sábado, 21 de março de 2015

No Dia Mundial da Poesia, Carina Portugal lança Poesia Dispersa

Para celebrar o Dia Mundial da Poesia a autora Carina Portugal  preparou o 3.º e-book da série chamada "Poesia Dispersa".
O livro está disponível para download gratuito aqui para quem quiser ler.
O muito obrigada à autora por disponibilizar a sua poesia gratuitamente.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Porto Editora: "Fantasia para dois coronéis e uma piscina", de Mário de Carvalho

Título: Fantasia para dois coronéis e uma piscina
Autor:
Mário de Carvalho
Págs.: 240
PVP: 14,40 €

A Porto Editora publica, a 27 de março, Fantasia para dois coronéis e uma piscina, de Mário de Carvalho, romance agraciado com o Prémio PEN Clube Português Ficção 2003 e com o Grande Prémio de Literatura ITF/DST.
Neste livro, protagonizado por dois coronéis reformados do Exército, ex-combatentes da Guerra Colonial, Mário de Carvalho faz, como nos tem vindo a habituar, uso da sátira para promover uma reflexão sobre a sociedade portuguesa do início do século XXI – questionando mesmo, no final do livro, se «Há emenda para este país?». Sobre Fantasia para dois coronéis e uma piscina, o crítico literário Pedro Mexia escreveu: «foi provavelmente o melhor romance português publicado em 2003. […] Coisa rara na ficção portuguesa, cada página provoca o desejo da releitura: mas da releitura imediata, para saborear a prosa, a graça e a inteligência. Este é um livro brilhante, com momentos geniais. Portugal não tem uma dezena de escritores assim. Por favor, estimem-nos.»

Sinopse:
Dois coronéis discutem Portugal à beira duma piscina, num monte alentejano. Nada lhes escapa. Duas mulheres mostram-se, em tudo, contrárias entre si. Um jovem vedor de água e jogador de xadrez, de muito bom feitio, arroja-se por essas carreteiras no seu estafado Renault 4. Um tio misógino aconselha sabiamente o sobrinho. Soraia Marina, capitosa cantora pimba, embala as almas simples. Gil Vicente e o pote de Mofina Mendes também marcam presença. E um narrador curioso intervém com as suas perspicazes considerações, sob o olhar sempre atento de um mocho e de um melro, que assistem e, às vezes, comentam.

Sobre o autor:
Mário de Carvalho nasceu em Lisboa em 1944. O seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera, causou surpresa pelo inesperado da abordagem ficcional e pela peculiar atmosfera, entre o maravilhoso e o fantástico. Desde então, tem praticado diversos géneros literários, percorrendo várias épocas e ambientes, sempre em edições sucessivas. Nas diversas modalidades de Romance, Conto e Teatro, foram atribuídos a Mário de Carvalho os prémios literários portugueses mais prestigiados (designadamente os Grandes Prémios de Romance, Conto e Teatro da APE, o prémio do Pen Clube e o prémio internacional Pégaso). Os seus livros encontram-se traduzidos em várias línguas.


BOOKSMILE: James Patterson, o autor mais bem-sucedido da última década, é bué cómico!

“Nobel? Nah. Deixo isso para os outros, quero é pôr os miúdos a ler.” Quem o diz é James Patterson e explica na perfeição qual a missão de vida do autor americano, considerado o mais bem-sucedido da última década! Este ano, Patterson já doou 1,25 milhões de dólares a bibliotecas escolares e ofereceu 100 mil exemplares do seu mais recente livro infantojuvenil para serem distribuídos pelas escolas mais carenciadas nos EUA.

Conseguir com que os miúdos ganhem o gosto pela leitura é «mais difícil do que ganhar um nobel», acredita Patterson. Mas, a verdade é que os seus livros, destinados ao público infantojuvenil, têm seguido exatamente as mesmas pisadas do que os livros para adultos e jovens adultos: são todos bestsellers.

E, não há nada que James Patterson não faça para chamar a atenção dos miúdos. Espreite o site de James Patterson, veja os booktrailers dos livros infantis, e descubra porque o autor mais bem-sucedido em todo o mundo, com 360 milhões de livros vendidos, não tem, pese o estatuto, qualquer pudor em revelar o seu lado mais... infantil.

Foi com a coleção Escola: Os Piores Anos da Minha Vida, também publicada em Portugal pela Booksmile, que James Patterson se iniciou no fantástico mundo da escrita para o público mais difícil de conquistar. Seguiu-se a série Eu Cómico (22 mil exemplares vendidos em Portugal) cujo terceiro volume já chegou às livrarias nacionais: Eu Cómico 3: Eu Mega Cómico (Booksmile l 328 pp I 15,49€).

Esta é a terceira aventura de Jamie Grimm, o rapaz que, preso numa cadeira de rodas, continua em busca do seu sonho: fazer stand-up comedy e vencer o concurso de «O Miúdo Mais Cómico do Mundo». Já todos sabem que o miúdo é cómico. E ele até já mostrou que consegue ser bué cómico. Mas será Jamie Grimm capaz de ser mega cómico?

Mal consigo acreditar que eu, Jamie Grimm, consegui chegar à final do concurso «O Miúdo Mais Cómico do Planeta». Em Hollywood! A competição é feroz, os concorrentes usam todos os trunfos que podem — até aqueles mais sujos — e no meio disto tudo a minha cidade foi arrasada por um furacão. Mas não há nada que uma boa gargalhada não resolva.

Agora, mais do que nunca, tenho de ganhar este concurso e provar que consigo ser MEGA CÓMICO! Não acreditas? Pega neste livro e vais chorar de tanto rir!

Sobre o autor:
James Patterson já criou mais personagens inesquecíveis do que qualquer outro escritor da atualidade. É o autor dos policiais Alex Cross, os mais populares dos últimos vinte e cinco anos dentro do seu género. Entre os seus maiores bestsellers estão também as coleções Private: Agência Internacional de Investigação, The Women's Murder Club (O Clube das Investigadoras) e Michael Bennett.
James Patterson é o autor que mais livros teve até hoje no topo da lista de bestsellers do New York Times, segundo o Guinness World Records. Desde que o seu primeiro romance venceu o Edgar Award, em 1977, os seus livros já venderam mais de 360 milhões de exemplares.
Patterson escreveu também diversos livros para leitores jovens e jovens adultos, de grande êxito, entre os quais estão as séries Confissões, Maximum Ride, Escola e Eu Cómico.
Em Portugal, James Patterson é publicado pela Topseller (adulto e jovem adulto) e pela Booksmile (juvenil).


Novidade Bertrand: Porque fazemos o que fazemos

Título: Porque fazemos o que fazemos – Bons Hábitos
Autor: Jeremy Dean
Género: Psicologia
Tradutor: C. Santos
N.º de páginas: 248
Data de lançamento: 20 de março
PVP: 16,60€

A anatomia do hábito, os hábitos quotidianos e as suas mudanças são os principais pontos abordados por Jeremy Dean neste «guia acessível e informativo sobre como ter o controlo da nossa vida.» Publishers Weekly
Passamos, pelo menos, um terço da nossa vida em piloto automático; mas a verdade é que não temos de ser dominados pelos nossos hábitos – é possível controlá-los. Com base nos estudos e pesquisas mais recentes, Jeremy Dean explica-nos por que motivo é tão difícil criar hábitos aparentemente simples e mostra-nos como ter mão nas rotinas do nosso cérebro, de modo a conseguirmos com que as mudanças que pretendemos não sejam passageiras. Porque Fazemos o que Fazemos mostra que é possível controlar os nossos hábitos e tornarmo-nos mais felizes, criativos e produtivos.
«Sensível e muito fácil de ler… De longe, uma das leituras mais úteis deste ano.» The Bookseller

Sobre o autor:
Licenciou-se em Direito e, após uma carreira na indústria da Internet, iniciou os estudos em Psicologia, tendo, neste momento, terminado o terceiro doutoramento na University College London. Fundou, em 2004, o site PsyBlog, vencedor de um MERLOT Award por excelência como plataforma pedagógica.
http://www.spring.org.uk/about-this-blog
«Mudar demora muito mais do que imaginamos – não existem curas de menos de 30 quilos em 30 dias –, mas, se seguirem as indicações de Dean, os leitores terão uma oportunidade real de estabelecerem novos padrões que os deixem felizes.» Kirkus Reviews
«Um livro lúcido e muitíssimo útil, do início ao fim.» Brain Pickings


Novidade D. Quixote: Pensamentos de Santa Teresa de Jesus

Título: Pensamentos de Santa Teresa de Jesus
Autor: Longinos Solana Saenz
Prefácio: José Carlos Seabra Pereira
PVP: 14,90€
N.º de Páginas: 128

Compilação das melhores reflexões de Santa Teresa de Jesus, conhecida também por Teresa d’Ávila, no momento em que se assinalam os 500 anos do seu nascimento.

Ao longo da sua obra reside o desvendamento da “verdadeira oração” e dos meios para a ela aceder, através de uma cândida e eficiente linguagem figurada. Tão assiduamente poética na forma do conteúdo e na forma da expressão da sua prosa testemunhal e reflexiva, Teresa d’Ávila não se coíbe de sugestões críticas (ou mesmo de denúncias ético-sociais) e sobretudo de alusões irónicas a atitudes e contradições no seio das sociedades cristãs e das instituições eclesiais.

Um livro de pensamentos que pretende pôr os cristãos em contacto com a grande mestre e doutora que é Teresa de Jesus.

Sobre Teresa d’Ávila:
Santa Teresa de Jesus, nasceu na cidade de Ávila, Espanha, a 28 de Março de 1515 (m. 1582), foi uma religiosa, Carmelita, mística e escritora, no século XVI. Doutora da Igreja Católica é um dos expoentes máximos do espiritualismo cristão.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Coolbooks - "O falhado", de João Reis

Título: O falhado
Autor:
João Reis
Formato: e-wook
N.º estimado de páginas: 48
PVP: 2,99 €

«Sou tão falhado que tive de nascer de cesariana»: João Reis apresenta-nos, em O falhado, uma divertida história cujo protagonista é um homem pouco bafejado pela sorte, nascido numa família às avessas. A obra já está disponível em coolbooks.pt e na livraria virtual wook.pt. Homem mesquinho com ganas de megalomania, narra-nos na primeira pessoa a sua história e todos os episódios constrangedores que o marcaram, desde o bullying que sofreu na escola aos embaraços nas aulas de Educação Física, passando pela angústia de se sentir um génio desprezado e pela incapacidade no campo amoroso.
Este é um relato ficcional de um homem que podia ter sido mais, mas que se resignou, acabando por se envolver em esquemas de vão de escada com resultados que têm tanto de trágicos quanto de cómicos.
Deste autor, que traduziu para português obras de escritores como Knut Hamsun ou o Nobel Halldór Laxness, a Coolbooks já havia publicado, em setembro, Os quatro pontos corporais.

Sobre o autor:
João Reis nasceu em Vila Nova de Gaia em 1985. Cursou Medicina Veterinária, mas foi em Filosofia que se licenciou. Em 2010, cofundou a Eucleia Editora, na qual exerceu o cargo de editor até 2013, altura em que a empresa passou para outras mãos. Atualmente, é tradutor freelance de Sueco, Norueguês, Dinamarquês, Islandês e Inglês, tendo traduzido obras de diversos autores, incluindo Halldór Laxness, Knut Hamsun, Hjalmar Bergman, entre outros, colaborando com várias editoras portuguesas. Desde 2012, trabalhou e residiu na Noruega, Suécia e Inglaterra, onde, sem pruridos quanto ao trabalho, exerceu várias profissões, desde empregado de armazém a chefe de cozinha.




Apresentação de livro "Crianças Felizes"


O Monstro de Monsanto - Pedro Jardim [Opinião]

Título: O Monstro de Monsanto
Autor: Pedro Jardim
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 280
Editor: A Esfera dos Livros
PVP: 16€

Sinopse:
Uma rapariga encontrada morta na floresta de Monsanto. Um delicado vestido azul a cobrir o corpo. O cabelo cuidadosamente penteado. Uma máscara de papel branco com um poema de Florbela Espanca sobre o rosto. É este o cenário que Isabel Lage, inspetora da Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária, encontra no local do crime. A primeira vítima de um serial killer que não deixa pistas, que habilmente se move pela floresta e que parece conhecer todos os passos da polícia. Isabel está apostada em resolver este mistério e fazer justiça em nome das mulheres que morrem às mãos de um assassino frio e calculista. Mas todas as pistas levam a João, o seu antigo companheiro de patrulha, e com quem partilhou mais do que aventuras profissionais. Pedro Jardim, chefe de polícia com experiência em investigação criminal, traz-nos no seu romance de estreia um thriller empolgante e arrebatador que nos prende até à última página. Pode haver um monstro em qualquer um de nós...

A minha opinião:
Uma sinopse atrativa e a uma capa lindíssima fizeram com que quisesse ler este livro mesmo antes deste ir para as livrarias. O facto de ser um autor português que só tinha conhecimento de publicar obras infantis ainda me deu mais curiosidade em lê-lo.

Gosto de ler litetarura portuguesa, penso que a nova geração de autores está cada vez melhor, pelo menos tenho tido boas surpresas, e estava com enormes expectativas com o novo livro do Pedro Jardim.

O que à partida podia ser uma boa história, onde o autor relaciona os crimes a um fanático de Florbela Espanca, acaba por torná-la numa coisa sem sal, com pouco ritmo, onde a palavra monstro é explorada até à exaustão.

O Monstro de Monsanto não é apenas um, aquele que mata, mas todas as personagens que habitam o livro, todas elas são monstros para o autor, ou então feiticeiras, o que acabam por "enervar" quem lê o livro. E o assassino? Nem é o mais hábil leitor chega lá porque a personagem nunca é revelada no decorrer do livro, ou é uma personagem completamente secundarizada.



João e Isabel parecem formar a dupla perfeita. Apesar das picardias normais de uma dupla, funcionam bem e acabam por fazer sucesso num caso de um assalto a um banco e são bastante elogiados pelos seus superiores. No entanto, sem nada o fazer prever, João, num acesso de raiva, agride um superior seu e acaba por ser demitido do seu cargo de polícia e nunca mais é o mesmo. Isabel sofre profundamente com isso e tenta que ele recupere. Ao mesmo tempo, investiga o caso do monstro de Monsanto...
Até aqui não se percebe o porquê do surto de João. Será o monstro que habita nele????
O rapaz é esquizofrénico e os pais nunca diagnosticaram isso?

Os distúrbios de personalidade são uma constante neste livro o que fazem com que a leitura seja ainda mais difícil de digerir.

NASCENTE: A última lição de um professor


«No geral, todos sabemos que a vida é curta e preciosa. Ou, pelo menos, achamos que sabemos. Mas para David Menasche essa ideia era tudo menos “geral”. Apaixonado pela vida, pôs-se a caminho numa jornada heroica pelo país, determinado a visitar os seus alunos e a falar com eles (e a ouvi-los) acerca das verdadeiras prioridades da nossa existência.» - Elizabeth Gilbert, autora bestseller de Comer, Orar, Amar

A ÚLTIMA LIÇÃO DE UM PROFESSOR
O professor David Menasche tinha 34 anos quando lhe foi diagnosticado um tumor cerebral. Durante 6 anos submeteu-se a diversos tratamentos, na esperança de ultrapassar a doença. Até ao dia em que ficou paralisado de um braço e praticamente cego. Perdeu uma parte da memória e, pior, perdeu a capacidade de ensinar. Naquela que seria a decisão mais dolorosa da sua vida, abandonou o ensino e os seus alunos.

No entanto, convicto de que queria viver o tempo que ainda lhe restava com dignidade e autonomia, David Menasche interrompeu os tratamentos e partiu numa viagem inspiradora pelos EUA, levando apenas a sua bengala e, às costas, a sua mochila.

Acolhido por antigos estudantes seus, ultrapassou obstáculos, viveu experiências memoráveis, aprendeu lições de valor incalculável e tornou-se, ele próprio, um aluno. O cancro acabaria por vencer a batalha no dia 20 de novembro de 2014, mas ele nunca deixou, verdadeiramente, de viver. Veja e o ouça David Menasche na primeira pessoa, aqui. Visite o site oficial do livro, onde irá encontrar algumas das fotografias tiradas ao longo da viagem.

A história da viagem de David Menasche é contada em A Lista de Prioridades (Nascente l 224 pp l 15,98€), um livro inspirador já à venda em todo o país. O livro terá adaptação ao cinema pelos estúdios da Warner Bros e Steve Carell é o nome avançado para interpretar o papel de Davis Menasche.

Sobre o autor:
«O cancro não ia escrever o último capítulo da minha vida. Eu ainda conseguia escrever, muito obrigado! Decidi que ia interromper todos os tratamentos e fazer a viagem. Tinha descoberto a minha própria cura para o cancro: ser saudável, ser feliz e ter um objetivo.
Não importava quanto tempo eu duraria. Importava a forma como gastava o meu tempo. Já estava a imaginar-me a viajar por este magnífico país fora, experienciando os lugares que sempre quisera ver e visitar, com as pessoas que tanto tinham enriquecido a minha vida nos últimos 15 anos em que ensinei, pessoas que eu amava e que me amavam — os meus alunos. Não precisávamos de uma sala de aula para aprendermos uns com os outros. Contar-lhes-ia histórias e pedir-lhes-ia que me contassem as suas.»

Sucesso de vendas, A Lista de Prioridades é um livro que não vai deixar ninguém indiferente.



1089 é o novo livro RTP



Título: 1089 
Autor: Emílio Miranda
Editora: Marcador
Nº de Páginas: 496
PVP: 19,95€
À venda desde 17 de março
Ano de 1089. Uma nação em formação ergue-se na bruma do tempo, movida pelo forte e leal braço do povo, pelo arrojo de senhores feudais e pela fé nos ditames da Igreja e dos seus ministros. Num velho mosteiro, são muitas e sinceras as preces, mas também as manobras pela conquista do poder nesse novo território.

 O DESTINO DE UM POVO

1089 relata, de forma precisa, viva e cativante, os dias da fundação de Portugal tendo como palco central as terras de um mosteiro beneditino. E não deixa de fora relatos da ambição dos homens e, em particular, dos da Igreja, com os seus segredos e jogos de luz e sombra.

Sobre o autor:
EMÍLIO MIRANDA nasceu em Luanda, Angola, em 1966. Em 1975, fruto da guerra colonial, vem viver para o Norte de Portugal, de onde os pais são originários, mais concretamente para a aldeia de Lordelo, próxima de Vila Real, onde mais tarde passou a residir. É o contacto com esta nova realidade – de espaços abertos no verão e horizontes fechados nos longos invernos – que definitivamente o vai marcar. Uma realidade na qual conviveu com costumes como a matança do porco, a vindima e a pisa do vinho, com a agricultura regida por preceitos tradicionais. Foi com essa mistura mágica das práticas religiosas com as pagãs que também cinzelou esse território.


Esfera dos Livros: Não Queiras Ser Perfeita - Livro de Jéssica Athayde

«Aos 24 anos, depois de ter chegado ao meu limite e ter acabado num hospital, decidi fazer as pazes com o meu corpo e reaprender tudo o que sabia sobre alimentação, exercício físico e saúde emocional. Decidi mudar e optei por tornar-me mais saudável e forte, pois isso só depende de mim.»

Esta frase faz parte da introdução do livro de Jessica Athayde, que pretende mostrar que o mais importante na vida é sermos felizes. A autora partilha as suas escolhas, o seu caminho, aquilo que resulta consigo e que deseja que faça sentido para a sua vida.

Não queiras ser perfeita, mas faz o melhor por ti…” é um dos lemas de vida de Jéssica Athayde, uma frase que repete constantemente,  porque acredita que podemos fazer muito por nós tendo sempre em atenção aquilo que comemos, tratando do nosso bem-estar e sem nunca nos esquecermos de ser felizes!


Sinopse:
«Aos 24 anos, depois de ter chegado ao meu limite e ter acabado num hospital, decidi fazer as pazes com o meu corpo e reaprender tudo o que sabia sobre alimentação, exercício físico e saúde emocional. Decidi mudar e optei por tornar-me mais saudável e forte, pois isso só depende de mim. No entanto ser saudável não é sinónimo de 0% de gordura, abdominais definidos ou um peso-pluma, mas antes de um corpo forte e nutrido, que cuidamos e respeitamos, independentemente da sua forma. Descobri o poder dos alimentos e dos super-alimentos, o que os sumos verdes, a dança, a meditação ou os amigos podem fazer por mim. Se por um lado somos o que comemos, a verdade é que o corpo reflete o grau de movimento que lhe oferecemos. Depois de ter começado a ouvi-lo e a dar-lhe o que me pedia ganhei uma autoestima que desconhecia. Mas sermos responsáveis pela nossa saúde física e mental não é só comer bem e mexer o corpo; é cuidarmos dos nossos pensamentos, do nosso coração e da forma como eles se alinham. “Não queiras ser perfeita, mas faz o melhor por ti…” é um dos meus lemas de vida, uma frase que repito constantemente. Acredito que podemos fazer muito por nós se tivermos atenção àquilo que comemos, se tratarmos do nosso bem-estar, sem nos esquecermos de sermos felizes. Neste livro partilho as minhas escolhas, o meu caminho, aquilo que resulta comigo. E que espero que faça sentido também para ti.

Sobre a autora:
Jessica Athayde nasceu em 1985 e é atriz. Começou a sua carreira na série juvenil de grande sucesso, Morangos Com Açúcar e rapidamente passou para as telenovelas principais da TVI, estação com a qual mantém um contrato de exclusividade e onde trabalha há mais de 10 anos. No seu currículo contam-se trabalhos líderes de audiência como Ilha dos Amores, Flor do Mar, Doce Tentação e Destinos Cruzados e a peça de teatro Raparigas de Neil Labute. No seu blogue «Jessy James», Jessica Athayde partilha aquilo que a faz feliz, as suas viagens, as suas receitas, o seu dia a dia.

 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Regresso à Lagoa - José Filipe [Opinião]

Título: Regresso à Lagoa
Autor: José Filipe
Edição/reimpressão: 2015
N.º de Páginas: 247
Editor: Coolbooks
PVP: 6,99€

Sinopse:
Série policial em torno do investigador António Palma

Neste novo livro de José Filipe, voltamos a encontrar António Palma, antigo inspetor da Polícia Judiciária, que regressa à Lagoa de Óbidos para investigar um estranho acidente que causou a morte a um administrador de empresas públicas e antigo político.

A filha da vítima contrata Palma para encetar uma investigação sobre a abrupta aposentação do pai e a sua mudança para a calma vila da Foz do Arelho, no sentido de averiguar se existirá alguma relação entre estes factos e a sua morte. Quando Palma descobre no passado longínquo do administrador um mistério nunca desvendado, o seu principal objetivo passa a ser perceber se há relação entre esse passado e os acontecimentos recentes.

Regresso à Lagoa mostra-nos como um ato fortuito, num passado distante e num outro país, definiu de forma dramática a vida de várias pessoas até aos dias de hoje.

A minha opinião: 
Este é o primeiro livro que leio de José Filipe, portanto é a primeira vez que conheço o detective António Palma, antigo inspector da Polícia Judiciária que agora se dedica a ao trabalho de investigação privada.

Regresso à Lagoa, publicado pela Coolbooks, em formato ebook, é um polícial puro e duro, muito ao estilo de Francisco José Viegas. Com muito suspense, intriga, em que o passado se cruza com o presente e que se torna crucial para o desvendar do caso.

Neste caso, António Palma regressa à Lagoa de Óbidos, um local lindíssimo, para investigar um acidente de barco em que a filha da vítima suspeita que tenha sido algo mais. Depois de uma conversa com um local, a filha da vítima, (um antigo administrador de empresas públicas, e bastante rico) conclui que o pai pode ter sido assassinado pelo suposto amante da madrasta.

A investigação de António Palma leva-o a conhecer antigos amigos da vítima, ao seu passado de estudante e à sua vida de antes do 25 de Abril, mostrando uma vida completamente diferente da sua vida de então. Tudo isso vai servir para desvendar o crime e descobrir o assassino.

Uma história muito bem conseguida e de leitura viciante.

Recomendo.





Novidade 5 Sentidos: "Atraída", o novo romance de Sylvia Day

Título: AtraídaAutor: Sylvia Day
Tradução: Cláudia Ramos
Págs: 400
Capa: mole com badanas
PVP: 16,60 €

É uma notícia esperada por milhares de fãs em Portugal: Atraída, o novo romance de Sylvia Day, autora da série de sucesso Crossfire, que vendeu mais de 16 milhões de livros no mundo inteiro, chega às livrarias portuguesas a 27 de março.
Líder das principais listas de vendas internacionais, a série Crossfire, protagonizada por Eva e Gideon, era composta, até ao momento, pelos livros Rendida, Refletida e Envolvida. A 5 Sentidos também publicou, em 2014, Feitiço, uma obra que se enquadra fora desta série, mas em tudo próxima no que toca a momentos de enorme sedução.
Sylvia Day publicou em ebook, com grande sucesso, a série Crossfire, que despertou o interesse das maiores editoras internacionais.
Recentemente, os famosos estúdios Lionsgate adquiriram os diretos para adaptação à televisão. Atraída teve uma primeira tiragem, só nos Estados Unidos, de um milhão de exemplares.

Sinopse:
Para Gideon, eu sou um anjo, mas ele é o verdadeiro milagre na minha vida: é o meu guerreiro, arrebatador e ferido, tão determinado em acabar com os meus demónios como hesitante em enfrentar os seus. Os votos que trocámos deviam ter-nos unido mais do que tudo, mas, em vez disso, abriram feridas antigas, expuseram dores e inseguranças, e tiraram da sombra velhos inimigos. Sinto que ele me está a escapar; os meus maiores medos começam a tornar-se reais; o meu amor é testado de formas que nunca julguei conseguir suportar.
No melhor momento das nossas vidas, as sombras do passado invadiram e ameaçaram tudo aquilo por que tanto lutámos. Enfrentámos então uma escolha terrível: a familiar segurança das vidas que tínhamos antes de nos apaixonarmos ou a luta por um futuro que, de repente, parecia um sonho impossível e sem esperança.

Sobre a autora:
Sylvia Day é autora n.º 1 nas listas de bestsellers do New York Times e bestseller internacional de cerca de 20 romances premiados e publicados em mais de 40 países. Autora de eleição para seguidores de vários géneros, é bestseller em 27 países e conta já com dezenas de milhões de livros impressos em todo o mundo.
Os direitos para televisão da série Crossfire foram adquiridos pela Lionsgate.


Sessão de lançamento de «Piso 3, Quarto 313», de Fernando Correia



terça-feira, 17 de março de 2015

Conheça "Os Segredos do III Reich"

A Esfera dos livros publica Os Segredos do III Reich. Uma obra escrita por Guido Knopp, jornalista especializado em História alemã, que faz revelações neste livro de muitos dos segredos até agora desconhecidos do III Reich, que durou apenas doze anos, mas que marcou profundamente a História alemã e mundial.

É um livro a que nos dá a conhecer: as verdadeiras origens familiares de Hitler, sobre as quais se criou um mito; a proveniência do dinheiro que permitiu ao Führer financiar as suas campanhas e sustentar uma vida de luxo; os mistérios sobre as suas mulheres; as lendas que envolvem a história de Erwin Rommel, ou a vida privada de Himmler, as suas fantasias, os crimes por si cometidos e a sua enigmática morte, entre outras.

É uma obra que nos permite compreender melhor o fenómeno do nazismo e a tragédia da Segunda Guerra Mundial.

Sinopse:
O III Reich durou apenas doze anos, mas marcou profundamente a História alemã e mundial. Nas últimas décadas muito se tem descoberto sobre este regime que semeou o terror e a morte por toda a Europa. Mas muito estava ainda por desvendar. Guido Knopp, jornalista especializado em História alemã, revela-nos neste livro muitos dos segredos do III Reich desconhecidos até agora. As verdadeiras origens familiares de Hitler, sobre as quais tentou criar um verdadeiro mito; a proveniência do dinheiro que permitiu ao Führer financiar as suas campanhas e sustentar uma vida luxuosa; ou os mistérios sobre as suas mulheres, uma história que começa com a estranha morte da sua sobrinha e termina com o suicídio de Eva Braun. Mas também outras figuras do regime estavam envoltas em mistério: as lendas que envolvem a história de Erwin Rommel, as mentiras a partir das quais Albert Speer construiu a sua biografia de «bom nazi» ou a vida privada de Himmler, as suas fantasias, os crimes por si cometidos e a sua enigmática morte. Um livro indispensável para compreender melhor o fenómeno do nazismo e a tragédia da Segunda Guerra Mundial.

Sobre o autor: 
Guiddo Knopp (1948) trabalhou como jornalista nos jornais Frankfurter Allgemeinen Zeitung e Welt am Sonntag. Desde 1984 dirige a secção de História Contemporânea da ZDF, a segunda cadeia da televisão estatal alemã. Recebeu os prémios Jacob-Kaiser-Preis, o Europäischen Fernsehpreis (Prémio Europeu de Televisão), o Telestar, o Deutschen Fernsehpreis, la Bundesverdienstkreuz e o Emmy internacional. É autor de um grande número de livros sobre Hitler e sobre o III Reich.

 






Homenagem colectiva a José D'alexandre


Título: Gosto desta terra e destas mãos
Autor: José D’alexandre
N.º de Páginas: 256 
PVP: 26,5 €
Género: Não Ficção
Nas livrarias a 18 de Março
Guerra e Paz Editores | Predicado

Sinopse:
Gosto desta terra e destas mãos é uma homenagem colectiva a um artista plástico cuja assinatura pouco mais além foi do seu distrito de residência (Santarém-Mação). Porque não quis “pôr-se em bicos de pés” e se marimbou para os “mercados”, a sua obra é aqui revista de modo a equilibrar a sua quase indiferença em mostrá-la em vida. No seu conjunto, a obra de José D’alexandre (assim, a assinatura) apresenta uma estética muito mais abrangente (ou nacional, digamos assim) que a região onde nasceu e viveu a última fase da sua vida. “É uma linguagem pessoal e por ela nos chegaram essas imagens dentro das imagens que frequentemente encontramos nas suas telas; uma pintura de narrativas”, descreve o pintor Mário Tropa no seu depoimento nesta homenagem. Mas neste livro também se quis mostrar o homem-artista numa biografia breve de 54 anos e através da correspondência particular com o organizador, do tempo em que o correio postal era motivo maior para surpresas manuscritas ou dactilografadas com ilustrações. Tem a curiosidade acrescentada pela passagem entre a antiga forma de correspondência e a actual (e-mail) que é também aqui reproduzida. A presente homenagem, subtitulada memória gráfica, tem o objectivo maior, como acima dito, de “expor” o seu trabalho estético que além destas páginas inclui suporte digital anexo à edição. Procurou-se evitar tanto quanto possível a “literatura”, de modo que toda a atenção incidisse sobre o artista e seu trabalho plástico.

Sobre o autor:
Nasceu a 5 de Janeiro de 1958, em Mação. Formou-se em Arquitectura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa e frequentou o atelier de pintura da Cooperativa AR.CO, na secção de Lisboa. Bancário de profissão, à semelhança de Paul Gauguin, entendia que “diante do seu cavalete, o pintor não é escravo nem do passado, nem do presente: nem da natureza, nem do seu vizinho” (Paul Gaugin, Paleios de Borra-Tintas, & etc., Lisboa: 1993). Expôs individual e colectivamente em Mação, Abrantes, Amadora e Lisboa. Fez cenografia para teatro e ilustrou capas para o Movimento de Escritores Novos e para a editora & etc. Desenvolveu também trabalho na área da fotografia e vídeo.