualidade, generosidade, solidariedade e perseverança, fraternidade, alegria; são valores que encontram as suas raízes mais profundas na fé cristã.» Palavras do Papa Francisco no santuário de Aparecida (Brasil) durante a Jornada Mundial da Juventude, em julho de 2013.

Sobre a autora:
Elisabetta Piqué, correspondente do diário La Nación de Buenos Aires, em Itália e no Vaticano desde 1999, foi a única jornalista que previu antecipadamente a eleição de Jorge Bergoglio como Papa. Também é correspondente de guerra e cobriu, entre outros conflitos, o do Médio Oriente e as guerras do Afeganistão e do Iraque. Com base nessa experiência escreveu, em 2003, o seu primeiro livro: Diário de Guerra, Apontamentos de uma correspondente na frente de batalha. Recebeu uma bolsa do World Press Institute, dos Estados Unidos, em 2003, obteve o Prémio Santa Clara de Assis de jornalismo e, em 2013, o prémio Mariano Moreno da Universidade Argentina da Empresa pela melhor cobertura jornalística sobre a renúncia de Bento XVI. É membro correspondente da Academia Nacional de Jornalismo da Argentina. Fez várias viagens com João Paulo II e Bento XVI, além de ter acompanhado Francisco na sua primeira viagem internacional, ao Brasil. Seguiu e continua a seguir de perto a carreira do Pontífice desde que foi feito cardeal, em 2001. Integrou o grupo de cinquenta jornalistas que tiveram o privilégio de saudar o Papa na sua primeira audiência concedida à imprensa mundial, a 16 de março de 2013. Tendo nascido em Florença (Itália), foi criada na Argentina. É licenciada em Ciências Políticas e Relações Internacionais pela Universidade Católica Argentina e colaboradora da CNN em espanhol e da Deutsche Welle.




quinta-feira, 27 de março de 2014

Marcador de Livros

Este é o meu mais recente Marcador de Livros. Logo que o vi não resisti. Fica com os pezinhos de fora e é lindo! Neste momento é o meu favorito.

Porto Editora: Padre Marcelo Rossi com novo livro

Título: Kairós – O Tempo de Deus
Autor:
Padre Marcelo Rossi
Prefácio: Padre Fábio de Melo
Págs.: 112
PVP: 13,30 €

Depois do fenómeno editorial que foi Ágape, com mais de 8,4 milhões de exemplares vendidos só no Brasil, e da sua versão infantil Agapinho, a Porto Editora publica Kairós, o novo livro do Padre Marcelo Rossi. Com vendas que, no Brasil, ultrapassam os 2 milhões de exemplares, Kairós chega às livrarias nacionais no dia 4 de abril.
Ex-professor de Educação Física, e formado também em Teologia e Filosofia, o Padre Marcelo Rossi possui um percurso inigualável na divulgação da fé católica, através da música e da comunicação social, celebrando missas campais que chegaram a encher estádios de futebol e um autódromo com 3 milhões de pessoas. Em Kairós, que significa «momento certo», o padre brasileiro mais mediático do mundo escreve sobre o tempo de Deus, em oposição ao khronos, o tempo cronológico, o tempo dos homens.

Sobre o livro:
Há um momento propício na vida de cada um de nós para que a graça Divina se manifeste. Esse momento é Kairós, o Tempo de Deus, um tempo que não pode ser medido, diferente do tempo dos homens. Neste livro, o Padre Marcelo Rossi mostra como podemos renovar a nossa fé em Cristo e perseverar na certeza de que Deus sabe a hora certa para tudo.
Com reflexões e orações inspiradoras, Kairós mantém viva a chama da esperança. Como bem define o Padre Fábio de Melo no prefácio: «Este livro é filho do tempo. Nasceu da necessidade de compreender, no silêncio do coração, que nem sempre a hora determinada por nós como certa é a hora escolhida por Deus.»

Sobre o autor:
Marcelo Mendonça Rossi nasceu na cidade de São Paulo, em 1967.
Formou-se em Educação Física em 1989 e, um ano depois, ingressou no Seminário da Diocese de Santo Amaro, onde foi ordenado sacerdote, em 1994. Além da intensa atividade eclesiástica, o Padre Marcelo Rossi dedica-se a divulgar a fé no seu programa de rádio diário, em missas transmitidas pela televisão e na sua carreira musical. No ano de 2010, recebeu do Papa Emérito Bento XVI o prémio Van Thuân, importante reconhecimento da dedicação ao catolicismo como evangelizador moderno. Nesse mesmo ano lançou Ágape. A receita obtida com o livro reverteu para a construção do Santuário Theotokos – Mãe de Deus, inaugurado em 2012.


VOGAIS: Jornalista Mónica Menezes lança "Guia Prático do Emigrante"

Segundo os dados do INE, houve 121.418 pessoas a sair de Portugal em 2012, número divulgado no final de 2013, resultante da soma dos emigrantes permanentes e dos emigrantes temporários (pessoas com intenção de permanecer no estrangeiro por um período inferior a um ano). “São ordens de grandeza que nos atiram para os anos 60. Estão a sair mais pessoas do que as que nasceram”, afirmou então Maria João Rosa, demógrafa e diretora da Portdata.

Novos, velhos, casados, solteiros, todos partiram em busca daquilo que Portugal já não lhes oferecia: trabalho. E na realidade, as notícias de todos os dias mostram que são muitos milhares aqueles que se querem juntar aos que já fizeram a mala e partiram.

A jornalista Mónica Menezes pesquisou quais os países que ainda oferecem oportunidades de trabalho e quais os países que podem trazer alguma réstia de esperança àqueles que acreditam ter-se chegado a um beco sem saída.

O Guia Prático do Emigrante, já à venda em todo o país, (Vogais I 256 pp I 14,99€) vem preencher uma lacuna no mercado editorial, tratando-se de um guia essencial para quem está ansioso por fazer a mala e tem muitas perguntas dentro de si.

São 21 territórios estudados ao pormenor com respostas a perguntas como: "onde procurar casa?"; "onde pôr os filhos a estudar?"; "qual o custo de vida?". Os 21 destinos apresentados neste livro não foram escolhidos aleatoriamente. Segundo dados do Observatório da Emigração e do gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, estes são os locais para os quais tem havido um maior fluxo de emigração nacional e/ou onde há atualmente mais oportunidades profissionais:
• EUROPA: Alemanha; Bélgica; Espanha; França; Holanda; Luxemburgo; Inglaterra; Escócia; Suíça.
• ÁFRICA: Angola; Cabo Verde; Moçambique; São Tomé e Príncipe.
• AMÉRICA: Brasil; Canadá; Chile; Estados Unidos da América.
• ÁSIA: China; Macau; Emirados Árabes Unidos.
• OCEÂNIA: Austrália.
A complementar, 21 histórias, uma por país, de quem partiu, com mais ou menos sucesso, para ajudar a perceber os problemas e as vitórias do dia-a-dia.

Sobre a autora:
Mónica Menezes é jornalista, licenciada em Comunicação Social pela Univ. Católica Portuguesa. Trabalhou na revista Caras e no jornal 24 Horas, colaborando com vários meios de comunicação como o Sol, jornal i, Notícias Magazine e Expresso.






«Morte em Palco», Caroline Graham - Autora da série MIDSOMER MURDERS com segundo livro na coleção «Crime à Hora do Chá», que a ASA dedica aos fãs do romance policial britânico

Título: Morte em Palco
Autor:
Caroline Graham
Páginas: 368
PVP: 14,90€

Quarto volume da coleção Crime à Hora do Chá, dedicada a todos os fãs do romance policial britânico.

“Um livro que Agatha Christie se orgulharia  de ter escrito.” The Times

“Um policial exemplar" - Literary Review

Autora da série Midsomer Murders com segundo livro na coleção de policiais da Asa

O romance policial é um género literário que está a ganhar cada vez mais adeptos em todo o mundo e Portugal não é excepção. Perante o sucesso da publicação da coleção Crime à Hora do Chá, dedicada a todos os fãs do romance policial britânico, a ASA anuncia o lançamento do quarto volume da coleção.

Em menos de um ano após a publicação de Morte na Aldeia, de Caroline Graham, o livro com que a ASA iniciou a sua coleção de policiais, chega às livrarias Morte em Palco, um romance igualmente assinado pela autora da série MIDSOMER MURDERS.

De Caroline Graham, considerada a melhor escritora de policiais desde Agatha Christie, Morte em Palco é o segundo policial protagonizado pelo inspetor-chefe Barnaby a descobrir na coleção Crime à Hora do Chá.

O Livro:
Todos os atores adoram um bom drama e os membros da Causton Amateur Dramatic Society não fogem à regra.
Românticas cenas de amor, momentos de ciúme e desespero, reconciliações operáticas, egos em fúria… as emoções estão ao rubro nesta produção amadora da peça Amadeus. Todavia, até as mentes mais criativas têm de admitir que assassinar o protagonista em palco é um pouco excessivo.
Felizmente, o inspetor Tom Barnaby está na plateia e assume o controlo da situação. Da ex-mulher ressabiada a inesperados amantes secretos e atores invejosos, não lhe faltam suspeitos. O que parece faltar-lhe, sim, é objetividade.
O bom inspetor conhece perfeitamente todos os envolvidos, são seus vizinhos e amigos, e por isso mesmo, conseguirá ver quem eles realmente são?

A coleção:
A coleção Crime à Hora do Chá, lançada pela ASA em 2013, pretende homenagear o romance policial clássico. Dedicada aos apreciadores deste género literário, a coleção destina-se também a leitores de romances e ficção em geral. A coleção valoriza a intriga, a complexidade dos personagens e a caracterização histórico-social.

Os livros Morte na Aldeia, de Caroline Graham, O Estrangulador de Cater Street, de Anne Perry, e Crime de Luxo, de Ngaio Marsh, compõem a coleção Crime à Hora do Chá.

O próximo título da coleção tem lançamento previsto para junho de 2014.

Sobre a autora:
Caroline Graham nasceu em 1931, no Reino Unido. É autora de uma obra vasta e diversificada, que contempla peças de teatro, guiões para televisão e rádio, romances e livros infantis.
A sua carreira alcançou notoriedade internacional graças aos romances policiais protagonizados pelo inspetor-chefe Barnaby, que deram origem à série televisiva Midsomer Murders.

Conto inédito de Agustina Bessa-Luís publicado na próxima semana

Colar de Flores Bravias de Agustina Bessa-Luís foi escrito em 1947 e só agora é que vai ser publicado. As ilustrações do livro cabem a Mónica Baldaque, filha da escritora.

quarta-feira, 26 de março de 2014

CIA - Joias de Família, de Eric Frattini, nas livrarias a 4 de abril

Título: CIA – Joias de Família
Autor: Eric Frattini
Género: Ensaios e Documentos
Tradução: Dinis Pires
N.º de páginas: 270
Data de lançamento: 4 de abril

20 anos de segredos, finalmente revelados. Do autor de Mossad – Os Carrascos do Kidon, Os Abutres do Vaticano e Cosa Nostra. Prólogo de Jorge Silva Carvalho, Ex-Diretor Geral do SIED.

«Na CIA fazem-se coisas que é melhor não tentar explicar». Dwight Eisenhower, presidente dos Estados Unidos (1953 – 1961).

Operação 5412 – Objetivo: eliminar o primeiro-ministro da República do Congo, Patrice Lumumba. Motivo? Ser um «marxista perigoso».
Caso NOSENKO – Objetivo: revelar a verdadeira identidade do ex-agente do KGB Yuri Nosenko. Como? Injetando-lhe LSD; recluindo-o numa cela onde nunca se apagam as luzes; deixando-o sem comer durante dias e obrigando-o a beber a própria urina.
Projeto MKSEARCH – Objetivo: criar um assassino que mate apenas ouvindo uma palavra-chave. Programa PHOENIX – Objetivo: identificar e destruir o aparelho comunista no Vietname do Sul. Como? Matando, torturando, violando e executando prisioneiros de guerra.

Sobre o autor: 
Eric Frattini foi correspondente no Médio Oriente e residiu em Beirute e Jerusalém. É autor de mais de uma vintena de ensaios, entre os quais se conta Mossad e Os Abutres do Vaticano. A sua obra foi traduzida para várias línguas e publicada em 47 países. Realizador e guionista de dezenas de documentários de investigação para as principais cadeias espanholas de televisão, colabora assiduamente em diferentes programas de rádio e TV. Ministra frequentemente cursos e conferências sobre segurança e terrorismo islâmico a várias forças policiais, de segurança e inteligência de Espanha, Grã-Bretanha, Portugal, Roménia e Estados Unidos.


Novidade Clube do Autor: Um homem tem de lutar

A História do século XX português através de um extraordinário testemunho de vida.

«Ao regredir e divagar pela riqueza exuberante dos seus 87 anos de memórias, este Socialista impenitente está a contar-nos a História de todo o século XX português. É uma voz que nos conta sem punhos de renda a saga de quando os pobres andavam de queixo erguido sem sentirem sequer a pobreza e o Socialismo era mesmo um conceito político de esquerda, limpo, nítido, brilhante, completamente despido de compromissos ocultadores.

Mas, e acima de tudo, assim, na primeira pessoa, é uma voz que ficou até agora deixada por ouvir: o que Manuel Jerónimo nos revela é a História da vida pública e privada do operariado português tal como visto por si mesmo. "Quando um homem se revolta, um homem tem de lutar", diz-nos ele logo no arranque, para, imediatamente de seguida, revisitar com evidente alegria todas as lutas que liderou.»
Clara Pinto Correia

Chamam-me Manel 25.
Já houve um tempo em que fui O Galã.
A minha alcunha na PIDE era O Rufia.
No parlamento disseram que eu era O Deputado Incómodo.
Em África sou O Branco Preto.
O meu nome é Manuel Ferreira Jerónimo.
Esta é a minha história.

Sessões com autores da Esfera dos livros

27 de março, 18h30 - Apresentação de Este País não é para Jovens de Helena Matos e José Manuel Fernandes. Apresentação por João Nazário, director do Jornal de Leiria, Livraria Arquivo ,Leiria.

28 de março - Apresentação de Mulheres Livres de Maria de Belém Roseira – Biblioteca Municipal de Lagoa

28 de março, 18h30 - Apresentação de Assassino do Aqueduto de Anabela Natário. Apresentação por Jorge Fiel. Fnac do Norte Shopping. Matosinhos

28 de março, 15h00 - Apresentação de O Segredo para alcançar o Sucesso na Escola de Renato Paiva. Apresentação por Fernanda Freitas. Espaço Atmosfera. Porto.

28 de março, 21h30 - Apresentação de Segredos da Maçonaria Portuguesa de António José Vilela. Biblioteca de Vila Franca de Xira

29 de março, 18h00 - Apresentação de Vitória de Inglaterra de Isabel Machado. Com presença da autora e de um orador convidado, prof. Dr. Paulo Morais-Alexandre

O Bibliotecário - A. M. Dean [Opinião]

Título: O Bibliotecário
Autor: A. M. Dean
N.º de Páginas: 404
PVP: 17.90€

Inspirado em factos reais
Publicado em mais de 15 países

A antiga Biblioteca de Alexandria, um dos maiores tesouros da História, desapareceu sem deixar rasto.
Que mistérios escondia? Qual o verdadeiro poder dos livros da antiguidade?

"O Bibliotecário" é um romance rico e aliciante, baseado numa pesquisa histórica profunda. A história envolve um dos tesouros da Antiguidade e passa-se numa série de cenários exóticos e marcados pelo mistério, mantendo o suspense até ao último momento.
Arno Holmstrand, um reputado académico, deixa um conjunto de pistas à jovem professora universitária Emily momentos antes de ser assassinado. Esta inicia então uma busca tão inesperada quanto perigosa: a localização da biblioteca perdida de Alexandria. Durante sete séculos, o edifício guardou o maior património cultural e científico da Antiguidade. O mundo julga esse tesouro perdido para todo o sempre, mas as evidências levam Emily a questionar a história…

A minha opinião: 
Tendo como ponto de partida a Biblioteca Perdida de Alexandria, A.M.Dean conseguiu escrever um livro perfeito. Capítulos curtos, sempre com suspense entre eles e foi buscar um tema bastante interessante e que, ao longo dos séculos, tem criado sempre novas teorias. Será que a Biblioteca de Alexandria desapareceu mesmo? E onde poderá estar? Será que ardeu como foi sempre considerado? O seu desaparecimento continua a ser um dos grandes mistérios da antiguidade...

Quando o professor vedeta do departamento de História, Arno Holmstrand é assassinado no próprio gabinete, a sua ex-aluna, Emily Wess, apesar de lamentar a sua morte, nunca irá imaginar que terá de guardar um grande segredo.

A mudança na vida desta professora universitária está prestes a acontecer. Arno, guardava consigo o maior segredo, o mais importante, aquele que lhe dava poder e contava que a sua vida estava a chegar ao fim. Por isso mesmo, deixa todo o seu legado para Emily, uma aluna brilhante, que se estava a tornar numa professora também brilhante. A sua esperança é que esta seguisse as pistas que lhe deixou antes de morrer e partisse para a descoberta do que muitos há muitos anos desejam: a biblioteca perdida de Alexandria.

Venerando Arno, Emily nem hesita quando descobre a missão que lhe está destinada. Numa viagem desenfreada pela busca da biblioteca acompanhamos Emily por Oxford, a Alexandria e a Istambul. Três locais plenos de conhecimento e de antiguidade.

Mas Emily não está sozinha. Desconhecendo que está a ser seguida pelo denominado Conselho, um grupo que tenta há muito descobrir onde se encontra a biblioteca perdida. E tudo fazem para o descobrir, matando todos os que sabem alguma coisa em relação à mesma. São eles os assassinos de Arno e de outros crimes cometidos na mesma altura.

Gosto de livros assim, que nos tragam conhecimento de uma forma leve, mas precisa. Livros que nos fazem querer descobrir novos lugares e vivenciar as aventuras da protagonista. Gosto de livros que me façam querer saber mais, investigar mais. E este é um deles.



terça-feira, 25 de março de 2014

John Verdon, autor em ascensão: Vem aí Deixa Dormir o Diabo, novo caso protagonizado pelo detetive Dave Gurney

Título: Deixa Dormir o Diabo
Autor:
John Verdon
Tradução: José Lima Ferreira
Págs.: 480
Capa: mole
PVP: 16,60 €

Pode dizer-se que o americano John Verdon é um autor sénior em ascensão. Estreou-se na escrita aos 68 anos, com o thriller Pensa num Número, que a Porto Editora publicou em 2011, e alcançou enorme sucesso internacional. Mais tarde, publicou Não Abras os Olhos, outro grande êxito mundial. Hoje, está editado em 26 países e acaba de  lançar um novo livro. Deixa Dormir o Diabo chega às livrarias portuguesas a 4 de abril e, à semelhança dos dois livros anteriores, é protagonizado pelo detetive Dave Gurney.
A crítica tem sido unânime: em três espantosos thrillers, John Verdon dá a conhecer três brilhantes assassinos e um notável detetive. Esta nova obra, Deixa Dormir o Diabo, possui «um enredo genial» (New York Journal of Books) e tensão «palpável em todas as páginas» (Publishers Weekly).
Apesar de já ter mais de 70 anos, John Verdon é, sem dúvida, um autor em ascensão.

Sinopse:
David Gurney, um ex-detetive da Polícia de Nova Iorque, aceita encontrar-se com uma jovem que está a realizar um documentário sobre o Bom Pastor. Uma década atrás, uma série de assassinatos fizeram deste serial killer notícia de primeira página. Mas os crimes pararam, sem que ninguém tenha percebido porquê. Para o FBI este era um caso arquivado, até que Gurney descobre elementos que a investigação inicial tinha desprezado e arrisca a própria vida para encontrar o Bom Pastor, transformando-se no próximo alvo do assassino.
Dave Gurney sabe que está perante um homem perigoso e inteligente … um diabo que despertou.


Sobre o autor:
John Verdon trabalhou durante vários anos como diretor criativo em agências de publicidade de Manhattan. Atualmente vive numa pequena localidade, nas montanhas do Norte do estado de Nova Iorque, onde se dedica à escrita a tempo inteiro.
Os seus romances anteriores – Pensa num Número e Não Abras os Olhos – figuram no catálogo da Porto Editora.

Mais informações em www.johnverdon.net

Imprensa:
Um enredo genial que nos conduz a um final surpreendente. A tensão e as situações enigmáticas criadas ao longo da narrativa fazem deste livro um exemplo do suspense perfeito.New York Journal of Books
A tensão é palpável em todas as páginas de uma história que equilibra na perfeição a personalidade complexa de Gurney e um quebra-cabeças intrincado. Publishers Weekly
É sempre um prazer observar uma mente a destrinçar um enigma. New York Times


Lançamento de «Quem Tem Medo de Frankenstein», de Clara Queiroz - Quinta-feira, às 18h30


Porto Editora: Apresentação de "A Sétima Porta", de Richard Zimler



Resultado do passatempo O Ano em que Não Ia Haver verão + Doce tiaMinda

Obrigada a todos que participaram no passatempo "O Ano em que não ia haver verão" realizado pelo Marcador de Livros, em conjunto com a tiaMinda, Tradições Gourmet

O feliz contemplado com um exemplar do livro é:
Jorge Martins - Castelo de Paiva


Além do seu nome figurar no blogue, o contemplado foi ainda avisado através de email.

Um Gato, Um Chapéu e um Pedaço de Cordel - Joanne Harris [Opinião]

Título: Um Gato, Um Chapéu e um Pedaço de Cordel
Autor: Joanne Harris
N.º de Páginas: 336
PVP: 16,90€

Sinopse:
«As histórias são como bonecas russas: abrem-se e em cada uma encontra-se uma nova. As histórias neste livro são um pouco assim. Embora ao princípio não pareçam estar relacionadas, os leitores descobrirão que elas estão ligadas de várias maneiras, umas com as outras e também com os meus romances. Para mim, as histórias são como mapas de mundos ainda por descobrir. Espero que estas vos levem a avançar um pouco mais por esse território inexplorado.» Joanne Harris 

Crianças de vida difícil e coração vibrante, fantasmas domésticos, velhas senhoras em busca de aventura, uma paixão impossível sob os céus de Nova Iorque, a improvável magia de uma sanduíche, as extravagâncias a que a saudade obriga…
O universo romântico, místico e sempre especial de Joanne Harris está de volta em dezasseis histórias que são como bombons: deliciosas, tentadoras e irresistíveis.

A minha opinião: 
Para quem é meu seguidor no blogue sabe que os livros de contos não são o que gosto mais de ler, mas Joanne Harris consegue encantar com qualquer género literário.

Todos os seus contos têm um quê de magia, de sabedoria e de diversão que me fizeram saborear cada uma das histórias e parar para reflectir sobre cada uma delas.

Um gato, um Chapéu e um Pedaço de Cordel surgiu de uma pergunta banal de um entrevistador: se naufragasse e fosse dar a uma ilha deserta, que três coisas levaria? Desta pergunta nasceu um livro fantástico onde Harris transporta algumas histórias relatadas em outros livros e que neste ganham uma outra vida ou uma continuidade.

Uma dessas histórias é a de duas velhas senhoras, Faith e Hope que vão relatando as suas vivências enquanto utentes de um lar de terceira idade. Essa história vem do livro Danças & Contradanças e fez-me ganhar vontade de o ler. Adorei estas duas idosas, as histórias pessoais de cada uma e as intrigas que vão passando no lar. Harris dá-lhes dois contos neste livro, mostrando que também devem ser das suas personagens preferidas.

Mas Um Gato, Um Chapéu e um Pedaço de Cordel tem muito mais histórias como a de quatro miúdos do rio que vivem praticamente sozinhos, que ganham o pão para se alimentarem a divertirem turistas. Dos quatro, uma é uma rapariga destemida que muito me impressionou. O consumismo do Natal; o contacto entre mãe e filho através das redes sociais, uma relação de amor, que se sabe praticamente através do Twitter; até um café peculiar, situado numa estação, sujo, desrespeitador de todas as regras sanitárias, mas que é procurado, todos os dias, por um romancista, que ganha inspiração para o seu novo livro.

Este é por um conjunto de histórias diversificadas, desde a fantasia, às assombrações, ao amor, à amizade.

Um livro bom.




Novidade Asa: Um mistério na Roma Antiga - A Informadora

Título: A Informadora
Autor: Lindsey Davies
N.º de Páginas; 400
PVP 17,50€
E-book 12,99€

Inspirado em factos reais, um crime na Roma Antiga, uma viagem no tempo que nos permite ver o mundo antigo, sob a perspectiva de uma mulher.

Sobre o livro:
Roma, ano 89 DC. As regras ditam que uma mulher deve ser submissa e modesta. Não deve levantar a voz, vestir roupas extravagantes, sair à noite, beber ou desafiar a autoridade… e muito menos envolver-se em assuntos criminais.
Flávia Albia contraria todas estas normas (e mais algumas). Vive sozinha na zona boémia de Roma, cultiva amizades pouco recomendáveis e não se coíbe de lutar pelos seus direitos. Filha de um detetive, Flávia decidiu desde cedo seguir os passos do pai. Mas a investigação é uma profissão masculina. Para ser respeitada, ela sabe que terá de ser a mais rápida, a mais perspicaz, a melhor.
Flávia é a única a reparar que o número de mortes inexplicáveis tem vindo a aumentar na cidade. Por não terem ligação entre si nem indícios de violência, não levantaram suspeitas. As denúncias de Flávia são ignoradas pelas autoridades, que estão demasiado ocupadas com a organização dos Jogos de Ceres, o momento alto do ano. E até mesmo a própria Flávia, distraída com a perspetiva de um novo romance, não vê que a morte está demasiado perto de casa…


Sobre a autora:
Lindsey Davis nasceu em Birmingham, Reino Unido, e estudou Literatura Inglesa em Oxford.
Os seus romances policiais passados na Antiguidade Clássica granjearam-lhe fama mundial e diversos prémios literários, nomeadamente o Crimewriters’ Association Dagger, o Ellis Peters Historical Dagger e o Sherlock Award. Em 2009, a cidade de Saragoça atribuiu-lhe o Prémio internacional pela sua carreira de escritora histórica. Graças à notoriedade que Roma ganhou com a sua obra, a cidade honrou-a com o Premio Colosseo, em 2010.
Em 2011 foi distinguida com o prémio de carreira Cartier Diamond Dagger pela Crimewriters’ Association.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Apresentação do livro A Desumanização

O Dia Mundial da Poesia, no dia 21 de Março, deu o mote para que Valter Hugo Mãe se deslocasse à Biblioteca Municipal Poeta Joaquim Monteiro, em Marco de Canaveses, para apresentar o seu novo livro A Desumanização.
Aproveitei ainda para conhecer pessoalmente o escritor marcoense Carlos Magalhães Queirós, cujos livros já dei a opinião aqui no blogue.
Com uma conversa informal, respondendo a todas as perguntas feitas pelos leitores presentes, Valter Hugo Mãe mostrou-se uma pessoa acessível e com uma história de vida por vezes caricata.
Sobre os livros e escritores que proliferam disse "Um livro só se levanta do comezinho se nele houver poesia. Um texto sem poesia é um relato. E isso não é literatura."
"A literatura está na arte de se dizer"
Claro que não me podia ir embora sem tirar a fotografia da praxe e sem levar os meus livros assinados. Resta-me pegar no seu último livro, que não li, e esperar que seja tão bom como o primeiro que li dele.