sexta-feira, 24 de julho de 2015

Dia 28...


Viagem Literária vai até Castelo Branco

Depois de Bragança, Vila Real, Viseu e Guarda, a Viagem Literária segue para a quinta etapa e desce até à Beira Baixa. A paragem em Castelo Branco está marcada para dia 1 de agosto, às 21:30, no Cine-Teatro Avenida e promete, à semelhança das conversas anteriores, encher a casa à boleia de dois grandes autores internacionais: o angolano José Eduardo Agualusa e a escritora espanhola Rosa Montero.
A condução desta passagem por Castelo Branco está nas mãos, como sempre, do jornalista João Paulo Sacadura. Na bagagem estarão certamente temas da atualidade, os livros e a literatura, e também as viagens protagonizadas por estes dois escritores. Uma conversa de noventa minutos em que há ainda espaço para as questões da plateia e para as habituais sessões de autógrafos.

José Eduardo Agualusa nasceu na cidade do Huambo, em Angola, a 13 de dezembro de 1960. É jornalista. Viveu em Lisboa, Luanda, Rio de Janeiro e Berlim. É autor de vários livros, entre os quais A Conjura, vencedor do Prémio Revelação Sonangol, Nação Crioula (romance vencedor do Grande Prémio de Literatura RTP), Fronteiras Perdidas (Grande Prémio de Conto da APE), O Ano Que Zumbi Tomou o Rio, O Vendedor de Passados e o mais recente O Livro dos Camaleões.

Rosa Montero nasceu em Madrid em 1951 e estudou Jornalismo e Psicologia. Desde 1976 que colabora em exclusivo com o jornal El País, tendo obtido em 1980 o Prémio Nacional de Jornalismo e em 2005 o Prémio Rodríguez Santamaría de Jornalismo, como reconhecimento dos méritos de toda a sua carreira profissional. A sua vasta obra de romancista está traduzida nas mais diversas línguas, sendo considerada uma figura central da literatura espanhola contemporânea.

Depois da sessão com José Eduardo Agualusa e Rosa Montero, a Viagem Literária segue o seu percurso, descendo até Portalegre. Nesta sessão, marcada para 20 de setembro, marcam presença Teolinda Gersão e Valter Hugo Mãe.
Até setembro de 2016, esta iniciativa vai percorrer mais 11 capitais de distrito e as duas capitais das Regiões Autónomas, levando os escritores ao encontro dos seus leitores, contribuindo para a descentralização e democratização do acesso à cultura. Em cada cidade estarão à conversa dois escritores, com moderação do jornalista João Paulo Sacadura. Os espaços em que decorrerão as sessões serão, preferencialmente, os teatros municipais, por forma a permitir a participação de centenas de leitores, e os bilhetes serão gratuitos.
A “Viagem Literária” tem espaços próprios de contacto com o grande público: no site da Porto Editora, no Facebook e no Instagram.


Coolbooks - Uma viagem pelo sudeste asiático

Título: Direções
Autor: Tiago Rendeiro de Matos
Formato: e-wook
N.º páginas (estimado): 160
PVP: 4,99 €

O primeiro livro de viagens publicado pela Coolbooks está disponível a partir de hoje em coolbooks.pt e na livraria virtual wook.pt. Direções, da autoria de Tiago Rendeiro de Matos, é o relato de uma extraordinária viagem por seis países no sudeste asiático.
Com o “gene do viajante” presente desde que se lembra, Tiago Rendeiro de Matos sempre sentiu a atração pela aventura de descobrir mundos desconhecidos. Direções, ilustrado com fotografias tiradas pelo autor, transmite paisagens deslumbrantes, tradições inspiradoras, peripécias resultantes do choque de culturas e, sobretudo, lições aprendidas com as pessoas, simples e gentis, que o levam a questionar uma forma de encarar o mundo tantas vezes sentida como a única via certa.
O maior desejo do autor é que «este livro sirva tanto para saciar a curiosidade das mentes mais inquietas, como para estimular a vontade de sair à descoberta deste nosso mundo, cheio de locais mágicos e únicos como os que se encontram nestas páginas, em busca de direções».

Sobre o autor:
Tiago Rendeiro de Matos nasceu numa sexta-feira de 1986 e da última vez que consultou o horóscopo era Sagitário.
Cresceu em Viana do Castelo antes de se mudar para o Porto, cidade que o adotou desde 2004 e onde se formou em Direito. Em 2013, depois de terminar o estágio de advocacia, decidiu aventurar-se e experimentou um novo desafio profissional em Macau. No mesmo ano, realizou a viagem que o levou a escrever este livro. Atualmente, reside em Lisboa, mas pondera declarar-se nómada no próximo recenseamento por convicção e para deixar de receber publicidade não endereçada no correio.


quarta-feira, 22 de julho de 2015

Apresentação do livro «As Noivas do Sultão», de Raquel Ochoa


Cidades de Papel - O Filme

Não sou crítica de cinema, nem percebo nada da área, mas o facto de vir falar sobre o filme Cidades de Papel deve-se unicamente ao facto de ter recebido gentilmente o convite da Editorial Presença para assistir à antestreia do filme baseado no livro de John Green.
Fui ver o filme sem quaisquer expectativas, já que não tinha lido o livro, mas fiquei genuinamente agradada. Não sei, por isso, se é completamente fiel ao livro, mas vale mesmo a pena vê-lo.
A história basicamente centra-se no amor platónico que Quentin  nutre pela sua vizinha Margo e quando ela desaparece misteriosamente ele parte à aventura, (a sua aventura a sério), para encontrá-la. A sua viagem termina numa cidade imaginária, criada pelos cartógrafos, e inseridas em mapas, para identificar com facilidade os plagiadores.
Fica agora a curiosidade em ler o livro.

Podem ver mais sobre o livro no site da Editorial Presença aqui

terça-feira, 21 de julho de 2015

Esfera dos livros: Sessões de autógrafos com Catarina Furtado



Novidade Oficina do Livro: Alguém está a esconder alguma coisa de Richard Belzer, George Noory e David Wayne

Título: Alguém está a esconder alguma coisa
Autor: Richard Belzer, George Noory e David Wayne
N. de Páginas: 282
PVP: 15,90€

Este é um daqueles casos em que a realidade ultrapassa a ficção. No dia 8 de março de 2014, um avião da Malaysia Airlines, com 239 pessoas a bordo, desapareceu durante um voo entre Kuala Lumpur e Pequim. O Boeing 777 nunca chegou ao destino. Porquê? Caiu? Onde? Ninguém sabe. Ou, se sabe, não diz.

Sucederam-se as teorias acerca do que teria acontecido, mas cada uma delas levantava ainda mais questões. O avião caiu no mar – então e não há destroços? Foi abatido por um míssil – e ninguém deu por nada? Houve uma emergência e os sistemas de comunicação falharam – e falharam todos, ao mesmo tempo?

Num mundo cada vez mais monitorizado, em que é difícil a um simples cidadão passar despercebido, um avião destes desaparece dos ecrãs do radar e ninguém no planeta sabe nada acerca do assunto? A única coisa que se sabe é que já passou muito tempo e todas as perguntas continuam sem resposta. A começar pela mais desconcertante: onde está o avião?

Este livro é sobre tudo aquilo que não bate certo nesta história.

Sobre os autores:
Richard Belzer é ator e comediante , mais conhecido pelo papel de John Munch, personagem que representou durante 21 anos nas séries policiais da NBC Departamento de Homicídios e Lei & Ordem: Unidade Especial. É também autor de vários livros na lista de best-sellers do New York Times.

George Noory é apresentador do programa de rádio Coast to Coast AM, que se ocupa de fenómenos que ficam por explicar. O programa é emitido em 600 estações e tem perto de três milhões de ouvintes por semana. Tem várias obras publicadas.

David Wayne faz jornalismo de investigação há mais de 25 anos e especializou-se na microanálise de acontecimentos mediáticos. É co-autor, com Richard Belzer, de vários livros.