quinta-feira, 16 de março de 2017

Palavras que mudaram o mundo: os mais dramáticos discursos de sempre

Título: Grandes Discursos da História
Autor: Henrique Monteiro
N.º de Páginas: 208
PVP: 16,00 €
Não Ficção/História
Nas livrarias a 22 de Março
Guerra e Paz Editores

Sinopse
De Platão a Obama, deixe-se guiar pela história ouvindo a voz dos seus grandes protagonistas, homens e mulheres que juntaram a mais sincera emoção à mais refinada arte oratória. Descubra o exemplo de não-violência de Gandhi, o espírito de resistência de Churchill, que prometia sacrifícios ao povo britânico para o livrar da barbárie nazi ou a indomável Passionaria, Dolores Ibárruri, gritando nas barbas dos fascistas: No Passarán!
Viva alguns dos momentos mais dramáticos e importantes da longa caminhada da humanidade. O mundo seria outro se o Sermão da Montanha não tivesse sido proferido, pregando a bondade entre os homens, ou se Urbano II se tivesse calado, abstendo-se de pregar as ignóbeis cruzadas. A história é assim feita de palavras – das que nos inspiram, mas também das que nos causam repulsa: importa conhecê-las.
Organizada por Henrique Monteiro, reconhecido jornalista e cronista, esta é uma selecção das melhores peças de oratória que séculos e séculos de luta política legaram à humanidade. Uma leitura necessária para um leitor informado.

Sobre o autor
Henrique Monteiro. 60 anos, é jornalista profissional há quase 40. Foi repórter em mais de 30 países, incluindo cenários de guerra em Moçambique, Angola e Irão. Foi ainda repórter político e parlamentar. É cronista, assinando desde 1990, na revista do Expresso, a coluna Cartas do Comendador; faz, desde 1995, comentário político no caderno principal do mesmo jornal e, desde 2011, comentários diários na sua versão digital.
É ainda comentador na SIC Notícias e na Rádio Renascença.
Foi subdirector do Expresso de 1995 a 2005 e depois disso director até 2011. Actualmente, é Director Geral Adjunto de Informação do Grupo Impresa, que inclui a SIC, o Expresso e a Visão, entre outras publicações.
Publicou cinco livros, entre os quais duas colectâneas das Cartas do Comendador e ainda os romances Papel Pardo, Toda uma Vida e O Repórter do Kiribati.


Sem comentários: